orçamento loja virtual em Ilhabela

Encontre orçamento loja virtual em Ilhabela na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Loja

Casa térrea.
Pavimento térreo de, uma casa.
Casa para venda de mercadorias.
Oficina.
Habitação assobradada, ao rés do chão.
Casa de associação maçónica.


Loja

Designação do ânus da cavalgadura.


Virtual

Que existe como faculdade, mas sem exercício ou efeito actual.
Possível; susceptível de se realizar.
Potencial.
Diz-se do foco de um espelho, determinado pelo encontro dos prolongamentos geométricos dos raios luminosos.


Ilhabela


Município da Estância Balneária de Ilhabela
"Capital Nacional da Vela"
Barcos velejandoBandeiraBrasãoHino
Fundação3 de setembro de 1805 (213 anos)
Gentílicoilhabelense
LemaIlhabela da princesa
Prefeito(a)Maria das Graças Ferreira dos Santos Souza (PSD)(2017 – 2020)
Localização
Localização da Estância Balneária de Ilhabela em São PauloEstância Balneária de Ilhabela Localização da Estância Balneária de Ilhabela no Brasil
23° 48' 54" S 45° 22' 14" O23° 48' 54" S 45° 22' 14" O
Unidade federativaSão Paulo
Região intermediária
São José dos Campos IBGE/2017 [1]Região imediata
Caraguatatuba-Ubatuba-São Sebastião IBGE/2017Região metropolitanaVale do Paraíba e Litoral Norte
Distância até a capital207 km[2]
Características geográficas
Área347,5 km² [3]
População32 197 hab. estatísticas IBGE/2015[3]
Densidade92,65 hab./km²
Altitudede 0 a 1378 m
ClimaTropical Aw
Fuso horárioUTC?3
Indicadores
IDH-M0,756 alto PNUD/2010[4]
PIBR$ 3 256 712 mil IBGE/2013[5]
PIB per capitaR$ 105 112,86 IBGE/2013[5]
Página oficial
PrefeituraWebsite oficialIlhabela é um dos únicos municípios?arquipélagos marinhos brasileiros e é localizado no litoral norte do estado de São Paulo, microrregião de São Sebastião . A população aferida pelo IBGE no Censo de 2010 era de 28 196 habitantes, e a área é de 347,5 km², resultando numa densidade demográfica de 81,13 hab/km². A população estimada pelo IBGE para 1 de julho 2015 era de 32 197 habitantes, resultando numa densidade estimada de 92,65 hab/km².[3] O município é formado pela sede e pelos distritos de Cambaquara e Paranabi[6][7].
Possui uma das mais acidentadas paisagens da região costeira brasileira, com todas as características de relevo jovem. Com o aspecto geral de um conjunto montanhoso ? formado pelo Maciço de São Sebastião e Maciço da Serraria, além da acidentada Península do Boi ?, a Ilha de São Sebastião se destaca como um dos acidentes geográficos mais elevados e salientes do litoral paulista, tendo como pontos culminantes o Pico de São Sebastião, com 1379 metros de altitude; o Morro do Papagaio, com 1307 metros; e o Morro da Serraria, com 1285 metros.
Banhado pelo oceano Atlântico, o município está localizado a 135 quilômetros da capital e a 140 quilômetros da divisa com o estado do Rio de Janeiro. Está situada um pouco ao sul do Trópico de Capricórnio, que passa sobre a cidade vizinha de Ubatuba.Índice1 Estância balneária
2 História
3 Geografia
4 Demografia
5 Economia
6 Turismo6.1 Praias
6.2 Outros pontos da ilha
6.3 Cachoeiras
6.4 Ilhas, ilhotes e lajes
6.5 Pontos mais altos
7 Transporte
8 Comunicações
9 Controvérsias
10 Ver também
11 Referências
12 Ligações externasEstância balneária[editar | editar código-fonte]
Ver artigo principal: Estância turística (São Paulo)
Ilhabela é um dos 15 municípios paulistas considerados estâncias balneárias pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. Também, o município adquire o direito de agregar junto ao seu nome o título de Estância Balneária, termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais.História[editar | editar código-fonte]
Pesquisas arqueológicas realizadas desde o final da década de 1990 mostram que pelo menos quatro das ilhas do arquipélago de Ilhabela foram habitadas muito antes da chegada dos europeus ao Brasil. Isso foi possível graças à descoberta de sítios arqueológicos pré-coloniais denominados "concheiros", "abrigos sob rocha" e "aldeias indígenas". Os "concheiros" permitiram aos arqueólogos concluírem que os primeiros habitantes do arquipélago foram os chamados "homens pescadores-coletores do litoral", indígenas que não dominavam a agricultura e nem a produção de cerâmica, sobrevivendo apenas do que encontravam na natureza, especialmente animais marinhos. Não existe ainda a datação de nenhum desses "concheiros". Também foi encontrada na Ilha de São Sebastião grande quantidade de cerâmica indígena da tradição Itararé, possivelmente produzida por indígenas do tronco linguístico macro-jê. Não há, até o momento, nenhuma evidência arqueológica de que tenha existido no arquipélago alguma aldeia do tronco linguístico tupi.
