empresas de sistema em Cruzeiro do Sul

Encontre empresas de sistema em Cruzeiro do Sul na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Sistema

Conjunto de partes, coordenadas entre si.
Conjunto de partes similares.
Forma de governo ou constituição política ou social de um Estado: _sistema republicano_.
Combinação de partes, por forma que concorram para certo resultado.
Plano.
Modo de coordenar as noções particulares de uma arte, ciência, etc.
Modo, hábito, uso: _o meu sistema de vida_.
Método.
Conjunto de leis ou de princípios, que regulam certa ordem de fenómenos: _o nosso sistema planetário_.
Conjunto de intervalos musicais elementares, compreendidos entre os dois limites sonoros extremos, apreciáveis ao ouvido.


Cruzeiro Do Sul


Município de Cruzeiro do Sul
"Cruzeiro" "Capital do Vale do Juruá""Terra dos Náuas"
A ponte da união liga Cruzeiro do Sul ao Segundo distrito e a capital Rio Branco.BandeiraBrasãoHino
Aniversário28 de setembro
Fundação12 de setembro de 1904 (114 anos)
Emancipação28 de setembro de 1904 (114 anos)[nota 1]- da Bolívia
Gentílicocruzeirense
Padroeiro(a)Nossa Senhora da Glória[1]
CEP69.980-000[2]
Prefeito(a)Ilderlei Cordeiro (MDB)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Cruzeiro do Sul no AcreCruzeiro do Sul Localização de Cruzeiro do Sul no Brasil
07° 37' 51" S 72° 40' 12" O07° 37' 51" S 72° 40' 12" O
Unidade federativaAcre
Região intermediária
Cruzeiro do Sul [3]Região imediata
Cruzeiro do Sul [3]Municípios limítrofesPorto Walter, Rodrigues Alves, Tarauacá, Mâncio Lima, Estado do Amazonas e República do Peru
Distância até a capital
federal: 3 692 km
estadual 632 km[4]
Características geográficas
Área7 924,943 km² (BR: 182º AC: 5º)[5]
Área urbana24,794 km² (BR: 405º AC: 2º) ? est. Embrapa[6]
Distritos1
População87 673 hab. (AC: 2º) ? estimativa populacional - IBGE/2018[7]
Densidade11,06 hab./km²
Altitude182 m
ClimaEquatorial isotérmico Af
Fuso horárioUTC-5
Indicadores
IDH-M0,664 (AC: 2º) ? médio PNUD/2010[8]
Gini0,64 PNUD/2010[8]
PIBR$ 1,088,626,180 mil (AC: 2º) ? IBGE/2016[9]
PIB per capitaR$ 13 263,80 IBGE/2016[9]
Página oficial
Prefeiturawww.cruzeirodosul.ac.gov.br
Câmarawww.cruzeirodosul.ac.leg.brCruzeiro do Sul é um município brasileiro localizado no interior do estado do Acre. Conhecida como Capital do Juruá, é o mais importante polo turístico e econômico do interior do Acre.
Cruzeiro do Sul é cercada de construções e monumentos que simbolizam e guardam a história do Acre. O município, cujo nome foi inspirado na Constelação "Cruzeiro do Sul", teve sua fundação oficializada em 28 de Setembro de 1904, quando a sede do Departamento do Alto Juruá foi transferida para Cruzeiro do Sul. A área escolhida chamava-se "Centro Brasileiro" e foi adquirida do Sr. Antônio Marques de Menezes pelo governo da União. Era localizado à esquerda do barracão central da casa de farinha e de algumas barracas isoladas.Índice1 Topônimo
2 História
3 Geografia3.1 Território
3.2 Hidrografia
3.3 Solo e relevo
3.4 Clima
4 Demografia4.1 Religião4.1.1 Templos
4.2 Grupos étnicos4.2.1 Notáveis da cidade
5 Economia5.1 Produto Interno Bruto
6 Urbanização
7 Infraestrutura7.1 Acesso
7.2 Segurança
7.3 Educação
7.4 Saúde
7.5 Comunicações7.5.1 Correios
7.5.2 Internet
7.5.3 Rádios
7.6 Bancos
8 Política8.1 Símbolos8.1.1 Hino
8.2 Poderes8.2.1 Poder legislativo
8.2.2 Poder executivo
8.2.3 Poder judiciário
9 Turismo e cultura
10 Ver também
11 Notas
12 Referências
13 Ligações externasTopônimo[editar | editar código-fonte]
Não se sabe, exatamente, de quem foi a ideia de dar o nome à sede da prefeitura do Alto Juruá de Cruzeiro do Sul, mas a denominação é estabelecida no artigo 2° do Decreto e, com certeza, tem por inspiração a constelação do Cruzeiro do Sul.História[editar | editar código-fonte]
Cruzeiro do Sul em 1909 (Documento sob guarda do Arquivo Nacional).
A região que hoje compreende o município de Cruzeiro do Sul era habitada por tribos indígenas. Os índios que habitavam o vale do Juruá, divididos em 49 tribos, eram do tronco Arawak ou Aruak, e se dividiam em grupos com as suas denominações particulares tais como Ararauas, Catukinas e Curimas. Na época das explorações foram encontradas as tribos dos Náuas, Amahuacas, Jamináuas, Capanáuas e Caxinauás. Ao longo das margens do rio Juruá vivia a tribo dos Náuas, multiplicando-se em tabas, dominando o rio e a selva, no trecho onde está localizado a cidade de Cruzeiro do Sul, até o extremo do extenso Estirão (trecho do rio que corre em linha reta).
Em 1857 ocorre o início das expedições para o Alto Juruá, quando o chefe de índios João da Cunha Correia chegou a foz do rio Juruá-Mirim. Várias expedições foram realizadas, proporcionando o início do povoamento da região. A tribo dos Nauas (os principais dominantes que fez retroceder a expedição do cientista inglês William Chandlesse em 1867) abandonou a localidade a partir de 1870 rumando para o Peru pelos altos rios em função de uma terrível epidemia. Formaram-se seringais como consequência da imigração de nordestinos que, acossados pelo fenômeno das secas, abandonaram os sertões entre 1877 a 1879.
O seringal, já denominado Centro Brasileiro, foi explorado por volta de 1890 e passou a congregar grande número de brasileiros. Em 1896 os primeiros caucheiros peruanos começaram a aparecer. Em 1902, o comissário peruano Carlos Casquez Guadra estabeleceu-se oficialmente à foz do rio Amônea, dando início a uma seqüência de choques entre brasileiros e peruanos. Em 17 de Novembro de 1903, o território do Acre, incorporado ao Brasil pelo Tratado de Petrópolis, foi dividido em três departamentos: Alto Juruá, Alto Purus e Alto Acre, todos independentes entre si e diretamente subordinados ao Governo da União. Cada um dos departamentos era administrado por um Intendente (cargo parecido com o de prefeito atual, só que nomeado pelo Presidente da República, até 1920).
