desenvolvimento em Açailândia

Encontre desenvolvimento em Açailândia na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Desenvolvimento

Acto ou efeito de desenvolver.
Crescimento.
Ampliação.
Minuciosidade.


Açailândia

Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.Pode conter incorreções textuais, e ainda pode necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar. Nota: Para o clube, veja Açailândia Futebol Clube.Município de Açailândia
"Cidade do Ferro""Cidade Progresso"
"Cidade do Aço"
BandeiraBrasãoHino
Aniversário6 de junho
Fundação6 de junho de 1981 (38 anos)
Gentílicoaçailandense
LemaOrdem e progresso
Prefeito(a)Juscelino Oliveira e Silva (PCdoB)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Açailândia no MaranhãoAçailândia Localização de Açailândia no Brasil
04° 56' 49" S 47° 30' 18" O04° 56' 49" S 47° 30' 18" O
Unidade federativaMaranhão
MesorregiãoOeste Maranhense IBGE/2008[1]
MicrorregiãoImperatriz IBGE/2008[1]
Municípios limítrofesCidelândia, São Francisco do Brejão, João Lisboa, Bom Jesus das Selvas, Amarante do Maranhão, Bom Jardim, Itinga do Maranhão e Rondon do Pará (PA)
Distância até a capital562 km
Características geográficas
Área5 806,307 km² [2]
População111 757 hab. (MA: 8º) ? estimativa IBGE/2018[3]
Densidade19,25 hab./km²
Altitude240 m
Climaequatorial
Fuso horárioUTC?3
Indicadores
IDH-M0,672 (MA: 9º) ? médio PNUD/2010[4]
PIBR$ 1 999 546,31 mil (MA: 4º) ? IBGE/2016[5]
PIB per capitaR$ 18 088,40 IBGE/2016[5]Açailândia é um município brasileiro do estado do Maranhão. Foi emancipada, em 06 de junho de 1981, pelo então governador João Castelo. Antes, pertencia geograficamente ao municipio de Imperatriz. É o oitavo município mais populoso do estado, com um total de 111.757 habitantes, segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2018. Com base na Lei Complementar N.º 108 de 21 de novembro de 2007 o município é sede da Região de Planejamento dos Carajás a integrar as 32 regiões de planejamento do estado.O PIB de Açailândia em 2016 foi de R$1.999.546,31 bilhões, tornando o município o 4° maior PIB do estado do Maranhão. Possui, segundo o IBGE, em 2016, a 11ª colocação em renda per capita do Maranhão: R$18.088,40 por pessoa.
A cidade é um importante polo agroindustrial, onde a exportação de ferro gusa, gerada por cinco indústrias siderúrgicas instaladas no município, se tornou sua principal fonte de renda. Também conta com diversos estabelecimentos comerciais, dos mais diversos ramos do comércio e serviços, e possui o maior rebanho bovino do estado[6].
A cidade foi tema de reportagem especial da Revista Veja com ?as 20 Metrópoles Brasileiras do Futuro?[7]Índice1 História1.1 O início de tudo
1.2 Uma estrada para o progresso
1.3 Migração
2 Etimologia
3 Economia
4 Geografia
5 Subdivisão5.1 Bairros
6 Infraestrutura6.1 Saúde
6.2 Educação
7 Rede Bancária
8 Transporte
9 Cultura9.1 Praças
9.2 Eventos e datas comemorativas
10 Comunicação
11 Referências
12 Ligações externasHistória[editar | editar código-fonte]
O início de tudo[editar | editar código-fonte]
Com a abertura da rodovia Belém-Brasília, em 1958, nas proximidades do Riacho Açailândia, ponto de apoio da Rodobrás (1962) desta região, os trabalhadores se depararam com uma terra fértil e abundante em água. Foi o bastante para que a notícia corresse e, em pouco tempo, a região foi inundada por pessoas dos quatro cantos do país e de algumas nações estrangeiras. Em 1975 foi elaborado o Projeto de Lei "Pró-Emancipação" 130/75, da até então Vila, cujo Projeto foi sancionado e transformado na Lei 4.299/81 no dia 6 de junho de 1981, tornando assim o município de direito com o plebiscito, realizado no dia 14 de dezembro do mesmo ano. O governo do estado nomeou em maio o interventor Nelson Pereira Duarte, até a posse do primeiro prefeito eleito nas eleições de 15 de novembro de 1982. A posse do primeiro prefeito eleito deu-se no dia 1 de fevereiro de 1983, onde Raimundo Telefres Sampaio se tornou o primeiro prefeito, e de lá para cá já foram 05 (cinco) administrações, até o momento. Esta data é comemorada como aniversário da cidade, porém com discordância de historiadores locais, que entendem que deve-se comemorar o aniversário com a fundação do povoado em 1958, com a chegada da Rodovia Belém-Brasília.Uma estrada para o progresso[editar | editar código-fonte]
O então presidente, Juscelino Kubitschek, convidou o Engenheiro Bernardo Sayão para comandar uma grande obra que, mais tarde, iria beneficiar e proporcionar o maior surto desenvolvimentista do país. Com visão de estadista, o engenheiro "Sayão" apontava com a mão: "a direção é esta" - que se tornou um símbolo na construção da estrada.
Sob suas ordens, trabalhavam 11 construtoras e aproximadamente 1.200 homens, entre eles profissionais de todos os níveis culturais e sociais: topógrafos, engenheiros, médicos, motoristas, mecânicos e trabalhadores braçais, que eram popularmente conhecidos como "mateiros ou cassacos". Com facões, foices e machados nas mãos, aqueles heróis anônimos iniciaram, em Crixás(GO), a frente de serviço que deu início à construção de uma estrada, a qual foi chamada, na época, pelos detratores da obra e do progresso do Brasil, de "Caminho para Onça". Mesmo assim, Sayão não desistiu; com passos firmes comandava, no cerrado goiano, uma longa jornada rumo ao Norte. Em março de 1958, chegava à cidade de Imperatriz, no Estado do Maranhão. A área da pré-Amazônia, como a própria região amazônica, oferece uma infinidade de riachos. Portanto, os riachos, rios e igapós, estão intimamente ligados à história e surgimento de cidades da região. Tal como consta nas raízes históricas de Açailândia, os trabalhadores não demoraram muito para construir, às margens desse riacho, alguns barracos, cobertos com palha de açaizeiros. Estes barracos foram as primeiras construções do lugar e os mesmos serviram de apoio aos trabalhadores da estrada, por muito tempo.Rodovia Belém-Brasília (BR 010), no perímetro urbano de Açailândia.
Praça da Bíblia, às margens da Rodovia Belém Brasília.
Centro comercial e bancário de Açailândia-MA
Alguns acreditam que o riacho e os açaizais, que estavam ali presentes, serviram de inspiração para a criação do nome Açailândia, embora outros queiram acreditar que o nome deriva-se de Aço, já que a cidade é uma grande exportadora de Minério de Ferro, previamente utilizado para a produção de aço.Migração[editar | editar código-fonte]
A principal porta de entrada para esta região abriu-se a partir da construção da estrada Belém-Brasília, em 1958. A notícia correu por todo o Brasil e países vizinhos, informando que a terra era boa e os riachos seriam permanentes. Contava-se, também, da fartura de madeiras de lei e de uma mata exuberante. Atraídos por esta notícia, trabalhadores e aventureiros de várias partes do Brasil, e de outros países, vieram, com suas famílias, morar em Açailândia. Avenida Bernardo Sayão, centro de Açailândia.
Até onde se tem registro, os primeiros a chegar foram os trabalhadores da linha de frente da rodovia Belém-Brasília, que, na sua maioria, eram oriundos das cidades de Barra do Corda, Pedreiras, Caxias e Imperatriz, todas no Maranhão. Os seguintes foram os missionários da Igreja Presbiteriana (de nacionalidade norte-americana), que vieram acompanhados de alguns coreanos, baianos, cearenses, capixabas, goianos, mineiros, pernambucanos, paraibanos, piauienses, etc. Em seguida chegaram os italianos, sírios, japoneses, libaneses, portugueses e ucranianos. Este universo de imigrantes chegava diariamente na região, geralmente a pé, montado em lombo de burros e jumentos, ou em cima de caminhões paus de arara. Talvez por isto, este município tenha hoje uma população tão miscigenada.Etimologia[editar | editar código-fonte]
A grande quantidade de açaizeiros às margens do riacho, encontrada pelos índios Curia e Cocranum, deu origem ao nome do município. De acordo com o Dicionário da Língua Portuguesa, açaí significa: fruto do açaizeiro, palmeira da Amazônia cujo nome científico é Euterpe oleracea. Do seu fruto é feita uma bebida do mesmo nome, muito apreciada no Estado do Pará. Alguns historiadores falam também que Açaí ou Assahy, de acordo com o linguajar indígena, teria o significado de: haste comprida que produz grãos miúdos. O '-lândia', é um radical de origem germânica, cognato com a palavra 'land' em inglês e alemão, que designa um país ou região. Daí, o nome Açailândia.Economia[editar | editar código-fonte]
A análise dos últimos dados consolidados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que o município de Açailândia vem crescendo ano a ano, e no período 2006/2008, o município de Açailândia atingiu a taxa de 23% de crescimento. Juntamente com Balsas, Imperatriz, Caxias, Timon e a capital São Luís formam os maiores centros econômicos do Maranhão. Ferrovia Carajás, em Açailandia
Os dados mais recentes confirmam a tendência de crescimento registrada desde 2001. Açailândia saiu da classificação número 564ª entre 5.560 municípios, em 2001, e subiu para a 226ª posição em 2008 ? ou seja: em sete anos, saltou 338 lugares. Portanto, o município, economicamente, está entre os 330 maiores do Brasil e consolidou-se com uma das mais importantes economias do estado. Em valores, o PIB de Açailândia em 2011[8] é de R$ 1.664.720.000,00 tornando Açailândia como o 3º Maior PIB do Estado Maranhão.
