montar pagina em Amaporã

Encontre montar pagina em Amaporã na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Montar

Colocar-se sobre (uma cavalgadura).
Colocar sobre.
Fornecer o que é preciso a; estabelecer: _montar uma fábrica_.
Ser capaz de conter ou abranger.


Montar

Pôr-se a cavalo.


Montar

Ter importância, importar: _que monta isso_?


Montar

Dar lanço em leilão.
Importar ou valer; atingir.


Montar

Elevar-se a certa quantia ou valor: _a despesa montou a dez contos_.


Montar

Apascentar ou fazer lenha em montes.


Montar

Pôr-se a cavalo.
Colocar-se sobre alguma coisa, como sobre um cavalo.


Amaporã


Município de AmaporãBandeira indisponívelBrasãoHino
Fundação12 de novembro de 1961 (57 anos)
Gentílicoamaporense[1]
Prefeito(a)Terezinha Fumiko Yamakawa (MDB)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Amaporã no ParanáAmaporã Localização de Amaporã no Brasil
23° 05' 45" S 52° 47' 16" O23° 05' 45" S 52° 47' 16" O
Unidade federativaParaná
MesorregiãoNoroeste Paranaense IBGE/2008 [2]
MicrorregiãoParanavaí IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofesParanavaí, Planaltina do Paraná, Guairaçá, Mirador, Guaporema, Cidade Gaúcha.
Distância até a capital551[3] km
Características geográficas
Área384,734 km² [4]
População6 181 hab. estimativa IBGE/2018[5]
Densidade16,07 hab./km²
Altitude512 m
ClimaSubtropical
Fuso horárioUTC?3
Indicadores
IDH-M0,709 alto PNUD/2000 [6]
PIBR$ 48 783,741 mil IBGE/2008[7]
PIB per capitaR$ 9 070,98 IBGE/2008[7]Amaporã é um município brasileiro do estado do Paraná. Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 6 181[5] habitantes.Etimologia[editar | editar código-fonte]
De origem Tupi, "ama"... o que serve, ser costume + "porã" ...belo, bonito,: Uso bonito, costume bonito.História[editar | editar código-fonte]
A história do município de Amaporã está intimamente ligada à cafeicultura instalada na região de Paranavaí. Em 1948, famílias de agricultores requereram do governo do Estado terras consideradas devolutas e iniciaram o plantio de lavouras de subsistência e de café, que se tornaria, por muitos anos, a principal atividade econômica da região. O primeiro grupo de colonizadores foi integrado por Justino Rodrigues de Souza, Mariano Viana e José Viana. Depois chegou Gustavo Marques de Oliveira e, em seguida, muitas famílias de colonos que formaram o povoado de Jurema.[8]
Logo, o café plantado em terras de clima propício, produziu fartas colheitas, propiciando o crescimento da comunidade, que passou a ser vista com interesse pela classe política de Paranavaí, o que propiciou a criação, através da Lei n° 116, de 23 de agosto de 1955, do distrito administrativo de Jurema.[8]
A sua transformação em município ocorreria em 25 de julho de 1960, através de Lei Estadual nº 4245 e a sua instalação se deu a 12 de novembro de 1961, tendo sido primeiro prefeito eleito Nelson Busato dos Santos. Um ano após ser emancipado, o município de Jurema, por força de lei, mudaria sua denominação para Amaporã.[8]
Os solos de Amaporã, como de toda a região noroeste do Paraná, são arenosos e por isso propensos à erosão do solo, o que exige a adoção de técnicas de proteção. Além do café, o algodão tornou-se lavoura de grande importância econômica no município, mas aos poucos cedeu lugar para a pecuária.[9]
Na última década do século XX, as instituições de pesquisa (Iapar), de extensão rural (Emater-PR), a Embrapa e cooperativas implantaram, na região, o sistema de produção integrada conhecida como lavoura-pecuária, que propiciou conservação do solo, a reversão da baixa produtividade, com o consequente aumento da produção. Nos primeiros anos implantam-se lavouras de soja, aliada a técnicas de conservação e fertilidade, substituídas depois pela pecuária. Esse ciclo de alternância na produção de soja e criação pecuária alterou a economia regional.[9]Referências? «Gentílico - amaporense». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 29 de agosto de 2018 ? a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? «Distâncias entre a cidade de Curitiba e todas as cidades do interior paranaense». EmSampa. Consultado em 22 de setembro de 2017 ? IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 ? a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 30 de outubro de 2018 ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 ? a b c IBGE. «Histórico» (PDF). Biblioteca do IBGE. Consultado em 25 de novembro de 2012 ? a b INTEGRAÇÃO LAVOURA - PECUÁRIA NO SUL DO BRASIL, Aníbal de Moraes ; Adelino Pelissari ; Sérgio J. Alves ; Paulo César de Faccio Carvalho; Luiz César Cassol
Este artigo sobre municípios do estado do Paraná é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Posts Relacionados

25-08-2016 07:15:56

montar pagina em Amaraji

Encontre montar pagina em Amaraji na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

25-08-2016 07:15:56

montar pagina em Amaral Ferrador

Encontre montar pagina em Amaral Ferrador na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

25-08-2016 07:15:56

montar pagina em Amaralina

Encontre montar pagina em Amaralina na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

25-08-2016 07:15:56

montar pagina em Amarante

Encontre montar pagina em Amarante na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.