Em 12 de setembro de 1904 o Coronel do Exército Brasileiro Gregório Taumaturgo de Azevedo instalou a sede provisória do município em um local denominado "Invencível", situado na foz do Rio Moa. No dia 28 de setembro de 1904, o Coronel Thaumaturgo, através do Decreto N° 4, autorizava a transferência da sede da Prefeitura para o Seringal Centro Brasileiro, à margem esquerda do Juruá, pois no antigo lugar faltava área suficiente para o desenvolvimento futuro da cidade, além do problema das inundações periódicas, resultantes das enchentes do rio. Na área do Centro Brasileiro, a geografia apresentava muitas colinas (terras livres de inundações), facilitando a implantação da futura cidade de Cruzeiro do Sul, atendendo, ainda, outras considerações de ordem administrativa e comercial. @media all and (max-width:720px){.mw-parser-output .tmulti>.thumbinner{width:100%!important;max-width:none!important}.mw-parser-output .tmulti .tsingle{float:none!important;max-width:none!important;width:100%!important;text-align:center}}Cruzeiro do Sul no ano de 1906RibeirinhosPrimeiras construções de alvenariaConstruções de madeiraRio JuruáPonte 17 de Novembro
Geografia[editar | editar código-fonte]
Localiza-se na região noroeste do estado de Acre, na margem esquerda do rio Juruá, a 648 km por via terrestre da capital do estado Rio Branco, pela rodovia BR-364 e 593 km em linha reta. Suas cordenadas são latitude de 07º37'51" sul e longitude de 72°40'12" oeste.Território[editar | editar código-fonte]
Cruzeiro do Sul situa-se na Região Geográfica Intermediária de Cruzeiro do Sul e Região Geográfica Imediata de Cruzeiro do Sul.[3]
A área do município é de 7 924,94 km² e a área urbana é de 24,794 km².[5][6]
Faz divisa com o estado do Amazonas (norte); o município de Porto Walter (ao sul); com Tarauacá (a leste) e com os municípios de Mâncio Lima, Rodrigues Alves e com o Peru (a oeste).[10] Hidrografia[editar | editar código-fonte]
Rio Juruá ao atravessar Cruzeiro do Sul.
Cruzeiro do Sul é banhado pelo Rio Juruá, de águas barrentas, navegáveis e piscosas que banha e divide o município em dois distritos. O nome Juruá é de origem indígena, é uma derivação do nome "Yurá", usado pelos indígenas que habitavam suas margens. O rio nasce no Peru e, com 2 410 quilômetros de extensão, é o 43º maior rio do mundo.
Suas águas caudalosas e barrentas tem dois períodos distintos: no inverno, especialmente de dezembro a maio, é a época das enchentes, quando ele invade todas as terras baixas; e o período de verão, de junho a novembro, quando suas águas baixam de tal maneira que os barcos e balsas de maior porte não conseguem chegar a Cruzeiro do Sul. Suas margens, após as vazantes, são utilizadas pelos ribeirinhos ou "barranqueiros" para o plantio de produtos agrícolas como: feijão, milho, batata, melancia e outros.
Há uma grande quantidade de lagos espalhados pelo município, localizados, quase sempre, próximos ao Rio Juruá ou a seus afluentes. O aspecto e a largura que apresentam são semelhantes aos dos cursos d'água que passam nas proximidades. Medem, aproximadamente, 6 km de extensão e são, geralmente, piscosos.Solo e relevo[editar | editar código-fonte]
O tipo de solo predominante é o podzólico vermelho e amarelo, não possuindo terreno pedregoso. O município conta com um relevo formado por uma série de colinas e uma vegetação predominantemente amazônica.[11] Clima[editar | editar código-fonte]
Maiores acumulados de precipitação em 24 horasregistrados em Cruzeiro do Sul por meses (INMET)[12]
MêsAcumuladoDataMêsAcumuladoData
Janeiro93,1 mm22/01/2013Julho94,4 mm09/07/1972
Fevereiro104 mm17/02/1971Agosto95,3 mm05/08/1972
Março160,6 mm25/03/2005Setembro105 mm01/09/1978
Abril140,8 mm03/04/1987Outubro103,8 mm31/10/1974
Maio98,4 mm13/05/2001Novembro90 mm13/11/1977
Junho92,2 mm30/06/1989Dezembro118,2 mm02/12/2001
Período: 01/01/1961 a 31/12/1962, 06/04/1970 a 31/12/1990 e 01/01/1993 a 31/01/2016O clima de Cruzeiro do Sul é equatorial (do tipo Af na classificação climática de Köppen-Geiger), quente e úmido,[13] com temperatura média compensada anual em torno dos 25 °C e índice pluviométrico superior a 2 000 milímetros (mm) anuais. A umidade do ar é relativamente elevada, com tempo médio de insolação de aproximadamente 1 340 horas/ano, um dos menores do país.[14]
Entre maio e setembro torna-se mais comum o fenômeno da friagem, registrando temperaturas muito baixas (em torno de 15 °C) para os padrões regionais.[15]
Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1961 a 1962, 1970 a 1990 e 1993 a 2016, a menor temperatura registrada em Cruzeiro do Sul foi de 6,2 °C em 27 de junho de 1987,[16] e a maior atingiu 39,9 °C em 22 de maio de 2002.[17]
O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 160,6 mm em 25 de março de 2005.[12] Novembro de 1990, com 480,2 mm, foi o mês de maior precipitação.[18]
Dados climatológicos para Cruzeiro do Sul
MêsJanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDezAno
Temperatura máxima recorde (°C)36,636,83938,539,93837,238,139,538,737,838,8 39,9
Temperatura máxima média (°C)31,531,531,631,53130,931,532,532,832,73231,6 31,8
Temperatura média compensada (°C)25,925,725,725,725,124,824,825,525,82625,825,8 25,6
Temperatura mínima média (°C)21,321,221,321,120,319,318,619,22020,92121,2 20,5
Temperatura mínima recorde (°C)10,110,19,811,36,66,27,16,96,88,19,210,3 6,2
Precipitação (mm)247258,3292,6232,8155,689,759,176,4113,2191222,2229,5 2 167,4
Dias com precipitação (? 1 mm)17171815127668131517 151
Umidade relativa compensada (%)8484,285,184,583,282,678,677,977,881,783,783,9 82,7
Horas de sol82,462,17488,6120,1117,5182,3162,3133,1127,910384,2 1 337,5
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[14] recordes de temperatura: 01/01/1961 a 31/12/1962, 06/04/1970 a 31/12/1990 e 01/01/1993 a 31/01/2016)[16][17] Demografia[editar | editar código-fonte]
Cruzeiro do Sul é o segundo município mais populoso do estado, com uma população de 87 673 habitantes de acordo com estimativas de 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O município é o segundo mais populoso do estado e o 33º da região Norte do Basil. Apresenta uma densidade populacional de 11,06 habitantes por km².[7]
Segundo o censo de 2000, 50,14% da população urbana são homens e 49,86% mulheres, e 72,17% da população vive na zona urbana e 27,83% vive na zona rural.[19] Segundo o Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil, a população de Rio Branco equivale a 0,05% da população nacional. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, Cruzeiro do Sul em 2008 possuía 45.298 eleitores, o equivalente a 10,24% do número de eleitores estaduais, sendo o segundo maior colégio acriano.[11]
O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M) de Cruzeiro do Sul é considerado médio pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), sendo seu valor de 0,668. Considerando apenas a educação o valor do índice é de 0,721, enquanto a média nacional é de 0,849, o índice da longevidade é de 0,685 (o brasileiro é 0,638) e o de renda é de 0,598 (o do Brasil é 0,723).[20] Cruzeiro do Sul possui a maioria dos indicadores médios segundo o PNUD. O coeficiente de Gini, que mede a desigualdade social, é de 0,54, sendo que 1,00 é o pior número e 0,00 é o melhor.[21] A incidência da pobreza, medida pelo IBGE, é de 40,17% e a incidência da pobreza subjetiva é de 51,20%.[21] Cruzeiro do Sul apesar da relativa melhora em relação aos índices de 1991, ainda necessita de uma boa melhora nos seus índices para que alcance um patamar aceitável.Religião[editar | editar código-fonte]
Catedral de Cruzeiro do Sul
Catedral de Nossa Senhora da Glória, construída em estilo germânico no ano de 1957.