Em 20 de janeiro de 1502 a primeira expedição exploradora enviada ao Brasil pelos portugueses, comandada pelo navegador português Gonçalo Coelho e trazendo a bordo o cosmógrafo italiano Américo Vespúcio, encontrou uma grande ilha que, segundo o aventureiro alemão Hans Staden, era chamada pelos tupis de Maembipe ("lugar de troca de mercadorias e resgate de prisioneiros"). Essa ilha, assim como fora feito em outros acidentes geográficos importantes, foi batizada pelos membros da expedição com o nome do santo do dia, São Sebastião. Também se diz que era chamada pelos indígenas por Ciribaí (lugar tranquilo).
Francisco de Escobar Ortiz foi o primerio morador da Ilha de S. Sebastião (atual Ubatuba) e obteve de Pero Lopes de Sousa, donatário da capitania, sete léguas de terra para si e sua nobre geração e de sua mulher Ignez de Oliveira Cotrim, que ambos vieram da capitania do Espírito Santo para a ilha de S. Sebastião.
Ignez de Oliveira Cotrim era bisavó do Capitão Bartolomeu Pais de Abreu, de João Leite da Silva Ortiz e de sua neta de mesmo nome Ignez de Oliveira Cotrim casada com Antônio de Faria Sodré irmão do Padre João de Faria Fialho.
Segundo escreveu Pedro Taques de Almeida Pais Leme, foi Francisco de Escobar Ortiz senhor de dois engenhos de açúcar, os primeiros na ilha.
Devido a sua posição estratégica era muito utilizada para fazer "aguada" ou seja, caravelas e galeões de passagem paravam na ilha para pegar água fresca e viveres.
Entre os anos de 1588 e 1590 passaram por essa ilha os corsários ingleses Edward Fenton[8] e Thomas Cavendish. Este último, acompanhado de John Davis[9], depois de ter sido derrotado em Vitória do Espírito Santo, voltou à ilha buscando refúgio, mas sofreu mais uma grande perda de homens em um embate quando os portugueses entre os quais Diogo de Unhate, Gonçalo Pedroso, Diogo Dias, Joaquim de Escobar Ortiz e João de Abreu atacaram e expulsaram, em uma única noite de batalha, os corsários ingleses que "infectavam" a costa.[8] Outras fontes afirmam que o corsário Thomas Cavendish teria passado pela ilha em 1591, e que ele teria feito o caminho inverso: aportado em Ilhabela (saqueando Santos e São Vicente) e só depois sofrido a estrepitosa derrota em Vitória do Espírito Santo.[10]
Em 16 de março de 1636 seria criada a Vila de São Sebastião que se desmembrou político administrativamente da Vila do Porto de Santos. A nova Vila de São Sebastião abrangia também o território da Ilha de São Sebastião (atual Ilhabela).
No começo do século XIX, quando a Ilha de São Sebastião contava com cerca de três mil habitantes e seu principal povoado chamava-se Capela de Nossa Senhora D'Ajuda e Bom Sucesso.
Nessa época foi iniciado um movimento por emancipação da Ilha de São Sebastião da Vila de São Sebastião, liderado pelo capitão Julião de Moura Negrão, pelo Alferes José Garcia Veiga e pelo senhor de engenho Carlos Gomes Pereira. Sensibilizado, o capitão-general (cargo equivalente, nos dias de hoje, ao de governador) António José da Franca e Horta baixou, em 3 de setembro de 1805 a portaria elevando a antiga Capela de Nossa Senhora D'Ajuda e Bom Sucesso à condição de Vila. Por indicação do próprio Franca e Horta, a nova vila seria denominada Vila Bela da Princesa, em homenagem à Princesa da Beira, a Infanta Dona Maria Teresa Francisca, filha mais velha de D. João VI e D. Carlota Joaquina, irmã de D. Pedro I. Vila Bela da Princesa foi oficialmente instalada à 23 de janeiro de 1806.
Em 21 de maio de 1934, o governo paulista realizou, em meio a grave crise econômica pela qual atravessava o país, uma reestruturação na divisão territorial do Estado, quando extinguiu 18 pequenos municípios, entre eles o de Vila Bela da Princesa (cujo nome já havia mudado para Vila Bela), que voltou a integrar o território da Vila de São Sebastião. A extinção do município foi revogada em 5 de dezembro de 1934. Por imposição do governo ditatorial de Getúlio Vargas que baixou o decreto federal nº 2140, o nome de Vila Bela mudou, a partir de 1 de janeiro de 1939, para Formosa. Inconformados, os moradores iniciaram um movimento popular contra o novo nome até que, em 30 de novembro de 1944, o governo estadual baixou o decreto nº 14334, mudando o nome do município, a partir de 1 de janeiro de 1945, para Ilhabela.