A principal fonte de economia do município é a exportação de ferro gusa gerada por cinco indústrias siderúrgicas instaladas no distrito industrial do Pequiá, Uma Aciaria está em fase de conclusão, que se constituiu no maior polo cruzeiro do Norte e Nordeste do País. Possui ainda uma distribuidora da BR Petrobras e o 2º Maior entreposto da Vale no Maranhão. Por este motivo, o município tornou-se o terceiro maior arrecadador de ICMS entre os 217 municípios maranhenses.
O município tem cerca de 750 estabelecimentos comerciais em todos os níveis, o comércio, indústria, agricultura e pecuária, também se destacam na economia, tanto que o município possui um dos maiores rebanhos bovinos do estado do Maranhão, um frigorífico instalado na cidade e a expectativa de instalação de outro grande frigorífico, além de vários laticínios.
O município possui dezenas de Sindicatos de trabalhadores das mais diversas categorias profissionais, destacando entre estes, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Sindicato dos Metalúrgicos, Sindicato dos Comerciários, Sindicato dos Servidores Municipais, Sindicato dos Produtores Rurais etc.
Lojas de reconhecimento nacional com filial em Açailândia: Farmácias Extra Farma, Farmácias Pague Menos, Eletro Mateus, Armazém Paraíba, Lojas Ricardo Eletro, Liliani, Mateus Supermercados, Óticas Diniz, Lilian Modas, Cacau show, Chiquinho sorvetes, açaiteria, subway entre outros.
É servida por seis agências bancárias, das quais quatro são Bancos Públicos Federais: Banco da Amazônia, Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Caixa Econômica Federal; e outras dois são representantes de Bancos Privados: Banco Bradesco e Itaú.Geografia[editar | editar código-fonte]
O clima é quente e úmido em meados do ano e as chuvas ficam mais distribuídas nos meses de novembro a maio, sendo março o mês mais chuvoso na região com (357 mm), de junho a agosto o clima vai ficando mais seco com dias quentes e madrugadas relativamente frias com temperaturas de até 16 graus, sendo comum a ocorrência de neblina, de setembro a novembro o clima vai ficando mais quente e abafado voltando a ocorrer algumas pancadas de chuva a partir de outubro. O terreno arenoso facilita a criação de erosões com a água da chuva, como se nota na maiorias das regiões com o mesmo tipo de terreno.
Seu relevo é formado basicamente de planícies e em sua vegetação predominam florestas latifoliadas do tipo amazônico de terra firme e cerrados. Uma região de terreno arenoso e barrento, rica em barro amarelo, propício para produção de todos os tipos de verduras e cereais, como milho, arroz e feijão.
A hidrografia da região é formada por aproximadamente 30 riachos, sendo os mais importantes riacho Açailândia, Itinga, Cajuapara, Pequiá, e os rios Gurupi e Pindaré.
