desenvolvimento portal em General Maynard


Encontre desenvolvimento portal em General Maynard na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Desenvolvimento

Acto ou efeito de desenvolver.
Crescimento.
Ampliação.
Minuciosidade.


Portal

Porta principal de um edifício; portada.


Portal

Abertura em muro, sebe ou valado, que se fecha com estacas ou cancela.


Portal

Ombreira de porta ou portão.


Município de General MaynardBandeira indisponívelBrasãoHino
Aniversário21 de novembro de 1963
Fundação1963 (56Â anos)
Gentílicomainardense[1]
Padroeiro(a)São João Batista
Prefeito(a)Valmir de Nira (PSD)(2017 – 2020)
Localização
Localização de General Maynard em SergipeGeneral Maynard Localização de General Maynard no Brasil
10° 41' 15" S 36° 57' 08" O10° 41' 15" S 36° 57' 08" O
Unidade federativaSergipe
MesorregiãoLeste Sergipano IBGE/2008 [2]
MicrorregiãoBaixo Cotinguiba IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofesCarmópolis, Rosário do Catete e Santo Amaro das Brotas
Distância até a capital45Â km
Características geográficas
Área20,221 km² [3]
População2Â 914 hab. IBGE/2010[4]
Densidade144,11 hab./km²
Altitude13 m
ClimaTropical Úmido, Sub-Úmido[5]Â As´
Fuso horárioUTC?3
Indicadores
IDH-M0,645 médio PNUD/2010[6]
PIBR$ 15Â 035,078 mil IBGE/2008[7]
PIB per capitaR$ 5Â 253,35 IBGE/2008[7]General Maynard é um município brasileiro do estado de Sergipe.Localiza-se no leste do estado. O nome é em homenagem ao General Augusto Maynard Gomes, governador e senador por duas vezes por Sergipe. É o menor município do estado.Índice1 História
2 Geografia
3 Economia
4 Atrações
5 Ligações externas
6 ReferênciasHistória[editar | editar código-fonte]
Existem duas versões para explicar a ocupação do território que hoje pertence ao município: na primeira delas, segundo estórias populares, o povoado "Marcação" (que viria a se tornar General Maynard) surgiu no início do século XIX, na divisa entre as terras de Japaratuba com o Catete, às margens do rio Papatu (atual Japaratuba); na época o local era ponto de encontro de tropeiros que viajavam por Santo Amaro,
Laranjeiras, Maruim, Aracaju e Propriá; daí o nome "Marcação". A localidade não era desabitada pois existiam vários engenhos de açúcar, mas foram os moradores dos municípios vizinhos, que chegavam pela estrada até a marcação dos tropeiros quem formaram a primeira povoação, construindo seus casebres à margem dessa estrada. Em outra versão descrita por historiadores, o povoado Marcação teve início no final do século XVIII, na fase de ascensão do açúcar; o rico solo da região atraiu fazendeiros para o cultivo da cana-de-açúcar, os trabalhadores das fazendas e engenhos se instalaram nas proximidades atraindo ainda pequenos comerciantes para a localidade.
No início do século XX a localidade era relativamnete desenvolvida, em 1917 foi criada a primeira escola pública; em 1921 o padre João de Deus tomou a frente na construção da Igreja Matriz dedicada a São João Batista. Antes mesmo da construção da igreja já havia uma cruz de madeira (o Cruzeiro) em frente ao seu terreno, ninguém sabe ao certo que a construiu, se fiéis ou jesuítas da região, mas a mesma deu origem a uma festa tradicional na região, a "Festa do Cruzeiro".
A localidade Marcação pertencia ao município de Rosário do Catete e era bastante populoso à época de sua emancipação (cujos motivos foram políticos); a divisão de votos entre lideranças políticas era o grande motivo da criação de vários municípios nessa época, e Marcação que geralmente decidia as eleições de Rosário do Catete não foi exceção. Acatado pela Assembleia Legislativa Estadual e sancionado pelo Governo estadual foi elevado à categoria de município com a denominação de General Maynard, pela lei estadual nº 1229, de 21 de novembro de 1963, desmembrado de Rosário do Catete. O nome do município foi uma homenagem a Augusto Maynard Gomes, general do exército brasileiro, nascido no Engenho Campo Redondo em Marcação que foi interventor, governador e senador por Sergipe. Na época seus moradores ficaram revoltados por não terem sidos consultados a respeito da mudança do nome da cidade.
Somente nas décadas de 50 e 60 do século XX é que outros marcos de desenvolvimento chegaram à região, como a energia elétrica e a caixa D´água municipal, o primeiro posto médico, o mercado municipal e o posto policial.[1][5][8]Geografia[editar | editar código-fonte]
O município apresenta temperatura média anual de 25Â °C e precipitação média de chuvas de 1400mm/ano, mas intensos no período de março a agosto (outono-inverno). Seu relevo é representado por colinas, áreas tabulares, e relevo plano formado por depósitos sedimentares costeiros e das bacias da região; com vegetação de capoeira, caatinga e mata. O município encontra-se na bacia do rio Japaratuba, com o Riachão e o Siriri como outros principais rios da região.[5]Economia[editar | editar código-fonte]
As principais receitas do município são geradas pela agricultura (coco e principalmente a cana-de-açúcar), pecuária (bovinos e eqüinos), avicultura (galináceos) e mineração (exploração de petróleo e gás). De localização pouco privilegiada e distante do acesso à BR 101, O município tem apresentado um desenvolvimento lento nos últimos anos, os grandes produtores agrícolas e pecuaristas sequer residem na cidade, seus habitantes em parte se empregam na prefeitura do município ou comércio e serviços de Carmópolis.[5][8]Atrações[editar | editar código-fonte]
Festa do Cruzeiro (6 de março)
Festas Juninas
aniversario da cidade (21 de novembro)
Ligações externas[editar | editar código-fonte]
Página da Prefeitura Municipal
Referências? a b Acervo Biblioteca IBGE, Acervo documentação territorial: General Maynard.? a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008Â ? IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010Â ? «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010Â ? a b c d Projeto Cadastro da Infra-Estrutura Hídrica do Nordeste, Diagnóstico do Município de General Maynard, 2002.? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 26 de agosto de 2013Â ? a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010Â ? a b [CINFORM - História dos Municípios. Edição Histórica. Globo Cochrone. 2002
Portal de Sergipe Portal do Brasil
Este artigo sobre Geografia de Sergipe é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

POSTAGENS RELACIONADOS


DESENVOLVIMENTO PORTAL EM GENERAL SALGADO


desenvolvimento portal em General Salgado

Encontre desenvolvimento portal em General Salgado na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO

DESENVOLVIMENTO PORTAL EM GENERAL SAMPAIO


desenvolvimento portal em General Sampaio

Encontre desenvolvimento portal em General Sampaio na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO

DESENVOLVIMENTO PORTAL EM GENTIL


desenvolvimento portal em Gentil

Encontre desenvolvimento portal em Gentil na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO

DESENVOLVIMENTO PORTAL EM GENTIO DO OURO


desenvolvimento portal em Gentio do Ouro

Encontre desenvolvimento portal em Gentio do Ouro na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO