desenvolvimento websites guabiruba em Pirenópolis

Encontre desenvolvimento websites guabiruba em Pirenópolis na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Desenvolvimento

Acto ou efeito de desenvolver.
Crescimento.
Ampliação.
Minuciosidade.


Pirenópolis

Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.?Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Pirenópolis
"Piri"
Igreja Matriz de Nossa Senhora do RosárioBandeiraBrasãoHino
Fundação7 de outubro de 1727 (291 anos)
Gentílicopirenopolino
CEP72980-000
Prefeito(a)João Batista Cabral (DEM)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Pirenópolis em GoiásPirenópolis Localização de Pirenópolis no Brasil
15° 51' 07" S 48° 57' 32" O15° 51' 07" S 48° 57' 32" O
Unidade federativaGoiás
MesorregiãoLeste Goiano IBGE/2008 [1]
MicrorregiãoEntorno do Distrito Federal IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofesCocalzinho de Goiás, Corumbá de Goiás, Abadiânia, Anápolis, Petrolina de Goiás, São Francisco de Goiás, Jaraguá, Goianésia e Vila Propício
Distância até a capital120 km
Características geográficas
Área2 227,793 km² [2]
População24 749 hab. (GO: 47º) ? estimativa IBGE/2018[3]
Densidade11,11 hab./km²
Altitude770 m
ClimaTropical sub-úmido
Fuso horárioUTC?3
Indicadores
IDH-M0,693 médio PNUD/2010 [4]
PIBR$ 160 707,573 mil IBGE/2008[5]
PIB per capitaR$ 7 656,39 IBGE/2008[5]Pirenópolis é um município brasileiro do estado de Goiás.Índice1 História1.1 Etimologia
2 Patrimônio histórico
3 Geografia3.1 Morros
3.2 Serras
3.3 Hidrografia3.3.1 Rios
3.3.2 Ribeirões
3.3.3 Córregos
3.3.4 Cachoeiras
3.4 Clima
3.5 Divisões3.5.1 Bairros
3.5.2 Povoados
3.5.3 Aglomerados
4 Festas
5 Meio ambiente
6 Economia6.1 Turismo
6.2 Mineração
6.3 Pecuária
6.4 Agricultura
6.5 Comércio
6.6 Arte e artesanato
6.7 Serviços
7 Infraestrutura7.1 Rodovias
7.2 Aeroporto
7.3 Educação
8 Cidadãos ilustres
9 Ver também
10 Referências
11 Bibliografia
12 Ligações externasHistória[editar | editar código-fonte]
Pirenópolis é um município histórico, sendo um dos primeiros do estado de Goiás. Foi fundado com o nome de Minas de Nossa Senhora do Rosário Meia Ponte pelo minerador português Manoel Rodrigues Tomar (alguns historiadores denominaram-no como Manoel Rodrigues Tomás). As minas da região foram descobertas pelo bandeirante Amaro Leite, porém foram entregues aos portugueses por Urbano do Couto Menezes, companheiro de Bartolomeu Bueno da Silva, o Anhanguera Filho, na primeira metade do século XVIII. Segundo a tradição local, o arraial foi fundado em 7 de outubro de 1727, porém não há documentos comprobatórios e muitos historiadores e cronistas antigos afirmam ser a fundação em 1731.[carece de fontes?]
