desenvolvimento de sistemas web em Parauapebas

Encontre desenvolvimento de sistemas web em Parauapebas na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Desenvolvimento

Acto ou efeito de desenvolver.
Crescimento.
Ampliação.
Minuciosidade.


Parauapebas

Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.?Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Parauapebas
"Pebas"
Entrada de Parauapebas, a partir da margem da PA-275.BandeiraBrasão indisponívelHino
Fundação1976 (43 anos)
Emancipação10 de maio de 1988 (31 anos)
Gentílicoparauapebense
Prefeito(a)Darci Lermen (MDB)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Parauapebas no ParáParauapebas Localização de Parauapebas no Brasil
06° 04' 04" S 49° 54' 07" O06° 04' 04" S 49° 54' 07" O
Unidade federativaPará
MesorregiãoSudeste Paraense IBGE/2008[1]
MicrorregiãoParauapebas IBGE/2008[1]
Municípios limítrofesMarabá ao norte; Curionópolis a leste; Canaã dos Carajás e Água Azul do Norte ao sul; e São Félix do Xingu ao oeste.
Distância até a capital700 km
Características geográficas
Área6 886,208 km² [2]
População202 882 hab. estimativa IBGE/2018[3]
Densidade29,46 hab./km²
Altitude150 m
ClimaTropical semiúmido Aw
Fuso horárioUTC?3
Indicadores
IDH-M0,715 (PA: 3º) ? alto PNUD/2010[4]
PIBR$ 11 208 942 mil (PA: 2º) ? IBGE/2015[5]
PIB per capitaR$ 59 018,97 IBGE/2015[5]
Página oficial
Prefeiturawww.parauapebas.pa.gov.br
Câmarawww.parauapebas.pa.leg.brParauapebas é um município brasileiro do estado do Pará, pertencente à mesorregião do Sudeste Paraense e sede da microrregião de Parauapebas. Localiza-se no norte brasileiro, a uma latitude 06º04'03" sul e a uma longitude 49º54'08" oeste (6° 04? 03? S, 49° 54? 08? O), distante 719 km de distância da capital Belém.[6][7]
O município é conhecido por estar assentado na maior província mineral do planeta, a Serra dos Carajás. Em 2014, o produto interno bruto per capita do município foi de 59 018,97 reais, um dos maiores do Pará. Em 2015, o produto interno bruto chegou a 11,2 bilhões de reais,[5] ficando apenas atrás do PIB da capital. Quatro anos antes o PIB chegou a ser o maior de todo o estado do Pará.
Tem também como característica, a grande miscigenação, com forte presença de maranhenses, mineiros e goianos.Índice1 Topônimo
2 História
3 Geografia3.1 Urbanização
4 Política
5 Economia
6 Turismo e lazer
7 Infraestrutura7.1 Transporte Urbano
7.2 Transporte Ferroviário
7.3 Transporte Rodoviário
7.4 Transporte Aeroviário
8 Educação
9 Referências
10 Ligações externasTopônimo[editar | editar código-fonte]
O nome do município é uma referência ao Rio Parauapebas[8]. "Parauapebas" é um termo de origem tupi que significa "afluente raso do rio grande", através da junção de pará (rio grande), 'y (rio) e peb (achatado)[9], ou "papagaio baixo", através da junção de parauá (papagaio)[10] e peb (achatado)[9].História[editar | editar código-fonte]
Aeroporto de Carajás.
Com a descoberta de uma das maiores reservas minerais do mundo na Serra dos Carajás nos anos 1960 e o direito concedido à empresa Vale S.A. (antigamente Companhia Vale do Rio Doce) de explorar minério de ferro, ouro e manganês no local, esta empresa construiu uma rodovia asfaltada entre a cidade de Marabá e as instalações da empresa com cerca de 200 km.
