orçamento loja virtual em Foz do Iguaçu

Encontre orçamento loja virtual em Foz do Iguaçu na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Loja

Casa térrea.
Pavimento térreo de, uma casa.
Casa para venda de mercadorias.
Oficina.
Habitação assobradada, ao rés do chão.
Casa de associação maçónica.


Loja

Designação do ânus da cavalgadura.


Virtual

Que existe como faculdade, mas sem exercício ou efeito actual.
Possível; susceptível de se realizar.
Potencial.
Diz-se do foco de um espelho, determinado pelo encontro dos prolongamentos geométricos dos raios luminosos.


Foz Do Iguaçu

 Nota: Para outras cidades com este nome, veja Iguaçu.Município de Foz do Iguaçu
"Terra das Cataratas" "Foz"
Vista aérea da cidade.BandeiraBrasãoHino
Aniversário10 de junho
Fundação10 de junho de 1914 (105 anos)
Gentílicoiguaçuense
Prefeito(a)Chico Brasileiro[1] (PSD)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Foz do Iguaçu no ParanáFoz do Iguaçu Localização de Foz do Iguaçu no Brasil
25° 32' 49" S 54° 35' 11" O25° 32' 49" S 54° 35' 11" O
Unidade federativaParaná
MesorregiãoOeste Paranaense IBGE/2008[2]
MicrorregiãoFoz do Iguaçu IBGE/2008[2]
Municípios limítrofesSanta Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia no  Brasil, Ciudad del Este, Presidente Franco e Hernandarias no  Paraguai e Puerto Iguazú na  Argentina.
Distância até a capital643 km[3]
Características geográficas
Área617,701 km² [4]
População258 823 hab. (PR: 7º) ?  estimativa IBGE/2018[5]
Densidade419,01 hab./km²
Altitude164 m[6]
Climasubtropical Cfa
Fuso horárioUTC?3
Indicadores
IDH-M0,751 alto PNUD/2010[7]
PIBR$ 6 702 200,000 mil (BR: 98º) ? IBGE/2009[8]
PIB per capitaR$ 20 613,46 IBGE/2009[8]
Página oficial
PrefeituraWebsite oficialFoz do Iguaçu é um município brasileiro do estado do Paraná. Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 258 823[5] habitantes. A distância rodoviária até a capital do estado é de 643 quilômetros[3] e sua área territorial é de 617,701 km², dos quais 61,200 km² estão em perímetro urbano.[9]
Segundo artigo publicado pela revista Exame em março de 2014, é o terceiro destino de turistas estrangeiros no país[10] e o primeiro da região sul.
Conhecida internacionalmente pelas Cataratas do Iguaçu, uma das vencedoras do concurso que escolheu as 7 Maravilhas da Natureza[11], e pela Usina Hidrelétrica de Itaipu, a segunda maior do mundo em tamanho e primeira em geração de energia, que em 1996 foi considerada uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno pela Sociedade Americana de Engenheiros Civis.
A cidade integra uma região urbana com mais de 700 mil habitantes, constituída também por Ciudad del Este, no Paraguai[12], e Puerto Iguazú, na Argentina[13], países com os quais a cidade faz fronteira. Iguaçu é topônimo indígena, podendo ser decomposto originalmente em Y (água) e guazú (grande), ocorrendo, por acréscimo de uma vogal, a atual denominação[14]. Seus moradores são designados usualmente pelo gentílico iguaçuenses[15].Índice1 História1.1 Primeiros povos e fundação
1.2 Século XIX
1.3 Século XX
2 Geografia2.1 Relevo
2.2 Clima
3 Demografia3.1 Religião
4 Governo e política4.1 Relações internacionais
4.2 Cidades irmãs
5 Economia5.1 Turismo
6 Infraestrutura6.1 Educação
7 Cultura7.1 Gastronomia
7.2 Literatura
7.3 Esportes
8 Ver também
9 Referências
10 Ligações externasHistória[editar | editar código-fonte]
Primeiros povos e fundação[editar | editar código-fonte]
Pesquisas arqueológicas realizadas pela Universidade Federal do Paraná no espaço brasileiro do reservatório de Itaipu, antes de sua formação, situaram em 6.000 a.C. os vestígios da mais remota presença humana na região; vários grupos humanos sucederam-se ao longo dos séculos. Os últimos que precederam os europeus (espanhóis e portugueses) eram os índios. Em 1542, o espanhol Álvar Núñez Cabeza de Vaca chegou ao rio Iguaçu e por ele seguiu guiado por índios Caingangues, atingindo as Cataratas e batizando o Paraguai. É registrado como o "descobridor" das Cataratas.
Em seu diário, ele narra a própria vivência no início da colonização europeia nas Américas.[16] Século XIX[editar | editar código-fonte]
Em 1881 Foz do Iguaçu recebeu seus dois primeiros habitantes: o brasileiro Pedro Martins da Silva e o espanhol Manuel González. Pouco depois chegaram os irmãos Goycochéa, que iniciaram a exploração da erva-mate. Oito anos após foi fundada a colônia Militar na fronteira, marco do início da ocupação efetiva do lugar por brasileiros.
A expedição do Engenheiro e Tenente José Joaquim Firmino chegou a Foz do Iguaçu em julho de 1889. Foi levantada a população e identificadas 324 pessoas, em sua maioria paraguaios e argentinos. Mas havia também a presença de espanhóis e ingleses dedicados à extração da erva-mate e da madeira, exportadas via rio Paraná.
Em 22 de novembro do mesmo ano, o Tenente Antônio Batista da Costa Júnior e o Sargento José Maria de Brito fundaram a Colônia Militar, que tinha competência para distribuir terrenos a colonos interessados.
No ano de 1897 foi criada a Agência Fiscal, chefiada pelo Capitão Lindolfo Siqueira Bastos. Ele registrou a existência de apenas 13 casas e alguns ranchos de palha. Nos primeiros anos do século XX a população de Foz do Iguaçu chegou a aproximadamente 2 mil pessoas e o vilarejo dispunha de uma hospedaria, quatro mercearias, um rústico quartel militar, mesa de rendas e estação telegráfica, engenhos de açúcar e cachaça e uma agricultura de subsistência.Século XX[editar | editar código-fonte]
Foz do Iguaçu, 1934. Arquivo Nacional.
Catedral de São João Batista, construída em meados da década de 1940.
Panorama geral da cidade, visto do Rio Paraná (fronteira com o Paraguai).
Em 1910 a Colônia Militar passou à condição de Vila Iguassu, distrito do município de Guarapuava. Dois anos depois, o Ministro da Guerra emancipou a Colônia tornando-a um povoamento civil entregue aos cuidados do governo do Paraná, que criou então a Coletoria Estadual da Vila. Em 14 de março de 1914, pela Lei 1.383, foi criado o município de Vila Iguassu, instalado efetivamente no dia 10 de junho do mesmo ano, com a posse do primeiro prefeito, Jorge Schimmelpfeng, e da primeira Câmara de Vereadores. O município passou a denominar-se Foz do Iguaçu em 1918.