Apesar do elevado desmatamento pelas madeireiras, pecuaristas e carvoeiras, ainda é possível catalogar quase todos os tipos de animais, aves e insetos habitantes da pré-Amazônia.Subdivisão[editar | editar código-fonte]
Bairros[editar | editar código-fonte]
Barra Azul, Cj João Paulo II, Bom Jardim, Bom Jesus, Brasil Novo, Centro, Cikel, Cjr Morada do Sol, Cjr Vale do Prindaré, Cjr Vale do Rio Doce, Entroncamento, Fátima, Getat, Jacu, Jardim Allah, Jardim América, Jardim Brasil, Jardim Glória, Jardim Tropical, Jardim Imperatriz, Laranjeiras, Maranhão Novo, Matadouro, Monte Sinai, Nova Açailândia, Novo Jacu, Novo Pequiá, Parati, Parque Açaí, Parque das Nações, Parque Industrial, Parque Planalto, Polo Moveleiro, Vila Bom Jardim, Vila Ildemar, Vila Capeloza, Vila Ipiranga,Vila Maranhão, Vila Vila Progresso I, Vila Vila Progresso II, Vila São Francisco, Vila Sarney Filho,Vila Tancredo Neves, Plano da Serra, Pequiá, Residencial Parque da Lagoa, Residencial Tropical, Residencial Colina Park e Residencial Ouro Verde.Infraestrutura[editar | editar código-fonte]
Segurança Pública
A cidade possui Delegacia regional, sede da Defesa civil, Delegacia especial da mulher, Batalhão de Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Delegacia Regional do Trabalho e outros.Saúde[editar | editar código-fonte]
Estabelecimentos de saúde
Possui um total de 43 Estabelecimentos de Saúde, sendo que 37 são vinculados ao SUS. A cidade dispõe de um Hospital Municipal de Médio Porte, 4 Hospitais particulares com 91 leitos para internação particulares e 47 no setor público.Educação[editar | editar código-fonte]
Praça do patizal.
Instituições de Ensino
Na cidade há algumas instituições de ensino superior como a Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão - UEMASUL - Campus de Açailândia, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão-IFMA e a Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão-IEMA e polos na modalidade EaD (Ensino à Distância) da Universidade Paulista (UNIP) e Universidade de Santo Amaro (UNISA).Rede Bancária[editar | editar código-fonte]
Bradesco
Banco do Brasil
Caixa Econômica Federal
Banco do Nordeste
Banco Itaú
Banco Sicoob
Transporte[editar | editar código-fonte]
Um dos vários hotéis de Açailândia (MA).
A cidade sede do município é privilegiada por sua localização no entroncamento da BR-010 (Belém-Brasília) com a BR-222 (que liga Açailândia com as demais regiões do Nordeste). Dispondo de um terminal rodoviário pequeno mas bastante movimentado com ônibus interestaduais para todas as regiões país, todos os dias da semana em vários horários.
É ainda o entroncamento da Ferrovia de Carajás com a Ferrovia Norte-Sul, constituindo-se no maior entroncamento rodoferroviário do Norte e Nordeste do Brasil.
Em Açailândia, o tráfego de passageiros na Ferrovia de Carajás foi aberto somente dois meses e meio depois da inauguração da Ferrovia: em 17 de março de 1986, um trem percorreu 540 km partindo de Pequiá, passando por Açailândia, até São Luís, inaugurando o transporte de passageiros na linha. Logo em seguida, o transporte foi estendido até Parauapebas, que não é o ponto final da linha, este sim no km 892. Daí para a frente, é feito somente o transporte de minério. O trem percorre a linha três vezes por semana, indo num dia e voltando no seguinte.Cultura[editar | editar código-fonte]
Praças[editar | editar código-fonte]
Praça do Patizal - Localizada na Vila Ildemar, a praça possui uma plantação na cidade da palmeira "PATI".
Praça da Bíblia - Inaugurada em 22 de dezembro de 2000.
Praça do Pioneiro - Homenagem do povo de Açailândia ao senhor João Mariquinha, considerado um dos desbravadores e um dos primeiros moradores a chegar no então povoado de Açailândia. "[carece de fontes?].
Praça da Esperança - Comumente conhecida como "praça da UPA"
Cinema
A cidade possui um cinema com 3 salas 3D e 2D e som Digital, com assentos reclináveis ?confortáveis. Este cinema estabelece a nova referência para os complexos de cinemas de alta tecnologia no Brasil. Introduzindo um ambiente sofisticado de entretenimento e diversão, servindo uma variedade de produtos.Eventos e datas comemorativas[editar | editar código-fonte]
ExpoAçailândia - Feira Agropecuária Comercial e Industrial de Açailândia, realizada no mês de junho no Parque de Exposição José Egídio Quintal Filho. pelo Sindicato dos produtores Rurais de Açailândia. O evento, de caráter regional e nacional, visa mostrar as potencialidades para investimentos do município e buscar novas tecnologias e investimentos voltados para o desenvolvimento do Agronegócio da Região de Açailândia. É um dos maiores eventos da cidade atualmente[carece de fontes?].
Açaí-Folia - A Micareta é um dos maiores atrativos da cidade[carece de fontes?], realizada em virtude da festa de aniversário do município, sempre no mês de junho. É o maior carnaval fora de época da região e um dos maiores do estado[carece de fontes?], atraindo turistas de todas as regiões do estado e de outros estados, aumentando a renda do município no período.
4 de outubro - Padroeiro da cidade (São Francisco de Assis).
Comunicação[editar | editar código-fonte]
O município é servido pelas principais operadoras de telefonia GSM do País, dentre elas a TIM, OI, VIVO e CLARO. as principais redes de televisão com geração de programas locais como por exemplo Tv Mirante de Açailândia (foi extinto em 30 de setembro de 2016 e tornado sucursal da tv mirante imperatriz) afiliada da rede globo de televisão, Tv Liberdade, Tv Difusora, Tv Cidade, Tv Esperança e Tv Tropical. Além das Radio Marconi FM 101,9mhz, Radio Açaí FM Sorriso 104,7mhz, Radio Clube FM 98,1mhz e Radio Esperança FM 87,9mhz. Açailândia conta ainda com uma grande rede de comunicação através das midias sociais e hoje existe diversos blog's e sites de notícias locais e regionais levando informações e noticias em tempo real. Referências? a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 ? Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de agosto de 2018). «Estimativas da população residente nos municípios brasileiros com data referência em 1º de julho de 2018» (PDF). Consultado em 29 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 29 de agosto de 2018 ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 31 de julho de 2016 ? a b «Pib dos municípios brasileiros». IBGE. 2018. Consultado em 9 de março de 2019 ? «ACM-MA | do Maranhão está produzindo mais leite e tendência é de expansão». www.acm-ma.com.br. Consultado em 13 de janeiro de 2016 ? «Revista Veja: cidades do Maranhão são destaques de desenvolvimento no país - Tribuna do Maranhão». www.tribunadomaranhao.com.br. Consultado em 13 de janeiro de 2016 ? Economia Terra. «Confira a lista de maiores PIBs no Brasil. Qual o município brasileiro com maior PIB?»
Ligações externas[editar | editar código-fonte]A Wikipédia possui o Portal do Maranhão
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre AçailândiaPágina da prefeitura (em português)
vde Hierarquia urbana do Brasil
Demografia do Brasil
Municípios do Brasil
vdeMetrópolesMetrópoles globais
São Paulo
Metrópoles nacionais
Brasília
Rio de Janeiro
Metrópoles regionais
Belém
Belo Horizonte
Curitiba
Fortaleza
Goiânia
Manaus
Porto Alegre
Recife
Salvador
vdeCapitais regionaisCapitais regionais A
Aracaju
Campinas
Campo Grande
Cuiabá
Florianópolis
João Pessoa
Maceió
Natal
São Luís
Teresina
Vitória
Capitais regionais B
Blumenau
Campina Grande
Cascavel
Caxias do Sul
Chapecó
Feira de Santana
Ilhéus/Itabuna
Joinville
Juiz de Fora
Londrina
Maringá
Ribeirão Preto
São José do Rio Preto
Uberlândia
Montes Claros
Palmas
Passo Fundo
Porto Velho
Santa Maria
Vitória da Conquista
Capitais regionais C
Araçatuba
Araguaína
Arapiraca
Araraquara
Barreiras
Bauru
Boa Vista
Cachoeiro de Itapemirim
Campos dos Goytacazes
Caruaru
Criciúma
Divinópolis
Dourados
Governador Valadares
Ijuí
Imperatriz