Foi importante centro urbano dos século XVIII e XIX, com mineração de ouro, comércio e agricultura, em especial a produção de algodão para exportação no século XIX. Ainda no século XIX, com o nome de cidade de Meia Ponte, destacou-se como o berço da música goiana, e como berço da imprensa em Goiás, já que ali nasceu o primeiro jornal do Centro Oeste, denominado Matutina Meiapontense. Uma vez que citamos aqui o primeiro jornal do Centro Oeste, o poeta Leo Lynce diz, nos seguintes versos decassílabos: Que mundo de emoções experimento,/ ao recordar-te gleba hospitaleira/ - berço da imprensa de Goiás -, primeira/ luz acesa no nosso pensamento. Em 1890, a cidade teve seu nome mudado para Pirenópolis, o município dos Pireneus, nome dado à serra que a circunda. Ficou isolada durante grande parte do século XX e redescoberta da década de 1970, com a construção da nova capital do país, Brasília. Hoje, é famosa pelo turismo e pela produção do quartzito, a Pedra de Pirenópolis.[carece de fontes?]Etimologia[editar | editar código-fonte]
Pyrenópolis (ortografia arcaica), posteriormente Pirenópolis, significa "a Cidade dos Pireneus". Seu nome provém da serra que circunda a cidade que é a Serra dos Pireneus. Segundo a tradição local, a serra recebeu este nome por haver na região imigrantes espanhóis, provavelmente catalães. Por saudosismo ou por encontrar alguma semelhança com os Pirenéus da Europa, cadeia de montanhas situada entre a Espanha e a França, deram então a esta serra o nome de Pirenéus, mas mais tarde, devido à pronúncia da língua portuguesa no Brasil, surgiu a grafia sem acento.Patrimônio histórico[editar | editar código-fonte]
Tombada como conjunto arquitetônico, urbanístico, paisagístico e histórico pelo IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1989, o município conta com um Centro Histórico ornado com casarões e igrejas do século XVIII, como a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, construída pela Irmandade do Santíssimo Sacramento entre 1728 á 1732, a Igreja de Nossa Senhora do Carmo (1750-1754) e a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim (1750-1754), além de prédios de relevante beleza arquitetônica como o Teatro de Pirenópolis, de estilo híbrido entre o colonial e neoclássico, de 1899, e o Cine Teatro Pireneus, em estilo art-déco, de 1919 e a Casa de Câmara e Cadeia construído em 1919 como réplica idêntica do original de 1733.Ficha Técnica[6]
Nome: Conjunto Arquitetônico, Urbanístico, Paisagístico e Histórico de Pirenópolis
Município: Pirenópolis
Estado: Goiás
Superintendência Regional do Iphan: 14ª
Área do perímetro tombamento: 17 ha
Nº Processo:1181-T-85
Características do Tombamento Federal[7]
Livro Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico
Data: 10 de janeiro de 1990
Inscrição:105
Livro do Tombo: Histórico Vl.2,
Inscrição: 530,
Data: 10 de janeiro de 1990
Procissão da Semana Santa promovida pela Irmandade do Santíssimo Sacramento no início do século XX, um dos primeiros registros fotográficos da cidade
A arquitetura colonial.
Geografia[editar | editar código-fonte]
Localiza-se a uma latitude 15º51'09" sul e a uma longitude 48º57'33" oeste, estando a sede a uma altitude de 770 metros. Possui uma área de 2227,793 km² e sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 24 749[3] habitantes.