A estrada que liga Foz do Iguaçu a Curitiba tomou sua primeira forma em 1920. Era precária e cheia de obstáculos. Na segunda metade da década de 1950 iniciou-se o asfaltamento da estrada que cortaria o Paraná de leste a oeste, ligando Foz do Iguaçu à Paranaguá, que foi inaugurada em 1969.
Em 1924 os revoltosos da Coluna Prestes saíram da capital paulista iniciando sua marcha pelo interior do estado na direção sudoeste. Ao ingressar no Paraná, conquistaram muitas cidades fronteiriças ao Paraguai e estabeleceram seu quartel-general em Foz do Iguaçu. Permaneceram até 1925, quando atravessaram o rio Paraná penetrando no Paraguai rumo a Mato Grosso.
A história do Parque Nacional do Iguaçu começa no ano de 1916, com a passagem por Foz do Iguaçu de Alberto Santos Dumont, o pai da aviação.
A área pertencia ao uruguaio Jesus Val. Santos Dumont intercedeu junto ao Presidente do Estado do Paraná, Affonso Alves de Camargo, para que fosse desapropriada e tornada patrimônio público. No dia 28 de julho, através do decreto nº 63, foi declarada de utilidade pública, com 1.008 hectares. Em 1939, por decreto do Presidente Getúlio Vargas, a área foi expandida para 156.235,77 hectares.
Em 1994 os decretos nº 6506 de 17 de maio e de nº 6587 de 14 de junho consolidam e ampliam a área do Parque Nacional dando-lhes os limites propostos pelo chefe da seção de Parques Nacionais; hoje os limites atuais são 185.000 hectares.
Com a inauguração da Ponte Internacional da Amizade (Brasil - Paraguai) em 1965 e inauguração da BR-277, ligando Foz do Iguaçu a Curitiba e ao litoral, em 1969, Foz do Iguaçu teve seu desenvolvimento acelerado, intensificando seu comércio, principalmente com a cidade paraguaia de Ciudad del Este.
A construção da Usina Hidrelétrica de Itaipu, iniciada na década de 1970, causou fortes impactos em toda a região, aumentando consideravelmente o contingente populacional do município, passando de 33.970 habitantes em 1970 para 136.320 habitantes em 1980, registrando um crescimento de 385%. O Censo de 2010 indicou uma população de 256.081 habitantes.[17]Geografia[editar | editar código-fonte]
Imagem de satélite de Foz do Iguaçu.
Relevo[editar | editar código-fonte]
Foz do Iguaçu está localizado no extremo oeste do terceiro planalto paranaense, sendo o município mais a oeste do Paraná. O relevo é suavemente ondulado, o que contribui muito para o desenvolvimento da agricultura. Sua altitude varia em torno dos duzentos metros. A oeste do município corre o rio Paraná, ao sul o rio Iguaçu, ao norte fica o Lago de Itaipu e a sudeste o Parque Nacional do Iguaçu, uma das últimas reservas de mata nativa intacta que existem no Paraná. No sudoeste de Foz os Rios Iguaçu e Paraná se unem formando a tríplice fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai.Clima[editar | editar código-fonte]
Maiores acumulados de precipitação em 24 horasregistrados em Foz do Iguaçu (INMET) por meses (1961-1981)[18]
MêsAcumuladoDataMêsAcumuladoData
Janeiro108,7 mm18 de janeiro de 1975Julho98,4 mm7 de julho de 1970
Fevereiro193 mm26 de fevereiro de 1972Agosto77,4 mm28 de agosto de 1974
Março117,8 mm2 de março de 1965Setembro86,2 mm30 de setembro de 1964
Abril99,4 mm4 de abril de 1969Outubro176,2 mm19 de outubro de 1965
Maio110 mm14 de maio de 1965Novembro89,8 mm20 de novembro de 1962
Junho78,5 mm25 de junho de 1974Dezembro123,4 mm31 de dezembro de 1969O clima de Foz do Iguaçu é subtropical úmido mesotérmico, classificado por Köppen como Cfa. A cidade tem uma das maiores amplitudes térmicas anuais do estado, cerca de 14 °C de diferença média entre o inverno e o verão, isto deve-se a uma menor influência da maritimidade do que a que ocorre em outros municípios. Por isso os verões costumam ser muito quentes, com máximas médias em torno dos 33 °C e sensação térmica chegando a cerca de 40 °C,[19] e os invernos apesar de, na média, serem considerados amenos, ainda sim propiciarem quedas bruscas de temperaturas que podem fazer a temperatura cair abaixo de zero durante a passagem de frentes frias com a massas de ar polar na retaguarda. As chuvas costumam ser bem distribuídas durante o ano, com uma pequena redução no inverno, e a precipitação anual é de aproximadamente 1 900 milímetros (mm).
Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período entre 1961 e 1981, a menor temperatura registrada em Foz do Iguaçu foi de -4,2 °C em 18 de julho de 1975,[20] e a maior atingiu 40 °C em 29 de janeiro de 1978 e 9 de fevereiro de 1979.[21] O maior acumulado de precipitação observado em 24 horas foi de 193 mm em 26 de fevereiro de 1972. Outros grandes acumulados foram 176,2 mm em 19 de outubro de 1965, 165,2 mm em 19 de fevereiro de 1966, 149,8 mm em 15 de fevereiro de 1966, 135,2 mm em 14 de fevereiro de 1965, 123,4 mm em 31 de dezembro de 1969, 117,8 mm em 2 de março de 1965, 112,3 mm em 27 de março de 1969, 111,8 mm em 22 de outubro de 1963, 110 mm em 14 de maio de 1965, 108,7 mm em 18 de janeiro de 1975, 108,4 mm em 14 de dezembro de 1965, 103 mm em 28 de março de 1967 e 100 mm em 3 de maio de 1973.[18] O menor índice de umidade relativa do ar foi de 18% em 25 de novembro de 1973.[22]
Dados climatológicos para Foz do Iguaçu
MêsJanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDezAno
Temperatura máxima recorde (°C)404038,836,8363231,33536,83938,639,4 40
Temperatura máxima média (°C)3332,631,128,225,223,123,725,326,928,83132,6 28,5
Temperatura média (°C)25,525,423,820,817,715,815,717,51921,423,125,1 20,9
Temperatura mínima média (°C)19,62018,415,412,210,49,711,313,515,316,518,6 15,1
Temperatura mínima recorde (°C)9,26,85,23-1-3,1-4,20156,33,8 -4,2
Precipitação (mm)196180,1174,8151127,6138,384,4107,4146,6219,8153,7189 1 868,7
Dias com precipitação (? 1 mm)998868688979 95
Umidade relativa (%)778082858685838079787574 80,3
Horas de sol230,5196,3209,9193,6180,8151,2168,7157,9146,4195,6231,4232,3 2 294,6
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (normal climatológica de 1961-1990;[23][24][25][26][27][28][29] recordes de temperatura de 1961 a 1981).[20][21] Demografia[editar | editar código-fonte]
Religiões em Foz do Iguaçu (2010)[30]  Catolicismo Romano (58.55%)  Protestantismo (27.49%)  Sem religião (7.07%)  Islamismo (2.18%)  Espiritismo (1.4%)  Testemunhas de Jeová (0.6%)  Budismo (0.41%)  Religião não determinada e multiplo pertencimento (0.51%)  Outras religiões cristãs (1.43%)  Outras religiões (0.36%)
Foz do Iguaçu é considerada um dos municípios mais multiculturais do Brasil, onde estão presentes mais de 72 grupos étnicos, provenientes de diversas partes do mundo, e dentre dos principais estão os italianos, alemães, hispânicos (argentinos e paraguaios), chineses, ucranianos, japoneses. Destaca-se que está presente a segunda maior comunidade libanesa do Brasil. Em termos proporcionais, possui a maior comunidade islâmica do Brasil.[31]
Devido a sua localização de fronteira com o Paraguai e a Argentina, Foz do Iguaçu apresenta uma grande circulação de mercadorias contrabandeadas, drogas e armas, o que gera diversos problemas sociais, principalmente a violência, fazendo com que a taxa de homicídios seja muito alta em proporção ao número de habitantes. O município lidera o ranking de homicídios entre adolescentes no país.[32]Religião[editar | editar código-fonte]
Foz do Iguaçu é conhecida por ser uma das cidades com maior diversidade religiosa do Brasil.[33] Segundo o Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), neste ano, 58,55% da população do município era católica romana, 27,49% eram evangélicos, 7,07% não tinha religião, 2,18% eram islâmicos, 1,4% eram espíritas, 0,6% Testemunhas de Jeová, 0,41% budistas, 1,43%de outras religiões cristãs (incluindo Igreja Católica Apostólica Brasileira, Igreja Ortodoxa e Mormonismo e outros grupos ), e 0,36% outras religiões.[34]
Dentre as denominações protestantes em Foz do Iguaçu, a maioria da população é pentecostal, cerca de 18,26%. 1,1% da população é batista, 1,08% é adventista, 0,72% é luterana, 0,22% é presbiteriana, 0,18% metodista, 0,07% é congregacional e 5,78% não determinaram denominação.[34] As Assembleias de Deus são o maior grupo pentecostal, com 9,01% da população, seguida pela Congregação Cristã no Brasil com 2,38%, Igreja do Evangelho Quadrangular com 1,55%, Igreja Pentecostal Deus é Amor com 0,97%, Igreja Universal do Reino de Deus com 0,52% e Igreja Evangélica Pentecostal O Brasil Para Cristo com 0,24%.[34]Governo e política[editar | editar código-fonte]
O Marco das Três Fronteiras brasileiro.
Relações internacionais[editar | editar código-fonte]
Foz do Iguaçu é uma das Mercocidades brasileiras. Juntamente da cidade paraguaia de Ciudad del Este e da argentina Puerto Iguazú, formam uma área urbana conhecida na região como Tríplice Fronteira, sendo caracterizadas portanto como Tri-Cidades. Puerto Iguazú, Misiones, Argentina;
Ciudad del Este, Alto Paraná, Paraguai.
Cidades irmãs[editar | editar código-fonte]
Jericó - Palestina (PL 161/2011)[35]
Seogwipo - Coreia do Sul (PL 060/2012)
Kunming - República Popular da China (PL 102/2012)
Pisa - Itália  (PL 103/2012)
Xiamen - República Popular da China (PL 072/2013)
Hernandarias - Paraguai (PL 026/2016)
Economia[editar | editar código-fonte]
Avenida Brasil, no centro da cidade.
As principais fontes de renda de Foz do Iguaçu são o turismo, que alavanca também o comércio e a prestação de serviços na região, e a geração de energia elétrica. É o segundo destino de turistas estrangeiros no país[10] e o primeiro da região sul.
Foz do Iguaçu é conhecida internacionalmente por suas atrações turísticas, que trazem visitantes do Brasil e do mundo. As mais famosas são o conjunto de quedas denominadas Cataratas do Iguaçu, no Parque Nacional do Iguaçu e a Usina Hidrelétrica de Itaipu (maior hidrelétrica do mundo em produção anual de energia).
Além dos tradicionais atrativos da cidade, outro fator de atração de turistas é a possibilidade de compra de produtos com preços reduzidos na vizinha Ciudad del Este. Durante todo o ano é grande o fluxo de sacoleiros (como são conhecidas as pessoas que compram em grande quantidade no Paraguai para revender no Brasil) que atravessam a Ponte da Amizade apenas para comprar, uma vez que normalmente pernoitam em Foz.
Outro atrativo oferecido pelas cidades vizinhas é a possibilidade de conhecer o lado argentino das Cataratas; nas proximidades também é possível frequentar os cassinos, atividade não permitida no Brasil.Turismo[editar | editar código-fonte]
As principais atrações da cidade são o conjunto de quedas denominadas Cataratas do Iguaçu [36][37][38], no Parque Nacional do Iguaçu (Patrimônio Mundial Natural da Humanidade tombado pela UNESCO), a Hidrelétrica Binacional de Itaipu (maior hidrelétrica do mundo em produção anual de energia), o Marco das Três Fronteiras, a foz do Rio Iguaçu no Rio Paraná (área onde as fronteiras da Argentina, Brasil e Paraguai se encontram), a Ponte Internacional da Amizade (divisa entre Brasil e Paraguai) e Ponte da Fraternidade (divisa entre Brasil e Argentina), o Parque das Aves (com aproximadamente 900 aves de 150 espécies), entre outras.Panorama do lado brasileiro das Cataratas do Iguaçu. Ao fundo é possível ver a passarela do lado argentino.Vista panorâmica da usina à noiteInfraestrutura[editar | editar código-fonte]
Ponte Internacional da Amizade.
Foz do Iguaçu conta com um dos maiores parques hoteleiros do Brasil, além do Aeroporto Internacional Cataratas, servido pelas principais companhias aéreas nacionais e algumas internacionais.
Além das conhecidas atrações turísticas, conta com uma grande variedade de restaurantes, churrascarias, bares e casas noturnas e dois shopping center.[39]
O acesso rodoviário é feito pela BR-277, cujo término se dá na Ponte da Amizade.Educação[editar | editar código-fonte]
Colégio Estadual Bartolomeu Mitre - construção de 1927
No ENEM de 2008, Foz do Iguaçu esteve em 33º lugar entre os municípios com mais de 200 mil habitantes[40]. Em 2011, a cidade também contou com a melhor média do IDEB para o ensino fundamental do Brasil[41].
Foi escolhida para alocar a Universidade Federal da Integração Latino-Americana. A Universidade, criada pela lei nº 12.189/2010, é uma instituição pública de ensino superior preocupada com a criação de um ambiente multicultural e interdisciplinar capaz de produzir profissionais e pesquisadores voltados para o desenvolvimento econômico, social, cultural e político da região, num espírito de igualdade entre todos os povos e culturas do continente. A universidade é um projeto único na história do ensino superior na América Latina. A sua vocação é a de contribuir para o desenvolvimento e a integração latino-americana, com ênfase no Mercosul, por meio do conhecimento humanístico, científico e tecnológico e da cooperação solidária entre as universidades, organismos governamentais e internacionais. Será uma universidade aberta para a América Latina e Caribe: a metade dos 10.000 alunos e dos 500 professores, previstos como meta, serão selecionados e recrutados nos vários países latino-americanos e caribenhos, sendo a outra metade formada por brasileiros." Hélgio Trindade (reitor da UNILA).[carece de fontes?]