Em fevereiro de 2016, a prefeitura de Ilhabela anunciou um investimento de R$ 12 milhões para criar um sistema de esgoto na região sul da cidade. Na época do anúncio, o município era o pior de todo o litoral de São Paulo no quesito "tratamento sanitário" segundo avaliação da Secretaria Estadual do Meio Ambiente - 35% do esgoto da cidade é coletado, pré-condicionado e lançado ao mar, segundo o órgão, enquanto que a prefeitura aponta 61% de cobertura de rede de esgoto[11].Geografia[editar | editar código-fonte]
Pico do Baepi
Ilha de Búzios (esquerda) e Vitória (direita).
Extremo sul da Ilhabela, visto de São Sebastião.
Reproduzir conteúdo Pássaros Tangará em Ilhabela
Baleia-de-bryde em Baia de Castelhanos
O município arquipélago de Ilhabela possui um território de 348,3 km² (IBGE) e suas principais ilhas são, pela ordem em termos de área, a de São Sebastião, a dos Búzios, a da Vitória e a dos Pescadores - todas habitadas. Fazem parte ainda do arquipélago os ilhotes das Cabras, da Sumítica, da Serraria, dos Castelhanos, da Lagoa, da Figueira e das Enchovas.
As ilhas de Búzios e Vitória ficam, respectivamente, a 28 e 40 quilômetros de Ilhabela. Canoas são as únicas embarcações capazes de atracar no píer precário. Ambas possuem resquícios de cemitérios indígenas pré-históricos. Os habitantes plantam e criam a própria comida, embora a quantidade de peixes esteja diminuindo, mas a Ilha de Búzios possui dois mercados. Falta água potável e os habitantes urinam e defecam na vegetação.[12]
Sem sistema de saúde, as ilhas dependem da visita periódica de equipes da prefeitura de Ilhabela com médicos, enfermeiros, dentistas e psicólogos.[12] As ilhas são tão isoladas que, no início do século XX, o governo aventou a possibilidade de instalar presídios em alguma delas. Um dos engenheiros responsáveis por analisar o local foi Euclides da Cunha, que registrou as seguintes palavras sobre a Ilha de Vitória: "[a ilha tem] capacidade para povoamento muitas vezes maior, explicando-se o seu abandono pela distância".[12]
A Ilha de São Sebastião - onde fica a área urbana do município - está localizada defronte aos municípios de São Sebastião a noroeste e Caraguatatuba a norte. Com 337,5 km², a Ilha de São Sebastião é a segunda maior ilha marítima do Brasil, superada apenas pela de Santa Catarina, que abriga a maior parte do município de Florianópolis, a capital de Santa Catarina. Em sua orla ? com cerca de 130 quilômetros extensão ? o relevo desenha reentrâncias e mergulhos, com 45 praias principais e outra dezena de pequeninas praias situadas, irregularmente, ao pé das escarpas.
A Ilha de São Sebastião está separada do continente pelo Canal do Toque-Toque, que possui cerca de 18 quilômetros de extensão e largura variando em torno de dois a cinco quilômetros. É possível atingi-la através do serviço de travessia por balsas da Travessia São Sebastião-Ilhabela da Dersa. A ilha possui um relevo bem acentuado, com montanhas com mais de mil metros de altura. Essas formações com grande altitude fazem uma barreira para os ventos carregados que vêm do mar, e por isso, mesmo com características tropicais. A distância entre o extremo sul e o extremo norte da ilha é de mais de 22 km. A Península do Boi, localizada na porção sudoeste da ilha, corre cerca de 8 km mar adentro.
A ilha possui duas faces distintas: a face voltada para o continente é a mais urbanizada e populosa cujas praias são mais calmas, badaladas e poluídas. Já a face voltada para o oceano aberto é pouco habitada, sendo que a maioria dos habitantes dessa face está na Praia de Castelhanos, a única praia do lado oceânico acessível de carro (embora só jipes possam fazer o trajeto até o local). Como as praias dessa face estão todas voltadas para o oceano, possuem ondas mais fortes que atraem surfistas.
Uma das características marcantes de Ilhabela é a predominância da Mata Atlântica, sendo a Serra de Ilhabela coberta pela floresta latifoliada tropical úmida de encosta. Dentre todos os municípios abrangidos pela Mata Atlântica, Ilhabela foi aquele que mais preservou a floresta no período compreendido entre os anos de 1995 a 2000, graças a um programa de contenção da expansão urbana desordenada, que é desenvolvido pela administração municipal na área de entorno do Parque Estadual de Ilhabela (PEI), criado em 20 de janeiro de 1977 pelo decreto estadual nº 9414, com área de 27,025 hectares correspondente a cerca de 78% do território abrangido pelo arquipélago.