De acordo com dados do censo de 2000 realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população de Cruzeiro do Sul é composta por: Católicos (76,19 %), evangélicos (20,38%), pessoas sem religião (2,41%), espíritas (0,17%), e 0,85% estão divididos entre outras religiões.[22]
A cidade se desenvolveu sobre uma matriz social eminentemente católica, reflexo disso está associado a grande parte da sua composição religiosa, tanto que a festa mais popular da região está associada a ela, o "Novenário de Nossa Senhora da Glória". Apesar desse quadro, nos últimos anos houve também um forte crescimento da parcela evangélica da população. Embora em menor número, chamam a atenção pela sua particularidade, a presença das chamadas "Religiões da Floresta", em especial a União do Vegetal (UDV) e o Santo Daime, praticas espiritualistas que têm em seus cultos, o uso ritualístico da "ayahuasca". Entre os indígenas da região também acontecem as práticas xamânicas com o uso da "ayahuasca".
Cruzeiro do Sul é um centro episcopal, sendo sede da Diocese de Cruzeiro do Sul.Templos[editar | editar código-fonte]
Igreja Matriz Nossa Senhora da Glória
Igreja Nossa Senhora Aparecida
Igreja Nossa Senhora do Rosário
Primeira Igreja Batista de Cruzeiro do Sul
Igreja Evangélica Assembléia de Deus
Igreja Presbiteriana de Cruzeiro do Sul
Igreja Adventista Do Sétimo Dia
Igreja Universal do Reino de Deus
Igreja Pentecostal Fonte da Água Viva
Igreja Evangélica Apostolica
Grupos étnicos[editar | editar código-fonte]
A atual população de Cruzeiro do Sul, bem como da região do Juruá, é formada principalmente pelo elemento indígena, e pelos nordestinos que vieram à região em grande número no início do século XX para a extração da borracha. Também é forte na região a presença dos sírio-libaneses, que chegaram à região como comerciantes. Mas recentemente, a região também tem recebido imigrantes peruanos, haitianos e bolivianos.Notáveis da cidade[editar | editar código-fonte]Adalberto Correia Sena ? político e jornalista
Aluísio Bezerra de Oliveira - político
Benki Piyãko ? indígena e ativista
César Messias ? pecuarista e político
César Aboud ? empresário e político
Chico da Silva - pintor brasileiro de estilo naïf
Edson Pinheiro ? atleta paralímpico
Fernando Melo - economista, advogado e político
Gladson Cameli - engenheiro, empresário e político
Henrique Afonso - professor universitário, pedagogo e político
Ilderlei Cordeiro - empresário e político
Isaac Newton da Silva Pessoa - advogado, bancário e político
Jéssica Sales - médica ginecologista, obstetra e política
João Corrêia - professor universitário e político
Josenildo Inácio - empresário e político
Orleir Cameli - político e empresário
Osmir de Albuquerque Lima Filho - bancário e político
Renato Braga - engenheiro agrônomo, professor, escritor e político
Ronivon Santiago - treinador de futebol e político
Samuel Câmara - televangelista e lider pentecostal da igreja Assembleia de DeusEconomia[editar | editar código-fonte]
O extrativismo da borracha foi, até o início do século XX, a principal atividade econômica desenvolvida no município. Além da borracha, a economia da região gira em torno da exploração da madeira. Atualmente, a farinha é o principal produto da atividade econômica municipal, sendo uma das melhores da região e muito apreciada no sul do país. Nos últimos anos as atividades econômicas do município estão voltadas para atividades extrativistas, de agronegócios que visam produzir e comercializar bens e serviços. Estas atividades econômicas são fundamentais para o desenvolvimento sustentável da região e do homem que a décadas tenta sobreviver nesta parte do remota do país e através delas as pessoas podem obter as coisas que precisam para a sua vida.
A cidade possui mais de 4.800 empresas atuantes segundo o Empresômetro, segundo maior índice após a capital do estado.[23]Composição econômica [24]
Serviços
86,57 %
Agropecuária
6,73 %
Indústria
6,70 %Produto Interno Bruto[editar | editar código-fonte]
Em valores adicionados é a cidade com o maior PIB de toda a Mesorregião do Vale do Juruá, sendo o segundo maior de todo o estado do Acre, atrás somente da capital, Rio Branco; esse fator aliado à sua infraestrutura lhe rendeu a posição de centro urbano de referência[10].
Cruzeiro do Sul possui o segundo maior Produto interno bruto (PIB) dentre os municípios de Acre sendo superado apenas por Rio Branco, estando caracterizada também como a 682ª maior economia do Brasil. Segundo dados do IBGE, em 2016 seu Produto Interno Bruto foi de R$ 1 088 626 180,00 e o PIB per capita era de R$ 13 263,00 mil, o sétimo maior do estado.[9]
Evolução do PIB do município de Cruzeiro do Sul[25]
(em milhões de reais)Urbanização[editar | editar código-fonte]
Situada ás margens do rio Juruá com área urbana de 24,794 km²,[6] Cruzeiro do Sul possui um urbanismo misto com ruas que ora correm em formato retilíneo, ora são vias tortuosas.
Apesar disto a maioria das quadras tem perfil planejado em formato de xadrez.Infraestrutura[editar | editar código-fonte]
Acesso[editar | editar código-fonte]
Aeroporto Internacional de Cruzeiro do Sul totalmente reformado em 2009, teve sua capacidade ampliada.
Distante cerca de 630 km de Rio Branco, por rodovia, através da BR-364.[10], cujo acesso tornou-se permanente em 2011, mas ainda apresenta deficiências em sua estrutura. Um ponto que decorre da dificuldade do acesso terrestre é a chegada de alimentos até a cidade. Vegetais e alimentos perecíveis, que são difíceis de serem encontrados e sempre a um alto valor, têm seus preços aumentados em função dessa dificuldade logística.
Ainda há o Terminal Rodoviário de Cruzeiro do Sul para quem precisa chegar ou sair de ônibus.
A cidade é servida por meio aéreo pelo Aeroporto Internacional de Cruzeiro do Sul localizado a 15 quilômetros do centro urbano. Existe uma linha regular de jatos comerciais e aviões de médio porte com a capital do estado Rio Branco.
Como grande parte das cidades amazônicas seu principal meio de chegada é por via fluvial, o Porto Fluvial de Cruzeiro do Sul está localizado a 4 quilômetros do centro urbano, e abastece a cidade principalmente com produtos vindos de Manaus.Segurança[editar | editar código-fonte]
Como na maioria dos municípios médios e grandes brasileiros, a criminalidade é um problema preocupante em Cruzeiro do Sul. Em 2006 a taxa de homicídios no município foi de 12,4 apresentando uma queda de 36% em relação à taxa do ano anterior, que era de 19,6.[26] Em números absolutos, a média de homicídios na década de 2000 foi de 7,4 homicídios por ano.[26] A taxa de óbitos totais apresentava em 2002 e 2003, 7 óbitos, número que chegou a zero no ano seguinte, voltando a crescer no ano posterior, na ordem de 14 homicídios.[26] A taxa média de homicídios por acidente de transporte, entre 2002 e 2006 foi na ordem de 7,8.[26]
Possui uma Delegacia da Polícia Federal, por se tratar de um ponto estratégico e rota do tráfico de drogas. Os trabalhos da Polícia Federal nessa região são intensos, e a infraestrutura é completa, com policiais especializados em trabalhos na selva, outros especializados em vias fluviais. Também há a presença da Polícia Civil, com delegacias suas especializadas, departamento de Polícia Técnica; Também há um sub-grupamento de combate a incêndio, com atendimentos em parceria com o SAMU, além de um Batalhão de Polícia Militar (6 BPM), subordinado ao Comando de Policiamento Operacional (CPO II), que faz o trabalho ostensivo e repressivo no combate a criminalidade na capital do Juruá.[27]Educação[editar | editar código-fonte]
A cidade de Cruzeiro do Sul conta com escolas em todas as regiões do seu núcleo urbano, no entanto em sua Zona Rural, devido a escassez de escolas, uma pequena minorias dos alunos são obrigados a deslocar distâncias consideráveis para ter acesso a uma rede escolar. Diante desse quadro, a prefeitura começou a transformar a infraestrutura das escolas, dando-as condições para que garantam um melhor ensino aos alunos.[28] Em 2009, contava no ensino fundamental com 145 escolas, o corpo docente era composto por 866 professores, ministrando aulas para 19.890 alunos.[29][30][31] O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica ao concluir o ensino fundamental foi calculado em 4,2. Acima do estimado para 2009 para o município (3,8), e também acima da média nacional, na ordem de 3,7.[32] O ensino médio era assistido por 10 escolas, uma rede docente de 190 professores e 4.656 matrículas realizadas.[32][33][34][35] O ensino infantil calculava 41 pré-escolas, 120 professores e 2.280 alunos.[36][37][38]
Cruzeiro do Sul concentra os principais cursos superiores de todo o Vale do Juruá, sendo a principal instituição pública de ensino a Universidade Federal do Acre (UFAC), que se localiza na Estrada do Canela Fina, km 12. Além de Cruzeiro do Sul, há outro campi em Rio Branco.
Em 2008, a taxa de analfabetismo no estado é de 13%, uma das mais equilibradas do Brasil. Da população, 36,2% dos acrianos são analfabetos funcionais.Saúde[editar | editar código-fonte]
Hospital do Juruá foi inaugurado em 2007 como referência em saúde na região.
Cruzeiro do Sul possuía em 2005, 51 estabelecimentos de saúde, sendo 46 deles públicos, entre hospitais, pronto socorro, postos de saúde e serviços odontológicos.[39] A cidade possui 220 leitos para internação em estabelecimentos de saúde, sendo 138 públicos e 82 privados.[40] Existem na cidade um grande hospital geral, o Hospital Regional do Juruá, que absorve grande parte dos casos de todo Oeste acriano e Sul do Amazonas.[41] No ano de 2008 foram registrados 1.764 nascidos vivos, sendo que 7.2% nasceram prematuros, 28,11% foram de partos cesáreos [42] e 8% foram de mães entre 10 e 19 anos (0,4% entre 10 e 14 anos).[43]
Até o início do ano 2000, Cruzeiro do Sul contava com poucas unidades de saúde públicas, sendo o Hospital Geral o seu principal centro de saúde, e uma gama de postos de saúde com baixa taxa de resolutividade de casos. Em 2007, foi inaugurado o Hospital do Juruá após 20 anos com obras arrastadas, se tornou centro de referência na região em casos de maior complexidade.[44] No final de 2008 começou a ser construído o Hospital Materno-Infantil de Cruzeiro do Sul, na estrutura do antigo hospital geral do município, completando assim todo o atendimento de saúde na região.
O quadro de saúde do município está sendo alterado, especialmente após a construção do Hospital Regional, a demanda de profissionais de saúde tem aumentado, assim como a qualidade dos seus serviços.[44] Antes um dos grandes problemas da região devido a escassez de profissionais qualificados era o atendimento de profissionais estrangeiros.Comunicações[editar | editar código-fonte]
Correios[editar | editar código-fonte]
O código de área (DDD) de Cruzeiro do Sul é 68 e o Código de Endereçamento Postal (CEP) da cidade é 69.980-000.[2]Agências
AC Cruzeiro do Sul[2]
Internet[editar | editar código-fonte]
Em Cruzeiro do Sul há serviços de internet discada e banda larga (ADSL) sendo oferecidos por diversos provedores de acesso gratuitos e pagos. O serviço de telefonia móvel, é oferecido pelas operadoras Claro, Oi,TIM e Vivo. Rádios[editar | editar código-fonte]
Nome
Frequência
Razão social
Prefixo
RDS
Aldeia FM
107.9 MHz
Fundação Aldeia de Comunicação do Acre - FUNDAC
ZYC 210
Não
Juruá FM
100.9 MHz
Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV Ltda.
ZYC 209
Não
Rádio Integração
99.9 MHz
Rádio e Televisão Integração Ltda.
ZYC 201
Não
Rádio Verdes Florestas
95.7 MHz
Fundação Verdes Florestas
ZYS 207
NãoTelevisão
Nome
CA
CD
Razão social
Afiliação
Prefixo
TV Cruzeiro do Sul
5
22
Rádio TV do Amazonas Ltda.
Rede Globo
RTV
TV Integração
12
?
Rádio e Televisão Integração Ltda.
Rede Bandeirantes
RTV
TV Juruá
10
44
SP Comunicações Limitada
SBT
RTV
TV Verdes Florestas
15
26
Televisão Independente de São José do Rio Preto Ltda.