No ensino superior público, a cidade ainda conta com a Universidade Estadual do Oeste do Paraná. No ensino superior privado, há a Faculdade de Foz do Iguaçu (FAFIG),[42] o Centro de Ensino Superior de Foz do Iguaçu (CESUFOZ),[43] a Faculdade União das Américas (Uniamérica),[44] e a Faculdades Unificadas de Foz do Iguaçu (UNIFOZ).[45]Cultura[editar | editar código-fonte]
Gastronomia[editar | editar código-fonte]
A comida típica da cidade é o Pirá de Foz, porém o Dourado (peixe de escamas encontrado no Rio Paraná) Assado faz grande sucesso na gastronomia local. Anualmente, acontece o Concurso do Dourado Assado, atraindo milhares de pessoas. Em Foz do Iguaçu, encontram-se diversos estilos de restaurantes, de variadas gastronomias, inclusive os tradicionais fast foods.
A culinária libanesa também recebe o seu destaque em Foz do Iguaçu, que possui vários estabelecimentos neste segmento, com destaque para o shawarma, um sanduíche feito com carne ou frango, muito apreciado por moradores e turistas[carece de fontes?].Literatura[editar | editar código-fonte]
Na literatura contemporânea, um dos bairros de Foz Iguaçu, a Vila Carimã[46], surge de forma subjetiva na obra do escritor Leonid Bózio, que relata no livro Tempos Sombrios, da série Autofagia, o misticismo local por meio da figura do Pombero, criatura da mitologia Guarani.[47]Esportes[editar | editar código-fonte]
Etape de 2013 dos X Games.
No passado a cidade possuiu as seguintes equipes no Campeonato Paranaense de Futebol, Itaipu Esporte Clube,[48] Foz do Iguaçu Esporte Clube,[49] Flamengo,[50] e Cataratas Esporte Clube.[51]
Hoje, é representada pelo Foz Cataratas Futsal, no futebol de salão, e pelo Foz do Iguaçu Futebol Clube, no futebol, este joga na primeira divisão paranaense e, pela 1ª vez, jogou a série D do Campeonato Brasileiro em 2016. Foz do Iguaçu sediou em 1997 os Jogos Mundiais da Natureza e em 2013 uma etapa dos X Games.Ver também[editar | editar código-fonte]
Aeroporto Internacional Cataratas
Fronteira Brasil-Paraguai
Lista de bairros de Foz do Iguaçu
Lista de municípios do Brasil acima de cem mil habitantes
Referências? Chico Brasileiro é eleito prefeito de Foz do Iguaçu R. Cultura Foz - acessado em 3 de abril de 2017? a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? a b «Distâncias entre a cidade de Curitiba e todas as cidades do interior paranaense». Consultado em 7 de fevereiro de 2011 ? IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 ? a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 16 de setembro de 2018 ? «Paraná». Embrapa. Consultado em 19 de julho de 2011 ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 11 de agosto de 2013 ? a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2005-2009» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 7 de agosto de 2012. Arquivado do original (PDF) em 3 de março de 2016 ? Embrapa Monitoramento por Satélite. «Paraná». Consultado em 30 de março de 2010 ? a b «Cresce o número de turistas estrangeiros em Foz do Iguaçu». Ministério do Turismo. Consultado em 21 de janeiro de 2010 ? «New7Wonders of Nature finalists». New 7 Wonders. Consultado em 21 de janeiro de 2010 ? O Globo. «Cidade do Leste». Consultado em 15 de novembro de 2011 ? Compras Paraguai. «Puerto Iguazú». Consultado em 15 de novembro de 2011 [ligação inativa] ? Histórico de Foz do Iguaçu IBGE - acessado em 16 de setembro de 2018? Cidades@ Arquivado em 30 de abril de 2012, no Wayback Machine. IBGE - acessado em 16 de setembro de 2018? CABEZA DE VACA, Alvár Núñez. Naufrágios e Comentários. Porto Alegre: L&PM, 1999.? Silva, Micael Alvino (2014). Breve História de Foz do Iguaçu. Foz do Iguaçu: Epígrafe ? a b «BDMEP - Série Histórica - Precipitação (mm) - Foz do Iguaçu». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 20 de junho de 2015 ? http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/verao/conteudo.phtml?id=970743? a b «BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Mínima (°C) - Foz do Iguaçu». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 20 de junho de 2015 ? a b «BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Máxima (°C) - Foz do Iguaçu». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 20 de junho de 2015 ? «BDMEP - Série Histórica - Dados Horários - Umidade Relativa (%) - Foz do Iguaçu». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 20 de junho de 2015 ? «Temperatura Média Compensada (°C)». Instituto Nacional de Meteorologia. 1961?1990. Consultado em 31 de maio de 2014. Cópia arquivada em 5 de maio de 2014 ? «Temperatura Máxima (°C)». Instituto Nacional de Meteorologia. 1961?1990. Consultado em 31 de maio de 2014. Cópia arquivada em 5 de maio de 2014 ? «Temperatura Mínima (°C)». Instituto Nacional de Meteorologia. 1961?1990. Consultado em 31 de maio de 2014. Cópia arquivada em 5 de maio de 2014 ? «Precipitação Acumulada Mensal e Anual (mm)». Instituto Nacional de Meteorologia. 