desenvolvimento ecommerce em Mirassolândia

Encontre desenvolvimento ecommerce em Mirassolândia na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Desenvolvimento

Acto ou efeito de desenvolver.
Crescimento.
Ampliação.
Minuciosidade.


Mirassolândia


Município de Mirassolândia
"Mira"BandeiraBrasãoHino
Gentílicomirassolandense
Prefeito(a)João Carlos Fernandes (DEM)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Mirassolândia em São PauloMirassolândia Localização de Mirassolândia no Brasil
20° 37' 01" S 49° 27' 50" O20° 37' 01" S 49° 27' 50" O
Unidade federativaSão Paulo
MesorregiãoSão José do Rio Preto IBGE/2008 [1]
MicrorregiãoSão José do Rio Preto IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofesPalestina, Nova Granada, Ipiguá, Mirassol, Bálsamo, Tanabi
Distância até a capital480 km[2]
Características geográficas
Área166,2 km² [3]
População4 295 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade25,84 hab./km²
Altitude524 m
ClimaNão disponível
Fuso horárioUTC?3
Indicadores
IDH-M0,764 alto PNUD/2000 [4]
PIBR$ 34 264 mil IBGE/2009[5]
PIB per capitaR$ 7 794,43 IBGE/2009[5]Mirassolândia é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 20º37'00" sul e a uma longitude 49º27'50" oeste, estando a uma altitude de 524 metros. Tem uma população de 4.295 habitantes (IBGE/2010) e área de 166,2 km².[3]Índice1 Demografia
2 Comunicações
3 Referências
4 Localização ExternaDemografia[editar | editar código-fonte]
Dados do Censo - 2010[3]
População Total: 4.295Urbana: 3.492
Rural: 803
Homens: 2.193[6]
Mulheres: 2.102
Densidade demográfica (hab./km²): 25,85
Taxa de Alfabetização: 91,1%[7]
Dados do Censo - 2000
Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 11,83
Expectativa de vida (anos): 73,53
Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,06
Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,764IDH-M Renda: 0,655
IDH-M Longevidade: 0,809
IDH-M Educação: 0,827
(Fonte: IPEADATA)Comunicações[editar | editar código-fonte]
A cidade foi atendida pela Companhia de Telecomunicações do Estado de São Paulo (COTESP) até 1973, quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[8], que construiu em 1985 a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica, sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo para suas operações de telefonia fixa[9][10][11].Referências? a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? «Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista». Consultado em 26 de janeiro de 2011 ? a b c d «Censo Populacional 2010 - IBGE» (pdf). IBGE.gov.br. Consultado em 16 de agosto de 2011 ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2005-2009» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 27 dez. 2011. Arquivado do original (PDF) em 3 de março de 2016 ? «SIDRA IBGE, Tabela 608, População residente, por situação do domicílio e sexo». IBGE. Consultado em 19 de agosto de 2011 ? «Taxa de Alfabetização 2010» (zip). Censo 2010 IBGE: Indicadores Sociais Municipais. IBGE.gov.br. Consultado em 23 de janeiro de 2012 ? «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) ? «Convênio de incorporação da COTESP pela TELESP em 25 de outubro de 1973». Portal da Câmara dos Deputados ? «Nossa História». Telefônica / VIVO ? GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 
Localização Externa[editar | editar código-fonte]
Página da prefeitura