Ipatinga/Coronel Fabriciano/Timóteo
Juazeiro do Norte/Crato/Barbalha
Macapá
Marabá
Marília
Mossoró
Novo Hamburgo/São Leopoldo
Pelotas/Rio Grande
Petrolina/Juazeiro
Piracicaba
Ponta Grossa
Pouso Alegre
Presidente Prudente
Rio Branco
Santarém
Santos
São José dos Campos
Sobral
Sorocaba
Teófilo Otoni
Uberaba
Varginha
Volta Redonda/Barra Mansa
vdeCentros sub-regionaisCentros sub-regionais A
Alfenas
Anápolis
Apucarana
Bacabal
Bagé
Barbacena
Barra do Garças
Barretos
Bento Gonçalves
Botucatu
Cabo Frio
Caçador
Cáceres
Caicó
Cajazeiras
Campo Mourão
Castanhal
Catanduva
Caxias
Colatina
Crateús
Erechim
Floriano
Foz do Iguaçu
Franca
Francisco Beltrão
Garanhuns
Guanambi
Guarabira
Guarapuava
Iguatu
Irecê
Itajaí
Itaperuna
Itumbiara
Jacobina
Jaú
Jequié
Ji-Paraná
Joaçaba
Lages
Lajeado
Lavras
Limeira
Macaé
Manhuaçu
Muriaé
Nova Friburgo
Ourinhos
Paranaguá
Paranavaí
Parnaíba
Passos
Pato Branco
Patos
Patos de Minas
Pau dos Ferros
Paulo Afonso
Picos
Pinheiro
Poços de Caldas
Ponte Nova
Quixadá
Redenção
Rio Claro
Rio do Sul
Rio Verde
Rondonópolis
Santa Cruz do Sul
Santa Inês
Santa Rosa
Santo Ângelo
Santo Antônio de Jesus
São Carlos
São João da Boa Vista
São Mateus
Serra Talhada
Sinop
Sousa
Teixeira de Freitas
Toledo
Tubarão
Ubá
Umuarama
Uruguaiana
Centros sub-regionais B
Abaetetuba
Assu
Afogados da Ingazeira
Alagoinhas
Altamira
Andradina
Angra dos Reis
Araranguá
Araras
Araripina
Arcoverde
Ariquemes
Assis
Avaré
Balneário Camboriú
Balsas
Bom Jesus da Lapa
Bragança
Bragança Paulista
Breves
Brumado
Brusque
Cacoal
Cametá
Campo Maior
Capanema
Caratinga
Carazinho
Cataguases
Chapadinha
Cianorte
Concórdia
Conselheiro Lafaiete
Cruz Alta
Cruz das Almas
Cruzeiro do Sul
Currais Novos
Eunápolis
Frederico Westphalen
Guaratinguetá
Gurupi
Itabaiana
Itaberaba
Itaituba
Itajubá
Itapetininga
Itapeva
Itapipoca
Itaporanga
Ituiutaba
Ivaiporã
Janaúba
Linhares
Mafra
Palmares
Paragominas
Parintins
Pedreiras
Presidente Dutra
Registro
Resende
Ribeira do Pombal
Santana do Ipanema
Santo Antônio da Platina
São João del-Rei
São Lourenço
São Miguel do Oeste
São Raimundo Nonato
Senhor do Bonfim
Tefé
Teresópolis
Tucuruí
União da Vitória
Valença
Viçosa
Videira
Vilhena
Vitória de Santo Antão
Xanxerê
vdeCentros de zonaCentros de zona A
Acaraú
Açailândia
Adamantina
Além Paraíba
Almeirim
Almenara
Alta Floresta
Amparo
Aquidauana
Aracati
Aracruz
Araçuaí
Arapongas
Araxá
Assis Chateubriand
Barra do Corda
Barreiros
Bebedouro
Belo Jardim
Birigui
Bom Jesus
Caçapava do Sul
Cachoeira do Sul
Caetité
Caldas Novas
Camacan
Camaquã
Campo Belo
Campos Novos
Canindé
Canoinhas
Capelinha
Carangola
Carpina
Catalão
Catolé do Rocha
Caxambu
Ceres
Cerro Largo
Codó
Colinas do Tocantins
Conceição do Araguaia
Conceição do Coité
Cornélio Procópio
Corumbá
Corrente
Cruzeiro
Curitibanos
Cururupu
Curvelo
Diamantina
Diamantino
Dianópolis
Dois Vizinhos
Dracena
Encantado
Esperantina
Estância
Estrela
Fernandópolis
Formiga
Frutal
Governador Nunes Freire
Goiana
Goiás
Guanhães
Guaporé
Guaraí
Guaxupé
Ibaiti
Ibirubá
Icó
Imbituba
Ipiaú
Iporá
Irati
Itabaiana
Itabira
Itacoatiara
Itamaraju
Itapetinga
Ituverava
Jacarezinho
Jales
Jandaia do Sul
Januária
Jaru
Jataí
João Câmara
João Monlevade
Juína
Jundiaí
Lagarto
Lagoa Vermelha
Laranjeiras do Sul
Limoeiro