1961?1990. Consultado em 31 de maio de 2014. Cópia arquivada em 5 de maio de 2014 ? «Número de Dias com Precipitação Maior ou Igual a 1 mm (dias)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 31 de maio de 2014. Cópia arquivada em 5 de maio de 2014 ? «Insolação Total (horas)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 31 de maio de 2014. Cópia arquivada em 5 de maio de 2014 ? «Umidade Relativa do Ar Média Compensada (%)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 31 de maio de 2014. Cópia arquivada em 5 de maio de 2014 ? «Paraná » Foz do Iguaçu » censo demográfico 2010: resultados da amostra - religião»  IBGE? «Pessuti reúne-se em Foz do Iguaçu com a diretoria do Centro Cultural Islâmico». SEAE ? «Cotidiano»  Folha UOL? «G1: Diversidade Religisa em Foz do Iguaçu». Consultado em 14 de junho de 2016 ? a b c «Censo 2010: Religião em Foz do Iguaçu». Consultado em 14 de junho de 2016 ? «Foz do Iguaçu e Jericó tornam-se cidades-irmãs». Equipe CBN. 24 de abril de 2012. Consultado em 4 de maio de 2012 [ligação inativa]? «Cataratas do Iguaçu»  Visite Foz? «Com aniversário, Parque Nacional do Iguaçu ganha 'Espaço da Memória' - Hoje, o Parque Nacional do Iguaçu é um dos lugares mais belos do mundo e recebe a visita de aproximadamente dois milhões de pessoas por ano, vindas de todos os lugares do Brasil e do exterior.»  Rede Globo? «Cataratas do Iguaçu - As cataratas estão formadas por um conjunto de 275 saltos de até 80m de altura, alimentados pela torrente do rio Iguaçu.»  Info Escola? «Turismo - Foz do Iguaçu». Bico do Corvo ? «ENEM por cidades». Folha On Line. Consultado em 21 de abril de 2011 ? «Foz do Iguaçu aparece em ótima colocação no IDEB». Click Foz. Consultado em 21 de abril de 2011 ? «Histórico». Faculdade de Foz do Iguaçu. Consultado em 3 de março de 2017 ? «Histórico». Centro de Ensino Superior de Foz do Iguaçu. Consultado em 3 de março de 2017 ? «A Uniamérica». Faculdade União das Américas. Consultado em 3 de março de 2017 ? «Nossa História | Unifoz». unifoz.edu.br. Consultado em 5 de maio de 2017 ? Bózio, Leonid (16 de junho de 2019). «Autofagia: Tempos Sombrios na revista 100 Fronteiras». Dom Leon. Consultado em 26 de junho de 2019 ? BÓZIO, Leonid. Autofagia: livro I Tempos Sombrios. Brasília: Amazon, 2018. ISBN 978-85-923882-1-8? «Paraná 1987 - 2ª Divisão». RSSSF -- The Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation. Consultado em 3 de março de 2017 ? «Paraná - Segunda Divisão 1988». RSSSF -- The Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation. Consultado em 3 de março de 2017 ? «Paraná 1990». RSSSF -- The Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation. Consultado em 3 de março de 2017 ? «Paraná - Segunda Divisão 2000». RSSSF -- The Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation. Consultado em 3 de março de 2017 
Ligações externas[editar | editar código-fonte]
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Foz do IguaçuPágina da prefeitura
Hidrelétrica Binacional de Itaipu
Universidade Federal da Integração Latino-Americana
Foz do Iguaçuvde Mercado Comum de Cidades ? MercocidadesMercado Comum do Sul ? Mercosul ArgentinaAvellaneda ? Bahía Blanca ? Barranqueras ? Bovril ? Bragado ? Buenos Aires ? Carlos Pellegrini ? Comodoro Rivadavia ? Córdova ? Florencio Varela ? General San Martín ? Gualeguaychú ? Guaymallén ? Hurlingham ? Junín ? La Matanza ? La Plata ? Rioja ? Las Bandurrias ? Lomas de Zamora ? Luján ? Malvinas Argentinas ? Mar del Plata ? María Susana ? Mendoza ? Montecarlo ? Morón ? Necochea ? Olavarría ? Paraná ? Pergamino ? Piamonte ? Quilmes ? Rafaela ? Reconquista ? Realicó ? Resistência ? Río Cuarto ? Rosário ? Salta ? Salto ? San Antonio de los Cobres ? San Fernando del Valle de Catamarca ? San Isidro ? San Jorge ? San Juan ? San Luis ? San Miguel de Tucumán ? San Salvador de Jujuy ? Santa Fé ? Santiago del Estero ? Tandil ? Trelew ? Ushuaia ? Vicente López ? Viedma ? Villa Gesell ? Villa María ? Villa Mercedes ? Zapala  • Zárate BrasilAlvorada ? Anápolis ? Aracaju ? Araraquara ? Barra do Ribeiro ? Bela Vista ? Belém ? Belo Horizonte ? Brasília ? Camaçari ? Campinas ? Caxias do Sul ? Contagem ? Coronel Sapucaia ? Cuiabá ? Curitiba ? Diadema ? Dourados ? Esteio ? Florianópolis ? Fortaleza ? Foz do Iguaçu ? Goiânia ? Gravataí ? Guaíra ? Guarulhos ? Jacareí ? Joinville ? Juiz de Fora ? Londrina ? Macaé ? Maringá ? Mauá ? Mossoró ? Niterói ? Osasco ? Paranhos ? Penápolis ? Petrolina ? Piracicaba ? Porto Alegre ? Praia Grande ? Recife ? Ribeirão Preto ? Rio Claro ? Rio de Janeiro ? Rio Grande ? Salvador ? Santa Maria ? Santa Vitória do Palmar ? Santana de Parnaíba ? Santo André ? Santos ? São Bernardo do Campo ? São Borja ? São Carlos ? São Caetano do Sul ? São José do Rio Preto ? São Leopoldo ? São Paulo ? São Vicente ? Sumaré ? Suzano ? Taboão da Serra ? Teresina ? Uberlândia ? Várzea Paulista ? Viamão ? Vitória ? Vitória da Conquista ParaguaiAssunção ? Bella Vista Norte ? Cambyretá ? Capiatá ? Carlos Antonio López ? Concepción ? Coronel Oviedo ? Fernando de la Mora ? Hernandarias ? Horqueta ? Jesús ? Limpio ? San Pedro del Ycuamandiyú ? Pedro Juan Caballero ? Pilar ? Salto del Guairá ? San Lázaro ? Villeta ? Ypehú UruguaiCanelones ? Cerro Largo ? Colônia do Sacramento ? Durazno ? Flores ? Florida ? Maldonado ? Montevidéu ? Paysandú ? Río Negro ? Rivera ? Rocha ? Salto ? San José de Mayo ? Tacuarembó ? Treinta y Tres VenezuelaBarquisimeto ? Caracas ? Cumaná ? Libertador BolíviaCochabamba ? La Paz ? Santa Cruz de la Sierra ? Tarija ChileArica ? Calama ? Chillán Viejo ? Concepción ? El Bosque ? Los Andes ? Puerto Montt ? Quilpué ? Rancagua ? Santiago ? Valparaíso ? Viña del Mar PeruJesús María ? Lima ? Lurin ? La VictoriaCidades fundadoras em itálico.Fonte: Red de Mercociudades: Ciudades Miembrosvde Hierarquia urbana do Brasil
Demografia do Brasil
Municípios do Brasil
vdeMetrópolesMetrópoles globais
São Paulo
Metrópoles nacionais
Brasília
Rio de Janeiro
Metrópoles regionais
Belém
Belo Horizonte
Curitiba
Fortaleza
Goiânia
Manaus
Porto Alegre
Recife
Salvador
vdeCapitais regionaisCapitais regionais A
Aracaju
Campinas
Campo Grande
Cuiabá
Florianópolis
João Pessoa
Maceió
Natal
São Luís
Teresina
Vitória
Capitais regionais B
Blumenau
Campina Grande
Cascavel
Caxias do Sul
Chapecó
Feira de Santana
Ilhéus/Itabuna
Joinville
Juiz de Fora
Londrina
Maringá
Ribeirão Preto
São José do Rio Preto
Uberlândia
Montes Claros
Palmas
Passo Fundo
Porto Velho
Santa Maria
Vitória da Conquista
Capitais regionais C
Araçatuba
Araguaína
Arapiraca
Araraquara
Barreiras
Bauru
Boa Vista
Cachoeiro de Itapemirim
Campos dos Goytacazes
Caruaru
Criciúma
Divinópolis
Dourados
Governador Valadares
Ijuí
Imperatriz
Ipatinga/Coronel Fabriciano/Timóteo
Juazeiro do Norte/Crato/Barbalha
Macapá
Marabá
Marília
Mossoró
Novo Hamburgo/São Leopoldo
Pelotas/Rio Grande
Petrolina/Juazeiro
Piracicaba
Ponta Grossa
Pouso Alegre
Presidente Prudente
Rio Branco
Santarém
Santos
São José dos Campos
Sobral
Sorocaba
Teófilo Otoni
Uberaba
Varginha
Volta Redonda/Barra Mansa
vdeCentros sub-regionaisCentros sub-regionais A
Alfenas
Anápolis
Apucarana
Bacabal
Bagé
Barbacena
Barra do Garças
Barretos
Bento Gonçalves
Botucatu
Cabo Frio
Caçador
Cáceres
Caicó
Cajazeiras
Campo Mourão
Castanhal
Catanduva
Caxias
Colatina
Crateús
Erechim
Floriano
Foz do Iguaçu
Franca
Francisco Beltrão
Garanhuns
Guanambi
Guarabira
Guarapuava
Iguatu
Irecê
Itajaí
Itaperuna
Itumbiara
Jacobina
Jaú
Jequié
Ji-Paraná
Joaçaba
Lages
Lajeado
Lavras
Limeira
Macaé
Manhuaçu
Muriaé
Nova Friburgo
Ourinhos
Paranaguá
Paranavaí
Parnaíba
Passos
Pato Branco
Patos
Patos de Minas
Pau dos Ferros
Paulo Afonso
Picos
Pinheiro
Poços de Caldas
Ponte Nova
Quixadá
Redenção
Rio Claro
Rio do Sul
Rio Verde
Rondonópolis
Santa Cruz do Sul
Santa Inês
Santa Rosa
Santo Ângelo
Santo Antônio de Jesus
São Carlos
São João da Boa Vista
São Mateus
Serra Talhada
Sinop
Sousa
Teixeira de Freitas
Toledo
Tubarão
Ubá
Umuarama
Uruguaiana
Centros sub-regionais B
Abaetetuba
Assu
Afogados da Ingazeira
Alagoinhas
Altamira
Andradina
Angra dos Reis
Araranguá
Araras
Araripina
Arcoverde
Ariquemes
Assis
Avaré
Balneário Camboriú
Balsas
Bom Jesus da Lapa
Bragança
Bragança Paulista
Breves
Brumado
Brusque
Cacoal
Cametá
Campo Maior
Capanema
Caratinga
Carazinho
Cataguases
Chapadinha
Cianorte
Concórdia
Conselheiro Lafaiete
Cruz Alta
Cruz das Almas
Cruzeiro do Sul
Currais Novos
Eunápolis
Frederico Westphalen
Guaratinguetá
Gurupi
Itabaiana
Itaberaba
Itaituba
Itajubá
Itapetininga
Itapeva
Itapipoca
Itaporanga
Ituiutaba
Ivaiporã
Janaúba
Linhares
Mafra
Palmares
Paragominas
Parintins
Pedreiras
Presidente Dutra
Registro
Resende
Ribeira do Pombal
Santana do Ipanema
Santo Antônio da Platina
São João del-Rei
São Lourenço
São Miguel do Oeste
São Raimundo Nonato
Senhor do Bonfim
Tefé
Teresópolis
Tucuruí
União da Vitória
Valença
Viçosa
Videira
Vilhena
Vitória de Santo Antão
Xanxerê
vdeCentros de zonaCentros de zona A
Acaraú
Açailândia
Adamantina
Além Paraíba
Almeirim
Almenara
Alta Floresta
Amparo
Aquidauana
Aracati
Aracruz
Araçuaí
Arapongas
Araxá
Assis Chateubriand
Barra do Corda
Barreiros
Bebedouro
Belo Jardim
Birigui
Bom Jesus
Caçapava do Sul
Cachoeira do Sul
Caetité
Caldas Novas
Camacan
Camaquã
Campo Belo
Campos Novos
Canindé
Canoinhas
Capelinha
Carangola
Carpina
Catalão
Catolé do Rocha
Caxambu
Ceres
Cerro Largo
Codó
Colinas do Tocantins
Conceição do Araguaia
Conceição do Coité
Cornélio Procópio
Corumbá
Corrente
Cruzeiro
Curitibanos
Cururupu
Curvelo
Diamantina
Diamantino
Dianópolis
Dois Vizinhos
Dracena
Encantado
Esperantina
Estância
Estrela
Fernandópolis
Formiga
Frutal
Governador Nunes Freire
Goiana
Goiás
Guanhães
Guaporé
Guaraí
Guaxupé
Ibaiti
Ibirubá
Icó
Imbituba
Ipiaú
Iporá
Irati
Itabaiana
Itabira
Itacoatiara
Itamaraju
Itapetinga
Ituverava
Jacarezinho
Jales
Jandaia do Sul
Januária
Jaru
Jataí
João Câmara
João Monlevade
Juína
Jundiaí
Lagarto
Lagoa Vermelha
Laranjeiras do Sul
Limoeiro
Limoeiro do Norte
Lins
Loanda
Macau
Macaúbas
Mamanguape
Marau
Maravilha
Marechal Cândido Rondon
Medianeira
Mineiros
Mirassol d'Oeste
Mogi Guaçu
Monteiro
Montenegro
Morrinhos
Mundo Novo
Naviraí
Nossa Senhora da Glória
Nova Andradina
Nova Prata
Nova Venécia
Oeiras
Olímpia
Osório
Ouricuri
Palmas
Palmeira das Missões
Palmeira dos Índios
Pará de Minas
Paraíso do Tocantins
Parauapebas
Patrocínio
Penápolis
Penedo
Pesqueira
Pinhalzinho
Pirapora
Pires do Rio
Piripiri
Pombal
Ponta Porã
Porangatu
Porto Nacional
Porto Seguro
Primavera do Leste
Propriá
Quirinópolis
Rolim de Moura
Russas
Salgueiro
Salinas
Santa Fé do Sul
Santa Inês
Santa Maria da Vitória
Santo Antônio de Pádua
Santiago
São Bento do Sul
São Borja
São Félix do Araguaia
São Gabriel
São Jerônimo
São José do Rio Pardo
São Luís de Montes Belos
São Luiz Gonzaga
São Miguel dos Campos
Sarandi
Seabra
Serrinha