O município está localizado no Planalto Central Brasileiro e é cortado de norte a sul por uma formação de cuesta, onde a leste temos a borda dos altiplanos deste planalto, com altitudes médias acima dos 1.200 metros, de vegetação campestre e rochosa e cujos rios compõem a Bacia Platina, e a Oeste uma extensa depressão de altitude média de 700 metros, de vegetação mais densa e cujos rios compõem a Bacia do Tocantins-Araguaia. A sede do município está localizada bem próximo a esta serra, num trecho conhecido como Serra dos Pireneus. Devido a essa topografia, é privilegiada no potencial turístico, possui clima agradável e a presença de centenas de cachoeiras, que agradam aos ecoturistas e amantes da natureza. Além do turismo, essas formações provêm matéria-prima para a exploração mineral do quartzito, rocha muito usada na construção civil, especialmente para pisos exteriores, conhecida comercialmente como Pedra de Pirenópolis, Pedra Goiana, Pedra Mineira ou Pedra de São Tomé (São Tomé das Letras é um município de Minas Gerais que também explora esse mineral).Morros[editar | editar código-fonte]
Morro da Conceição[8]
Morro D'Ema (Capela do Rio do Peixe)
Morro do Poço
Morro do Catingueiro
Morro do Sá
Morro Cabeludo (Divisa Corumbá de Goiás)
Morro Pontudo
Morro do Frota
Morro Grande
Morro Santa Bárbara
Morro da Lapa
Morro do Alecrim
Morro da Cruz
Morro do Lázaro
Morro de Santana
Moro da Arnica
Serras[editar | editar código-fonte]
Serra da Mamoneira (Malhador)[8]
Serra do Escuro (Divisa Vila Propício)
Serra Dourada (Divisa Cocalzinho de Goiás)
Serra do Negro Antônio
Serra do Mundo Novo
Serra do Cocalzinho (Divisa Cocalzinho de Goiás)
Serra das Furnas
Serra do Confisco
Serra de São Gonçalo (Cidade de Pedra)
Serra da Água Limpa
Serra das Araras
Serra do Quebra Rabicho
Serra São João
Serra do Macaco
Serra do Catingueiro
Serra dos Pireneus (Divisa Cocalzinho de Goiás)
Serra do Pedro
Serra do Taquari
Serra do Bom Jesus (Bom Jesus)
Sera do Xavier
Serra Santo Antônio (Santo Antônio)
Serra da Vendinha
Serra do Abade
Serra Matutina
Serra do Engenho
Serra do Sabão
Serra do Curralinho (Divisa Jaraguá)
Serra do Mundongo
Serra do Mateus Machado
Serra Fecho de Pedra
Serra do Paraíso
Serra do Godinho
Serra do Caxambu (Caxambu)
Serra do Mizael (Divisa Anápolis)
Serra do Paiol Velho (Divisa Anápolis)
Serra do Louredo
Serra do Chi bio
Hidrografia[editar | editar código-fonte]
Rios[editar | editar código-fonte]Rio das Almas
Rio Corumbá
Rio Dois Irmãos
Rio Caxambu
Rio Capivari - Divisa Abadiânia
Rio dos Patos - Divisa Vila Propício
Rio Padre Souza - Divisa São Francisco
Rio das Pedras
Rio do PeixeRibeirões[editar | editar código-fonte]Araras
Bom Jesus
Castelhanos
Conceição
Dois Irmãos
do Gado
São João
Santa Maria
Santa Rita
Tapiocanga
do Inferno
do Muquém - Divisa Goianésia
do Escuro - Divisa Vila Propício
do Gago
dos Castelhanos
Dois Irmãos
Rosa Maria
Santa Rita
Conceição
Tapiocanga
Baião - Divisa Corumbá
do RetiroCórregos[editar | editar código-fonte]Pratinha - Cidade
Lava-Pés - Cidade
Soberbo
Maracujá
Sabão
Mar e Guerra
Capitão do Mato
José Leite
do Ouro
Lajes - Lagolândia
Caxirí - Capela do Rio do Peixe
Pratinha - Capela do Rio do Peixe
Arruda
Catingueiro de Cima
Catingueiro de Baixo
do Lázaro
Capim Puba - Divisa Goianésia
da Vargem
Laranjal
Mamoneira
Ipanema
Indaiá
Olhos D'água
da Grota
Gaguinho
Conceição
Capão Chato
Duas Pontes
Galinhas
do Rosa
das Furnas
dos Caetanos
Jurubeba
do Mato Seco
Mato D'água
do Matão
dos Carneiros
do Negro Antônio
Serra Dourada
da Lajinha
Miguel Ribeiro
Cocalzinho
Bananeira
das Lajes
São Inácio
do Chapadão
do Confisco
Carapuça
do Fundão
Laranjeiras
do Totonho
Maneta
Bateia
do Poço D'água
Bateias
Brejão
Tamanduá
Pedregulho
Capão Comprido
Canavial
Limoeiro
Barreiro
Cuba
São Domingos
Cercado
Caetetu - Divisa Cocalzinho
do Dionísio
Taquaral
Vaga Fogo
Cana do Reino
Macoã
Barriguda
do Caçado
dos Fagundes
da Chácara
Pinheiro
Caiçara
João Gomes
Passagem Funda
Sapezal
do Godinho
do Noel
Cana brava
das Furnas de Baixo
Candeireiro
Monte de Pau - Divisa Abadiânia
Milho Vermelho
João Pires
Tira-Chapeu
Popoia
Cocal
Capitão Chico
Santo Antônio
Degredo
do Emilio
Água Fria
Pantano
Piteira
Cussuca
Pororoca
da Pedreira
Conguinho
Jacuba
Paiol Velho
Córrego dos Índios - Divisa Petrolina
Taboca
do Buracão
Quebra-Ouvido
Santa RitaCachoeiras[editar | editar código-fonte]