Rede Vida
RTVBancos[editar | editar código-fonte]
Em Cruzeiro do Sul há os seguintes bancos:Banco Bradesco
Banco da Amazônia
Banco do Brasil
Caixa Econômica Federal
Política[editar | editar código-fonte]
Símbolos[editar | editar código-fonte]
Os símbolos do município de Cruzeiro do Sul são a bandeira, o brasão e o hino.Hino[editar | editar código-fonte]
O hino de Cruzeiro do Sul foi escrito por Fran Paxeco. A música foi composta por C. Ciarline[45].Poderes[editar | editar código-fonte]
Poder legislativo[editar | editar código-fonte]
No legislativo possui 14 vereadores.Poder executivo[editar | editar código-fonte]
A prefeita atual é Ilderlei Cordeiro (filiado ao MDB), sendo eleito em 2016 para a gestão 2017-2020Poder judiciário[editar | editar código-fonte]
No judiciário Cruzeiro do Sul é uma comarca da Justiça Estadual e conta com: Fórum Civil Caio Valadares (Comarca): construído em estilo neoclássico. Funcionou como o primeiro Tribunal de Apelação do Alto Juruá. Na Biblioteca, obras estrangeiras raras e mobiliário do começo do século XX.
Turismo e cultura[editar | editar código-fonte]
É conhecida como a "Terra dos Náuas", uma tribo indígena local que ocupava a área antes da chegada dos brancos na região.[10] Além disso, Cruzeiro do Sul é cercada de construções e monumentos que simbolizam o seu povo e cultura. A cidade é ligada ao município de Rio Branco - Acre, do qual dista 632 quilômetros, por via Terrestre. Alguns pontos turísticos:Catedral de Nossa Senhora da Glória: construção de 1957 em estilo germânico, com forma octogonal e, no seu interior, um painel representando a mãe de Jesus, abrangendo todo o Fundo do Altar-mor.
Estação do Porto: estilo colonial inglês, com arco moldado em ferro fundido na Inglaterra, no ano de 1912.
Igarapé Preto: está localizado às margens da rodovia que liga a cidade ao aeroporto. Tem uma praia muito agradável, de areias claras e finas, contrastando com a água escura, límpida e transparente.
Instituto Santa Terezinha: bastante visitado por sua arquitetura colonial. Abrigou a primeira escola de 1° e 2° graus de Cruzeiro do Sul.
Biblioteca Estadual Padre Trindade, criada em 1999.[46]
Ver também[editar | editar código-fonte]
Interior do Brasil
Rio Juruá
Notas? Conforme Legislação Municipal - Municípios Vigentes (IBGE-2013), Ministério do Planejamento, Rio de Janeiro, 2013.
Referências? Imagem da padroeira percorre comunidades antes do início do Novenário de Nossa Senhora da Glória em Cruzeiro do Sul - G1? a b c «CEP de cidades brasileiras». Correios. Consultado em 31 de Julho de 2008 ? a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 2 de fevereiro de 2018 ? «Mapas e rotas». Guia 4 Rodas. Consultado em 3 de novembro de 2011 ? a b IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 ? a b c «Urbanização das cidades brasileiras». Embrapa Monitoramento por Satélite. Consultado em 29 de dezembro de 2018 ? a b «Estimativa populacional 2018» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 29 de agosto de 2018 ? a b «Pnud». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2015. Consultado em 2 de agosto de 2013 ? a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2016). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2016». Consultado em 28 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 10 de fevereiro de 2018 ? a b c d Governo do Acre. «Cruzeiro do Sul - Acre». Agência de Notícias do Acre. Consultado em 6 de Setembro de 2010 ? a b Erro de citação: Código inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome Acre2009
? a b «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Cruzeiro do Sul». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 19 de junho de 2014 ? «Barrense General Gregório Thaumaturgo de Azevêdo foi quem fundou Cruzeiro do Sul, no Acre». 24 de outubro de 2009. Consultado em 19 de junho de 2014. Cópia arquivada em 1 de abril de 2014 ? a b «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 6 de maio de 2018 ? «Acre registra novo recorde de frio para 2010». Climatempo. 11 de maio de 2010. Consultado em 14 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 24 de maio de 2010 ? a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Cruzeiro do Sul». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 19 de junho de 2014 ? a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Cruzeiro do Sul». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 19 de junho de 2014 ? «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - Cruzeiro do Sul». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 19 de junho de 2014 ? «População e Domicílios Censo 2000 com Divisão Territorial 2001». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 19 de dezembro de 2007. Consultado em 19 de outubro de 2010 ? IPEADATA. «Desenvolvimento humano dos municípios brasileiros». Consultado em 23 de setembro de 2010 [ligação inativa]? a b IBGE. «Indicadores sociais dos municípios brasileiros». Consultado em 15 de Outubro de 2010 ? IBGE. «Pesquisas do Ministério de Apoio com Informação - dados fornecidos pelo IBGE Censo de 2000 - Religião». Consultado em 15 de Outubro de 2010 ? Empresômetro? IBGE (2016). «Produto Interno Bruto dos Municípios-Cruzeiro do Sul». Consultado em 14 de Maio de 2019 ? Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2016). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2016». Consultado em 28 de dezembro de 2018 ? a b c d Ritla (2008). «Base de dados dos municípios» (xls). Mapa da Violência dos Municípios Brasileiros-2008. Consultado em 11 de setembro de 2009 ? «Coronel Aires é substituído do comando da PM na região do Juruá». 2010. Consultado em 24 de julho de 2010 ? «Professores da zona rural de Cruzeiro treinam informática». AC24Horas. Consultado em 10 de Outubro de 2010 ? IBGE. «Escolas de Ensino Fundamental de Cruzeiro do Sul». IBGE. Consultado em 9 de Outubro de 2010 ? IBGE. «Professores do Ensino Fundamental de Cruzeiro do Sul». IBGE. Consultado em 9 de Outubro de 2010 ? IBGE. «Professores do Ensino Fundamental de Cruzeiro do Sul». IBGE. Consultado em 9 de Outubro de 2010 ? a b Governo Federal. «IDEB 2009». Consultado em 10 de Outubro de 2010 ? IBGE. «Escolas de Ensino Médio de Cruzeiro do Sul - Escolas». IBGE. Consultado em 9 de Outubro de 2010 ? IBGE. «Escolas de Ensino Médio de Cruzeiro do Sul - Professores». IBGE. Consultado em 9 de Outubro de 2010 ? IBGE. «Escolas de Ensino Médio de Cruzeiro do Sul - Matrículas». IBGE. Consultado em 9 de Outubro de 2010 ? IBGE. «Pré-Escolas de Cruzeiro do Sul». IBGE. Consultado em 9 de Outubro de 2010 ? IBGE. «Pré-Escolas de Cruzeiro do Sul - Docentes». IBGE. Consultado em 9 de Outubro de 2010 ? IBGE. «Pré-Esclas de Cruzeiro do Sul - Matrículas». IBGE. Consultado em 9 de Outubro de 2010 ? IBGE. «Estabelecimentos de Saúde - Cruzeiro do Sul». IBGE. Consultado em 9 de outubro de 2010 ? IBGGE. «Leitos em Estabelecimentos de Saúde - Cruzeiro do Sul». IBGE. Consultado em 9 de outubro de 2010 ? «Hospital do Juruá: três anos de evolução no atendimento». Agência de Notícias do Acre. Consultado em 10 de outubro de 2010 ? «Partos Cesáreos - DATASUS - Cruzeiro do Sul». DATSUS. Consultado em 10 de outubro de 2010 ? «Informações Gerais - DATASUS - Cruzeiro do Sul». DATSUS. Consultado em 10 de outubro de 2010 ? a b «Hospital do Juruá revoluciona a saúde na região». Tribuna do Juruá. Consultado em 10 de outubro de 2010 ? Hino de Cruzeiro do Sul Arquivado em 21 de abril de 2014, no Wayback Machine..? Tião Viana entrega a nova biblioteca pública de Cruzeiro do Sul. Agência Acre. Acesso em 28/12/2016.
Ligações externas[editar | editar código-fonte]
Página da prefeitura
Cruzeiro do Sul no WikiMapia
Cruzeiro do SulvdeRio JuruáCarauari ? Eirunepé ? Envira ? Guajará ? Ipixuna ? Itamarati ? Juruá ? Cruzeiro do Sul ? Marechal Thaumaturgo ? Porto Walter ?Rodrigues AlvesAmazonas e Acrevde Canais de televisão aberta de Cruzeiro do SulVHF analógico
02 TV Aldeia (TV Cultura)
04 TV Canção Nova
05 TV Cruzeiro do Sul (Globo)
08 TV Gazeta (RecordTV)
10 TV Juruá (SBT)
12 TV Integração (Band)
UHF analógico
15 TV Verdes Florestas (Rede Vida)
17 Rede Século 21
19 Amazon Sat
32 TV Novo Tempo
52 TV Nazaré
Sinal digital
22 (5.1) TV Cruzeiro do Sul HD
26 (15.1) TV Verdes Florestas HD
30.1 TV Verdade
44 (10.1) TV Juruá SD
Autorizados ouem implantação
Analógico
34 TV Poços (Rede Minas)
43 CNT (TV Universal)
Digital
35 (17.1) Rede Século 21 HD
41 TV Canção Nova HD
46.1 Rede Mundial Curitiba (Rede Mundial)
Extintas
10 TV Ituxi (SBT) (2002? a 2009)
vde Hierarquia urbana do Brasil
Demografia do Brasil
Municípios do Brasil
vdeMetrópolesMetrópoles globais
São Paulo
Metrópoles nacionais
Brasília
Rio de Janeiro
Metrópoles regionais
Belém
Belo Horizonte
Curitiba
Fortaleza
Goiânia
Manaus
Porto Alegre
Recife
Salvador
vdeCapitais regionaisCapitais regionais A
Aracaju
Campinas
Campo Grande
Cuiabá
Florianópolis
João Pessoa
Maceió
Natal
São Luís
Teresina
Vitória
Capitais regionais B
Blumenau
Campina Grande
Cascavel
Caxias do Sul
Chapecó
Feira de Santana
Ilhéus/Itabuna
Joinville
Juiz de Fora
Londrina
Maringá
Ribeirão Preto
São José do Rio Preto
Uberlândia
Montes Claros
Palmas
Passo Fundo
Porto Velho
Santa Maria
Vitória da Conquista
Capitais regionais C
Araçatuba
Araguaína
Arapiraca
Araraquara
Barreiras
Bauru
Boa Vista
Cachoeiro de Itapemirim
Campos dos Goytacazes
Caruaru
Criciúma
Divinópolis
Dourados
Governador Valadares
Ijuí
Imperatriz
Ipatinga/Coronel Fabriciano/Timóteo
Juazeiro do Norte/Crato/Barbalha
Macapá
Marabá
Marília
Mossoró
Novo Hamburgo/São Leopoldo
Pelotas/Rio Grande
Petrolina/Juazeiro
Piracicaba
Ponta Grossa
Pouso Alegre
Presidente Prudente
Rio Branco
Santarém
Santos
São José dos Campos
Sobral
Sorocaba
Teófilo Otoni
Uberaba
Varginha
Volta Redonda/Barra Mansa
vdeCentros sub-regionaisCentros sub-regionais A
Alfenas
Anápolis
Apucarana
Bacabal
Bagé
Barbacena
Barra do Garças
Barretos
Bento Gonçalves
Botucatu
Cabo Frio
Caçador
Cáceres
Caicó
Cajazeiras
Campo Mourão
Castanhal
Catanduva
Caxias
Colatina
Crateús
Erechim
Floriano
Foz do Iguaçu
Franca
Francisco Beltrão
Garanhuns
Guanambi
Guarabira
Guarapuava
Iguatu
Irecê
Itajaí
Itaperuna
Itumbiara
Jacobina
Jaú
Jequié
Ji-Paraná
Joaçaba
Lages
Lajeado
Lavras
Limeira
Macaé
Manhuaçu
Muriaé
Nova Friburgo
Ourinhos
Paranaguá
Paranavaí
Parnaíba
Passos
Pato Branco
Patos
Patos de Minas
Pau dos Ferros
Paulo Afonso
Picos
Pinheiro
Poços de Caldas
Ponte Nova
Quixadá
Redenção
Rio Claro
Rio do Sul
Rio Verde
Rondonópolis
Santa Cruz do Sul
Santa Inês
Santa Rosa
Santo Ângelo
Santo Antônio de Jesus
São Carlos
São João da Boa Vista
São Mateus
Serra Talhada
Sinop
Sousa
Teixeira de Freitas
Toledo
Tubarão
Ubá
Umuarama
Uruguaiana
Centros sub-regionais B
Abaetetuba
Assu
Afogados da Ingazeira
Alagoinhas
Altamira
Andradina
Angra dos Reis
Araranguá
Araras
Araripina
Arcoverde
Ariquemes
Assis
Avaré
Balneário Camboriú
Balsas
Bom Jesus da Lapa
Bragança
Bragança Paulista
Breves
Brumado
Brusque
Cacoal
Cametá
Campo Maior
Capanema
Caratinga
Carazinho
Cataguases
Chapadinha
Cianorte
Concórdia
Conselheiro Lafaiete
Cruz Alta
Cruz das Almas
Cruzeiro do Sul
Currais Novos
Eunápolis
Frederico Westphalen
Guaratinguetá
Gurupi
Itabaiana
Itaberaba
Itaituba
Itajubá
Itapetininga
Itapeva
Itapipoca
Itaporanga
Ituiutaba
Ivaiporã
Janaúba
Linhares
Mafra
Palmares
Paragominas
Parintins
Pedreiras
Presidente Dutra
Registro
Resende
Ribeira do Pombal
Santana do Ipanema
Santo Antônio da Platina
São João del-Rei
São Lourenço
São Miguel do Oeste
São Raimundo Nonato
Senhor do Bonfim
Tefé
Teresópolis
Tucuruí
União da Vitória
Valença
Viçosa
Videira
Vilhena
Vitória de Santo Antão
Xanxerê
vdeCentros de zonaCentros de zona A
Acaraú
Açailândia
Adamantina
Além Paraíba
Almeirim
Almenara
Alta Floresta
Amparo
Aquidauana
Aracati
Aracruz
Araçuaí
Arapongas
Araxá
Assis Chateubriand
Barra do Corda
Barreiros
Bebedouro
Belo Jardim
Birigui
Bom Jesus
Caçapava do Sul
Cachoeira do Sul
Caetité
Caldas Novas
Camacan
Camaquã
Campo Belo
Campos Novos
Canindé
Canoinhas
Capelinha
Carangola
Carpina
Catalão
Catolé do Rocha
Caxambu
Ceres
Cerro Largo
Codó
Colinas do Tocantins
Conceição do Araguaia
Conceição do Coité
Cornélio Procópio
Corumbá
Corrente
Cruzeiro
Curitibanos
Cururupu
Curvelo
Diamantina
Diamantino
Dianópolis
Dois Vizinhos
Dracena
Encantado
Esperantina
Estância
Estrela
Fernandópolis
Formiga
Frutal
Governador Nunes Freire
Goiana
Goiás
Guanhães
Guaporé
Guaraí
Guaxupé
Ibaiti
Ibirubá
Icó
Imbituba
Ipiaú
Iporá
Irati
Itabaiana
Itabira
Itacoatiara
Itamaraju
Itapetinga
Ituverava
Jacarezinho
Jales
Jandaia do Sul
Januária
Jaru
Jataí
João Câmara
João Monlevade
Juína
Jundiaí
Lagarto
Lagoa Vermelha
Laranjeiras do Sul
Limoeiro
Limoeiro do Norte
Lins
Loanda
Macau
Macaúbas
Mamanguape
Marau
Maravilha
Marechal Cândido Rondon
Medianeira
Mineiros
Mirassol d'Oeste
Mogi Guaçu
Monteiro
Montenegro
Morrinhos
Mundo Novo
Naviraí
Nossa Senhora da Glória
Nova Andradina
Nova Prata
Nova Venécia
Oeiras
Olímpia
Osório
Ouricuri
Palmas
Palmeira das Missões
Palmeira dos Índios
Pará de Minas
Paraíso do Tocantins
Parauapebas
Patrocínio
Penápolis
Penedo
Pesqueira
Pinhalzinho
Pirapora
Pires do Rio
Piripiri
Pombal
Ponta Porã
Porangatu
Porto Nacional
Porto Seguro
Primavera do Leste
Propriá
Quirinópolis
Rolim de Moura
Russas
Salgueiro
Salinas
Santa Fé do Sul
Santa Inês
Santa Maria da Vitória
Santo Antônio de Pádua
Santiago
São Bento do Sul
São Borja
São Félix do Araguaia
São Gabriel
São Jerônimo
São José do Rio Pardo
São Luís de Montes Belos
São Luiz Gonzaga
São Miguel dos Campos
Sarandi
Seabra
Serrinha
Soledade
Sorriso
Surubim
Tabatinga
Taquara
Tatuí
Telêmaco Borba
Tijucas
Timbaúba
Timbó
Tocantinópolis
Torres
Três Corações
Três de Maio
Três Lagoas
Três Passos
Três Rios
Tupã
Unaí
União dos Palmares
Uruaçu
Vacaria
Venâncio Aires
Votuporanga
Xique-Xique
Centros de zona B
Abaeté
Abelardo Luz
Abre Campo
Afonso Cláudio
Água Boa
Água Branca
Águas Formosas
Aimorés
Alegrete
Alexandria
Alto Araguaia
Alto Longá
Alto Parnaíba
Amambai
Amarante
Amargosa
Andirá
Andradas
Anicuns
Anísio de Abreu
Aparecida
Apiaí
Apodi
Araguaçu
Araguari
Araguatins
Araioses
Araputanga
Arara
Araruama
Araruna
Arcos
Arinos
Arroio do Meio
Arvorezinha
Auriflama
Avelino Lopes
Baependi
Bambuí
Bariri
Barra
Barra Bonita
Barra de São Francisco
Barra do Bugres
Barras
Barracão
Bataguassu
Batalha
Bela Vista
Belém do São Francisco
Bicas
Boa Esperança
Boa Vista do Buricá
Bom Jardim de Minas
Bom Jesus do Itabapoana
Boquira
Braço do Norte
Brasileia
Brejo Santo
Buritis
Caculé
Camapuã
Cambuí
Camocim
Campina da Lagoa
Campo Novo do Parecis
Campos Altos
Campos Belos
Canguaretama
Canindé de São Francisco
Canto do Buriti
Capanema
Capão da Canoa
Capim Grosso
Capinzal
Capitão Poço
Capivari
Caracol
Carauari
Carmo do Paranaíba
Carutapera
Casca
Cassilândia
Castelo
Castelo do Piauí
Cerejeiras
Chapadão do Sul
Chopinzinho
Cícero Dantas
Coelho Neto
Colíder
Colinas
Coluna
Comodoro
Confresa
Congonhas
Constantina
Coronel Vivida
Coxim
Cristal do Sul
Crixás
Cruz
Cruzília
Curimatá
Delmiro Gouveia
Desterro
Dores do Indaiá
Entre Rios de Minas
Esperantinópolis
Espírito Santo do Pinhal
Espumoso
Euclides da Cunha
Eirunepé
Extrema
Fátima
Faxinal
Floresta
Fortaleza dos Nogueiras
Fronteiras
Gandu
Garça
Garibaldi
General Salgado
Getúlio Vargas
Gilbués
Goianésia
Goiatuba
Goioerê
Grajaú
Guaíra
Guajará-Mirim
Guaraciaba do Norte
Guararapes
Horizontina
Ibicaraí
Ibirama
Ibotirama
Ilha Solteira
Indaial
Inhumas
Ipanema
Ipu
Iracema
Itaberaí
Itacarambi
Itamonte
Itaocara
Itapaci
Itapajé
Itapiranga
Itápolis
Itapuranga
Itaqui
Itararé
Itaúna
Ituporanga
Iturama
Jaciara
Jacutinga
Jaguaquara
Jaguariaíva
Jaguaribe
Jaicós
Jardim
Joaíma
João Pinheiro
Juara
Jussara
Lábrea
Lago da Pedra
Lagoa da Prata
Lambari
Leme
Leopoldina
Livramento de Nossa Senhora
Lorena
Lucas do Rio Verde
Lucélia
Luzilândia
Machado
Malacacheta
Manga
Mantena
Maracaçumé
Matão
Matinhos
Miranda
Miracema do Tocantins
Mirinzal
Mococa
Monte Alegre
Monte Alto
Monte Aprazível
Monte Carmelo
Mostardas
Muçum
Nanuque
Natividade
Nazaré
Neópolis
Niquelândia
Nonoai
Nossa Senhora das Dores
Nova Londrina
Nova Mutum
Nova Petrópolis
Oliveira
Orlândia
Osvaldo Cruz
Olho d'Água das Flores
Ouro Fino
Ouro Preto do Oeste
Palmeira
Palmeira d'Oeste
Palmeirópolis
Pão de Açúcar
Paracatu
Paraguaçu Paulista
Paraisópolis
Paramirim
Paranacity
Paranaíba
Parelhas
Passa-e-Fica
Patu
Paulistana
Peçanha
Pedra Azul
Pedro II
Pedro Afonso
Peixoto de Azevedo
Piancó
Pinheiro Machado
Pio XII
Piraju
Piracuruca
Pitanga
Pitangui
Piumhi
Poções
Ponte Serrada
Pontes e Lacerda
Porteirinha
Porto Calvo
Porto União
Posse
Presidente Epitácio
Presidente Getúlio
Presidente Juscelino
Presidente Venceslau
Princesa Isabel
Prudentópolis
Quatis
Quedas do Iguaçu
Rancharia
Resplendor
Riachão do Jacuípe
Rio Bonito
Rio Negro
Rio Pomba
Rio Real
Rodeio Bonito
Roncador
Rubiataba
Salto do Jacuí
Salvador do Sul
Sananduva
Sanclerlândia
Santa Bárbara
Santa Cruz
Santa Cruz da Baixa Verde
Santa Cruz do Rio Pardo
Santa Filomena
Santa Helena
Santa Luzia
Santa Luzia do Paruá
Santa Maria do Suaçuí
Santa Vitória do Palmar
Santana
Santana do Livramento
Santo Antônio
Santo Antônio da Patrulha
Santo Augusto
Santos Dumont
São Bento (Maranhão)
São Bento (Paraíba)
São Benedito
São Domingos
São Francisco
São Gabriel da Palha
São Gotardo
São João Batista
São João do Ivaí
São João do Piauí
São João dos Patos
São João Nepomuceno
São Joaquim da Barra
São José do Cedro
São José do Egito
São João do Rio do Peixe
São João Evangelista
São José do Cedro
São Lourenço do Oeste
São Mateus do Sul
São Miguel
São Miguel do Araguaia
São Miguel do Tapuio
São Paulo do Potengi
São Sebastião
São Sebastião do Caí
São Valentim
São Vicente Férrer
Sapé
Seara
Sena Madureira
Senador Pompeu
Serafina Corrêa
Serra Dourada
Serro
Simões
Simplício Mendes
Sinimbu
Siqueira Campos
Sobradinho
Sombrio
Sumé
Tabira
Taguatinga
Taió
Taiobeiras
Tangará
Tapejara
Tapes
Taquaritinga
Tarauacá
Tauá
Tenente Portela
Terra Nova do Norte
Teutônia
Tietê
Tramandaí
Três Pontas
Tucumã
Tucunduva
Turmalina
Tutóia
Uiraúna
Umarizal
União
Uruçuí
Valença
Valença do Piauí
Valente
Várzea da Palma
Vazante
Venda Nova do Imigrante
Veranópolis
Viana
Vigia
Vila Rica
Virginópolis
Visconde do Rio Branco
Vitorino Freire
Xaxim
Xinguara
Wenceslau Braz
Zé Doca
Referências: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Regiões de Influência das Cidades 2007 (10 de outubro de 2008), [1] Configuração da Rede Urbana do Brasil (junho de 2001)vde Acre Portal ? Geografia, Política, Cultura, EsportesCapitalRio BrancoDivisão regional vigente (desde 2017)Regiões geográficas intermediárias e imediatasDivisão regional extinta (vigente até 2017)Mesorregiões e microrregiõesMais de 100.000 habitantesRio BrancoMais de 40.000 habitantesCruzeiro do Sul ? Sena Madureira ? TarauacáMais de 20.000 habitantesFeijó ? Brasiléia ? Senador GuiomardNorte, Brasil vde Fronteiras do BrasilComissões demarcadoras de fronteira1 PCDL ? 2 PCDLPaíses limítrofesArgentina ? Bolívia ? Colômbia ? Guiana Francesa (França) ? Guiana ? Paraguai ? Peru ? Suriname ? Uruguai ? VenezuelaMacrorregiões fronteiriçasCentro-Oeste ? Norte ? SulEstados fronteiriçosAcre ? Amapá ? Amazonas ? Mato Grosso ? Mato Grosso do Sul ? Pará ? Paraná ? Rio Grande do Sul ? Rondônia ? Roraima ? Santa CatarinaMunicípios fronteiriçosSocioeconômicoÁrea ? Área urbana ? População ? Densidade demográfica ? PIB ? PIB per capita ? renda per capita ? IDH ? GiniBifronteiriços ou tríplices fronteirasAtalaia do Norte ? Assis Brasil ? Barra do Quaraí ? Corumbá ? Foz do Iguaçu ? Laranjal do Jari ? Oriximiná ? São Gabriel da Cachoeira ? Uiramutã ? Uruguaiana

Fronteira simplesAceguá ? Acrelândia ? Alecrim ? Almeirim ? Alta Floresta d'Oeste ? Alto Alegre ? Alto Alegre dos Parecis ? Amajari ? Antônio João ? Aral Moreira ? Bagé ? Bandeirante ? Barcelos ? Barracão ? Bela Vista ? Belmonte ? Benjamin Constant ? Bom Jesus do Sul ? Bonfim ? Brasileia ? Cabixi ? Cáceres ? Capanema ? Capixaba ? Caracaraí ? Caracol ? Caroebe ? Chuí ? Comodoro ? Coronel Sapucaia ? Costa Marques ? Crissiumal ? Cruzeiro do Sul ? Derrubadas ? Dionísio Cerqueira ? Dom Pedrito ? Doutor Maurício Cardoso ? Entre Rios do Oeste ? Epitaciolândia ? Esperança do Sul ? Feijó ? Garruchos ? Guaíra ? Guajará ? Guajará-Mirim ? Guaraciaba ? Herval ? Iracema ? Itaipulândia ? Itapiranga ? Itaqui ? Jaguarão ? Japorã ? Japurá ? Jordão ? Mâncio Lima ? Manoel Urbano ? Marechal Cândido Rondon ? Marechal Thaumaturgo ? Mercedes ? Mundo Novo ? Normandia ? Novo Machado ? Nova Mamoré ? Óbidos ? Oiapoque ? Pacaraima ? Paraíso ? Paranhos ? Pato Bragado ? Pedras Altas ? Pérola d'Oeste ? Pimenteiras do Oeste ? Pirapó ? Plácido de Castro ? Planalto ? Poconé ? Ponta Porã ? Porto Esperidião ? Porto Lucena ? Porto Mauá ? Porto Murtinho ? Porto Velho ? Porto Vera Cruz ? Porto Walter ? Porto Xavier ? Pranchita ? Princesa ? Quaraí ? Rodrigues Alves ? Roque Gonzales ? Santa Helena (PR) ? Santa Helena (SC) ? Santa Isabel do Rio Negro ? Santa Rosa do Purus ? Santa Vitória do Palmar ? Santa Terezinha de Itaipu ? Santana do Livramento ? Santo Antônio do Içá ? Santo Antônio do Sudoeste ? São Borja ? São Francisco do Guaporé ? São José do Cedro ? São Miguel do Iguaçu ? São Nicolau ? Sena Madureira ? Serranópolis do Iguaçu ? Sete Quedas ? Tabatinga ? Tiradentes do Sul ? Tunápolis ? Vila Bela da Santíssima Trindade
Brasil
Portal do Brasil Portal do Acre