Limoeiro do Norte
Lins
Loanda
Macau
Macaúbas
Mamanguape
Marau
Maravilha
Marechal Cândido Rondon
Medianeira
Mineiros
Mirassol d'Oeste
Mogi Guaçu
Monteiro
Montenegro
Morrinhos
Mundo Novo
Naviraí
Nossa Senhora da Glória
Nova Andradina
Nova Prata
Nova Venécia
Oeiras
Olímpia
Osório
Ouricuri
Palmas
Palmeira das Missões
Palmeira dos Índios
Pará de Minas
Paraíso do Tocantins
Parauapebas
Patrocínio
Penápolis
Penedo
Pesqueira
Pinhalzinho
Pirapora
Pires do Rio
Piripiri
Pombal
Ponta Porã
Porangatu
Porto Nacional
Porto Seguro
Primavera do Leste
Propriá
Quirinópolis
Rolim de Moura
Russas
Salgueiro
Salinas
Santa Fé do Sul
Santa Inês
Santa Maria da Vitória
Santo Antônio de Pádua
Santiago
São Bento do Sul
São Borja
São Félix do Araguaia
São Gabriel
São Jerônimo
São José do Rio Pardo
São Luís de Montes Belos
São Luiz Gonzaga
São Miguel dos Campos
Sarandi
Seabra
Serrinha
Soledade
Sorriso
Surubim
Tabatinga
Taquara
Tatuí
Telêmaco Borba
Tijucas
Timbaúba
Timbó
Tocantinópolis
Torres
Três Corações
Três de Maio
Três Lagoas
Três Passos
Três Rios
Tupã
Unaí
União dos Palmares
Uruaçu
Vacaria
Venâncio Aires
Votuporanga
Xique-Xique
Centros de zona B
Abaeté
Abelardo Luz
Abre Campo
Afonso Cláudio
Água Boa
Água Branca
Águas Formosas
Aimorés
Alegrete
Alexandria
Alto Araguaia
Alto Longá
Alto Parnaíba
Amambai
Amarante
Amargosa
Andirá
Andradas
Anicuns
Anísio de Abreu
Aparecida
Apiaí
Apodi
Araguaçu
Araguari
Araguatins
Araioses
Araputanga
Arara
Araruama
Araruna
Arcos
Arinos
Arroio do Meio
Arvorezinha
Auriflama
Avelino Lopes
Baependi
Bambuí
Bariri
Barra
Barra Bonita
Barra de São Francisco
Barra do Bugres
Barras
Barracão
Bataguassu
Batalha
Bela Vista
Belém do São Francisco
Bicas
Boa Esperança
Boa Vista do Buricá
Bom Jardim de Minas
Bom Jesus do Itabapoana
Boquira
Braço do Norte
Brasileia
Brejo Santo
Buritis
Caculé
Camapuã
Cambuí
Camocim
Campina da Lagoa
Campo Novo do Parecis
Campos Altos
Campos Belos
Canguaretama
Canindé de São Francisco
Canto do Buriti
Capanema
Capão da Canoa
Capim Grosso
Capinzal
Capitão Poço
Capivari
Caracol
Carauari
Carmo do Paranaíba
Carutapera
Casca
Cassilândia
Castelo
Castelo do Piauí
Cerejeiras
Chapadão do Sul
Chopinzinho
Cícero Dantas
Coelho Neto
Colíder
Colinas
Coluna
Comodoro
Confresa
Congonhas
Constantina
Coronel Vivida
Coxim
Cristal do Sul
Crixás
Cruz
Cruzília
Curimatá
Delmiro Gouveia
Desterro
Dores do Indaiá
Entre Rios de Minas
Esperantinópolis
Espírito Santo do Pinhal
Espumoso
Euclides da Cunha
Eirunepé
Extrema
Fátima
Faxinal
Floresta
Fortaleza dos Nogueiras
Fronteiras
Gandu
Garça
Garibaldi
General Salgado
Getúlio Vargas
Gilbués
Goianésia
Goiatuba
Goioerê
Grajaú
Guaíra
Guajará-Mirim
Guaraciaba do Norte
Guararapes
Horizontina
Ibicaraí
Ibirama
Ibotirama
Ilha Solteira
Indaial
Inhumas
Ipanema
Ipu
Iracema
Itaberaí
Itacarambi
Itamonte
Itaocara
Itapaci
Itapajé
Itapiranga
Itápolis
Itapuranga
Itaqui
Itararé
Itaúna
Ituporanga
Iturama
Jaciara
Jacutinga
Jaguaquara
Jaguariaíva
Jaguaribe
Jaicós
Jardim
Joaíma
João Pinheiro
Juara
Jussara
Lábrea
Lago da Pedra
Lagoa da Prata
Lambari
Leme
Leopoldina
Livramento de Nossa Senhora
Lorena
Lucas do Rio Verde
Lucélia
Luzilândia
Machado
Malacacheta
Manga
Mantena
Maracaçumé
Matão
Matinhos
Miranda
Miracema do Tocantins
Mirinzal