Abaixo algumas cachoeiras próximas de Pirenópolis:[9]
Cachoeira Nossa Senhora do Rosário
Cachoeira da Meia Lua
Cachoeira do Abade
Cachoeira das Araras
Cachoeira da Usina Velha
Cachoeiras do Bonsucesso
Cachoeiras dos Dragões
Cachoeira do Lázaro
Cachoeira Santa Maria, na Reserva Ecológica Vargem Grande
Cachoeira Paraíso
Cachoeira do Coqueiro
Cachoeira Garganta
Cachoeira das Andorinhas
Cachoeira do Lobo
Cachoeira RenascerCachoeira Santa Maria
Cachoeira do Abade
Cachoeira do Rosário
Cachoeira das Araras
Clima[editar | editar código-fonte]
Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), desde 1977 a menor temperatura registrada em Pirenópolis foi de 4,1 °C em 18 de julho de 2000,[10] e a maior atingiu 39,4 °C em 28 de outubro de 2008.[11] O maior acumulado de precipitação em 24 horas atingiu 167,3 mm (milímetros) em 17 de dezembro de 1989. Outros grandes acumulados foram 153,3 mm em 21 de abril de 2007, 126,2 mm em 2 de abril de 2010, 121,2 mm em 27 de fevereiro de 2007, 120,9 mm em 9 de fevereiro de 1992, 118,3 mm em 30 de janeiro de 1985, 108,4 mm em 17 de novembro de 1989, 107 mm em 10 de dezembro de 1989, 106,5 mm em 31 de janeiro de 2005, 106,1 mm em 18 de outubro de 1998 e 103,4 mm em 20 de dezembro de 1989.[12] O menor índice de umidade relativa do ar foi registrado em 22 de setembro de 2007, de 11%.[13]
Dados climatológicos para Pirenópolis
MêsJanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDezAno
Temperatura máxima recorde (°C)35,436,835,234,834,33534,437,438,739,436,636,2 39,4
Temperatura máxima média (°C)29,43029,930,43029,630,131,832,731,63029,1 30,4
Temperatura média compensada (°C)23,423,423,423,121,820,520,722,824,524,423,623,4 22,9
Temperatura mínima média (°C)19,219,119,118,216,214,214,215,818,419,219,219,4 17,7
Temperatura mínima recorde (°C)13,315,314,812,18,74,74,1810,813,714,414,5 4,1
Precipitação (mm)285,9248,6233,7146,928,495,714,549,2150,8242,9310,3 1 725,9
Dias com precipitação (? 1 mm)1917171031114121620 121
Umidade relativa compensada (%)80,280,380,676,470,163,355,548,25266,976,480,8 69,2
Horas de sol146,1149,4167,8209,3246,6254,1268,2264,5202,7192,9151,3127,4 2 380,3
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[14] recordes absolutos de temperatura: 17/02/1977-presente)[10][11] Divisões[editar | editar código-fonte]
Bairros[editar | editar código-fonte]Centro
Centro Histórico
Alto do Bonfim
Alto do Carmo
Alto da Lapa
Vila Matutina
Vila Pompeu I
Vila Pompeu II
Vila Santa Bárbara
Vila Zizito Pompeu
Vila Mutirão
Vila Passagem Funda
Vila Cintra
Vila Boa
Vila Marilia
Vila Couro
Estrela Dalva I
Estrela Dalva II
Jardim Santa Luzia
Jardim Taquaral
Jardim Esmeralda
Jardim Pireneus
Jardim Santa Bárbara
Jardim Alto da Boa Vista
Jardim Babilônia
Jardim Ulácia de Morais
Jardim Kubsteschek I
Jardim Kubsteschek II
Jardim Brasília
Setor Aeroporto
Setor Meia Ponte
Povoados[editar | editar código-fonte]
O município de Pirenópolis sedia ainda os seguintes distritos:
Bom Jesus
Capela do Rio do Peixe
Caxambu
Goianópolis - Malhador - Maiadô
Índio
Jaranápolis - Três Ranchos
Lagolândia
Placa
Radiolândia - Rabeia Bode
Santo AntônioAglomerados[editar | editar código-fonte]
O município de Pirenópolis possui os seguintes aglomerados:
Barro Branco - Barbosa
Chapada
Comunidade Córrego da Barriguda - Abade
Comunidade Dois Irmãos
Comunidade Frater
Comunidade Fundão
Comunidade Santa Maria dos Anjos
Comunidade Omni
Comunidade Serra do Mizael
Comunidade Terra
Contendas
Degredo
Engenho São Benedito
Furnas
Jaicós - Bom Jesus
Jenipapo
Mar e Guerra
Mata Velha
Morro Grande
Pedregulho
Raizama
Retiro
São João
Festas[editar | editar código-fonte]
Mascarados nas Cavalhadas
Procissão de Ramos na Semana Santa. A Semana Santa se apresenta como a mais antiga manifestação da cidade, iniciada em 1728 pela Irmandade do Santíssimo .
