empresas de sistema em Bom Jesus

Encontre empresas de sistema em Bom Jesus na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Sistema

Conjunto de partes, coordenadas entre si.
Conjunto de partes similares.
Forma de governo ou constituição política ou social de um Estado: _sistema republicano_.
Combinação de partes, por forma que concorram para certo resultado.
Plano.
Modo de coordenar as noções particulares de uma arte, ciência, etc.
Modo, hábito, uso: _o meu sistema de vida_.
Método.
Conjunto de leis ou de princípios, que regulam certa ordem de fenómenos: _o nosso sistema planetário_.
Conjunto de intervalos musicais elementares, compreendidos entre os dois limites sonoros extremos, apreciáveis ao ouvido.


Bom Jesus

Coordenadas: 41° 33' 17.8" N 8° 22' 37.3" OSantuário do Bom Jesus do Monte
Santuário do Bom Jesus do Monte, em Braga

Tiposantuário Estilo dominantebarroco

Função atualreligiosa (igreja paroquial)
Religiãocatólica
Websitebomjesus.pt




Classificação Monumento Nacional
Geografia
PaísPortugal CidadeBraga
Coordenadas41° 33' 17.8" N 8° 22' 37.3" O Localização em mapa dinâmico








Santuário do Bom Jesus do Monte *Património Mundial da UNESCOIgreja e Escada do Bom Jesus
PaísPortugal
Critérios(iv)
Referência1590 en fr es
Região**Europa
CoordenadasN41 33 17.8 W8 22 37.3Histórico de inscrição
Inscrição2019 (? sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.** Região, segundo a classificação pela UNESCO.O Santuário do Bom Jesus do Monte (também referido como Santuário do Bom Jesus de Braga) localiza-se na freguesia de Tenões, na cidade, concelho e distrito de Braga, em Portugal. Fica situado nas proximidades do Santuário de Nossa Senhora do Sameiro.
Este santuário católico dedicado ao Senhor Bom Jesus constitui-se num conjunto arquitetónico-paisagístico integrado por uma igreja, um escadório onde se desenvolve a Via Sacra do Bom Jesus, uma área de mata (Parque do Bom Jesus), alguns hotéis e um funicular (Elevador do Bom Jesus).
Foi elevado a basílica-menor em 5 de julho de 2015.[1]
A sua peculiar disposição serviu de inspiração para outras construções, como por exemplo o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios em Lamego, e o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos na cidade de Congonhas, em Minas Gerais, no Brasil.
Está classificado como Monumento Nacional e declarado Património Mundial da Humanidade pela UNESCO.Índice1 História1.1 Classificação
2 A Basílica do Bom Jesus
3 Escadórios3.1 Escadório do Pórtico
3.2 Escadório dos Cinco Sentidos
3.3 Escadório das Três Virtudes
4 Elevador
5 Parque
6 Ver também
7 Ligações externas
8 ReferênciasHistória[editar | editar código-fonte]
Ver artigo principal: História do Bom Jesus
Acredita-se que a primitiva ocupação deste sítio remonte ao início do século XIV, quando alguém terá erguido uma cruz no alto do monte Espinho. No ano de 1373 já é mencionada uma ermida no local, sob a invocação da Santa Cruz. Esta ermida terá estado anexa à paróquia de Tenões.
Local de devoção e peregrinação das gentes da região de Braga, em 1494 foi erguida uma segunda ermida, por iniciativa do então Arcebispo de Braga, D. Jorge da Costa, conforme atestam as armas desse prelado, encontradas durante as obras empreendidas em 1839.
Uma terceira ermida foi erguida em 1522 por iniciativa do deão da Sé de Braga, D. João da Guarda, período em que se registou um aumento da devoção no local.