Essa estrada, inicialmente conhecida como Estrada PA Carajás, foi posteriormente transferida ao estado do Pará, passando a ser denominada de PA-275. Ela foi concluída em 1976, alcançando a altura do rio Parauapebas. Vários colonos utilizaram esta via para iniciar pequenas lavouras às margens da estrada em terras de onde atualmente está instalado o município de Parauapebas, formando os primeiros passos da colonização.[11]
No âmbito do Projeto Grande Carajás, a Vale construiu um núcleo urbano ao lado do povoado para abrigar seus funcionários. Nesses, incluem-se os que viriam trabalhar nas obras da Estrada de Ferro Carajás, iniciadas em 1981 e que ligaria a província mineral ao Porto da Ponta da Madeira, em São Luís, no Maranhão. O vilarejo que abrigava os trabalhadores da construção era composto de vários cortiços às margens do rio Verde. Este acabou por pegar o nome do acidente geográfico para si, tornando-se o mais antigo bairro da cidade.[11]
A empresa iniciou ainda a construção de uma infraestrutura básica, com escola, delegacia, hospital, prédio da administração e rede elétrica para a Vila Permanente de Carajás, no alto da Serra dos Carajás. Na época, a distrito de Parauapebas já acumulava mais de 20 000 habitantes.[11]
Em 1985, o presidente brasileiro José Sarney inaugurou a Estrada de Ferro Carajás, também construída pela Vale S.A..
Em 2011 o município foi um dos pivôs da demissão do presidente da Vale, Roger Agnelli.[12] Agnelli enviou à presidente Dilma Roussef uma carta onde expressava sua preocupação de que a disputa dos royalties no país estava envolvida num contexto político e que haveria desvio de verbas na prefeitura de Parauapebas.[12] Entre 2005 e 2010 Vale havia pago 700 milhões ao município, comandado pelo prefeito do PT Darci José Lermen, e continuava com péssimos indicadores.[12] Um contrato entre a prefeitura e o advogado Jader Alberto Pazinato dava ao advogado 20% dos royalties pagos pela Vale.[12]
Em 2012 a eleição do sucessor de Lermen foi perdida depois que a polícia descobriu 1,1 milhões de reais no jato de um empresário local, apesar da imprensa local inicialmente vincular este dinheiro ao Partido dos Trabalhadores, isto foi posteriormente desmentido e em 2014 não era conhecido o dono deste dinheiro.[13]
Em 2015, no veraneio, Parauapebas passou pela maior estiagem registrada na história.[14] A grande seca pôde ser registrada no mês de Novembro, o que preocupou a comunidade.Geografia[editar | editar código-fonte]
Localiza-se a uma latitude 06º04'03" Sul e a uma longitude 49º54'08" Oeste, estando a uma altitude de 18 metros.
Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 202 882[3] habitantes, sendo o sexto município mais populoso do estado, distribuídos em uma área de 7077,269 km², dos quais a empresa Vale e os índios Xicrins do Cateté, juntos, e o Governo Federal, através de projetos de preservação ambiental (Área de Proteção Ambiental - APA, Reserva Biológica e Flonata ? Rebio, Floresta Nacional do Tapirapé) detêm a concessão de 80 por cento.
Paruapebas faz limite fronteiriço com os seguintes municípios: Marabá ao norte; Curionópolis a leste; Canaã dos Carajás e Água Azul do Norte ao sul; e São Félix do Xingu a oeste.Urbanização[editar | editar código-fonte]
Ver artigo principal: Lista de bairros de Parauapebas
O núcleo urbano de Parauapebas, onde foi implantada a sede do município, está situado no curso médio e à margem direita do rio Parauapebas, estando encravado no sopé da Serra dos Carajás. A distância até Belém é de cerca de 660 quilômetros.
O bairro mais antigo de Parauapebas é o Rio Verde. Atualmente, não é possível saber quantos bairros há em Parauapebas: a cidade vive um verdadeiro colapso urbano; há muitas invasões, além de inúmeros loteamentos. A cidade de Parauapebas tem como característica a divisão territorial em núcleos devido aos grandes acidentes geográficos presentes em seu território.Política[editar | editar código-fonte]
Prefeito: Darci José Lermen, MDB
Vice-Prefeito: Sérgio Balduíno, do PSB.