Pirenópolis é palco das famosas cavalhadas e da Festa do Divino. As Cavalhadas de Pirenópolis são atividades que giram em torno de representações dramáticas, equestre de uma luta entre mouros e cristãos pelo domínio da Península Ibérica durante a Idade Média na Europa e são alegrados por centenas de mascarados, alguns montados a cavalo. O mascarado típico de Pirenópolis usa a máscara de boi. Esta festa é considerada como uma das mais belas e expressivas do Brasil. [carece de fontes?].
A Festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis, é um festejo religioso de origem portuguesa que dura cerca de 20 dias e foi reconhecida como Patrimônio Cultural brasileiro. Mantém como símbolos o Imperador do Divino, a coroa, o cetro e as bandeiras. Ambas acontecem durante as festividades de Pentecostes, 50 dias após a Páscoa, e reúnem diversas outras manifestações, como congadas, reinados, juizados, folias, queima de fogos, pastorinhas, missas e a "Novena do Divino", com seus cânticos em latim.Meio ambiente[editar | editar código-fonte]
Cercada de morros e de privilegiada localização geográfica, estando aos pés da Serra dos Pireneus, Pirenópolis se destaca por manter uma natureza preservada. É o município goiano que mais Unidades de conservação possui, são ao todo 8 UCs, entre Parque (Parque Estadual da Serra dos Pireneus), Monumento Natural (Monumento Natural Cidade de Pedra), Área de Preservação Ambiental (APA dos Pireneus) e 5 RPPNs (Fazenda Arruda, Reserva Ecológica Vargem Grande, Fazenda Vagafogo, Santuário Flor das Águas e Santuário Gabriel). O Cerrado é a vegetação predominante. Por possuir, em seu território diversas altitudes, O Pico dos Pireneus se encontra a 1385 m, é possível observar todas as diversas fito-fisionomias (formações vegetais) do Cerrado.Economia[editar | editar código-fonte]
Turismo[editar | editar código-fonte]
Turista filmando a cidade do alto do Mirante, na subida da Serra, caminho para algumas cachoeiras
Atividade de grande relevância principalmente no âmbito urbano e que emprega boa parte desta população. Os dados estatísticos oficiais são muito subdimensionados, ou mesmo nulos, devido ao grande índice de informalidade. Em épocas de feriados, o aquecimento da economia é visível devido ao grande fluxo de visitantes, estendendo-se direta e indiretamente a todo o município e aos municípios vizinhos como Corumbá de Goiás e Cocalzinho de Goiás.
Para visitar os roteiros turísticos, o visitante dispõe de uma infraestrutura bem montada, com um CAT - Centro de Apoio ao Turista, diversas agências, restaurantes, pousadas, lojas, fazendas de ecoturismo e guias de turismo. Os principais atrativos são as cachoeiras e reservas naturais. Mas o município encanta com seu visual limpo e o horizonte cercado de morros. À noite, há bares e restaurante com música ao vivo na Rua do lazer e o folclore é rico e encantador. Em suma, Pirenópolis ainda é um município de interior com o povo pacato, hospitaleiro e festivo, onde se pode caminhar por ruas de pedras cumprimentando a todos e gastando um tempo para uma boa prosa.Mineração[editar | editar código-fonte]
Destaca-se como uma das principais atividades do município a mineração do quartzito. Com um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 93,953 milhões em 2002, de acordo com dados da Secretaria de Planejamento do Estado de Goiás, o município tem cerca de 70% de sua economia ligada à extração do quartzito, o que representa movimentação de R$ 65,76 milhões por ano. Há também, em menor escala, a exploração de calcários, pedras ornamentais, argila e areia.Pecuária[editar | editar código-fonte]
O maior número de produtores rurais trabalha com a pecuária de corte nos moldes tradicionais e extensivos. Há também a produção de leite e derivados.Agricultura[editar | editar código-fonte]
Destaca-se o plantio de tomate, milho, mandioca, soja, seringueira, maracujá, tangerina e banana, sendo esta última a principal atividade na fruticultura.Comércio[editar | editar código-fonte]