Mococa
Monte Alegre
Monte Alto
Monte Aprazível
Monte Carmelo
Mostardas
Muçum
Nanuque
Natividade
Nazaré
Neópolis
Niquelândia
Nonoai
Nossa Senhora das Dores
Nova Londrina
Nova Mutum
Nova Petrópolis
Oliveira
Orlândia
Osvaldo Cruz
Olho d'Água das Flores
Ouro Fino
Ouro Preto do Oeste
Palmeira
Palmeira d'Oeste
Palmeirópolis
Pão de Açúcar
Paracatu
Paraguaçu Paulista
Paraisópolis
Paramirim
Paranacity
Paranaíba
Parelhas
Passa-e-Fica
Patu
Paulistana
Peçanha
Pedra Azul
Pedro II
Pedro Afonso
Peixoto de Azevedo
Piancó
Pinheiro Machado
Pio XII
Piraju
Piracuruca
Pitanga
Pitangui
Piumhi
Poções
Ponte Serrada
Pontes e Lacerda
Porteirinha
Porto Calvo
Porto União
Posse
Presidente Epitácio
Presidente Getúlio
Presidente Juscelino
Presidente Venceslau
Princesa Isabel
Prudentópolis
Quatis
Quedas do Iguaçu
Rancharia
Resplendor
Riachão do Jacuípe
Rio Bonito
Rio Negro
Rio Pomba
Rio Real
Rodeio Bonito
Roncador
Rubiataba
Salto do Jacuí
Salvador do Sul
Sananduva
Sanclerlândia
Santa Bárbara
Santa Cruz
Santa Cruz da Baixa Verde
Santa Cruz do Rio Pardo
Santa Filomena
Santa Helena
Santa Luzia
Santa Luzia do Paruá
Santa Maria do Suaçuí
Santa Vitória do Palmar
Santana
Santana do Livramento
Santo Antônio
Santo Antônio da Patrulha
Santo Augusto
Santos Dumont
São Bento (Maranhão)
São Bento (Paraíba)
São Benedito
São Domingos
São Francisco
São Gabriel da Palha
São Gotardo
São João Batista
São João do Ivaí
São João do Piauí
São João dos Patos
São João Nepomuceno
São Joaquim da Barra
São José do Cedro
São José do Egito
São João do Rio do Peixe
São João Evangelista
São José do Cedro
São Lourenço do Oeste
São Mateus do Sul
São Miguel
São Miguel do Araguaia
São Miguel do Tapuio
São Paulo do Potengi
São Sebastião
São Sebastião do Caí
São Valentim
São Vicente Férrer
Sapé
Seara
Sena Madureira
Senador Pompeu
Serafina Corrêa
Serra Dourada
Serro
Simões
Simplício Mendes
Sinimbu
Siqueira Campos
Sobradinho
Sombrio
Sumé
Tabira
Taguatinga
Taió
Taiobeiras
Tangará
Tapejara
Tapes
Taquaritinga
Tarauacá
Tauá
Tenente Portela
Terra Nova do Norte
Teutônia
Tietê
Tramandaí
Três Pontas
Tucumã
Tucunduva
Turmalina
Tutóia
Uiraúna
Umarizal
União
Uruçuí
Valença
Valença do Piauí
Valente
Várzea da Palma
Vazante
Venda Nova do Imigrante
Veranópolis
Viana
Vigia
Vila Rica
Virginópolis
Visconde do Rio Branco
Vitorino Freire
Xaxim
Xinguara
Wenceslau Braz
Zé Doca
Referências: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Regiões de Influência das Cidades 2007 (10 de outubro de 2008), [1] Configuração da Rede Urbana do Brasil (junho de 2001)
vde Maranhão Portal ? Geografia, Política, Cultura, EsportesCapitalSão LuísDivisão regional vigente (desde 2017)Regiões geográficas intermediárias e imediatasDivisão regional extinta (vigente até 2017)Mesorregiões e microrregiõesRegiões Metropolitanas e RIDEsSão Luís ? Sudoeste Maranhense ? Grande TeresinaMais de 200.000 habitantesSão Luís ? ImperatrizMais de 100.000 habitantesTimon ? Caxias ? São José de Ribamar ? Codó ? Açailândia ? Paço do Lumiar ? BacabalMais de 50.000 habitantesSanta Inês ? Balsas ? Barra do Corda ? Pinheiro ? Santa Luzia ? Chapadinha ? Buriticupu ? Coroatá ? Itapecuru-Mirim ? Grajaú ? Barreirinhas ? Tutoia ? Zé Doca ? VianaNordeste, Brasil
Portal do Brasil