Presidente da Câmara dos Vereadores: Luiz Alberto Moreira Castilho, do PROS
Economia[editar | editar código-fonte]
Mina de Carajás, vista por satélite em julho de 2009
Atividade mineradora
A atividade mineradora é desenvolvida principalmente na Mina de Ferro de Carajás, da Vale. A extração do minério de ferro representa a principal fonte de recursos do município: emprega cerca de 8 000 pessoas diretamente e cerca de 20 000 indiretamente. Além do minério de ferro, destaca-se a extração dos minérios de manganês e de ouro. A Vale exportou 3,8 bilhões de dólares estadunidenses em minérios em 2008, levando o município a atingir a oitava colocação entre os maiores municípios exportadores do país.[15]Atividade pecuária
Realizada em geral de maneira extensiva em diversas propriedades rurais de médio porte. Dados de 2005 apontam um rebanho de quase 300 000 cabeças de gado.Atividade agrícola
A atividade agrícola no município de Parauapebas é pouco expressiva e é, quase em sua totalidade, desenvolvida em pequenas propriedades familiares. Os produtos agrícolas com maior participação no produto interno bruto do município são abacaxi, tomate e mandioca, com rendimento de cerca de 20 000 000 de reais por ano cada (2005).[16]Comércio
A cidade possui dois centros comerciais expressivos. Um deles se localiza no bairro Rio Verde, nas proximidades da rua Curió (também conhecida como rua do Comércio) e o outro se localiza distribuído por todo o bairro Cidade Nova. Hoje, a cidade conta com um shopping center: o Partage Shopping Parauapebas.Exportação
De janeiro a dezembro de 2013, o município de Parauapebas-PA foi o que mais exportou, com US$ 10,079 bilhões de embarques ao exterior..[17]Outras
Desenvolvem-se, também, na cidade, as indústrias extrativista vegetal, pesqueira, movelaria e de beneficiamento de produtos agrícolas. Além dessas, a cidade possui um mercado municipal e uma feira agrícola permanente.Recursos minerais
Uma das maiores províncias minerais do mundo, com jazidas de minério de ferro, sob a forma de hematita, alcançando 68 por cento de ferro, assim como de minério de manganês, de cobre e de ouro.Turismo e lazer[editar | editar código-fonte]
Parque Zoobotânico de Carajás
Parque Zoobotânico de Carajás[18][19][20]
Grandes Serras[21][22]
Tribo indígena Xicrin (Kayapó)[23][24]
Complexo Industrial de Mineração[18]
Mirante da mina de ferro[18]
Vegetação de Canga, única no planeta[18]
Cavernas: A região da Serra dos Carajás apresenta a maior concentração de cavernas no Brasil, com aproximadamente 20% de todas as cavernas oficialmente cadastradas no país.[25]
Cavernas Ferríferas[18]
Trilhas na floresta[18]
Trilha Lagoa da Mata[26]
Observação de Aves[18]
Cachoeira Águas Claras[27][25][28]
Lagoas Pluviais[18]
Canoagem nos rios do interior da flona[18]
Camping[18]
Serra Sul[18]
Infraestrutura[editar | editar código-fonte]
Panorâmica da periferia de Parauapebas, a partir da Serra dos Carajás.
A cidade é ligada pelas rodovias PA-160 e pela PA-275 além de uma rodovia municipal Faruk Salmen que vai do centro até a Palmares. A cidade possui uma estação ferroviária, estação rodoviária e um aeroporto.Transporte Urbano[editar | editar código-fonte]
A cidade conta com linhas de micro-ônibus que fazem o transporte público municipal administrado pela central das cooperativas de Parauapebas que atende pelas linhas A-001, A-002, A-005, C-001, C-002, T-001, T-002, IB001, IB002, IB003, IB010 e uma linha EspecialTransporte Ferroviário[editar | editar código-fonte]
A Estrada de Ferro Carajás (EFC) é uma ferrovia brasileira operada pela Vale S.A.. Possui 5 estações, 10 paradas e percorre ao todo 892 km ligando os municípios de São Luís, Santa Inês, Açailândia, Marabá e Parauapebas. É a maior ferrovia de transporte de passageiros em operação no Brasil, sendo no entanto especializada no transporte de minérios, que correm das minas da Serra dos Carajás em Parauapebas, Canaã dos Carajás e Marabá, até os portos da Baía de São Marcos em São Luis-MA. Os maiores trens do mundo trafegam na Estrada de Ferro Carajás. A maioria das composições chega a ter 330 vagões, puxados por três locomotivas. Como combustível, os trens usam o B20 ? mistura de 20% de biodiesel vegetal com 80% de diesel -, diminuindo consideravelmente a emissão de CO2.
Parauapebas conta com um terminal ferroviário oferecendo passagens direta para São Luis capital do Maranhão sendo de grande importância para maranhenses e paraenses por se tratar de um transporte seguro e mais barato que a opção rodoviária. As partidas de Parauapebas com destino a Capital maranhense são às terças, sextas e domingos às 6h da manhã e de São Luis no Maranhão com destino a Parauapebas é segundas, quintas e sábados às 8h da manhã. Os trens oferecem facilidades como lanchonete, restaurantes e ar condicionado. O transporte de passageiros é gerenciado pela mineradora Vale S/A.Transporte Rodoviário[editar | editar código-fonte]
Parauapebas é ligado pelas rodovias estaduais PA-160 e PA-275. A rodovia PA-160 é a principal ligação com a cidade de Canaã dos Carajás localizado a 65km. Já a rodovia PA-275 é a principal rodovia utilizada pelos parauapebenses pois esta rodovia é que vai dar acesso a BR-155 ligando Parauapebas ao restante das cidades paraenses. Parauapebas conta com um terminal rodoviário de médio porte onde tem diversas empresas que oferecem serviço diário para a capital paraense.Transporte Aeroviário[editar | editar código-fonte]
Parauapebas possui o Aeroporto de Parauapebas, conhecido simplesmente por Aeroporto de Carajás com prefixo (CKS/SBCJ) foi inaugurado em 23 de setembro de 1982. O Aeroporto de Carajás foi construído pela então mineradora Companhia Vale do Rio Doce (Vale S/A) para atender à demanda das atividades da maior jazida de ferro do mundo, em exploração. Principal porta de entrada de investidores do mercado financeiro mundial em visitas ao complexo de Carajás, o aeroporto recebe um número cada vez maior de passageiros que pode duplicar com os novos investimentos da mineradora na região. Atualmente o aeroporto é administrado pela Infraero é tem capacidade para atender até 300 Mil passageiros por ano. Atualmente o aeroporto conta com duas companhias aéreas Gol e Azul que realizam pouso/decolagem diariamente com destinos a Belém, Marabá, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. no aeroporto consta também as empresas de locação de veículos Localiza, Dacar e Movida.Características do Aeroporto de CarajásSIGLAS IATA /ICAOCKS /SBCJ
SÍTIO AEROPORTUÁRIO2.872MILHÕES DE METROS²
PÁTIO DE AERONAVES16.000METROS²
ESTACIONAMENTO DE AERONAVES6 ESTADIA /POSIÇÃO REMOTA
DIMENSÕES DA PISTA2.000m x 45m
TERMINAL DE PASSAGEIROS833,45METROS²
PASSAGEIROS CAPACIDADE/ANO0,3MILHÃO
ESTACIONAMENTO DE VEÍCULOS75 VAGASEducação[editar | editar código-fonte]
Além de ensino básico e profissionalizante, Parauapebas conta com seis Instituições de Ensino Superior sendo três universidades públicas (UFPA, UFRA, IFPA) e três Faculdades privadas ( METROPOLITANA, FADESA, FAMAP). [29].Referências? a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 25 de abril de 2016 ? a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 12 de setembro de 2018 ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? a b c «PIB dos Municípios - base de dados 2010-2015». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 22 de dezembro de 2017 ? «Estado Pará, Município de Parauapebas». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2016. Consultado em 14 de agosto de 2018 ? «Parauapebas, Pará - PA.». Geografos. 2015. Consultado em 14 de agosto de 2018 ? Prefeitura de Parauapebas. História. Disponível em http://www.parauapebas.pa.gov.br/paraupebas/historia Arquivado em 4 de março de 2013, no Wayback Machine.. Acesso em 9 de fevereiro de 2013.? a b NAVARRO, E. A. Método moderno de tupi antigo: a língua do Brasil dos primeiros séculos. 3ª edição. São Paulo. Global. 2005. 463 p.? Supermanual do escoteiro mirim. São Paulo. Abril. 1979. p. 357.? a b c Almeida Filho, João Jaime de Carvalho. (org.). (2006). Diagnóstico Integrado da Socioeconomia do Sudeste do Pará. Parauapebas: Diagonal Urbana. ? a b c d Corrêa, Hudson; Souza, Leonardo (7 de maio de 2011). «De: Roger para: Dilma». Revista Época. Consultado em 21 de março de 2016 ? Amaral, Marina (7 de março de 2014). «In The Amazon, A New Mining Frontier For Iron Ore». Huffington Post. Consultado em 21 de março de 2016 ? A grande seca do rio Parauapebas? «Dez municípios são responsáveis por um quarto das exportações brasileiras». Consultado em 17 de janeiro de 2009 ? Estatísticas da Prefeitura. «Dados Estatísticos». www.parauapebas.pa.gov.br. Consultado em 24 de janeiro de 2008. Arquivado do original em 18 de janeiro de 2008 ? «Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior». www.mdic.gov.br ? a b c d e f g h i j k «Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - Floresta Nacional de Carajás». www.icmbio.gov.br. Consultado em 3 de junho de 2018 ? «Parque Zoobotânico de Carajás». www.vale.com. Consultado em 3 de junho de 2018 ? «Parque Zoobotânico de Carajás é atração para ecoturistas no Pará». Pará. 20 de julho de 2013 ? «Cultura». www.parauapebas.pa.gov.br. Consultado em 3 de junho de 2018 ? «Centro Cultural de Parauapebas é inaugurado | Portal Pebinha de Açúcar - 11 anos |». Portal Pebinha de Açúcar - 11 anos |. 11 de dezembro de 2017 ? «Nossa História». Comunidade Indigena Xikrin do Katete. 26 de outubro de 2010 ? «Kayapó Xikrin - Povos Indígenas no Brasil». pib.socioambiental.org. Consultado em 3 de junho de 2018 ? a b «Paisagem natural encanta visitantes da Floresta Nacional de Carajás». É do Pará. 31 de outubro de 2015 ? DAFNE, FONSECA. «CONFIRA OS MELHORES PASSEIOS EM PARAUAPEBAS!». Consultado em 3 de junho de 2018 [ligação inativa]? FONSECA, DAFNE (12 de Novembro de 2017). «CONFIRA OS MELHORES PASSEIOS EM PARAUAPEBAS!». DAFNE FONSECA, https://www.formulae.com.br/. Consultado em 03 de Junho de 2018 Verifique data em: |acessodata= (ajuda)[ligação inativa]? «Águas Claras: um paraíso na Floresta Nacional de Carajás ? Conecta Carajás» ? Comunicação, ASCOM - Assessoria de (11 de março de 2016). «Prefeitura de Parauapebas assina convênio para implantação do Campus da UEPA no município». Consultado em 11 de março de 2016
Ligações externas[editar | editar código-fonte]
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre ParauapebasParauapebas no Wikimapia
Parauapebasvde Hierarquia urbana do Brasil
Demografia do Brasil
Municípios do Brasil
vdeMetrópolesMetrópoles globais
São Paulo
Metrópoles nacionais
Brasília
Rio de Janeiro
Metrópoles regionais
Belém
Belo Horizonte
Curitiba
Fortaleza
Goiânia
Manaus
Porto Alegre
Recife
Salvador
vdeCapitais regionaisCapitais regionais A
Aracaju
Campinas
Campo Grande
Cuiabá
Florianópolis
João Pessoa
Maceió
Natal
São Luís
Teresina
Vitória
Capitais regionais B
Blumenau
Campina Grande
Cascavel
Caxias do Sul
Chapecó
Feira de Santana
Ilhéus/Itabuna
Joinville
Juiz de Fora
Londrina
Maringá
Ribeirão Preto
São José do Rio Preto
Uberlândia
Montes Claros
Palmas
Passo Fundo
Porto Velho
Santa Maria
Vitória da Conquista
Capitais regionais C
Araçatuba
Araguaína
Arapiraca
Araraquara
Barreiras
Bauru
Boa Vista
Cachoeiro de Itapemirim
Campos dos Goytacazes
Caruaru
Criciúma
Divinópolis
Dourados
Governador Valadares
Ijuí
Imperatriz
Ipatinga/Coronel Fabriciano/Timóteo
Juazeiro do Norte/Crato/Barbalha
Macapá
Marabá
Marília
Mossoró
Novo Hamburgo/São Leopoldo
Pelotas/Rio Grande
Petrolina/Juazeiro
Piracicaba
Ponta Grossa
Pouso Alegre
Presidente Prudente
Rio Branco
Santarém
Santos
São José dos Campos
Sobral
Sorocaba
Teófilo Otoni
Uberaba
Varginha
Volta Redonda/Barra Mansa
vdeCentros sub-regionaisCentros sub-regionais A
Alfenas
Anápolis
Apucarana
Bacabal
Bagé
Barbacena
Barra do Garças
Barretos
Bento Gonçalves
Botucatu
Cabo Frio
Caçador
Cáceres
Caicó
Cajazeiras
Campo Mourão
Castanhal
Catanduva
Caxias
Colatina
Crateús
Erechim
Floriano
Foz do Iguaçu
Franca
Francisco Beltrão
Garanhuns
Guanambi
Guarabira
Guarapuava
Iguatu
Irecê
Itajaí
Itaperuna
Itumbiara
Jacobina
Jaú
Jequié
Ji-Paraná
Joaçaba
Lages
Lajeado
Lavras
Limeira
Macaé
Manhuaçu
Muriaé
Nova Friburgo
Ourinhos
Paranaguá
Paranavaí
Parnaíba
Passos
Pato Branco
Patos
Patos de Minas
Pau dos Ferros
Paulo Afonso
Picos
Pinheiro
Poços de Caldas
Ponte Nova
Quixadá
Redenção
Rio Claro
Rio do Sul
Rio Verde
Rondonópolis
Santa Cruz do Sul
Santa Inês
Santa Rosa
Santo Ângelo
Santo Antônio de Jesus
São Carlos
São João da Boa Vista
São Mateus
Serra Talhada
Sinop
Sousa
Teixeira de Freitas
Toledo
Tubarão
Ubá
Umuarama
Uruguaiana
Centros sub-regionais B
Abaetetuba
Assu
Afogados da Ingazeira
Alagoinhas
Altamira
Andradina
Angra dos Reis
Araranguá
Araras
Araripina
Arcoverde
Ariquemes
Assis
Avaré
Balneário Camboriú
Balsas
Bom Jesus da Lapa
Bragança
Bragança Paulista
Breves
Brumado
Brusque
Cacoal
Cametá
Campo Maior
Capanema
Caratinga
Carazinho
Cataguases
Chapadinha
Cianorte
Concórdia
Conselheiro Lafaiete
Cruz Alta
Cruz das Almas
Cruzeiro do Sul
Currais Novos
Eunápolis
Frederico Westphalen
Guaratinguetá
Gurupi
Itabaiana
Itaberaba
Itaituba
Itajubá
Itapetininga
Itapeva
Itapipoca
Itaporanga
Ituiutaba
Ivaiporã
Janaúba
Linhares
Mafra
Palmares
Paragominas
Parintins
Pedreiras
Presidente Dutra
Registro
Resende
Ribeira do Pombal
Santana do Ipanema
Santo Antônio da Platina
São João del-Rei
São Lourenço
São Miguel do Oeste
São Raimundo Nonato
Senhor do Bonfim
Tefé
Teresópolis
Tucuruí
União da Vitória
Valença
Viçosa
Videira
Vilhena
Vitória de Santo Antão
Xanxerê
vdeCentros de zonaCentros de zona A
Acaraú
Açailândia
Adamantina
Além Paraíba
Almeirim
Almenara
Alta Floresta
Amparo
Aquidauana
Aracati
Aracruz
Araçuaí
Arapongas
Araxá
Assis Chateubriand
Barra do Corda
Barreiros
Bebedouro
Belo Jardim
Birigui
Bom Jesus
Caçapava do Sul
Cachoeira do Sul
Caetité
Caldas Novas
Camacan
Camaquã
Campo Belo
Campos Novos
Canindé
Canoinhas
Capelinha
Carangola
Carpina
Catalão
Catolé do Rocha
Caxambu
Ceres
Cerro Largo
Codó
Colinas do Tocantins
Conceição do Araguaia
Conceição do Coité
Cornélio Procópio
Corumbá
Corrente
Cruzeiro
Curitibanos
Cururupu
Curvelo
Diamantina
Diamantino
Dianópolis
Dois Vizinhos
Dracena
Encantado
Esperantina
Estância
Estrela
Fernandópolis
Formiga
Frutal
Governador Nunes Freire
Goiana
Goiás
Guanhães
Guaporé
Guaraí
Guaxupé
Ibaiti
Ibirubá
Icó
Imbituba
Ipiaú
Iporá
Irati
Itabaiana
Itabira