O comércio se resume a produtos básicos para a população local e o comércio turístico, como artesanatos, roupas e lembranças, e se concentra no núcleo urbano.Arte e artesanato[editar | editar código-fonte]
O artesanato típico de Pirenópolis provém da produção de bens de consumo básicos da população, como os tecidos rústicos feitos em teares de madeira e a cerâmica utilitária. Nas artes, temos os históricos trabalhos barrocos nos altares da Igreja Matriz, do Bonfim e do Carmo; desenhos e composições musicais do artista Antônio da Costa Nascimento (Tonico do Padre) do século XIX; poesias e pinturas em óleo sobre tela, em especial os contemporâneos Pérsio Forzani e José Inácio Santeiro. Na década de 1980, foi introduzida por hippies o artesanato de joias de prata, que se difundiu no município e formou dezenas de atelieres. Pelo incremento do turismo, diversos artistas e artesãos vieram a se estabelecer em Pirenópolis, o que aumentou consideravelmente a diversidade e a produção artística do município.Serviços[editar | editar código-fonte]
A cidade conta quatro agências bancárias sendo: Banco do Brasil, Itaú, Bradesco, Caixa Econômica Federal . Além das agências, a cidade conta com uma casa lotérica e uma conveniência do banco BRB.Infraestrutura[editar | editar código-fonte]
Rodovias[editar | editar código-fonte]
Rodovias que cruzam o município:BR-070 Aprox. 99,20 Km (sendo 45,30 Km no município de Pirenópolis) (Trecho: Entr. BR-414 (Cocalzinho de Goiás)/ Entr. Rodovia Parque dos Pireneus/ Divisa com Pirenópolis/ Entr. GO-338/ Entr. Estrada Municipal Bom Jesus/ Pov. Santo Antônio/ Divisa com Jaraguá/ Divisa com São Francisco de Goiás/ Entr. BR-153) - Não Pavimentada
BR-153 - Aprox. 50,70 Km (sendo 19,60 Km no município de Pirenópolis) (Trecho: Pov. Interlândia (Anápolis)/ Divisa com Pirenópolis/ Entr. GO-431/ Entr. GO-553/ Distr. Jaranápolis/ Pov. Índio/ Divisa com São Francisco de Goiás/ Entr. GO-080 / Entr. BR-070) - Pavimentada
GO-225- Aprox. 16,80 Km (sendo 6,40 Km no município de Pirenópolis) (Trecho: Corumbá de Goiás/ Divisa com Pirenópolis/ Entr. GO-338 (Pirenópolis)) - Pavimentada
GO-338 - Aprox. 88,20 Km (sendo 65,40 Km no município de Pirenópolis) (Trecho: Pov. Planalmira (Abadiânia)/ Divisa com Pirenópolis/ Entr. GO-225 (Pirenópolis)/ Entr. GO-431 (Pirenópolis)/ Entr. BR- 070/ Pov. Placa/ Entr. GO-479/ Entr. GO-473 (Pov. Malhador)) - Pavimentada, (Entr. GO-473 (Pov. Malhador) /Divisa com Goianésia) - Em Pavimentadção, (Divisa com Goianésia / Entr. GO-080 (Goianésia)) - Pavimentada
GO-431 - Aprox. 27,30 Km (Entr. BR- 153/ Entr. GO-562/ Entr. GO-338 (Pirenópolis)) - Pavimentada
GO-473 - Aprox. 29,80 Km (sendo 8,60 Km no município de Pirenópolis) (Entr. GO-338 (Pov. Malhador)/ Entr. GO-479/ Divisa com Vila Propício/ Vila Propício) - Não Pavimentada
GO-479 - Aprox. 20,00 Km (Pov. Capela do Rio do Peixe/ Entr. GO-338 (Pov. Placa) / Distr. Lagolândia) - Pavimentada, (Distr. Lagolândia/ Entr. GO-473) - Não Pavimentada
GO-553 - Aprox. 6,80 Km (Entr. BR-153 (Distr. Jaranápolis)/ Pov. Radiolândia) - Pavimentada
GO-562 - Aprox. 2,20 Km (Entr. GO-431/ Pov. Caxambú) - Pavimentada
Estrada Municipal (Em Processo de Estadualização) Povoado Índio/ Distrito de Jaranápolis - Aprox. 1,00 Km (Distr. Jaranápolis/ Pov. Indio) - Não Pavimentada
Estrada Municipal Povoado Bom Jesus - Aprox. 8,50 Km (Entr. BR-070 (Pov. Santo Antônio)/ Pov. Bom Jesus) - Não Pavimentada
Rodovia Parque dos Pireneus - Aprox. 21,10 Km (sendo 16,5 Km no município de Pirenópolis) ( Pirenópolis/ Divisa com Cocalzinho de Goiás/ Entr. BR 070) - Não Pavimentada
Aeroporto[editar | editar código-fonte]
O Aeroporto de Pirenópolis (ICAO: SNMH), inaugurado oficialmente em 2005, foi homologado pelas autoridades aeronáuticas.:[15]
Dados: Aeroporto de Pirenópolis, elevação: 2580', pista: 1300 x 30m.