Em 1629 um grupo de devotos constituiu a Confraria do Bom Jesus do Monte, sendo edificada uma capela onde foi colocada uma imagem de Cristo Crucificado, além de casas para abrigo dos romeiros, e as primeiras capelas dos Passos da Paixão, sob a forma de pequenos nichos, dedicados aos episódios da Deposição da Cruz, da deposição no túmulo, da Ressurreição e da Ascensão. Foi nomeado o primeiro ermitão, Pedro do Rosário.
A partir de 1722, o então Arcebispo de Braga, D. Rodrigo de Moura Teles, concebeu e iniciou um grande projeto que desembocaria no atual Santuário.Classificação[editar | editar código-fonte]
Em 20 de julho de 2015, foi apresentada a candidatura do Bom Jesus a Património Mundial da Humanidade na Comissão Nacional da Unesco.[2]
Em 1 de junho de 2016, foi anunciado que o Santuário do Bom Jesus integra a lista Indicativa de Portugal ao Património Mundial aprovada pela Comissão Nacional da UNESCO. A lista indicativa constitui pré-requisito indispensável para a candidatura de bens a Património Mundial.
Classificado desde 1970 como Imóvel de Interesse Público, A Direção Regional de Cultura do Norte apresentou em 24 de novembro de 2016 proposta para a ampliação da classificação e eventual reclassificação para Monumento Nacional. O Projecto de Decisão por parte da DGPC foi assinado em 28 de maio de 2019.
Em 30 de janeiro de 2018, foi entregue no Centro Património Mundial da UNESCO, a candidatura do ?Santuário do Bom Jesus do Monte em Braga? à Lista do Património Mundial.
A entrega realizou-se após a validação do Grupo de Trabalho Interministerial, para o Acompanhamento das Candidaturas a Património Mundial e subsequente homologação pelos Ministros dos Negócios Estrangeiros, da Cultura e do Ambiente.[3]
Foi classificado como Património Mundial da Humanidade a 7 de Julho de 2019 durante a 43ª sessão em Baku, Azerbaijão.[4]A Basílica do Bom Jesus[editar | editar código-fonte]
Basílica do Bom Jesus c. 1849-1873.
Ver artigo principal: Basílica do Bom Jesus
Esta basílica foi projetada pelo arquiteto Carlos Amarante, por encomenda do então Arcebispo de Braga, D. Gaspar de Bragança, para substituir a igreja anterior, erguida por D. Rodrigo de Moura Teles. As suas obras iniciaram-se a 1 de junho de 1784, tendo ficado concluídas em 1811.
O adro, também projetado por Amarante, apresenta oito estátuas que representam personagens que intervieram na condenação, paixão e morte de Cristo.
A basílica apresenta planta na forma de uma cruz latina, constituindo-se em um dos primeiros edifícios em estilo neoclássico no país. A sua fachada é ladeada por duas torres, encimada por um frontão triangular.Escadórios[editar | editar código-fonte]
Santuário do Bom Jesus: aspecto do escadório do Pórtico.
Ver artigo principal: Escadórios do Bom Jesus
Os escadórios vencem um desnível de 116 metros e estão divididos em três lanços:Escadório do Pórtico[editar | editar código-fonte]
É acedido pelo Pórtico do Bom Jesus, um arco no início da escadaria, onde se encontra o brasão com as armas do responsável pela sua construção, em 1723, o então Arcebispo de Braga, D. Rodrigo de Moura Teles. Neste lanço inicial encontram-se as primeiras capelas da Via Sacra do Bom Jesus, erguidas no mesmo período.Escadório dos Cinco Sentidos[editar | editar código-fonte]
Fontes alegóricas aos Cinco Sentidos.
Neste trecho do escadório desenvolvem-se cinco lances de escadas, intervalados por patamares com fontes alegóricas aos cinco sentidos, pela seguinte ordem: "Visão", "Audição", "Olfato", "Paladar" e "Tato".
Estas fontes são precedidas por outra, a "Fonte das Cinco Chagas", onde se lê a seguinte inscrição: "Fontes de púrpura abriu então o ódio amargo; agora o amor transforma-os aqui em cristais para ti."Fonte da Visão
