desenvolvimento em Bernardo Sayão

Encontre desenvolvimento em Bernardo Sayão na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Desenvolvimento

Acto ou efeito de desenvolver.
Crescimento.
Ampliação.
Minuciosidade.


Bernardo Sayão


Bernardo Sayão Carvalho Araújo
vice-governador de Goiás
Período1954-1955
Governador de Goiás
Período31 de janeiro de 1955 - 12 de março de 1955 AntecessorJonas Ferreira Alves Duarte
SucessorJosé Ludovico de Almeida



Dados pessoais
Nascimento18 de junho de 1901 Rio de Janeiro-RJ Morte15 de janeiro de 1959 (57 anos) Imperatriz-MA[1]
CônjugeLygia Mendes Pimentel. PartidoPSD ProfissãoEngenheiro Agrônomo
















Bernardo Sayão Carvalho Araújo[2] (Rio de Janeiro, 18 de junho de 1901 ? Imperatriz, 15 de janeiro de 1959) foi um engenheiro agrônomo do Ministério da Agricultura e político brasileiro.[3][4]Índice1 História1.1 Em Goiás
1.2 NOVACAP
1.3 Construção da Belém-Brasília
2 Homenagens
3 Centro Acadêmico
4 ReferênciasHistória[editar | editar código-fonte]
Formado em 1923 na Escola Superior de Agronomia e Medicina Veterinária de Belo Horizonte, teve como principal projeto o desenvolvimento da região central do Brasil. Chamado de vários co de nomes por exemplo "Pau para toda obra, Sayão do povo, Gigante do oeste, Capitão desbravador, Bandeirante moderno e Chefe" entre muitos nomes dados pelos amigos e todos os candangos que com ele desbravou o oeste Brasileiro. Bernado Sayão Carvalho Araújo, o homem que literalmente riscou o chão do oeste Brasileiro abrindo estradas nas matas selvagens de Goiás, hoje a terra é marcada e riscada pela grande Transbrasiliana, a BR-14 uma entra muitas marcas feita no solo central do Brasil. Foi o Gigante do oeste quem deu contorno a Brasilia, foi o Bandeirante moderno que deu a luz as estradas e pontes unido o sangue que faz pulsar o coração do Brasil, foi o Capitão desbravador que fez as primeiras margens do progresso no rio das almas. derrubando arvores e construindo estradas ligando povoados para a vinda e estadia do progresso. Se hoje o coração do Brasil palpita e faz circular o comercio e as grandes negociações comercias é graças ao Sayão do povo que derramou lagrimas, suor e sangui nas matas virgens de Goiás. Em Goiás[editar | editar código-fonte]
Fundou a "CANG" Colônia Agrícola Nacional de Goiás, na Marcha para o Oeste de Getúlio Vargas deu origem à cidade de Ceres. Em razão do bem-sucedido trabalho lá realizado, em 1954, foi eleito vice-governador de Goiás, chegando a governar o estado interinamente por um mês e meio, de 31 de janeiro a 12 de março de 1955.[5]NOVACAP[editar | editar código-fonte]
Em setembro de 1956, tornou-se um dos diretores da NOVACAP, sendo Israel Pinheiro o presidente, além de Ernesto Silva e Íris Meinberg. Nessa condição contribuiu significativamente, com sua liderança e carisma, para a credibilidade e início das obras de construção de Brasília.Construção da Belém-Brasília[editar | editar código-fonte]
Em 1958, Juscelino Kubitschek lhe encarrega a construção do trecho norte da Transbrasiliana (a Belém-Brasília). Acompanhando pessoalmente as obras, no início de janeiro de 1959, nos trabalhos de abertura da mata uma árvore é derrubada de forma equivocada e atinge o barracão em que encontrava-se Sayão, que morre no mesmo dia. A localização do acampamento ficava dentro do município de Ulianópolis - PA, nas proximidades da Vila Ligação, do município de Dom Eliseu - PA.[6]Homenagens[editar | editar código-fonte]
Bernardo Sayão dá nome às principais ruas e avenidas de várias cidades às margens da Belém-Brasília, a ruas em Colinas do Tocantins e em Goiânia e a avenidas em Araguaína, Açailândia, Belém, Ceres, Inhumas, Nova Glória, Paraíso do Tocantins, Miranorte, Guaraí, Imperatriz e Rialma. É também nome de um município brasileiro.
E também um setor em Ceres e no Distrito Federal chamado SIBS (Setor de Indústria Bernardo Sayão) onde existem vários prédios com empresas de diversos segmentos e principalmente gráficas. Esse setor fica próximo à cidade-satélite de Núcleo Bandeirante.
Um dos mais tradicionais Grupos Escoteiros de Brasília leva o nome de Bernardo Sayão - Grupo Escoteiro Bernardo Sayão, GEBS 14/DF.
E ainda, na cidade de Anápolis, existe outro grupo escoteiro que também leva o seu nome, sendo um dos mais antigos do estado de Goiás, com sua fundação em 9 de setembro de 1961 - Grupo Escoteiro Bernardo Sayão, GEBS 2/GO.
Além disso, foi criado no dia 10 de outubro de 2002, por decreto do então governador Joaquim Roriz, o Parque Ecológico Bernardo Sayão, em Brasília.[7]Centro Acadêmico[editar | editar código-fonte]
Em 1969, os alunos da Faculdade de Engenharia Elétrica da Universidade Estadual de Campinas, Unicamp, fundaram seu Centro Acadêmico com o nome do Engenheiro. O CABS - Centro Acadêmico Bernardo Sayão, tem a função de integrar os estudantes, auxiliando-os nas atividades acadêmicas, cívicas e recreativas, como cursos de línguas, promoção de debates sobre temas sociais, promoção de eventos educativos (cinema, palestras), cursos livres de tecnologia e promoção de torneios esportivos.[8]Referências? Antonio Callado (6 de fevereiro de 1959). «Vida e morte do bandeirante». Revista Visão. Consultado em 10 de janeiro de 2017 ? Pela grafia arcaica, Bernardo Sayão Carvalho Araujo.? «Bernardo Sayão Carvalho Araújo». A História de Brasília, InfoBrasilia. Consultado em 25 de dezembro de 2013 ? «Bernardo Saião». Museu Virtual de Brasília ? «Dossie Goiás, Relação de Governadores». Goiasnet. Consultado em 24 dezembro de 2013 ? «Bernardo Sayão». Museu Virtual de Brasília. Consultado em 25 de dezembro de 2013 ? «Parque do Rasgado, bênção verde para Brasília». www.folhadomeio.com.br. Consultado em 27 de agosto de 2017 ? «História - Centro Acadêmico Bernardo Sayão». Consultado em 3 de novembro de 2016 Precedido porJonas Ferreira Alves Duarte
Governador de Goiás1955
Sucedido porJosé Ludovico de AlmeidavdeGovernadores de Goiás (1889 ? 2019)
Junta governativa goianense de 1889 ?
Paixão ?
Albernaz ?
Siqueira ?
Maia ?
Paixão ?
Maia ?
Abrantes ?
Caiado ?
Brito ?
Caiado ?
Jardim ?
Albernaz ?
Gouveia ?
Albernaz ?
Almeida ?
Lima ?
Souza ?
Batista ?
Gouveia ?
Jubé ?
Lobo ?
Jubé ?
Pinto ?
Lima ?
Jubé ?
Lima ?
Sousa ?
Lima ?
Castro ?
Jubé ?
Castro ?
Jardim ?
Lima ?
Jubé ?
Lima ?
Caiado ?
Ribeiro ?
Caiado ?
Jubé ?
Morais ?
Ribeiro ?
Chagas ?
Junta governativa goiana de 1930 ?
Teixeira ?
Caiado ?
Teixeira ?
Azevedo ?
Teixeira ?
Loyola ?
Gonçalves ?
Teixeira ?
Fleury ?
Teixeira ?
Melo ?
Teixeira ?
Coelho ?
Teixeira ?
Abreu ?
Teixeira ?
Júnior ?
Teixeira ?
Júnior ?
Teixeira ?
Júnior ?
Teixeira ?
Almeida ?
Teixeira ?
Amorim ?
Barros ?
Silva e Souza ?
Barros ?
Cruvinel ?
Araújo ?
Meireles ?
Araújo ?
Bueno ?
Guimarães ?
Porto ?
Teixeira ?
Duarte ?
Teixeira ?
Duarte ?
Teixeira ?
Duarte ?
Bernardo Saião ?
Almeida ?
Ferreira ?
Teixeira ?
Araújo ?
Teixeira ?
Mattos ?
Ribas ?
Siqueira ?
Teixeira ?
Siqueira ?
Caiado ?
Leão ?
Caiado ?
Costa Júnior ?
Bittencourt ?
Costa Júnior ?
Valadão ?
Rezende ?
Quinan ?
Santillo ?
Rezende ?
A. Rezende ?
Vilela ?
Souza ?
Cândido ?
Perillo ?
Rodrigues ?
Perillo ?
Eliton ?
Caiado
Portal de biografias Portal da política