Outros: heliponto para 3 helicópteros, amplo pátio de estacionamento, biruta, pista balizada com iluminação noturna, farol rotativo e gerador emergencial.
Coordenadas: Latitude: 15° 50' 54".51 S Longitude: 048° 59' 00".29 OEducação[editar | editar código-fonte]
Pirenópolis possui 24 escolas no qual compõe o sistema público de ensino primário e secundário, 1 Centro Municipal de Educação Infantil e 1 Complexo Educacional de Educação Infantil além de uma escola particular. No ensino Superior, a cidade possui um campus da Universidade Estadual de Goiás.Cidadãos ilustres[editar | editar código-fonte]
A dupla Zezé Di Camargo & Luciano é natural de Pirenópolis.
Marechal Joaquim Xavier Curado [16]
Professor Jarbas Jayme
Benedita Cipriano Gomes, a Santa Dica de Lagolândia
José Joaquim da Veiga Vale
Mirosmar José de Camargo (Zezé Di Camargo da dupla Zezé Di Camargo & Luciano)
Welson David Camargo (Luciano da dupla Zezé Di Camargo & Luciano)
Ver também[editar | editar código-fonte]
Lista de municípios de Goiás
Lista de municípios do Brasil
Referências? a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 ? a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 20 de setembro de 2018 ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 31 de julho de 2013 ? a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 ? «Pirenópolis». Cidade Histórica de Pirenópolis. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Consultado em 12 de dezembro de 2008 ? «Arquivo Noronha Santos». Arquivo Noronha Santos. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Consultado em 12 de dezembro de 2008 ? a b «IBGE | Cidades | Infográficos | Goiás | Pirenópolis | Dados Gerais». cidades.ibge.gov.br. Consultado em 6 de fevereiro de 2018 ? «Cachoeiras de Pirenópolis». Consultado em 13 de março de 2009 ? a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Pirenópolis». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 26 de junho de 2015 ? a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Pirenópolis». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 26 de junho de 2015 ? «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Pirenópolis». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 26 de junho de 2015 ? «BDMEP - série histórica - dados horários - umidade relativa (%) - Pirenópolis». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 26 de junho de 2015 ? «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 11 de maio de 2018 ? «GYN On Line» ? Francisca Nogueira de Azevedo (17 de agosto de 2004). «Dom Joaquim Xavier Curado e a política bragantina para as províncias platinas (1800-1808)» (PDF). UFRJ. Consultado em 9 de novembro de 2009
Bibliografia[editar | editar código-fonte]Alencastre, José Martins Pereira de - Anais da Província de Goiás (1863). Brasília, Ed. Gráfica Ipiranga Ltda., 1979.
Alincourt, Luis D' - Memória sobre a Viagem do porto de Santos à Cidade de Cuiabá. Brasília, Senado Federal, 2006.
Bertran, Paulo (1948-2005) - História da Terra e do Homem no Planalto Central: Eco-história do Distrito Federal. 1º edição, Brasília, Solo Editores, 1994.
Brasil, Antônio Americano do (1892-1932) - Súmula da História de Goiás.
Carvalho, Adelmo de - Pirenópolis Coletânea: 1727 - 2000.
Jayme, Jarbas (1895-1968) - Esboço Histórico de Pirenópolis.
Valle, Cyllenêo Marques de Araujo (Leo Lynce). Pirenópolis. In: "Poesia Quase Completa". Editora da UFG, 1997, página 296.
Matos, Raimundo José da Cunha - Corografia histórica da província de Goiás.
Palacin, Luiz - Goiás: 1722-1822.
Palacin, Luiz - O Século do Ouro em Goiás.