Caracteriza-se por uma figura que lança água pelos olhos, e possui a inscrição: "Varão prudente, toma-as por um sonho e assim vigiarás." Do lado direito, uma estátua de Moisés traz a inscrição "Aqueles que feridos olhavam saravam", e outra de Jeremias, com a inscrição "Eu vejo uma cara vigilante".Fonte da Audição
Caracteriza-se por uma figura que lança água pelos ouvidos, com uma estátua de Idito a tocar cítara e a inscrição "Que cantava ao som da cítara, presidindo os que cantavam e louvavam o Senhor". Do lado esquerdo encontra-se David, com a inscrição "Ao meu ouvido darás gozo e alegria", defronte a uma mulher com a inscrição "Tua voz soe aos meus ouvidos".Fonte do Olfato
Caracteriza-se por uma figura que lança água pelo nariz, com uma estátua de um varão encabeçada pela inscrição "Dai flores como o lírio e rescendei suave cheiro". Do lado esquerdo encontra-se a figura de Noé, e do direito Sulamita com a inscrição: "A tua estatura é semelhante a uma palmeira... e o cheiro da tua boca é como o das maçãs".Fonte do Paladar
Caracteriza-se por uma figura que lança água pela boca, com uma estátua de José do Egito com um cálice e um prato nas mãos, e a inscrição "A tua terra seja cheia das bênçãos do Senhor, dos frutos do céu e do orvalho". Do lado esquerdo, a figura de Jónatas com a inscrição "Provei um pouco de mel na ponta duma vara e eis porque morro" e, do direito, Esdras com a inscrição "Prove o pão, e não nos abandones, como o pastor no meio dos lobos".Fonte do Tato
Caracteriza-se por uma figura que segura uma bilha com as duas mãos, de onde lança água, com a estátua de Salomão e a inscrição "As minhas entranhas estremeceram ao seu toque". Esta estátua está ladeada por Isaías,com a inscrição "Tocou a minha boca", e a de Isaac, invisual, com as mãos estendidas à procura do filho e a inscrição "Chega-te a mim, meu filho, para que te toque".Escadório das Três Virtudes[editar | editar código-fonte]
Fontes alegóricas às Três Virtudes.
Nos mesmos moldes do Escadório dos Cinco Sentidos, este trecho data de 1837. Possui três fontes dedicadas às Virtudes teologais: a Fé, a Esperança e a Caridade.Fonte da Fé
Apresenta a inscrição "Correrão dele águas vivas", e as suas alegorias referem-se à Docilidade e à Confissão.Fonte da Esperança
Caracteriza-se por uma figura da arca de Noé por baixo da qual cai a água. Apresenta a inscrição "Arca na qual... se salvaram almas", e as alegorias referem-se à Confiança e à Glória.Fonte da Caridade
Caracteriza-se por uma estátua de mulher com duas crianças nos braços, com a inscrição "São três estas virtudes... a maior delas, porém, é a caridade". A água jorra do coração de uma das crianças, e as alegorias referem-se à Benignidade e à Paz.
O escadório, num total de 581 degraus, culmina no Terreiro de Moisés, onde se localiza a Fonte do Pelicano e a Estátua de São Longuinho, a que se segue o adro e a Igreja do Bom Jesus.Elevador[editar | editar código-fonte]
Elevador do Bom Jesus
Ver artigo principal: Elevador do Bom Jesus
Constitui-se num funicular que liga a parte alta da cidade de Braga ao Santuário. É gerido pela Confraria do Bom Jesus do Monte.
Foi construído por iniciativa do empresário bracarense Manuel Joaquim Gomes, com projeto do engenheiro suíço Niklaus Riggenbach. As especificações foram recebidas pelo correio e a instalação do equipamento foi feita sob a orientação do engenheiro Raul Mesnier. O funicular foi inaugurado a 25 de março de 1882, sendo o primeiro a ser instalado na Península Ibérica, um dos sete do género no mundo, e sem registo de qualquer acidente. É atualmente o mais antigo no mundo a utilizar o sistema de contrapeso de água.
Os seus carros sobem e descem de meia em meia hora e levam entre 2,5 e quatro minutos a fazer todo o percurso, conforme o número de passageiros a bordo.Parque[editar | editar código-fonte]
Ver artigo principal: Parque do Bom Jesus
O parque constitui-se numa área arborizada, com diversos jardins e lagos artificiais (o maior dos quais com barcos para alugar), estabelecimentos de restauração, praças como o Terreiro dos Evangelistas e outras infra-estruturas.Ver também[editar | editar código-fonte]
Senhor Bom Jesus
Lista de património edificado no distrito de Braga
Ligações externas[editar | editar código-fonte]
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Santuário do Bom Jesus do MonteConfraria do Bom Jesus do Monte
Santuário do Bom Jesus do Monte no Facebook
Santuário do Bom Jesus do Monte na base de dados Ulysses da Direção-Geral do Património Cultural
Santuário do Bom Jesus do Monte na base de dados SIPA da Direção-Geral do Património Cultural
Vista do Santuário no Google Maps
Fotos do Bom Jesus
Referências? Agência Ecclesia (julho de 2015). «Braga: Santuário do Bom Jesus elevado a Basílica». Agência Ecclesia ? «Bom Jesus de Braga candidato a Património da Humanidade». Arquivado do original em 24 de setembro de 2015 ? «UNESCO valida a candidatura do Santuário do Bom Jesus a Património Mundial» ? Centre, UNESCO World Heritage. «UNESCO World Heritage Centre - nominations to be examined at the 43rd session of the World Heritage Committee (2019)». UNESCO World Heritage Centre (em inglês). Consultado em 7 de julho de 2019
vde Património Mundial da UNESCO em PortugalCultural
Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém (1983)
Convento de Cristo (1983)
Mosteiro da Batalha (1983)
Centro Histórico de Angra do Heroísmo (1983)
Centro Histórico de Évora (1986)
Mosteiro de Alcobaça (1989)
Paisagem Cultural de Sintra (1995)
Centro Histórico do Porto (1996)
Arte rupestre do Vale do Côa (1998)
Centro Histórico de Guimarães (2001)
Região Vinhateira do Alto Douro (2001)
Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico (2004)
Fortificações de Elvas (2012)
Universidade de Coimbra ? Alta e Sofia (2013)
Palácio, Basílica e Convento de Mafra (2019)
Santuário do Bom Jesus de Braga (2019)
NaturalFloresta laurissilva da Madeira (1999)Imaterial
Fado (2011)
Dieta mediterrânica (2013)
Cante alentejano (2014)
Arte chocalheira (2015)
Falcoaria (2016)
Olaria negra de Bisalhães (2016)
Bonecos de Estremoz (2017)vdeArquitectura Religiosa de BragaCatedrais e santuários
Sé de Braga
Basílica do Sameiro
Santuário do Bom Jesus
Basílica dos Congregados
Mosteiros e conventos
Mosteiro de Tibães
Convento dos Congregados
Convento do Pópulo
Antigo Convento Carmelita ou do Carmo
Convento do Salvador
Montariol
Igrejas
São Victor
São Salvador de Figueiredo
Santa Eulália
Misericórdia
São Vicente
Terceiros
São Marcos
São Paulo
Senhora-a-Branca
Santa Cruz
Santa Maria Madalena
Santo Adrião
São Sebastião
Lapa
Penha
Palmeira
Capelas
São Frutuoso
Coimbras
Nossa Senhora de Guadalupe
São Miguel-o-Anjo
Misericórdia
Nossa Senhora do Rosário
Outros
Cruzeiro de Tibães
Cruzeiro do Campo das Hortas
Cruzeiro de Sant' Ana
Cruzeiro de Panóias
Paço Episcopal Bracarense
Monumento ao Sagrado Coração de Jesus
Edifício do Recolhimento de Santa Maria Madalena ou das Convertidas
Recolhimento da Caridade
Braga, Portugal