O clima é tropical litorâneo úmido ou tropical atlântico, classificado como Aw[13]. Possui um clima quente e úmido, com temperatura média anual de 23 °C e precipitação de 1 646 mm/ano, mais concentrados nos meses de verão. O mês mais quente é fevereiro, com temperatura máxima de 30°C e o mais frio é julho com mínima de 15 °C.[14] No entanto, devido às diferenças altimétricas, é possível a ocorrência de diferentes climas em Ilhabela, como o tropical de altitude ou mesmo subtropical nas áreas montanhosas e nos picos. Áreas muito elevadas (acima de 1.000 m) tendem a apresentar temperaturas bastante inferiores às da parte que fica ao nível do mar. A formação geológica em Ilhabela é rica e nos diz muito sobre o passado do nosso planeta. Sua peculiaridade ajuda pesquisadores a compreenderem o período do supercontinente Gondwana.Dados climatológicos para Ilhabela
MêsJanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDezAno
Temperatura máxima média (°C)29,629,829,72826,225,224,324,825,226,327,528,8 27
Temperatura média (°C)26,226,4262421,920,619,720,721,92324,225,2 23,3
Temperatura mínima média (°C)22,923,122,32017,61615,216,718,619,820,921,6 19,6
Precipitação (mm)22221021914610473606180133144194 1 646
Fonte: Climate-Data.[14] Demografia[editar | editar código-fonte]
Esta seção pode conter informações desatualizadas. Se sabe algo sobre o tema abordado, edite a página e inclua informações mais recentes, citando fontes fiáveis e independentes.Dados do Censo - 2000
População total: 20.836
Urbana: 20.589
Rural: 247
Homens: 10.856
Mulheres: 9.980
Densidade demográfica (hab./km²): 59,98
Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 16,95
Expectativa de vida (anos): 70,65
Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,71
Taxa de alfabetização: 90,69%
Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,781
IDH-M Renda: 0,740
IDH-M Longevidade: 0,761
IDH-M Educação: 0,842
(Fonte: IPEADATA)Economia[editar | editar código-fonte]
A economia do município baseia-se no turismo, no comércio e na construção civil, com a pesca e o artesanato ocupando posições secundárias em termos econômicos. Em 2016, a cidade ficou entre os dez municípios brasileiros com o melhor Índice FIRJAN de Gestão Fiscal.[15]Turismo[editar | editar código-fonte]
O turismo é a principal fonte de renda do município
Ilhabela é um dos destinos mais visitados no litoral paulista
O turismo movimenta a economia durante a temporada. A população chega a se multiplicar até cinco vezes nessa época. A cada ano cresce o número de turistas. Ilhabela é conhecida por suas praias, cachoeiras, trilhas. Foi[16] ainda uma das 65 cidades indutoras de turismo do país e destino de sol e mar do estado para a Copa do Mundo de 2014.
Uma pesquisa realizada em novembro de 2014 mostrou que 66% da população local era favorável ao controle de acesso de visitantes à ilha[17].
O município foi homenageado no Carnaval de São Paulo em 2016 por meio da escola de samba Unidos de Vila Maria, com o enredo "A Vila mais famosa é a mais bela, Ilha bela da fantasia"[18].Praias[editar | editar código-fonte]
A ilha possui 36 km de praias.
da Armação
Barra Velha
do Barreiros
do Bonete
dos Castelhanos
da Caveira
do Curral
Enchovas
Engenho d'Água
da Feiticeira
da Figueira
da Fome
do Gato
Grande
da Guanxuma
Indaiaúba
Itaguaçu
Itaquanduba
do Jabaquara
do Julião
Mansa
da Pacuíba
Pedra do Sino
Perequê
do Pinto
Ponta Azeda
Ponta da Cabeçuda
Ponta do Pequeá
do Portinho
de Santa Teresa
da Serraria
da Siriúba
do Veloso
Vermelha
do Viana
da VilaOutros pontos da ilha[editar | editar código-fonte]
Vila
Ponta da Sepituba (Mergulho e Pesca)
Frades (Mergulho)
Ponta da Sela (Mergulho e Pesca)
Barra Velha
Baía dos Castelhanos
Cachoeiras[editar | editar código-fonte]
Ilhabela possui atualmente 360 cachoeiras registradas. Mas as quedas d´água que podem ser aproveitadas para banho somam cerca de 30.
Estas são apenas as principais cachoeiras da ilha:
Cachoeira do Paquetá
Cachoeira Três Tombos
Cachoeira da Friagem
Cachoeira do Couro do Boi
Cachoeira Bananal
Cachoeira da Toca
Cachoeira Água Branca
Cachoeira da Lage Preta
Cachoeira do Gato
Cachoeira Pancada d'Água
Cachoeira do Veloso
Cachoeira do Areado
Cachoeira da LageIlhas, ilhotes e lajes[editar | editar código-fonte]
Ilhas: Ilha de Búzios, Sumítica, Pescadores, Serraria, Castelhanos e Ilha de Vitória.
