desenvolvimento de site em Almadina

Encontre desenvolvimento de site em Almadina na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Desenvolvimento

Acto ou efeito de desenvolver.
Crescimento.
Ampliação.
Minuciosidade.


Almadina


Município de AlmadinaBandeira indisponívelBrasão indisponívelHino
Aniversário15 de março
Fundação1 de setembro de 1934 (84 anos)
Gentílicoalmadinense
Padroeiro(a)Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
CEP45640-000
Prefeito(a)Milton Cerqueira (PTN)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Almadina na BahiaAlmadina Localização de Almadina no Brasil
14° 42' 18" S 39° 38' 13" O14° 42' 18" S 39° 38' 13" O
Unidade federativaBahia
MesorregiãoSul Baiano IBGE/2008 [1]
MicrorregiãoIlhéus-Itabuna IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofesCoaraci, Floresta Azul, Ibicarai, Ibicui, Itapitanga.
Distância até a capital450 km
Características geográficas
Área246,894 km² [2]
População5 566 hab. estatísticas IBGE/2018[3]
Densidade22,54 hab./km²
Altitude870 m
ClimaTropical Quente Úmido (Frio, no meio do ano) TQ
Fuso horárioUTC?3
Indicadores
IDH-M0,563 baixo PNUD/2010[4]
PIBR$ 23 177,725 mil IBGE/2008[5]
PIB per capitaR$ 3 437,81 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeiturawww.almadina.ba.gov.brAlmadina é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2018 era de 5.566 habitantes.
Almadina é uma cidade hospitaleira, onde nos meses de junho e julho acontecem as festividades juninas, São Pedro e São João. Almadina é uma cidade muito fria que chega a menos de 10 °C no mês de junho e julho. A cidade é cercada por lindas serras típicas da Mata Atlântica; a economia almadinense antes cacaueira, hoje é baseada na produção de pequenos agricultores e um comércio mediano, contando também com as movimentações financeiras através dos aposentados e funcionários do município. Fica perto das cidades de Coaraci, Itajuípe, Itabuna e Ilhéus, onde a estrada é asfaltada e 80% em ótimo estado. Fica próxima também às cidades de Floresta Azul, Ibicaraí e Ibicuí, onde a estrada é de chão e trechos da ligação encontram-se em péssimo estado.
O rio Almada nasce em Almadina e passa pelas cidades vizinhas, chegando a desaguar em Ilhéus; hoje o rio passa por um profundo estado de poluição, sendo submetido a despejo de lixo e esgoto, como também ao desmatamento nas suas matas ciliares e proximidades. A cidade de Almadina, antes chamada de Pouso Alegre, chegou no auge do cacau a ter 16.000 habitantes, hoje com o êxodo da população para metrópoles, a população não chega a 7.000 habitantes. O município tem escolas municipais e estaduais bem conservadas e com um bom ensino, apesar de a nota geral da cidade no ENEM ter sido muito baixa. Possui uma boa população moradora universitária, com alunos nas principais faculdades da região, como UESC, UFSBA, UNIME e FTC. A população de Almadina também é relativamente muito pobre, dependendo até da importação de frutas, verduras, mercadorias, entre outros produtos. Os almadinenses recorrem a cidades vizinhas para muitas coisas.
O lazer dos habitantes fica por conta dos bares, lanchonetes, boate. A menos de 100 quilômetros encontra-se também as praias de Ilhéus, onde muitos optam por esta possibilidade. O incentivo e a oferta ao esporte é relativamente baixo, possuindo 4 quadras poliesportivas e um estádio municipal em condições ruins.
Atualmente a cidade conta com dois provedores locais de internet, a rádio e a cabo, com velocidades que variam entre 2 Mbps e 8 Mbps, além da Velox, da Operadora Oi.
Também conta com sinal de celular GSM e 3G da Operadora Claro.
A viação Rota liga Almadina a Coaraci, Itajuípe, Itabuna, Ilhéus, Floresta Azul e Ibicaraí.Referências? a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 ? Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (30 de agosto de 2018). «Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 30 de Agosto de 2018» (PDF). Consultado em 27 de abril de 2018 ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 25 de agosto de 2013 ? a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010
Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.