desenvolvimento asp em Teixeira de Freitas

Encontre desenvolvimento asp em Teixeira de Freitas na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Desenvolvimento

Acto ou efeito de desenvolver.
Crescimento.
Ampliação.
Minuciosidade.


Teixeira De Freitas

Nota: Se procura por Teixeira de Freitas, clube de futebol, veja Associação Atlética Teixeira de Freitas. Se procura outros significados, veja Teixeira de Freitas (desambiguação).Município de Teixeira de Freitas
"Capital do Extremo Sul""Texas""Tx"
BandeiraBrasãoHino
Aniversário9 de maio
Fundação9 de maio de 1985 (34 anos)
Gentílicoteixeirense
Prefeito(a)Temoteo Alves de Brito (PSD)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Teixeira de Freitas na BahiaTeixeira de Freitas Localização de Teixeira de Freitas no Brasil
17° 32' 06" S 39° 44' 31" O17° 32' 06" S 39° 44' 31" O
Unidade federativaBahia
Região intermediária
Ilhéus-Itabuna Região imediata
Teixeira de Freitas Municípios limítrofesVereda, Medeiros Neto, Alcobaça e Caravelas.
Distância até a capital800 km[1]
Características geográficas
Área1 165,622 km² [2]
População158 445 hab. (BA: 9°) ? IBGE/2018[3]
Densidade135,93 hab./km²
Altitude109 m[4]
Climatropical Am[5]
Fuso horárioUTC?3
Indicadores
IDH-M0,685 médio PNUD/2010[6]
Gini0,53 PNUD/2010[7]
PIBR$ 2 255 519 mil IBGE/2016[8]
PIB per capitaR$ 14 113,49 IBGE/2016
Página oficial
Prefeiturawww.teixeiradefreitas.ba.gov.brTeixeira de Freitas é um município brasileiro do estado da Bahia. Localiza-se no extremo sul do estado, distante 800 km da capital.[9] Sua população estimada em 2018 é de 158 445 habitantes,[3] sendo a maior cidade da sua Região Geográfica Imediata e a nona maior do estado da Bahia.[10] O município possui área territorial de 1 165,6 km²,[11] elevação de 109 m[12] e temperatura média anual de 24,3 °C.[13]
A cidade foi fundada no ano de 1985, desmembrando-se dos municípios de Alcobaça e Caravelas.[14] Embora seja mais nova que os municípios vizinhos, Teixeira de Freitas consolidou-se como a principal cidade da região.[15] A população do município se expande a uma taxa 2,4 vezes maior que a Bahia e 1,6 maior que o Brasil, tendo aumentado 87% do seu número de habitantes nos últimos 25 anos.[16]Índice1 Etimologia
2 História2.1 História cultural
2.2 História geográfica
3 Geografia3.1 Clima
4 Demografia
5 Economia
6 Infraestrutura6.1 Educação
6.2 Transportes
6.3 Segurança pública
7 Cultura7.1 Esporte
8 Referências
9 Ligações externasEtimologia[editar | editar código-fonte]
A cidade de Teixeira de Freitas recebeu o nome em homenagem ao baiano Mario Augusto Teixeira de Freitas (São Francisco do Conde, 31 de março de 1890 ? Rio de Janeiro, 22 de fevereiro de 1956) estatístico brasileiro, fundador do Instituto Nacional de Estatística, cujo nome foi mudado em 1938 para Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)
O governo achou por bem prestar-lhe uma homenagem póstuma, tendo os chefes das agências de estatísticas recebido ordens da direção central do IBGE, no sentido de propor junto aos prefeitos de cada município que fosse dado o nome de Teixeira de Freitas a um logradouro. Em 1957, o então chefe das agências de estatísticas de Alcobaça, Miguel Geraldo Farias Pires e Wagton Cabral Pereira em cumprimento às determinações emanadas da Inspetoria do IBGE na Bahia, oficialmente, solicitou da Prefeitura e Câmara de Alcobaça a homenagem póstuma ao imortal baiano Teixeira de Freitas, dando-lhe o seu nome ao Povoado de São José de Itanhém, o que foi bem aceito pelo Executivo e Legislativo de Alcobaça.[carece de fontes?]História[editar | editar código-fonte]
A emancipação do município foi estabelecida pela Lei 4.452 de 9 de maio de 1985. A instalação se deu em 1º de janeiro de 1986, tendo a população da cidade aumentado enormemente desde então.[17] A área do município é de 1.157,4 km². A história da cidade, embora recente, guarda aspectos pitorescos e valiosos que auxiliam a analisar a situação socioeconômica atual no município. Vários destes aspectos foram relatados por antigos moradores e, entre eles o fato de que em 1965/66 já existiam vários núcleos que, embora vizinhos, pertenciam a municípios diferentes: é o caso de Vila Vargas, Jerusalém, São Lourenço e do bairro rural Duque de Caxias, que pertenciam ao município de Caravelas. Monte Castelo, Bairro da Lagoa (onde está o shopping Teixeira Mall Center) e Buraquinho pertenciam a Alcobaça. Teixeira de Freitas foi criado com o desmembramento de terras de Alcobaça e Caravelas.
Mesmo sem contar com qualquer infraestrutura, inclusive energia elétrica e vias de acesso razoáveis, estes núcleos atraíram contingentes migratórios consideráveis e, no ano de 1980 Teixeira de Freitas era um expressivo centro regional, com mais de 60.000 habitantes, sem mesmo ser emancipado politicamente, enquanto cidades vizinhas centenárias fundadas nos séculos XV e XVI, como Caravelas, Alcobaça e Mucuri, permanecem até atualmente com uma população de poucas dezenas de milhares de habitantes.[18]História cultural[editar | editar código-fonte]
Na época da descoberta do Brasil, na região que corresponde as atual Extremo Sul da Bahia viviam povos de muitas etnias: a faixa costeira era ocupada pelos Tupis (Tupiniquins) e no interior viviam os Pataxós, Maxacali, Botocudos, Puri e Camacã, entre outros.[carece de fontes?]
Os aspectos culturais que diferenciavam esses povos estão no fato de que os Tupis viviam próximos ao litoral, possuíam uma grande homogeneidade cultural e linguística, apesar de estarem divididos em unidades políticas. Eram povos mais sedentários, se concentrando em aldeias com populações de mil a três mil pessoas. Praticavam a agricultura do milho e mandioca, que eram os principais produtos. A alimentação era completada com a pesca, caça e coleta.[carece de fontes?]
Os grupos do interior chamados de Aimorés pelos Tupis eram linguística e culturalmente heterogêneos, costumavam organizar em pequenos bandos, de algumas famílias, não ultrapassando cem pessoas. Mudavam de local, de morada, a cada estação agrícola. A caça e a pesca eram mais importantes que a agricultura. Com a chegada dos portugueses foram alteradas as relações pessoais, de poder, de distribuição espacial, de sobrevivência coletiva, de reposição demográfica e, principalmente, as características culturais.[carece de fontes?]
Os colonizadores instalaram núcleos de ocupação do território, em caráter provisório, sendo os primeiros em Porto Seguro e Caravelas. Nesses núcleos eram construídas capelas, centros de administração, postos em todos os lugares para armazenamento de madeira e fortificações para proteger os portugueses dos ataques dos índios e até dos franceses e holandeses.[carece de fontes?]
Os índios Tupis, que viviam próximos ao litoral, foram civilizados e subjugados pelos portugueses, com ajuda da Igreja e de ordens religiosas, sob o argumento de cristianizar estes povos. O contato com os colonizadores resultou no contágio de doenças como varíola, sarampo e gripes. Além disso, as ações de civilização destruíram a cultura e a identidade étnica dos Tupis.[carece de fontes?]
Coube aos indígenas do interior oferecer resistência à dominação e organizar ataques aos povoados dos portugueses. Os confrontos entre índios e não índios se repetiram ao longo do tempo até o final do século XIX, motivados principalmente pela agroindústria açucareira e a necessidade de mão de obra. Como os escravos africanos tinham preços elevados, a solução era captura e a escravização de indígenas.[carece de fontes?]
Um oficio assinado pelo subdelegado de policia do Prado (meados do século XIX) mostra o costume de envolver "índios mansos" nas expedições e bandeiras para conquistar novos territórios ou capturar novos indígenas.[carece de fontes?]
No decorrer do século XVIII foram elevadas a condição de vila os seguintes povoados: Caravelas (1700), Alcobaça (1772) a margem do rio Itanhém, Prado (1765), Viçosa (1768) à margem do rio Peruipe, município de Nova Viçosa, e São José de Porto Alegre (1755 ou 1769), a margem do rio Mucuri, no atual município de Mucuri. Estas vilas foram criadas segundo a política de urbanização e povoamento da Coroa Portuguesa.[carece de fontes?]
Um fato a registrar é que por volta de 1830 se deslocaram levas de suíços e alemães para Mucuri e Nova Viçosa, onde se estabeleceram em fazendas destinadas ao cultivo do café. A mão de obra utilizada era escrava. Em 1853, cerca de 90% do café exportado pelo porto de Salvador era proveniente da Colônia Leopoldina, atual município de Nova Viçosa.[carece de fontes?]
As dificuldades de povoamento de Extremo Sul da Bahia persistiram até o século XIX, com problemas na fixação dos pequenos grupos de imigrantes estrangeiros, trazidos para a região com o objetivo de colonização. A migração subvencionada foi suspensa depois que mais de 50% dos imigrantes abandonaram a região em direção a Santos e ao Rio de Janeiro.[carece de fontes?]
As alegações dos estrangeiros eram "dificuldades de alimentação, insalubridade, grandes distancias e dificuldades de comunicação ou temor dos nativos".[carece de fontes?]História geográfica[editar | editar código-fonte]
As divisões territoriais e a instalação de unidades político-administrativas foram ocorrendo desde o início do século XVIII (Caravelas), mas sobretudo no século XX, depois de 1950, demonstrando que a Região Extremo Sul foi uma das últimas a se desenvolver em relação às demais no Estado da Bahia.[carece de fontes?]
Ate a década de 70 o vilarejo de Teixeira de Freitas, perdido na Mata Atlântica que ainda restava no interior baiano, era apenas uma referência para os seus próprios e poucos moradores.[carece de fontes?]
A constituição do município é muito recente. Até há pouco tempo, 1986, o núcleo urbano possuía uma situação muito singular. A sua subordinação administrativa era divida entre dois municípios. A vila que origem a Teixeira de Freitas se localizava exatamente na linha divisória entre os municípios de Alcobaça e Caravelas. De tal modo que algumas ruas estavam em um município e outras no seu vizinho.[carece de fontes?]
Alcobaça, sede do município que dispensava uma atenção um pouco maior ao povoado pela simplicidade de sua organização administrativa e pela pouca importância da Vila de Teixeira de Freitas, não possuía nenhum mecanismo legal e constante para o acompanhamento e a fiscalização sobre o que e como se construía. Assim o núcleo urbano ia se estendendo, desorientado.[carece de fontes?]
A partir da década de 70, com a construção da BR 101, e num movimento que já havia se iniciado alguns anos antes com pouca intensidade, a mata vai sendo derrubada e substituída por pastagens. Inicialmente, num processo mais lento, chegaram os criadores do interior baiano. Após a construção da rodovia, vieram principalmente os criadores mineiros e os madeireiros capixabas que, numa conjugação de interesses, intensificaram a tomada da mata. O núcleo então começa a ganhar força.[carece de fontes?]
A chegada das serrarias foi decisiva no grande aumento do movimento na já dinâmica região e reforçou a tendência de expansão de todo o comércio.[carece de fontes?]
O solo se mostrava adequado para a agricultura. A fase do ?milagre brasileiro? promove a expansão do mercado consumidor no sul do país. As terras de Teixeira de Freitas passam a atrair migrantes agricultores e empresas cooperativas, sedentos de produção e lucro rápido.[carece de fontes?] Praça da Bíblia, no centro da cidade, principal logradouro público de Teixeira de Freitas.
O beneficiamento da madeira, a agricultura produtiva, um mercado comprador assegurado, o gado se reproduzindo nas pastagens e a rodovia abrindo as portas ao migrante ávido de oportunidades aceleram o crescimento do povoado, que estava ainda na dependência político-administrativa de Alcobaça e Caravelas.[carece de fontes?]Geografia[editar | editar código-fonte]
Clima[editar | editar código-fonte]
O clima de Teixeira de Freitas é considerado tropical (do tipo Am na classificação climática de Köppen-Geiger), com chuvas significativas na maioria dos meses e temperatura média anual de 24,3 °C. Agosto é o mês mais seco do ano, apresentando uma média de 58 mm e novembro é o mês de maior precipitação, com uma média de 136 mm. O mês mais quente do ano é Janeiro com uma temperatura média de 26,2 °C, enquanto Junho é o mais frio, apresentando uma temperatura média de 22,0 °C. A precipitação média anual é de 1099 mm.[19]
Dados climatológicos para Teixeira de Freitas
MêsJanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDezAno
Temperatura máxima média (°C)30,730,630,328,827,626,526,226,928,628,428,929,4 28,6
Temperatura média (°C)26,226,225,824,723,422,322,022,623,924,225,025,1 24,3
Temperatura mínima média (°C)21,821,821,320,619,318,117,818,319,320,021,220,9 20,0
Precipitação (mm)1249696897163715872103136120 1 099
Fonte: Climate-Data (médias de temperatura).[20] Demografia[editar | editar código-fonte]
Evolução populacional de Teixeira de Freitas[21][22]Em 2016, a população do município foi contada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 159 813 habitantes.[23] Porém no censo de 2010, quando a cidade possuía 138 341 habitantes, foram levantados dados de que 68 077 (49,21%) eram homens e 70 264 (50,79%) eram mulheres. Ainda segundo o mesmo censo, 129 263 habitantes (93,44%) viviam na zona urbana e 9 078 (6,56%) na zona rural. Entre 2000 e 2010, a população de Teixeira de Freitas cresceu a uma taxa média anual de 2,56%, mais que o dobro da média do Brasil naquele período. O censo também apontou que a taxa de urbanização do município era de 93,44%. Da população total em 2010, 36 779 habitantes (26,59%) tinham menos de 15 anos de idade, 93 208 habitantes (67,38%) tinham de 15 a 64 anos e 8 354 pessoas (6,04%) possuíam mais de 65 anos, sendo que a esperança de vida ao nascer era de 73,0 anos e a taxa de fecundidade total por mulher era de 2,1.[24]
O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M) de Teixeira de Freitas é considerado médio, segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no ano de 2010. Seu valor era de 0,685, sendo o 14º maior, entre os 417 municípios da Bahia e 2 309º maior, entre os 5 565 municípios do Brasil.[25] Considerando apenas a educação, o índice era de 0,588, o índice da longevidade era de 0,800; e o de renda era de 0,683. Entre 1991 e 2010, a renda per capita média do teixeirense subiu de R$ 280,16 para R$ 560,73, apresentando um aumento total de 100,15%. Isso significa que a renda média da população cresceu a uma taxa 3,72% ao ano. A proporção de pessoas pobres, ou seja, com renda domiciliar per capita inferior a R$ 140,00 era de 15,92% em 2010. Já a população considerada extremamente pobre, com renda domiciliar per capita inferior a R$ 70,00, era de 5,39% no mesmo ano. O Coeficiente de Gini, que mede a desigualdade social, era de 0,53.[26]Economia[editar | editar código-fonte]
Divisão do PIB de Teixeira de Freitas (2014)[27]
SetorValor
Setor primárioR$ 72.792.000,00
Setor secundárioR$ 226.694.000,00
Setor terciárioR$ 1.056.306.000,00
Administração públicaR$ 388.092.000,00
ImpostosR$ 197.640.000,00
TotalR$ 1.941.525.000,00O Produto Interno Bruto (PIB) de Teixeira de Freitas em 2014 era de aproximadamente 2 bilhões de reais. Do valor total do PIB teixeirense no referido ano, 72,8 milhões advieram do setor primário, 226,7 milhões do setor secundário, 1,1 bilhão do setor terciário, 388,1 milhões da Administração pública e 197,6 milhões foram arrecadados com impostos sobre produtos líquidos de subsídios. O PIB per capita era de 12,5 mil reais.[28]
Em 2010 havia 93 354 habitantes acima de 18 anos no município. Dessa faixa etária, 65 236 (69,9%) eram economicamente ativos e estavam ocupados, enquanto outros 9 326 (10%) estavam desocupados. Os demais 18 792 (21%) foram considerados economicamente inativos. Das pessoas ocupadas, 22,75% trabalhavam no setor agropecuário, 2,82% na indústria extrativa, 6,45% na indústria de transformação, 8,80% no setor de construção, 1,06% nos setores de utilidade pública, 15,06% no comércio e 37,21% no setor de serviços.[29]Infraestrutura[editar | editar código-fonte]
Educação[editar | editar código-fonte]
Centro Territorial de Educação do Extremo Sul (CETEPES)
No ano de 2015, o município contava com 50 instituições pré-escolares, 76 do ensino fundamental e 12 do ensino médio. Ao total são 30 131 matriculas, com efetivo de 194 docentes na pré-escola, 930 no ensino fundamental e 337 no ensino médio.[30]
O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) entre as escolas públicas de Teixeira de Freitas era, no ano de 2013, de 4,4 nos anos iniciais e 3,5 nos anos finais. O município estava na 68º posição entre os 417 municípios da Bahia, quando avaliados os alunos dos anos iniciais e na 86º posição quando avaliado o IDEB dos anos finais. Ao nível nacional, Teixeira de Freitas estava na 3 618º posição entre os 5 565 municípios, quando avaliados os anos iniciais e na 3 779º quando avaliados os anos finais.[31] Faculdade do Sul da Bahia (FASB)
O indicador de educação do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M) de 2010 foi de 0,588, enquanto o da Bahia e do Brasil foram de 0,555 e 0,637, respectivamente. Em 1991, esse índice era de apenas 0,169, mostrando que o IDH-M Educação do município aumentou quase 3,5 vezes nesse período. Considerando-se a população municipal de 25 anos ou mais de idade, 19,04% eram analfabetos, 44,84% tinham o ensino fundamental completo, 32,11% possuíam o ensino médio completo e 6,69%, o superior completo.[32]
Teixeira de Freitas é referência na educação regional, oferecendo cursos de ensino técnico e superior para a população local e de cidades próximas.[33] O município possui um campus do Instituto Federal Baiano (IF Baiano),[34] o campus Paulo Freire da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB),[35] o campus X da Universidade do Estado da Bahia (UNEB),[36] dois campi da Faculdade do Sul da Bahia (FASB),[37] um campus da Faculdade Pitágoras (Pitágoras),[38] além de outras instituições de ensino técnico e superior.Educação de Teixeira de Freitas em números (2015)[39].
NívelMatrículasDocentesEscolas
Ensino pré-escolar3 42619450
Ensino fundamental21 68693076
Ensino médio5 01933712Transportes[editar | editar código-fonte]
Aeroporto 9 de Maio
Aeroviário
A cidade de Teixeira de Freitas possui o Aeroporto 9 de Maio (IATA: TXF, ICAO: SNTF),[40] localizado a 8 km do centro da cidade, na rodovia BA-290.[41] A área de influência do aeroporto abrange parte do leste de Minas Gerais, a região norte do Espírito Santo e parte do extremo sul da Bahia.[42] A Azul Linhas Aéreas Brasileiras é a única empresa comercial operando no município e oferece voos diários (exceto aos sábado) para o Aeroporto Internacional Tancredo Neves (Confins/Belo Horizonte), onde o usuário pode fazer conexão para outros destinos.[43]
O Aeroporto 9 de Maio está sob administração da AGERBA[44] e a sua pista possui 1 460 m de comprimento, 30 m de largura e 105 m de elevação.[45] Atualmente está em análise a inclusão de novos voos diretos, com destinos para Salvador (BA) e Vitória (ES) .[46] No ano de 2014 também foi anunciado investimentos por parte do Governo do Estado da Bahia para ampliação das instalações. Essas obras elevarão o aeroporto a uma categoria de porte médio.
Rodoviário Estação Rodoviária de Tx. Freitas
Teixeira de Freitas é cruzada pelas rodovias BR-101 e BA-290,[47] ficando a 64 km do litoral,[48] 81 km da divisa entre a Bahia e o Espírito Santo[49] e 84 km da divisa entre a Bahia e Minas Gerais.[50] A cidade se encontra na rota de grandes centros urbanos, como Salvador (BA), Vitória (ES) e Belo Horizonte (MG), além de praias requisitadas e cidades históricas, como Porto Seguro (BA). Tudo isso somado ao fato de Teixeira de Freitas ser um importante polo regional, contribui para que o fluxo de viajantes pelo município seja elevado.[51]O terminal rodoviário da cidade se situa na Avenida Paulo Souto, no bairro Jardim Planalto, a apenas 1 km da rodovia BR-101.[52] É administrado pela empresa SINART e é um dos mais importantes do estado.[53] São oferecidos destinos para vários locais da Bahia, Espírito Santo e Minas Gerais, além de metrópoles de outros estados, principalmente das regiões Sudeste e Centro-Oeste. As viações Águia Branca, Riodoce e Gontijo são algumas das empresas que operam no município.[54][55][56] Ônibus Coletivo de Tx. FreitasUrbano
O trânsito de Teixeira de Freitas é controlado pelo Conselho Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT), vinculado à Secretaria Municipal de Infra-Estrutura e Transporte.[57] Devido ao pouco tempo de existência do município, seguido do rápido desenvolvimento urbano, Teixeira de Freitas ainda apresenta muitas vias sem pavimentação. Esse talvez seja o maior problema que o município enfrenta atualmente. Formam-se vários pontos de alagamento pela cidade quando chove,[58] mas aos poucos esses problemas estão sendo sanados.[59]
O transporte coletivo do município é integrado, portanto aqueles que possuem o cartão de bilhetagem eletrônica podem efetuar o transbordo de ônibus no terminal urbano da cidade, que fica localizado no Centro.[60] A empresa encarregada do transporte público entre os bairros é a Viação Santa Clara.[61] Teixeira de Freitas também conta com serviços de táxi[62] e moto-táxi.[63] Shopping PátioMix Teixeira de Freitas
No ano de 2015, a cidade contava com uma frota de 55 207 veículos, sendo 19 758 automóveis, 1 593 caminhões, 456 tratores, 5 767 caminhonetes, 692 camionetas, 127 micro-ônibus, 19 363 motocicletas, 5 649 motonetas, 388 ônibus, 193 utilitários e 2 221 veículos de outros tipos.[64]Segurança pública[editar | editar código-fonte]
Infelizmente a Bahia é um dos estados mais inseguros do país. No último censo levantado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) com relação ao ano de 2015, Teixeira de Freitas foi considerada a sétima cidade mais perigosa do país, tendo uma taxa de 88,18 homicídios para cada 100 mil habitantes.[65] Segundo também o último censo Mapa da Violência, 22 municípios baianos estavam entre os 100 mais violentos do Brasil. Ao todo foram registrados 4 441 homicídios por arma de fogo no estado, no ano de 2014. Ainda no mesmo censo, o município de Teixeira de Freitas registrou 80 assassinatos por arma de fogo, ficando com uma taxa de homicídio por 100 mil habitantes de 55,7%. Os índices da Bahia e do Brasil foram de 30,7% e 21,2%, respectivamente. A cidade ocupa a 15º posição entre os municípios mais violentos do estado e a 66º posição no país. Cidades com menos de 10 mil habitantes não fizeram parte da pesquisa.[66][67]
Se a situação em Teixeira de Freitas já é ruim, no resto do sul do estado é ainda pior. Dos 22 municípios mais violentos da Bahia, 9 pertencem a essa região. Teixeira de Freitas ocupa apenas a 8ª colocação entre os mais violentos, atrás de cidades como Itabuna, Ilhéus, Porto Seguro e Eunápolis.[67]Cultura[editar | editar código-fonte]
Esporte[editar | editar código-fonte]
Estádio Tomatão
A Associação Atlética Teixeira de Freitas é o único clube de futebol profissional em atividade no município. A equipe foi fundada em 14 de janeiro de 1995.[68] Depois de 15 anos inativo, o clube retornou ao futebol profissional em 2016, agora conhecido como Portela.[69] Na temporada atual, a equipe disputa o Campeonato Baiano Série B e a Copa Governador do Estado.[70][71]
A cidade abriga o estádio de futebol Tomatão, com capacidade para 2 493 torcedores.[72] O estádio foi reinaugurado em 2013, após passar por reformas.[73] No ano seguinte, recebeu partidas oficiais do Campeonato Baiano Série A, como sede do Serrano Sport Club.[74] A equipe foi campeã da primeira fase do campeonato[75] e se classificou para a Copa do Nordeste do ano seguinte.[76]
O estádio Tomatão também sedia partidas do Campeonato Baiano Intermunicipal de Futebol, considerado o maior torneio de futebol amador do Brasil.[77] Assim como no futebol profissional da Bahia, o torneio é organizado pela Federação Bahiana de Futebol (FBF).[78] O mandante dos jogos no estádio é o Teixeira de Freitas, equipe formada por uma seleção de jogadores de futebol da cidade.
Outra competição popular no município é o Campeonato de Interbairros, formado por equipes de futebol representantes dos bairros e distritos de Teixeira de Freitas. As partidas são disputadas em campos de futebol amador.[79]Referências? «Distância entre Teixeira de Freitas e Salvador». Google Maps. Consultado em 27 de agosto de 2016 ? «IBGE - Teixeira de Freitas». IBGE. Consultado em 27 de agosto de 2016 ? a b «estimativa_ibge_2018.xls». agenciadenoticias.ibge.gov.br. Consultado em 1 de setembro de 2018 ? «Município de Teixeira de Freitas». cidade-brasil. Consultado em 5 de setembro de 2016 ? «CLIMA: TEIXEIRA DE FREITAS». CLIMATE-DATA. Consultado em 5 de setembro de 2016 ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 7 de agosto de 2013 ? Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (2010). «Perfil do município de Teixeira de Freitas - BA». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013. Consultado em 4 de março de 2014 ? «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2010 à 2016». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 15 de dezembro de 2018 ? «Google Maps». Google Maps. Consultado em 5 de setembro de 2016 ? «Teixeira de Freitas é o décimo maior município da Bahia com 159.813 habitantes, diz IBGE; Itamaraju também cresceu - Teixeira News». 31 de agosto de 2016. Consultado em 5 de setembro de 2016 ? «IBGE | Cidades | Bahia | Teixeira de Freitas». www.cidades.ibge.gov.br. Consultado em 2 de setembro de 2016 ? «Município de Teixeira de Freitas, Bahia». www.cidade-brasil.com.br. Consultado em 5 de setembro de 2016 ? «Clima: Teixeira de Freitas - Gráfico climático, Gráfico de temperatura, Tabela climática - Climate-Data.org». pt.climate-data.org. Consultado em 5 de setembro de 2016 ? «Teixeira de Freitas - E uma coisa muito importante que marcou Teixeira de Freitas foi Rogério Brito mororo e seu pai João Barbosa mororo eles foram investidores da cidade de Teixeira de Freitas Histórico». IBGE. Consultado em 5 de setembro de 2016 line feed character character in |titulo= at position 22 (ajuda)? «Com um IDHM de 0,685, Teixeira segue como principal cidade do Extremo Sul da Bahia». 3 de setembro de 2014. Consultado em 5 de setembro de 2016 ? «Demografia e Saúde». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. Consultado em 9 de setembro de 2016 ? www.teixeiradefreitas.ba.gov.br http://www.teixeiradefreitas.ba.gov.br/pgHistoria.htm Em falta ou vazio |título= (ajuda)? «Sítio da prefeitura do município». www.teixeiradefreitas.ba.gov.br ? CLIMATE-DATA. «CLIMA: TEIXEIRA DE FREITAS». Consultado em 30 de agosto de 2016 ? CLIMATE-DATA. «CLIMA: TEIXEIRA DE FREITAS». Consultado em 30 de agosto de 2016 ? Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. «Teixeira de Freitas - Demografia». Consultado em 6 de setembro de 2016 ? IBGE. «Teixeira de Freitas - População estimada 2016». Consultado em 6 de setembro de 2016 ? «Teixeira de Freitas». IBGE. Consultado em 5 de setembro de 2016 ? «Teixeira de Freitas - Demografia». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. Consultado em 6 de setembro de 2016 ? «IDHM Municípios 2010». PNUD Brasil. Consultado em 6 de setembro de 2016 ? «Teixeira de Freitas, BA». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. Consultado em 6 de setembro de 2016 ? «Produto Interno Bruto dos Municípios 2014 - Teixeira de Freitas». IBGE. Consultado em 12 de março de 2017 ? IBGE. «Produto Interno Bruto dos Municípios 2014 - Teixeira de Freitas». Consultado em 12 de março de 2017 ? «Trabalho - Teixeira de Freitas, BA». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. Consultado em 3 de setembro de 2016 ? IBGE. «Ensino - Matrículas, Docentes e Rede Escolar». Consultado em 25 de agosto de 2016 ? Portal ODM. «Oferecer educação básica de qualidade a todos». Consultado em 25 de agosto de 2016 ? Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. «IDHM». Consultado em 25 de agosto de 2016 ? «Teixeira de Freitas se consolida polo de Educação e Saúde com o Programa de Residência Médica?». Consultado em 9 de setembro de 2016 ? Instituto Federal Baiano. «IF Baiano - Campus Teixeira de Freitas». Consultado em 25 de agosto de 2016 ? Universidade Federal do Sul da Bahia. «UFSB - Campus Paulo Freire». Consultado em 25 de agosto de 2016 ? Universidade do Estado da Bahia. «UNEB - Campus X». Consultado em 25 de agosto de 2016 ? Faculdade do Sul da Bahia. «FASB - Faculdade do Sul da Bahia». Consultado em 25 de agosto de 2016 ? Faculdade Pitágoras. «Pitágoras - Teixeira de Freitas». Consultado em 25 de agosto de 2016 ? IBGE. «Ensino - matrículas, docentes e rede escolar». Consultado em 3 de setembro de 2016 ? «(TXF) Teixeira de Freitas Airport». FlightStats. Consultado em 2 de setembro de 2016 ? «Google Maps». Google Maps. Consultado em 2 de setembro de 2016 ? «Teixeira de Freitas / BA - Dados da cidade e informações úteis a quem viaja para Teixeira de Freitas / BA». www.emsampa.com.br. Consultado em 2 de setembro de 2016 ? Azul Linhas Aéreas Brasileiras. «Passagens Aéreas para Teixeira de Freitas». Consultado em 30 de agosto de 2016 ? «AGERBA - Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia». www.agerba.ba.gov.br. Consultado em 2 de setembro de 2016 ? «SNTF - Aeroporto TEIXEIRA DE FREITAS». FlightMarket. Consultado em 2 de setembro de 2016 ? Prefeitura de Teixeira de Freitas. «Teixeira de Freitas: Aeroporto 9 de Maio terá novos voos». Consultado em 30 de agosto de 2016 ? «Google Maps». Google Maps. Consultado em 2 de setembro de 2016 ? «Google Maps». Google Maps. Consultado em 2 de setembro de 2016 ? «Google Maps». Google Maps. Consultado em 2 de setembro de 2016 ? «Google Maps». Google Maps. Consultado em 2 de setembro de 2016 ? «A pujança econômica da cidade no 31º Aniversário de Teixeira de Freitas - Teixeira News». 9 de maio de 2016. Consultado em 2 de setembro de 2016 ? «Google Maps». Google Maps. Consultado em 2 de setembro de 2016 ? «SINART ? Organização». SINART ? Organização. Consultado em 2 de setembro de 2016 ? «Garanta a passagem de ônibus para Teixeira de Freitas!». cidades.aguiabranca.com.br. Consultado em 2 de setembro de 2016 ? «Área de atuação». Consultado em 2 de setembro de 2016. Arquivado do original em 16 de setembro de 2016 ? «Gontijo - São Geraldo». www.gontijo.com.br. Consultado em 2 de setembro de 2016 ? Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas. «LEI Nº. 433/2007, de 06 de novembro de 2007» (PDF). Consultado em 1 de setembro de 2016 ? «Teixeira registra pontos de alagamento, a previsão é de mais chuva - SulBahia News». www.sulbahianews.com.br. Consultado em 9 de setembro de 2016 ? «Bahia recebe R$ 525 milhões para obras de pavimentação e esgoto». Portal Brasil. Consultado em 9 de setembro de 2016 ? «Tarifa de ônibus urbano sofre reajuste em Teixeira». 18 de dezembro de 2014. Consultado em 1 de setembro de 2016 ? Viação Santa Clara. «A HISTÓRIA DA VIAÇÃO SANTA CLARA». Consultado em 30 de agosto de 2016 ? SulBahia News. «Projeto de Lei vai disciplinar funcionamento de táxi em Teixeira». Consultado em 30 de agosto de 2016 ? SulBahia News. «Projeto de lei que amplia o número de moto-táxi é aprovado na câmara». Consultado em 30 de agosto de 2016 ? IBGE. «Frota». Consultado em 30 de agosto de 2016 ? «Quatro cidades da Bahia estão entre as 10 mais violentas do país, diz estudo» ? «Homicídios por armas de fogo no Brasil» (PDF). Mapa da Violência 2016. Mapa da Violência. Consultado em 13 de setembro de 2016 ? a b «HAF e Taxas Médias por UF». Mapa da Violência 2016 (por UF). Mapa da Violência. Consultado em 13 de setembro de 2016 ? Federação Bahiana de Futebol. «Aniversários dos Clubes» (PDF). Consultado em 31 de agosto de 2016 ? «Associação Portela vence na estreia pela série B do Baianão 2016». 22 de julho de 2016. Consultado em 9 de setembro de 2016 ? Federação Bahiana de Futebol. «Regulamento (Campeonato Baiano de Futebol Profissional Série B - 2016)» (PDF). Consultado em 31 de agosto de 2016 ? Federação Bahiana de Futebol. «Regulamento (Copa Governador do Estado Edição 2016)» (PDF). Consultado em 31 de agosto de 2016 ? «Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 9 de setembro de 2016 ? Jornal Alerta. «Inaugurado oficialmente o Estádio Municipal de Teixeira de Freitas». Consultado em 31 de agosto de 2016 ? «Casa do Serrano no Baianão, estádio de Teixeira de Freitas muda de nome - Notícias - Galáticos Online». Consultado em 9 de setembro de 2016 ? «Campeonato Baiano 2014 :: ogol.com.br». www.ogol.com.br. Consultado em 9 de setembro de 2016 ? «Regulamento - Copa do Nordeste 2015» (PDF). Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 9 de setembro de 2016 ? Federação Bahiana de Futebol. «APÓS OITO ANOS, TEIXEIRA DE FREITAS REESTREARÁ NO CAMPEONATO». Consultado em 31 de agosto de 2016 ? Federação Bahiana de Futebol. «Regulamento (Campeonato Intermunicipal 2016)» (PDF). Consultado em 31 de agosto de 2016 ? Teixeira Verdade. «Definidos grupos e tabela da IV edição do Interbairros». Consultado em 31 de agosto de 2016
Ligações externas[editar | editar código-fonte]
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Teixeira de FreitasPágina da prefeitura (em português)
Informações no IBGE
vdeTeixeira de Freitas HinoEducação
Centro Territorial de Educação Profissional do Extremo Sul (CETEPES)
Faculdade do Sul da Bahia (FASB)
Faculdade Pitágoras de Teixeira de Freitas (PIT TEIXEIRA)
Instituto Federal Baiano (IF Baiano)
Universidade do Estado da Bahia (UNEB)
Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB)
Esporte
Associação Atlética Teixeira de Freitas
Estádio Tomatão
Transporte
Aeroporto 9 de MaiovdeSubdivisões de Teixeira de Freitas Teixeira de Freitas • Microrregião • Lista de Distritos • Lista de BairrosBairrosAlto do Tancredo • Arco Verde • Arutef • Bela Vista • Bom Jesus • Bonadiman • Caminho do Mar • Caminho do Mar II • Castelinho • Centro • Colina Verde • Eixo Sul • Estância Biquine • Irmã Dulce • Jardim Beira Rio • Jardim Caraípe • Jardim Europa • Jardim Liberdade • Jardim Planalto • Jerusalém • Kaikan • Kaikan Sul • Liberdade I • Liberdade II • Luís Eduardo Magalhães • Mirante do Rio • Mont Serrat • Monte Castelo • Nanuque • Nova América • Nova Canaã • Nova Jerusalém • Nova Teixeira • Novo Horizonte • Ouro Verde • Pólo Industrial • Portal Sul • Recanto do Lago • Redenção • Residencial dos Pioneiros • Residencial Terras da Bahia • Santa Rita • Santa Rosa de Lima • São José • São Lourenço • Setor Bahia Sul • Tancredo Neves • Teixeirinha • Ulisses Guimarães • Universitário • Urbis I • Urbis II • Urbis III • Vila Caraípe • Vila Feliz • Vila Vargas • Vila Verde • Wilson Guimarães SoaresDistritosCachoeira do MatoLocalidadesDuque de Caxias • Jardim Novo • Palha • Vila MarinhoPovoadosSanto Antônio
vde Bahia Portal ? Geografia, Política, Cultura, EsportesCapitalSalvadorDivisão regional vigente (desde 2017)Regiões geográficas intermediárias e imediatasDivisão regional extinta (vigente até 2017)Mesorregiões e microrregiõesRegiões Metropolitanas e RIDEsSalvador ? Feira de Santana ? Polo Petrolina JuazeiroMunicípios com mais de 100.000 habitantesSalvador ? Feira de Santana ? Vitória da Conquista ? Camaçari ? Itabuna ? Juazeiro ? Ilhéus ? Lauro de Freitas ? Barreiras ? Jequié ? Alagoinhas ? Teixeira de Freitas ? Porto Seguro ? Simões Filho ? Paulo Afonso ? Eunápolis ? Santo Antônio de JesusNordeste, Brasil
vde Hierarquia urbana do Brasil
Demografia do Brasil
Municípios do Brasil
vdeMetrópolesMetrópoles globais
São Paulo
Metrópoles nacionais
Brasília
Rio de Janeiro
Metrópoles regionais
Belém
Belo Horizonte
Curitiba
Fortaleza
Goiânia
Manaus
Porto Alegre
Recife
Salvador
vdeCapitais regionaisCapitais regionais A
Aracaju
Campinas
Campo Grande
Cuiabá
Florianópolis
João Pessoa
Maceió
Natal
São Luís
Teresina
Vitória
Capitais regionais B
Blumenau
Campina Grande
Cascavel
Caxias do Sul
Chapecó
Feira de Santana
Ilhéus/Itabuna
Joinville
Juiz de Fora
Londrina
Maringá
Ribeirão Preto
São José do Rio Preto
Uberlândia
Montes Claros
Palmas
Passo Fundo
Porto Velho
Santa Maria
Vitória da Conquista
Capitais regionais C
Araçatuba
Araguaína
Arapiraca
Araraquara
Barreiras
Bauru
Boa Vista
Cachoeiro de Itapemirim
Campos dos Goytacazes
Caruaru
Criciúma
Divinópolis
Dourados
Governador Valadares
Ijuí
Imperatriz
Ipatinga/Coronel Fabriciano/Timóteo
Juazeiro do Norte/Crato/Barbalha
Macapá
Marabá
Marília
Mossoró
Novo Hamburgo/São Leopoldo
Pelotas/Rio Grande
Petrolina/Juazeiro
Piracicaba
Ponta Grossa
Pouso Alegre
Presidente Prudente
Rio Branco
Santarém
Santos
São José dos Campos
Sobral
Sorocaba
Teófilo Otoni
Uberaba
Varginha
Volta Redonda/Barra Mansa
vdeCentros sub-regionaisCentros sub-regionais A
Alfenas
Anápolis
Apucarana
Bacabal
Bagé
Barbacena
Barra do Garças
Barretos
Bento Gonçalves
Botucatu
Cabo Frio
Caçador
Cáceres
Caicó
Cajazeiras
Campo Mourão
Castanhal
Catanduva
Caxias
Colatina
Crateús
Erechim
Floriano
Foz do Iguaçu
Franca
Francisco Beltrão
Garanhuns
Guanambi
Guarabira
Guarapuava
Iguatu
Irecê
Itajaí
Itaperuna
Itumbiara
Jacobina
Jaú
Jequié
Ji-Paraná
Joaçaba
Lages
Lajeado
Lavras
Limeira
Macaé
Manhuaçu
Muriaé
Nova Friburgo
Ourinhos
Paranaguá
Paranavaí
Parnaíba
Passos
Pato Branco
Patos
Patos de Minas
Pau dos Ferros
Paulo Afonso
Picos
Pinheiro
Poços de Caldas
Ponte Nova
Quixadá
Redenção
Rio Claro
Rio do Sul
Rio Verde
Rondonópolis
Santa Cruz do Sul
Santa Inês
Santa Rosa
Santo Ângelo
Santo Antônio de Jesus
São Carlos
São João da Boa Vista
São Mateus
Serra Talhada
Sinop
Sousa
Teixeira de Freitas
Toledo
Tubarão
Ubá
Umuarama
Uruguaiana
Centros sub-regionais B
Abaetetuba
Assu
Afogados da Ingazeira
Alagoinhas
Altamira
Andradina
Angra dos Reis
Araranguá
Araras
Araripina
Arcoverde
Ariquemes
Assis
Avaré
Balneário Camboriú
Balsas
Bom Jesus da Lapa
Bragança
Bragança Paulista
Breves
Brumado
Brusque
Cacoal
Cametá
Campo Maior
Capanema
Caratinga
Carazinho
Cataguases
Chapadinha
Cianorte
Concórdia
Conselheiro Lafaiete
Cruz Alta
Cruz das Almas
Cruzeiro do Sul
Currais Novos
Eunápolis
Frederico Westphalen
Guaratinguetá
Gurupi
Itabaiana
Itaberaba
Itaituba
Itajubá
Itapetininga
Itapeva
Itapipoca
Itaporanga
Ituiutaba
Ivaiporã
Janaúba
Linhares
Mafra
Palmares
Paragominas
Parintins
Pedreiras
Presidente Dutra
Registro
Resende
Ribeira do Pombal
Santana do Ipanema
Santo Antônio da Platina
São João del-Rei
São Lourenço
São Miguel do Oeste
São Raimundo Nonato
Senhor do Bonfim
Tefé
Teresópolis
Tucuruí
União da Vitória
Valença
Viçosa
Videira
Vilhena
Vitória de Santo Antão
Xanxerê
vdeCentros de zonaCentros de zona A
Acaraú
Açailândia
Adamantina
Além Paraíba
Almeirim
Almenara
Alta Floresta
Amparo
Aquidauana
Aracati
Aracruz
Araçuaí
Arapongas
Araxá
Assis Chateubriand
Barra do Corda
Barreiros
Bebedouro
Belo Jardim
Birigui
Bom Jesus
Caçapava do Sul
Cachoeira do Sul
Caetité
Caldas Novas
Camacan
Camaquã
Campo Belo
Campos Novos
Canindé
Canoinhas
Capelinha
Carangola
Carpina
Catalão
Catolé do Rocha
Caxambu
Ceres
Cerro Largo
Codó
Colinas do Tocantins
Conceição do Araguaia
Conceição do Coité
Cornélio Procópio
Corumbá
Corrente
Cruzeiro
Curitibanos
Cururupu
Curvelo
Diamantina
Diamantino
Dianópolis
Dois Vizinhos
Dracena
Encantado
Esperantina
Estância
Estrela
Fernandópolis
Formiga
Frutal
Governador Nunes Freire
Goiana
Goiás
Guanhães
Guaporé
Guaraí
Guaxupé
Ibaiti
Ibirubá
Icó
Imbituba
Ipiaú
Iporá
Irati
Itabaiana
Itabira
Itacoatiara
Itamaraju
Itapetinga
Ituverava
Jacarezinho
Jales
Jandaia do Sul
Januária
Jaru
Jataí
João Câmara
João Monlevade
Juína
Jundiaí
Lagarto
Lagoa Vermelha
Laranjeiras do Sul
Limoeiro
Limoeiro do Norte
Lins
Loanda
Macau
Macaúbas
Mamanguape
Marau
Maravilha
Marechal Cândido Rondon
Medianeira
Mineiros
Mirassol d'Oeste
Mogi Guaçu
Monteiro
Montenegro
Morrinhos
Mundo Novo
Naviraí
Nossa Senhora da Glória
Nova Andradina
Nova Prata
Nova Venécia
Oeiras
Olímpia
Osório
Ouricuri
Palmas
Palmeira das Missões
Palmeira dos Índios
Pará de Minas
Paraíso do Tocantins
Parauapebas
Patrocínio
Penápolis
Penedo
Pesqueira
Pinhalzinho
Pirapora
Pires do Rio
Piripiri
Pombal
Ponta Porã
Porangatu
Porto Nacional
Porto Seguro
Primavera do Leste
Propriá
Quirinópolis
Rolim de Moura
Russas
Salgueiro
Salinas
Santa Fé do Sul
Santa Inês
Santa Maria da Vitória
Santo Antônio de Pádua
Santiago
São Bento do Sul
São Borja
São Félix do Araguaia
São Gabriel
São Jerônimo
São José do Rio Pardo
São Luís de Montes Belos
São Luiz Gonzaga
São Miguel dos Campos
Sarandi
Seabra
Serrinha
Soledade
Sorriso
Surubim
Tabatinga
Taquara
Tatuí
Telêmaco Borba
Tijucas
Timbaúba
Timbó
Tocantinópolis
Torres
Três Corações
Três de Maio
Três Lagoas
Três Passos
Três Rios
Tupã
Unaí
União dos Palmares
Uruaçu
Vacaria
Venâncio Aires
Votuporanga
Xique-Xique
Centros de zona B
Abaeté
Abelardo Luz
Abre Campo
Afonso Cláudio
Água Boa
Água Branca
Águas Formosas
Aimorés
Alegrete
Alexandria
Alto Araguaia
Alto Longá
Alto Parnaíba
Amambai
Amarante
Amargosa
Andirá
Andradas
Anicuns
Anísio de Abreu
Aparecida
Apiaí
Apodi
Araguaçu
Araguari
Araguatins
Araioses
Araputanga
Arara
Araruama
Araruna
Arcos
Arinos
Arroio do Meio
Arvorezinha
Auriflama
Avelino Lopes
Baependi
Bambuí
Bariri
Barra
Barra Bonita
Barra de São Francisco
Barra do Bugres
Barras
Barracão
Bataguassu
Batalha
Bela Vista
Belém do São Francisco
Bicas
Boa Esperança
Boa Vista do Buricá
Bom Jardim de Minas
Bom Jesus do Itabapoana
Boquira
Braço do Norte
Brasileia
Brejo Santo
Buritis
Caculé
Camapuã
Cambuí
Camocim
Campina da Lagoa
Campo Novo do Parecis
Campos Altos
Campos Belos
Canguaretama
Canindé de São Francisco
Canto do Buriti
Capanema
Capão da Canoa
Capim Grosso
Capinzal
Capitão Poço
Capivari
Caracol
Carauari
Carmo do Paranaíba
Carutapera
Casca
Cassilândia
Castelo
Castelo do Piauí
Cerejeiras
Chapadão do Sul
Chopinzinho
Cícero Dantas
Coelho Neto
Colíder
Colinas
Coluna
Comodoro
Confresa
Congonhas
Constantina
Coronel Vivida
Coxim
Cristal do Sul
Crixás
Cruz
Cruzília
Curimatá
Delmiro Gouveia
Desterro
Dores do Indaiá
Entre Rios de Minas
Esperantinópolis
Espírito Santo do Pinhal
Espumoso
Euclides da Cunha
Eirunepé
Extrema
Fátima
Faxinal
Floresta
Fortaleza dos Nogueiras
Fronteiras
Gandu
Garça
Garibaldi
General Salgado
Getúlio Vargas
Gilbués
Goianésia
Goiatuba
Goioerê
Grajaú
Guaíra
Guajará-Mirim
Guaraciaba do Norte
Guararapes
Horizontina
Ibicaraí
Ibirama
Ibotirama
Ilha Solteira
Indaial
Inhumas
Ipanema
Ipu
Iracema
Itaberaí
Itacarambi
Itamonte
Itaocara
Itapaci
Itapajé
Itapiranga
Itápolis
Itapuranga
Itaqui
Itararé
Itaúna
Ituporanga
Iturama
Jaciara
Jacutinga
Jaguaquara
Jaguariaíva
Jaguaribe
Jaicós
Jardim
Joaíma
João Pinheiro
Juara
Jussara
Lábrea
Lago da Pedra
Lagoa da Prata
Lambari
Leme
Leopoldina
Livramento de Nossa Senhora
Lorena
Lucas do Rio Verde
Lucélia
Luzilândia
Machado
Malacacheta
Manga
Mantena
Maracaçumé
Matão
Matinhos
Miranda
Miracema do Tocantins
Mirinzal
Mococa
Monte Alegre
Monte Alto
Monte Aprazível
Monte Carmelo
Mostardas
Muçum
Nanuque
Natividade
Nazaré
Neópolis
Niquelândia
Nonoai
Nossa Senhora das Dores
Nova Londrina
Nova Mutum
Nova Petrópolis
Oliveira
Orlândia
Osvaldo Cruz
Olho d'Água das Flores
Ouro Fino
Ouro Preto do Oeste
Palmeira
Palmeira d'Oeste
Palmeirópolis
Pão de Açúcar
Paracatu
Paraguaçu Paulista
Paraisópolis
Paramirim
Paranacity
Paranaíba
Parelhas
Passa-e-Fica
Patu
Paulistana
Peçanha
Pedra Azul
Pedro II
Pedro Afonso
Peixoto de Azevedo
Piancó
Pinheiro Machado
Pio XII
Piraju
Piracuruca
Pitanga
Pitangui
Piumhi
Poções
Ponte Serrada
Pontes e Lacerda
Porteirinha
Porto Calvo
Porto União
Posse
Presidente Epitácio
Presidente Getúlio
Presidente Juscelino
Presidente Venceslau
Princesa Isabel
Prudentópolis
Quatis
Quedas do Iguaçu
Rancharia
Resplendor
Riachão do Jacuípe
Rio Bonito
Rio Negro
Rio Pomba
Rio Real
Rodeio Bonito
Roncador
Rubiataba
Salto do Jacuí
Salvador do Sul
Sananduva
Sanclerlândia
Santa Bárbara
Santa Cruz
Santa Cruz da Baixa Verde
Santa Cruz do Rio Pardo
Santa Filomena
Santa Helena
Santa Luzia
Santa Luzia do Paruá
Santa Maria do Suaçuí
Santa Vitória do Palmar
Santana
Santana do Livramento
Santo Antônio
Santo Antônio da Patrulha
Santo Augusto
Santos Dumont
São Bento (Maranhão)
São Bento (Paraíba)
São Benedito
São Domingos
São Francisco
São Gabriel da Palha
São Gotardo
São João Batista
São João do Ivaí
São João do Piauí
São João dos Patos
São João Nepomuceno
São Joaquim da Barra
São José do Cedro
São José do Egito
São João do Rio do Peixe
São João Evangelista
São José do Cedro
São Lourenço do Oeste
São Mateus do Sul
São Miguel
São Miguel do Araguaia
São Miguel do Tapuio
São Paulo do Potengi
São Sebastião
São Sebastião do Caí
São Valentim
São Vicente Férrer
Sapé
Seara
Sena Madureira
Senador Pompeu
Serafina Corrêa
Serra Dourada
Serro
Simões
Simplício Mendes
Sinimbu
Siqueira Campos
Sobradinho
Sombrio
Sumé
Tabira
Taguatinga
Taió
Taiobeiras
Tangará
Tapejara
Tapes
Taquaritinga
Tarauacá
Tauá
Tenente Portela
Terra Nova do Norte
Teutônia
Tietê
Tramandaí
Três Pontas
Tucumã
Tucunduva
Turmalina
Tutóia
Uiraúna
Umarizal
União
Uruçuí
Valença
Valença do Piauí
Valente
Várzea da Palma
Vazante
Venda Nova do Imigrante
Veranópolis
Viana
Vigia
Vila Rica
Virginópolis
Visconde do Rio Branco
Vitorino Freire
Xaxim
Xinguara
Wenceslau Braz
Zé Doca
Referências: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Regiões de Influência das Cidades 2007 (10 de outubro de 2008), [1] Configuração da Rede Urbana do Brasil (junho de 2001)
Portal da Bahia