Itacoatiara
Itamaraju
Itapetinga
Ituverava
Jacarezinho
Jales
Jandaia do Sul
Januária
Jaru
Jataí
João Câmara
João Monlevade
Juína
Jundiaí
Lagarto
Lagoa Vermelha
Laranjeiras do Sul
Limoeiro
Limoeiro do Norte
Lins
Loanda
Macau
Macaúbas
Mamanguape
Marau
Maravilha
Marechal Cândido Rondon
Medianeira
Mineiros
Mirassol d'Oeste
Mogi Guaçu
Monteiro
Montenegro
Morrinhos
Mundo Novo
Naviraí
Nossa Senhora da Glória
Nova Andradina
Nova Prata
Nova Venécia
Oeiras
Olímpia
Osório
Ouricuri
Palmas
Palmeira das Missões
Palmeira dos Índios
Pará de Minas
Paraíso do Tocantins
Parauapebas
Patrocínio
Penápolis
Penedo
Pesqueira
Pinhalzinho
Pirapora
Pires do Rio
Piripiri
Pombal
Ponta Porã
Porangatu
Porto Nacional
Porto Seguro
Primavera do Leste
Propriá
Quirinópolis
Rolim de Moura
Russas
Salgueiro
Salinas
Santa Fé do Sul
Santa Inês
Santa Maria da Vitória
Santo Antônio de Pádua
Santiago
São Bento do Sul
São Borja
São Félix do Araguaia
São Gabriel
São Jerônimo
São José do Rio Pardo
São Luís de Montes Belos
São Luiz Gonzaga
São Miguel dos Campos
Sarandi
Seabra
Serrinha
Soledade
Sorriso
Surubim
Tabatinga
Taquara
Tatuí
Telêmaco Borba
Tijucas
Timbaúba
Timbó
Tocantinópolis
Torres
Três Corações
Três de Maio
Três Lagoas
Três Passos
Três Rios
Tupã
Unaí
União dos Palmares
Uruaçu
Vacaria
Venâncio Aires
Votuporanga
Xique-Xique
Centros de zona B
Abaeté
Abelardo Luz
Abre Campo
Afonso Cláudio
Água Boa
Água Branca
Águas Formosas
Aimorés
Alegrete
Alexandria
Alto Araguaia
Alto Longá
Alto Parnaíba
Amambai
Amarante
Amargosa
Andirá
Andradas
Anicuns
Anísio de Abreu
Aparecida
Apiaí
Apodi
Araguaçu
Araguari
Araguatins
Araioses
Araputanga
Arara
Araruama
Araruna
Arcos
Arinos
Arroio do Meio
Arvorezinha
Auriflama
Avelino Lopes
Baependi
Bambuí
Bariri
Barra
Barra Bonita
Barra de São Francisco
Barra do Bugres
Barras
Barracão
Bataguassu
Batalha
Bela Vista
Belém do São Francisco
Bicas
Boa Esperança
Boa Vista do Buricá
Bom Jardim de Minas
Bom Jesus do Itabapoana
Boquira
Braço do Norte
Brasileia
Brejo Santo
Buritis
Caculé
Camapuã
Cambuí
Camocim
Campina da Lagoa
Campo Novo do Parecis
Campos Altos
Campos Belos
Canguaretama
Canindé de São Francisco
Canto do Buriti
Capanema
Capão da Canoa
Capim Grosso
Capinzal
Capitão Poço
Capivari
Caracol
Carauari
Carmo do Paranaíba
Carutapera
Casca
Cassilândia
Castelo
Castelo do Piauí
Cerejeiras
Chapadão do Sul
Chopinzinho
Cícero Dantas
Coelho Neto
Colíder
Colinas
Coluna
Comodoro
Confresa
Congonhas
Constantina
Coronel Vivida
Coxim
Cristal do Sul
Crixás
Cruz
Cruzília
Curimatá
Delmiro Gouveia
Desterro
Dores do Indaiá
Entre Rios de Minas
Esperantinópolis
Espírito Santo do Pinhal
Espumoso
Euclides da Cunha
Eirunepé
Extrema
Fátima
Faxinal
Floresta
Fortaleza dos Nogueiras
Fronteiras
Gandu
Garça
Garibaldi
General Salgado
Getúlio Vargas
Gilbués
Goianésia
Goiatuba
Goioerê
Grajaú
Guaíra
Guajará-Mirim
Guaraciaba do Norte
Guararapes
Horizontina
Ibicaraí
Ibirama
Ibotirama
Ilha Solteira
Indaial
Inhumas
Ipanema
Ipu
Iracema
Itaberaí
Itacarambi
Itamonte
Itaocara
Itapaci
Itapajé
Itapiranga
Itápolis
Itapuranga
Itaqui
Itararé
Itaúna
Ituporanga
Iturama
Jaciara
Jacutinga
Jaguaquara
Jaguariaíva
Jaguaribe
Jaicós
Jardim
Joaíma
João Pinheiro
Juara
Jussara
Lábrea
Lago da Pedra
Lagoa da Prata
Lambari
Leme
Leopoldina
Livramento de Nossa Senhora
Lorena
Lucas do Rio Verde
Lucélia
Luzilândia
Machado
Malacacheta
Manga
Mantena
Maracaçumé
Matão
Matinhos
Miranda
Miracema do Tocantins
Mirinzal
Mococa
Monte Alegre
Monte Alto
Monte Aprazível
Monte Carmelo
Mostardas
Muçum
Nanuque
Natividade
Nazaré
Neópolis
Niquelândia
Nonoai
Nossa Senhora das Dores
Nova Londrina
Nova Mutum
Nova Petrópolis
Oliveira
Orlândia
Osvaldo Cruz
Olho d'Água das Flores
Ouro Fino
Ouro Preto do Oeste
Palmeira
Palmeira d'Oeste
Palmeirópolis
Pão de Açúcar
Paracatu
Paraguaçu Paulista
Paraisópolis
Paramirim
Paranacity
Paranaíba
Parelhas
Passa-e-Fica
Patu
Paulistana
Peçanha
Pedra Azul
Pedro II
Pedro Afonso
Peixoto de Azevedo
Piancó
Pinheiro Machado
Pio XII
Piraju
Piracuruca
Pitanga
Pitangui
Piumhi
Poções
Ponte Serrada
Pontes e Lacerda
Porteirinha
Porto Calvo
Porto União
Posse
Presidente Epitácio
Presidente Getúlio
Presidente Juscelino
Presidente Venceslau
Princesa Isabel
Prudentópolis
Quatis
Quedas do Iguaçu
Rancharia
Resplendor
Riachão do Jacuípe
Rio Bonito
Rio Negro
Rio Pomba
Rio Real
Rodeio Bonito
Roncador
Rubiataba
Salto do Jacuí
Salvador do Sul
Sananduva
Sanclerlândia
Santa Bárbara
Santa Cruz
Santa Cruz da Baixa Verde
Santa Cruz do Rio Pardo
Santa Filomena
Santa Helena
Santa Luzia
Santa Luzia do Paruá
Santa Maria do Suaçuí
Santa Vitória do Palmar
Santana
Santana do Livramento
Santo Antônio
Santo Antônio da Patrulha
Santo Augusto
Santos Dumont
São Bento (Maranhão)
São Bento (Paraíba)
São Benedito
São Domingos
São Francisco
São Gabriel da Palha
São Gotardo
São João Batista
São João do Ivaí
São João do Piauí
São João dos Patos
São João Nepomuceno
São Joaquim da Barra
São José do Cedro
São José do Egito
São João do Rio do Peixe
São João Evangelista
São José do Cedro
São Lourenço do Oeste
São Mateus do Sul
São Miguel
São Miguel do Araguaia
São Miguel do Tapuio
São Paulo do Potengi
São Sebastião
São Sebastião do Caí
São Valentim
São Vicente Férrer
Sapé
Seara
Sena Madureira
Senador Pompeu
Serafina Corrêa
Serra Dourada
Serro
Simões
Simplício Mendes
Sinimbu
Siqueira Campos
Sobradinho
Sombrio
Sumé
Tabira
Taguatinga
Taió
Taiobeiras
Tangará
Tapejara
Tapes
Taquaritinga
Tarauacá
Tauá
Tenente Portela
Terra Nova do Norte
Teutônia
Tietê
Tramandaí
Três Pontas
Tucumã
Tucunduva
Turmalina
Tutóia
Uiraúna
Umarizal
União
Uruçuí
Valença
Valença do Piauí
Valente
Várzea da Palma
Vazante
Venda Nova do Imigrante
Veranópolis
Viana
Vigia
Vila Rica
Virginópolis
Visconde do Rio Branco
Vitorino Freire
Xaxim
Xinguara
Wenceslau Braz
Zé Doca
Referências: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Regiões de Influência das Cidades 2007 (10 de outubro de 2008), [1] Configuração da Rede Urbana do Brasil (junho de 2001)vde Pará Portal ? Geografia, Política, Cultura, EsportesCapitalBelémDivisão regional vigente (desde 2017)Regiões geográficas intermediárias e imediatasDivisão regional extinta (vigente até 2017)Mesorregiões e microrregiõesRegiões Metropolitanas e RIDEsBelém ? Marabá ? SantarémMais de 500.000 habitantesBelém ? AnanindeuaMais de 200.000 habitantesSantarém ? Marabá ? ParauapebasMais de 100.000 habitantesCastanhal ? Abaetetuba ? Cametá ? Marituba ? São Félix do Xingu ? Bragança ? Barcarena ? Altamira ? Tucuruí ? Paragominas ? Tailândia ? Breves ? ItaitubaVeja tambémCarajás (proposta de unidade federativa) ? Tapajós (proposta de unidade federativa)Norte, Brasil
Este artigo sobre municípios do estado do Pará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Portal do Pará Portal da geografia