Ilhotes: Lagoa, Figueira, Anchovas, Ilha das Cabras, Ilhote das Calhetas.
Lajes: Da Garoupa e do Carvão.
Pontos mais altos[editar | editar código-fonte]
Pico de São Sebastião 1.378 metros
Morro do Papagaio 1.307 metros
Pico da Serraria 1.285 metros
Pico do Ramalho 1.205 metros
Pico do Baepi 1.048 metros
Transporte[editar | editar código-fonte]
O principal acesso a Ilhabela, para quem vem de São Paulo ou do Vale do Paraíba, é feito pela Rodovia dos Tamoios que liga São José dos Campos a Caraguatatuba. Ao chegar a Caraguá, continua-se pela Rodovia Manuel Hipólito Rego, a SP-55, sentido Sul até São Sebastião.
A ligação entre São Sebastião e Ilhabela é feita pela Travessia São Sebastião-Ilhabela de balsas, operada pela Dersa. O percurso dura em média 15 minutos.Comunicações[editar | editar código-fonte]
Na telefonia fixa, a cidade era atendida pela Companhia de Telecomunicações do Estado de São Paulo (COTESP), que construiu em 1971 a central telefônica no centro da cidade utilizada até os dias atuais. Em 1975 passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[19], que construiu as outras centrais telefônicas da cidade até que em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica. Em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[20][21][22][23].Controvérsias[editar | editar código-fonte]
Em 2015, uma pesquisa Ibope indicou que a Câmara Municipal de Ilhabela era a segunda instituição a inspirar menos confiança na população local, atrás apenas da empresa de telecomunicações Vivo[24].Ver também[editar | editar código-fonte]
Tesouro da Trindade
Diocese de Caraguatatuba
Referências? «O recorte das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias de 2017» (PDF). Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 2017. p. 20?34. Consultado em 10 de agosto de 2017 ? «Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista». Consultado em 31 de janeiro de 2011 ? a b c IBGE (1 de julho de 2015). «IBGE Cidades - Ilhabela». Arquivado do original em 15 de julho de 2017 ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 7 de agosto de 2013 ? a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2010-2013». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 14 de junho de 2016 ? «Municípios e Distritos do Estado de São Paulo» (PDF). IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico ? «Divisão Territorial do Brasil». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ? a b Ernesto Reis; "Piratas no Atlântico Sul"; ed. Giostri; ISBN 9788581080871? Geoffrey Treasure, Ian Dawson, Who's who in British history: beginnings to 1901. A-H, Volume 1, Thomas Cavendish? Dória, Palmério (2013). «"Só um bobo dá a telefonia para estrangeiros"». O Príncipe da Privataria 1 ed. São Paulo: Geração Editorial. p. 274. ISBN 978-85-8130-201-0 |acessodata= requer |url= (ajuda)? «Rede de esgoto chega ao sul de Ilhabela com investimento de R$ 12 milhões». Nova Imprensa. 18 de fevereiro de 2016. Consultado em 25 de fevereiro de 2016 ? a b c Pinho, Angela (31 de janeiro de 2014). «Moradores de ilhas do litoral paulista vivem no isolamento». Veja São Paulo. Grupo Abril. Consultado em 12 de setembro de 2016 ? «Koppen climate map». Consultado em 19 de janeiro de 2010. Arquivado do original em 20 de novembro de 2010 ? a b «Clima: Ilhabela». Climate-Data. Consultado em 15 de julho de 2015. Cópia arquivada em 15 de julho de 2015 ? Neder, Vinicius (28 de julho de 2016). «Apenas 23 cidades do País têm gestão fiscal de excelência». O Estado de S. Paulo. Grupo Estado. Consultado em 19 de agosto de 2016 ? «Ilhabela rumo à Copa». Site oficial da Prefeitura. Consultado em 17 de fevereiro de 2013 [ligação inativa]? Rossi, Daniela Malara (2 de maio de 2015). «Ibope revela que 66% da população quer controle de acesso de turistas». Nova Imprensa. Consultado em 28 de maio de 2015 ? «Unidos da Vila Maria vai mostrar as lendas e a história de Ilhabela, em SP». Carnaval 2016 em São Paulo. Consultado em 26 de janeiro de 2016 ? «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) ? «Telesp vai servir mais 86 cidades do estado». Acervo Folha de São Paulo ? «Patrimônio da COTESP incorporado pela TELESP» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo ? «Nossa História». Telefônica / VIVO ? GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 ? Rossi, Daniela Malara (21 de maio de 2015). «Vivo e Câmara são instituições menos confiáveis em Ilhabela, diz Ibope». Nova Imprensa. Consultado em 28 de maio de 2015
Ligações externas[editar | editar código-fonte]
Página da prefeitura
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre IlhabelaO Wikivoyage possui o guia Ilhabela
vdeIlhabelaPraias
P. da Armação
P. Barra Velha
P. do Barreiros
P. do Bonete
P. de Castelhanos
P. da Caveira
P. do Curral
Enchovas
P. Engenho d'Água
P. da Feiticeira
P. da Fome
P. do Gato
P. Grande
P. Itaguaçu
P. do Jabaquara
P. do Julião
P. Mansa
P. da Pacuíba
P. Pedra do Sino
P. do Pinto
Ponta Azeda
P. do Portinho
P. de Santa Teresa
P. da Serraria
P. da Siriúba
P. do Veloso
P. Vermelha
P. do Viana
P. da Vila
Sacos
Saco da Capela
Saco do Eustáquio
Saco do Poço
Ilhas e ilhéus
Ilha das Cabras
Cachoeiras
Cachoeiras de IlhabelavdeRegião Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral NorteSub-região 1 (São José dos Campos)Caçapava * Igaratá * Jacareí * Jambeiro * Monteiro Lobato * Paraibuna * Santa Branca * São José dos CamposSub-região 2 (Taubaté)Campos do Jordão * Lagoinha * Natividade da Serra * Pindamonhangaba * Santo Antônio do Pinhal * São Bento do Sapucaí * São Luiz do Paraitinga * Taubaté * Tremembé * Redenção da SerraSub-região 3 (Guaratinguetá)Aparecida * Cachoeira Paulista * Canas * Cunha * Guaratinguetá * Lorena * Piquete * Potim * RoseiraSub-região 4 (Cruzeiro)Arapeí * Areias * Bananal * Cruzeiro * Lavrinhas * Queluz * São José do Barreiro * SilveirasSub-região 5 (Litoral Norte)Caraguatatuba * Ilhabela * São Sebastião * Ubatuba São Paulo, Brasil
vde Telecomunicações em São PauloEmpresaspaulistas
CETERP
COTESP
CTB
CTBC-Borda do Campo
TELESP
Telesp Celular
Código de área(DDD) 11
Alumínio
Araçariguama
Arujá
Atibaia
Barueri
Biritiba Mirim
Bom Jesus dos Perdões
Bragança Paulista
Cabreúva
Caieiras
Cajamar
Campo Limpo Paulista
Carapicuíba
Cotia
Diadema
Embu das Artes
Embu-Guaçu
Ferraz de Vasconcelos
Francisco Morato
Franco da Rocha
Guararema
Guarulhos
Igaratá
Itapecerica da Serra
Itapevi
Itaquaquecetuba
Itatiba
Itu
Itupeva
Jandira
Jarinu
Joanópolis
Jundiaí
Juquitiba
Mairinque
Mairiporã
Mauá
Mogi das Cruzes
Morungaba
Nazaré Paulista
Osasco
Pedra Bela
Pinhalzinho
Piracaia
Pirapora do Bom Jesus
Poá
Ribeirão Pires
Rio Grande da Serra
Salesópolis
Salto
Santa Isabel
Santana de Parnaíba
Santo André
São Bernardo do Campo
São Caetano do Sul
São Paulo
São Roque
Suzano
Taboão da Serra
Tuiuti
Vargem
Vargem Grande Paulista
Várzea Paulista
Código de área(DDD) 12
Aparecida
Arapeí
Areias
Bananal
Caçapava
Cachoeira Paulista
Campos do Jordão
Canas
Caraguatatuba
Cruzeiro
Cunha
Guaratinguetá
Ilhabela
Jacareí
Jambeiro
Lagoinha
Lavrinhas
Lorena
Monteiro Lobato
Natividade da Serra
Paraibuna
Pindamonhangaba
Piquete
Potim
Queluz
Redenção da Serra
Roseira
Santa Branca
Santo Antônio do Pinhal
São Bento do Sapucaí
São José do Barreiro
São José dos Campos
São Luís do Paraitinga
São Sebastião
Silveiras
Taubaté
Tremembé
Ubatuba
Código de área(DDD) 13
Bertioga
Cajati
Cananeia
Cubatão
Eldorado
Guarujá
Iguape
Ilha Comprida
Itanhaém
Itariri
Jacupiranga
Juquiá
Miracatu
Mongaguá
Pariquera-Açu
Pedro de Toledo
Peruíbe
Praia Grande
Registro
Santos
São Vicente
Sete Barras
Vicente de Carvalho
Código de área(DDD) 14
Águas de Santa Bárbara
Agudos
Álvaro de Carvalho
Alvinlândia
Anhembi
Arandu
Arco-Íris
Arealva
Areiópolis
Avaí
Avaré
Balbinos
Bariri
Barra Bonita
Bastos
Bauru
Bernardino de Campos
Bocaina
Bofete
Boraceia
Borebi
Botucatu
Brotas
Cabrália Paulista
Cafelândia
Campos Novos Paulista
Canitar
Cerqueira César
Chavantes
Conchas
Coronel Macedo
Dois Córregos
Duartina
Espírito Santo do Turvo
Fartura
Fernão
Gália
Garça
Getulina
Guaiçara
Guaimbê
Guarantã
Herculândia
Iacanga
Iacri
Iaras
Ibirarema
Igaraçu do Tietê
Ipaussu
Itaí
Itapuí
Itatinga
Jaú
Julio Mesquita
Lençóis Paulista
Lins
Lucianópolis
Lupércio
Macatuba
Manduri
Marília
Mineiros do Tietê
Ocauçu
Óleo
Oriente
Oscar Bressane
Ourinhos
Paranapanema
Pardinho
Paulistânia
Pederneiras
Piraju
Pirajuí
Piratininga
Pompeia
Pongaí
Pratânia
Presidente Alves
Promissão
Queiroz
Quintana
Reginópolis
Ribeirão do Sul
Sabino
Salto Grande
Santa Cruz do Rio Pardo
São Manuel
São Pedro do Turvo
Sarutaiá
Taguaí
Taquarituba
Tejupá
Timburi
Torrinha
Tupã
Ubirajara
Uru
Vera Cruz
Código de área(DDD) 15
Alambari
Angatuba
Apiaí
Araçoiaba da Serra
Barão de Antonina
Barra do Chapéu
Barra do Turvo
Boituva
Bom Sucesso de Itararé
Buri
Campina do Monte Alegre
Capão Bonito
Capela do Alto
Cerquilho
Cesário Lange
Guapiara
Guareí
Ibiúna
Iperó
Iporanga
Itaberá
Itaoca
Itapetininga
Itapeva
Itapirapuã Paulista
Itaporanga
Itararé
Jumirim
Laranjal Paulista
Nova Campina
Piedade
Pilar do Sul
Porangaba
Porto Feliz
Quadra
Ribeira
Ribeirão Branco
Ribeirão Grande
Riversul
Salto de Pirapora
São Miguel Arcanjo
Sarapuí
Sorocaba
Tapiraí
Taquarivaí
Tatuí
Tietê
Torre de Pedra
Votorantim
Código de área(DDD) 16
Altinópolis
Américo Brasiliense
Aramina
Araraquara
Barrinha
Batatais
Boa Esperança do Sul
Borborema
Brodowski
Buritizal
Cajuru
Cândido Rodrigues
Cássia dos Coqueiros
Cravinhos
Cristais Paulista
Dobrada
Dourado
Dumont
Fernando Prestes
Franca
Guará
Guariba
Guatapará
Ibaté
Ibitinga
Igarapava
Ipuã
Itápolis
Itirapuã
Ituverava
Jaboticabal
Jardinópolis
Jeriquara
Luiz Antônio
Matão
Miguelópolis
Monte Alto
Morro Agudo
Motuca
Nova Europa
Nuporanga
Orlândia
Patrocínio Paulista
Pedregulho
Pitangueiras
Pontal
Pradópolis
Ribeirão Bonito
Ribeirão Corrente
Ribeirão Preto
Rifaina
Rincão
Sales Oliveira
Santa Cruz da Esperança
Santa Ernestina
Santa Lúcia
Santa Rosa do Viterbo
Santo Antônio da Alegria
São Carlos
São Joaquim da Barra
São José da Bela Vista
São Simão
Serra Azul
Serrana
Sertãozinho
Tabatinga
Taiaçu
Taiuva
Taquaral
Taquaritinga
Trabiju
Vista Alegre do Alto
Código de área(DDD) 17
Adolfo
Altair
Álvares Florence
Américo de Campos
Aparecida d'Oeste
Ariranha
Aspásia
Auriflama
Bady Bassitt
Bálsamo
Barretos
Bebedouro
Cajobi
Cardoso
Catanduva
Catiguá
Cedral
Colina
Colômbia
Cosmorama
Dirce Reis
Dolcinópolis
Elisiário
Embaúba
Estrela d'Oeste
Fernandópolis
Floreal
Gastão Vidigal
General Salgado
Guaíra
Guapiaçu
Guaraci
Guarani d'Oeste
Guzolândia
Ibirá
Icém
Indiaporã
Ipiguá
Irapuã
Itajobi
Jaborandi
Jaci
Jales
José Bonifácio
Macaubal
Macedônia
Magda
Marapoama
Marinópolis
Mendonça
Meridiano
Mesópolis
Mira Estrela
Mirassol
Mirassolândia
Monções
Monte Aprazível
Monte Azul Paulista
Neves Paulista
Nhandeara
Nipoã
Nova Aliança
Nova Canaã Paulista
Nova Castilho
Nova Granada
Nova Luzitânia
Novais
Novo Horizonte
Olímpia
Onda Verde
Orindiúva
Ouroeste
Palestina
Palmares Paulista
Palmeira d'Oeste
Paulo de Faria
Pedranópolis
Pindorama
Pirangi
Poloni
Pontalinda
Pontes Gestal
Populina
Potirendaba
Riolândia
Rubineia
Sales
Santa Adélia
Santa Albertina
Santa Clara d'Oeste
Santa Fé do Sul
Santa Rita d'Oeste
Santa Salete
Santana da Ponte Pensa
São Francisco
São João das Duas Pontes
São João de Iracema
São José do Rio Preto
Sebastianópolis do Sul
Severinia
Tabapuã
Tanabi
Terra Roxa
Três Fronteiras
Turmalina
Ubarana
Uchoa
União Paulista
Urânia
Urupês
Valentim Gentil
Viradouro
Vitória Brasil
Votuporanga
Código de área(DDD) 18
Adamantina
Alfredo Marcondes
Alto Alegre
Álvares Machado
Andradina
Anhumas
Araçatuba
Assis
Avanhandava
Barbosa
Bento de Abreu
Bilac
Birigui
Borá
Braúna
Brejo Alegre
Buritama
Caiabu
Caiuá
Cândido Mota
Castilho
Clementina
Coroados
Cruzália
Dracena
Echaporã
Emilianópolis
Estrela do Norte
Euclides da Cunha Paulista
Flora Rica
Flórida Paulista
Florínea
Gabriel Monteiro
Glicério
Guaraçaí
Guararapes
Iepê
Ilha Solteira
Indiana
Inúbia Paulista
Irapuru
Itapura
João Ramalho
Junqueirópolis
Lavínia
Lourdes
Lucélia
Luziânia
Lutécia
Marabá Paulista
Maracaí
Mariápolis
Martinópolis
Mirandópolis
Mirante do Paranapanema
Monte Castelo
Murutinga do Sul
Nantes
Narandiba
Nova Guataporanga
Nova Independência
Osvaldo Cruz
Ouro Verde
Pacaembu
Palmital
Panorama
Paraguaçu Paulista
Parapuã
Pauliceia
Pedrinhas Paulista
Penápolis
Pereira Barreto
Piacatu
Piquerobi
Pirapozinho
Planalto
Platina
Pracinha
Presidente Bernardes
Presidente Epitácio
Presidente Prudente
Presidente Venceslau
Quatá
Rancharia
Regente Feijó
Ribeirão dos Índios
Rinópolis
Rosana
Rubiácea
Sagres
Salmourão
Sandovalina
Santa Mercedes
Santo Anastácio
Santo Antônio do Aracanguá
Santo Expedito
Santópolis do Aguapeí
São João do Pau-d'Alho
Sud Mennucci
Suzanápolis
Taciba
Tarabai
Tarumã
Teodoro Sampaio
Tupi Paulista
Turiúba
Valparaíso
Zacarias
Código de área(DDD) 19
Aguaí
Águas da Prata
Águas de Lindoia
Águas de São Pedro
Americana
Amparo
Analândia
Araras
Artur Nogueira
Caconde
Campinas
Capivari
Casa Branca
Charqueada
Conchal
Cordeirópolis
Corumbataí
Cosmópolis
Descalvado
Divinolândia
Elias Fausto
Engenheiro Coelho
Espírito Santo do Pinhal
Estiva Gerbi
Holambra
Hortolândia
Indaiatuba
Ipeúna
Iracemápolis
Itapira
Itirapina
Itobi
Jaguariúna
Leme
Limeira
Lindoia
Louveira
Mococa
Mogi Guaçu
Mogi Mirim
Mombuca
Monte Alegre do Sul
Monte Mor
Nova Odessa
Paulínia
Pedreira
Piracicaba
Pirassununga
Porto Ferreira
Rafard
Rio Claro
Rio das Pedras
Saltinho
Santa Bárbara d'Oeste
Santa Cruz da Conceição
Santa Cruz das Palmeiras
Santa Gertrudes
Santa Maria da Serra
Santa Rita do Passa Quatro
Santo Antônio de Posse
Santo Antônio do Jardim
São João da Boa Vista
São José do Rio Pardo
São Pedro
São Sebastião da Grama
Serra Negra
Socorro
Sumaré
Tambaú
Tapiratiba
Valinhos
Vargem Grande do Sul
Vinhedo
Relacionados
Códigos de área (DDD) de todos os municípios paulistasvde Litoral de São PauloLitoral NorteCaraguatatuba ? Ilhabela ? São Sebastião ? UbatubaLitoral CentralSantos ? São Vicente ? Guarujá ? Praia Grande ? Cubatão ? BertiogaLitoral SulMongaguá ? Itanhaém ? Peruíbe ? Iguape ? Ilha Comprida ? Cananeia
Portal do Brasil