Soledade
Sorriso
Surubim
Tabatinga
Taquara
Tatuí
Telêmaco Borba
Tijucas
Timbaúba
Timbó
Tocantinópolis
Torres
Três Corações
Três de Maio
Três Lagoas
Três Passos
Três Rios
Tupã
Unaí
União dos Palmares
Uruaçu
Vacaria
Venâncio Aires
Votuporanga
Xique-Xique
Centros de zona B
Abaeté
Abelardo Luz
Abre Campo
Afonso Cláudio
Água Boa
Água Branca
Águas Formosas
Aimorés
Alegrete
Alexandria
Alto Araguaia
Alto Longá
Alto Parnaíba
Amambai
Amarante
Amargosa
Andirá
Andradas
Anicuns
Anísio de Abreu
Aparecida
Apiaí
Apodi
Araguaçu
Araguari
Araguatins
Araioses
Araputanga
Arara
Araruama
Araruna
Arcos
Arinos
Arroio do Meio
Arvorezinha
Auriflama
Avelino Lopes
Baependi
Bambuí
Bariri
Barra
Barra Bonita
Barra de São Francisco
Barra do Bugres
Barras
Barracão
Bataguassu
Batalha
Bela Vista
Belém do São Francisco
Bicas
Boa Esperança
Boa Vista do Buricá
Bom Jardim de Minas
Bom Jesus do Itabapoana
Boquira
Braço do Norte
Brasileia
Brejo Santo
Buritis
Caculé
Camapuã
Cambuí
Camocim
Campina da Lagoa
Campo Novo do Parecis
Campos Altos
Campos Belos
Canguaretama
Canindé de São Francisco
Canto do Buriti
Capanema
Capão da Canoa
Capim Grosso
Capinzal
Capitão Poço
Capivari
Caracol
Carauari
Carmo do Paranaíba
Carutapera
Casca
Cassilândia
Castelo
Castelo do Piauí
Cerejeiras
Chapadão do Sul
Chopinzinho
Cícero Dantas
Coelho Neto
Colíder
Colinas
Coluna
Comodoro
Confresa
Congonhas
Constantina
Coronel Vivida
Coxim
Cristal do Sul
Crixás
Cruz
Cruzília
Curimatá
Delmiro Gouveia
Desterro
Dores do Indaiá
Entre Rios de Minas
Esperantinópolis
Espírito Santo do Pinhal
Espumoso
Euclides da Cunha
Eirunepé
Extrema
Fátima
Faxinal
Floresta
Fortaleza dos Nogueiras
Fronteiras
Gandu
Garça
Garibaldi
General Salgado
Getúlio Vargas
Gilbués
Goianésia
Goiatuba
Goioerê
Grajaú
Guaíra
Guajará-Mirim
Guaraciaba do Norte
Guararapes
Horizontina
Ibicaraí
Ibirama
Ibotirama
Ilha Solteira
Indaial
Inhumas
Ipanema
Ipu
Iracema
Itaberaí
Itacarambi
Itamonte
Itaocara
Itapaci
Itapajé
Itapiranga
Itápolis
Itapuranga
Itaqui
Itararé
Itaúna
Ituporanga
Iturama
Jaciara
Jacutinga
Jaguaquara
Jaguariaíva
Jaguaribe
Jaicós
Jardim
Joaíma
João Pinheiro
Juara
Jussara
Lábrea
Lago da Pedra
Lagoa da Prata
Lambari
Leme
Leopoldina
Livramento de Nossa Senhora
Lorena
Lucas do Rio Verde
Lucélia
Luzilândia
Machado
Malacacheta
Manga
Mantena
Maracaçumé
Matão
Matinhos
Miranda
Miracema do Tocantins
Mirinzal
Mococa
Monte Alegre
Monte Alto
Monte Aprazível
Monte Carmelo
Mostardas
Muçum
Nanuque
Natividade
Nazaré
Neópolis
Niquelândia
Nonoai
Nossa Senhora das Dores
Nova Londrina
Nova Mutum
Nova Petrópolis
Oliveira
Orlândia
Osvaldo Cruz
Olho d'Água das Flores
Ouro Fino
Ouro Preto do Oeste
Palmeira
Palmeira d'Oeste
Palmeirópolis
Pão de Açúcar
Paracatu
Paraguaçu Paulista
Paraisópolis
Paramirim
Paranacity
Paranaíba
Parelhas
Passa-e-Fica
Patu
Paulistana
Peçanha
Pedra Azul
Pedro II
Pedro Afonso
Peixoto de Azevedo
Piancó
Pinheiro Machado
Pio XII
Piraju
Piracuruca
Pitanga
Pitangui
Piumhi
Poções
Ponte Serrada
Pontes e Lacerda
Porteirinha
Porto Calvo
Porto União
Posse
Presidente Epitácio
Presidente Getúlio
Presidente Juscelino
Presidente Venceslau
Princesa Isabel
Prudentópolis
Quatis
Quedas do Iguaçu
Rancharia
Resplendor
Riachão do Jacuípe
Rio Bonito
Rio Negro
Rio Pomba
Rio Real
Rodeio Bonito
Roncador
Rubiataba
Salto do Jacuí
Salvador do Sul
Sananduva
Sanclerlândia
Santa Bárbara
Santa Cruz
Santa Cruz da Baixa Verde
Santa Cruz do Rio Pardo
Santa Filomena
Santa Helena
Santa Luzia
Santa Luzia do Paruá
Santa Maria do Suaçuí
Santa Vitória do Palmar
Santana
Santana do Livramento
Santo Antônio
Santo Antônio da Patrulha
Santo Augusto
Santos Dumont
São Bento (Maranhão)
São Bento (Paraíba)
São Benedito
São Domingos
São Francisco
São Gabriel da Palha
São Gotardo
São João Batista
São João do Ivaí
São João do Piauí
São João dos Patos
São João Nepomuceno
São Joaquim da Barra
São José do Cedro
São José do Egito
São João do Rio do Peixe
São João Evangelista
São José do Cedro
São Lourenço do Oeste
São Mateus do Sul
São Miguel
São Miguel do Araguaia
São Miguel do Tapuio
São Paulo do Potengi
São Sebastião
São Sebastião do Caí
São Valentim
São Vicente Férrer
Sapé
Seara
Sena Madureira
Senador Pompeu
Serafina Corrêa
Serra Dourada
Serro
Simões
Simplício Mendes
Sinimbu
Siqueira Campos
Sobradinho
Sombrio
Sumé
Tabira
Taguatinga
Taió
Taiobeiras
Tangará
Tapejara
Tapes
Taquaritinga
Tarauacá
Tauá
Tenente Portela
Terra Nova do Norte
Teutônia
Tietê
Tramandaí
Três Pontas
Tucumã
Tucunduva
Turmalina
Tutóia
Uiraúna
Umarizal
União
Uruçuí
Valença
Valença do Piauí
Valente
Várzea da Palma
Vazante
Venda Nova do Imigrante
Veranópolis
Viana
Vigia
Vila Rica
Virginópolis
Visconde do Rio Branco
Vitorino Freire
Xaxim
Xinguara
Wenceslau Braz
Zé Doca
Referências: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Regiões de Influência das Cidades 2007 (10 de outubro de 2008), [1] Configuração da Rede Urbana do Brasil (junho de 2001)vde Fronteiras do BrasilComissões demarcadoras de fronteira1 PCDL ? 2 PCDLPaíses limítrofesArgentina ? Bolívia ? Colômbia ? Guiana Francesa (França) ? Guiana ? Paraguai ? Peru ? Suriname ? Uruguai ? VenezuelaMacrorregiões fronteiriçasCentro-Oeste ? Norte ? SulEstados fronteiriçosAcre ? Amapá ? Amazonas ? Mato Grosso ? Mato Grosso do Sul ? Pará ? Paraná ? Rio Grande do Sul ? Rondônia ? Roraima ? Santa CatarinaMunicípios fronteiriçosSocioeconômicoÁrea ? Área urbana ? População ? Densidade demográfica ? PIB ? PIB per capita ? renda per capita ? IDH ? GiniBifronteiriços ou tríplices fronteirasAtalaia do Norte ? Assis Brasil ? Barra do Quaraí ? Corumbá ? Foz do Iguaçu ? Laranjal do Jari ? Oriximiná ? São Gabriel da Cachoeira ? Uiramutã ? Uruguaiana

Fronteira simplesAceguá ? Acrelândia ? Alecrim ? Almeirim ? Alta Floresta d'Oeste ? Alto Alegre ? Alto Alegre dos Parecis ? Amajari ? Antônio João ? Aral Moreira ? Bagé ? Bandeirante ? Barcelos ? Barracão ? Bela Vista ? Belmonte ? Benjamin Constant ? Bom Jesus do Sul ? Bonfim ? Brasileia ? Cabixi ? Cáceres ? Capanema ? Capixaba ? Caracaraí ? Caracol ? Caroebe ? Chuí ? Comodoro ? Coronel Sapucaia ? Costa Marques ? Crissiumal ? Cruzeiro do Sul ? Derrubadas ? Dionísio Cerqueira ? Dom Pedrito ? Doutor Maurício Cardoso ? Entre Rios do Oeste ? Epitaciolândia ? Esperança do Sul ? Feijó ? Garruchos ? Guaíra ? Guajará ? Guajará-Mirim ? Guaraciaba ? Herval ? Iracema ? Itaipulândia ? Itapiranga ? Itaqui ? Jaguarão ? Japorã ? Japurá ? Jordão ? Mâncio Lima ? Manoel Urbano ? Marechal Cândido Rondon ? Marechal Thaumaturgo ? Mercedes ? Mundo Novo ? Normandia ? Novo Machado ? Nova Mamoré ? Óbidos ? Oiapoque ? Pacaraima ? Paraíso ? Paranhos ? Pato Bragado ? Pedras Altas ? Pérola d'Oeste ? Pimenteiras do Oeste ? Pirapó ? Plácido de Castro ? Planalto ? Poconé ? Ponta Porã ? Porto Esperidião ? Porto Lucena ? Porto Mauá ? Porto Murtinho ? Porto Velho ? Porto Vera Cruz ? Porto Walter ? Porto Xavier ? Pranchita ? Princesa ? Quaraí ? Rodrigues Alves ? Roque Gonzales ? Santa Helena (PR) ? Santa Helena (SC) ? Santa Isabel do Rio Negro ? Santa Rosa do Purus ? Santa Vitória do Palmar ? Santa Terezinha de Itaipu ? Santana do Livramento ? Santo Antônio do Içá ? Santo Antônio do Sudoeste ? São Borja ? São Francisco do Guaporé ? São José do Cedro ? São Miguel do Iguaçu ? São Nicolau ? Sena Madureira ? Serranópolis do Iguaçu ? Sete Quedas ? Tabatinga ? Tiradentes do Sul ? Tunápolis ? Vila Bela da Santíssima Trindade
 Brasilvde Paraná Portal ? Geografia, Política, Cultura, EsportesCapitalCuritibaDivisão regional vigente (desde 2017)Regiões geográficas intermediárias e imediatasDivisão regional extinta (vigente até 2017)Mesorregiões e microrregiõesRegiões MetropolitanasApucarana ? Campo Mourão ? Cascavel ? Curitiba ? Londrina ? Maringá ? Toledo ? UmuaramaMais de 1.000.000 habitantesCuritibaMais de 500.000 habitantesLondrinaMais de 400.000 habitantesMaringáMais de 300.000 habitantesCascavel ? Ponta Grossa ? São José dos PinhaisMais de 200.000 habitantesFoz do Iguaçu ? ColomboMais de 100.00 habitantesGuarapuava ? Paranaguá ? Almirante Tamandaré ? Apucarana ? Arapongas ? Araucária ? Cambé ? Campo Largo ? Pinhais ? Piraquara ? Toledo ? UmuaramaSul, Brasil vde Canais de televisão aberta de Foz do Iguaçu e tríplice fronteiraVHF analógico
Ciudad del Este, Paraguai
02 Paravisión
08 C9N (SNT)
13 Red Paraguaya de Comunicación
Presidente Franco, Paraguai
07 Sur TV (SNT)
09 Televisora del Este (SNT)
Puerto Iguazú, Argentina
04 Canal 12 Posadas
11 Canal Once Iguazú
UHF analógico
Ciudad del Este, Paraguai
14 Telefuturo
16 Latele
18 Red Guarani
Puerto Iguazú, Argentina
19 Canal 2 Misiones
28 YTV
Sinal digital
20.1 CATVE (TV Cultura)
26 (21.1) RIC TV HD
27 (15.1) Ideal TV HD
28 (6.1) TV Tarobá HD
30 (30.1) Boa Vontade TV
31 (33.1) CNT Tropical HD
32 (32.1) RCI (Rede Mundial)
35 (5.1) RPC HD
39 (12.1) TV Naipi HD
50 (49.1) Rede Vida HD
53 (52.1) Rede Mundial Curitiba SD
Ciudad del Este, Paraguai
15 (32.1) Paraguay TV
Autorizados ouem implantação
24 (23.1) TV Canção Nova
38.1 TV Cachoeira (TV Novo Tempo)
44 (46.1) TV Paraná Turismo (TV Cultura e TV Brasil)
Extintas
Geradoras
05 RPC (Globo) (1989-2018)
12 TV Naipi (SBT) (1985-2018)
Retransmissoras
10 TV Tarobá (Band) (????-2018)
15 Ideal TV (????-2018)
21 RIC TV (RecordTV) (????-2018)
23 TV Canção Nova (????-2018)
29 TV Verdade (????-2018)
33 CNT Tropical (CNT e TV Universal) (????-2018)
46 TV Paraná Educativa (TV Cultura e TV Brasil) (????-2018)
49 Rede Vida (????-2018)
52 Rede Mundial Curitiba (Rede Mundial) (????-2018)
68 CATVE (TV Cultura) (????-2018)
vde Estações de rádio de Foz do Iguaçu e tríplice fronteiraEm itálico, emissoras que também são alcançadas em Foz do Iguaçu, mas que são de outras cidadesRádio AMPor frequência (kHz)
820
1320
Por nome
Rádio Cultura
Rede Comunicadora Iguassu
Rádio FMPor frequência (MHz)
88.1
90.7
91.1
91.9
93.3
93.7
97.7
99.3
100.1
100.5
100.9
101.1
101.7
102.7
104.5
105.1
105.7
106.1
107.1
Por nome
97 FM
Band FM
Catve FM
Clássica FM
Itaipu FM
Jovem Pan FM
Massa FM
Mix FM
Mundial FM
Positiva FM
Rádio Cidade
Rádio Clube
Rádio Gospel
Rádio T
Rede Aleluia
Rede Nação
Studio FM
Transamérica Pop
Voz FM
Wood's FM
ExtintasRádio AM
1320 kHz Rádio Globo (2015-2017)
Rádio FM
88.1 MHz Massa FM (2013-2018)
91.1 MHz Classic Hits (2008-2011) / Catedral FM (2011-2018)
101.1 MHz Itaipu Mercosul FM (????)
101.7 MHz Fronteira FM (????)
107.1 MHz Play FM (????-2013) / Rádio T (2013-2018) Portal do Brasil Portal do Paraná
Controle de autoridade
: Q202316
WorldCat
VIAF: 137240250
GND: 4363326-2
LCCN: n83024163
OSM: 297473
GeoNames: 3463030