Saint-Hilaire, Auguste de (1779-1853) - Viagem à Província de Goiás.Ligações externas[editar | editar código-fonte]
Prefeitura
História de Pirenópolis
Pirenópolis no WikiMapia
vde Cidades históricas do Brasil segundo o IPHANRegião Centro-Oeste
Acorizal
Barão de Melgaço
Brasília
Cáceres
Cavalcante
Corumbá de Goiás
Corumbá
Crixás
Cuiabá
Diamantino
Goiás
Jaraguá
Luziânia
Miranda
Niquelândia (Tupiraçaba)
Pilar de Goiás
Pirenópolis
Poconé
Santa Cruz de Goiás
Vila Bela da Santíssima Trindade
Região Nordeste
Acaraú
Alcântara
Andaraí
Aquiraz
Aracati
Aratuípe
Areia
Bom Jesus da Lapa
Brejo da Madre de Deus
Cabo de Santo Agostinho
Cachoeira
Cairu (Morro de São Paulo)
Camamu
Campo Maior
Canavieiras
Caravelas
Caruaru
Feira de Santana
Flores
Fortaleza
Garanhuns
Goiana
Icó
Igarassu
Ilha de Itamaracá
Ilhéus
Ipojuca
Itaparica
Jaboatão dos Guararapes
Jacobina
Jaguaripe
João Pessoa
Juazeiro
Laranjeiras
Lençóis
Maragogipe
Marechal Deodoro
Monte Santo
Moreno
Natal
Nazaré
Nazaré da Mata
Oeiras
Olinda
Parnaíba
Penedo
Pesqueira
Petrolina
Piracuruca
Piranhas
Porto Calvo
Porto de Pedras
Porto Seguro (Arraial d'Ajuda)
Recife
Rio de Contas
Rio Formoso
Russas
Salvador
Santa Cruz Cabrália
Santa Luzia do Norte
Santa Rita
Santo Amaro
Santo Antônio de Jesus
São Cristóvão
São Félix
São Francisco do Conde
São Lourenço da Mata
São Luís
Sirinhaém
Sobral
Tamandaré
Tracunhaém
Triunfo
Valença
Vera Cruz
Vicência
Viçosa do Ceará
Vitória de Santo Antão
Região Norte
Almas
Pontal
Arraias
Barcelos
Belém
Boa Vista
Borba
Bragança
Cametá
Chapada da Natividade
Conceição do Tocantins
Costa Marques
Dianópolis
Itacoatiara
Macapá
Manaus
Monte do Carmo
Natividade
Paranã
Porto Nacional
Rio Branco
Santarém
Tefé
Região Sudeste
Angra dos Reis
Areias
Bananal
Barão de Cocais
Belo Vale
Cabo Frio
Caeté
Campos dos Goytacazes
Cananeia
Cantagalo
Catas Altas
Conceição da Barra
Congonhas
Coronel Xavier Chaves
Cunha
Diamantina
Embu das Artes
Guaratinguetá
Iguape
Ilhabela
Itabirito
Itanhaém
Itu
Jacareí
Jundiaí
Mariana
Mogi das Cruzes
Ouro Preto
Paraty
Petrópolis
Pindamonhangaba
Piranga
Pitangui
Prados
Resende
Resende Costa
Rio de Janeiro
Sabará
Sacramento
Santa Bárbara
Santa Luzia
Santana de Parnaíba
Santos
São Gonçalo do Rio Preto
São João del-Rei
São João Marcos
São José do Barreiro
São Luiz do Paraitinga
São Mateus
São Paulo
São Pedro da Aldeia
São Sebastião
São Vicente
Serro (Milho Verde)
Sorocaba
Taubaté
Teresópolis
Tiradentes
Ubatuba
Valença
Vila Velha
Vitória
Região Sul
Antonina
Castro
Curitiba
Florianópolis
Guaraqueçaba
Laguna
Lapa
Morretes
Paranaguá
Pelotas
Rio Grande
São Borja
São Francisco do Sul
São Miguel das Missões
Temas afins
Programa de Aceleração do Crescimento das Cidades Históricas
Lista do patrimônio histórico no BrasilvdeRegião Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e EntornoDistrito Federal ? Abadiânia (GO) ? Água Fria de Goiás (GO) ? Águas Lindas de Goiás (GO) ? Alexânia (GO) ? Cabeceiras (GO) ? Cidade Ocidental (GO) ? Cocalzinho de Goiás (GO) ? Corumbá de Goiás (GO) ? Cristalina (GO) ? Formosa (GO) ? Luziânia (GO) ? Mimoso de Goiás (GO) ? Novo Gama (GO) ? Padre Bernardo (GO) ? Pirenópolis (GO) ? Planaltina (GO) ? Santo Antônio do Descoberto (GO) ? Valparaíso de Goiás (GO) ? Vila Boa (GO) ? Buritis (MG) ? Cabeceira Grande (MG) ? Unaí (MG)Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais