desenvolvimento asp em Rondonópolis


Encontre desenvolvimento asp em Rondonópolis na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Desenvolvimento

Acto ou efeito de desenvolver.
Crescimento.
Ampliação.
Minuciosidade.

Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde setembro de 2012). Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Município de Rondonópolis
"Cidade Marechal Rondon""Roo""Princesinha do Sul"
Vista parcial da cidade à noiteBandeiraBrasãoHino
Aniversário10 de dezembro
Fundação10 de agosto de 1915 (103Â anos)
Emancipação10 de dezembro de 1953 (65Â anos)
Gentílicorondonopolitano
Padroeiro(a)São João Batista
Prefeito(a)Zé Traste do Pátio (SD)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Rondonópolis em Mato GrossoRondonópolis Localização de Rondonópolis no Brasil
16° 28' 15" S 54° 38' 09" O16° 28' 15" S 54° 38' 09" O
Unidade federativaMato Grosso
MesorregiãoSudeste Mato-Grossense IBGE/2008[1]
MicrorregiãoRondonópolis IBGE/2008[1]
Municípios limítrofesJuscimeira, Poxoréu, São José do Povo, Itiquira, Pedra Preta, Santo Antônio de Leverger
Distância até a capital210Â km
Características geográficas
Área4Â 165,232 km² (BR: 355º)[2]
Área urbana38,7 km² (BR: 81º) ? est. Embrapa[3]
População228 857 hab. (MT: 3º) ? Estimativa IBGE/2018[4]
Densidade54,94 hab./km²
Altitude227 m
ClimaTropical com estação seca Aw
Fuso horárioUTC?4
Indicadores
IDH-M0,791 alto PNUD/2000[5]
Gini0,470 est. IBGE 2003[6]
PIBR$ 7,643 bilhões (BR: 105º) ? IBGE/2013[7]
PIB per capitaR$ 36,102Â 58 IBGE/2014[7]Rondonópolis é um município brasileiro do estado de Mato Grosso. Localizado na região Sudeste do estado, a 210Â km da capital Cuiabá. Possui 228Â 857 habitantes (2018).[4]
Rondonópolis tem o segundo maior Produto interno bruto (PIB) do estado de Mato Grosso. Está localizada estrategicamente no entroncamento das Rodovias BR-163 e BR-364 e é a ligação entre as regiões norte e sul do país. Por estas vias são transportadas toda a produção agrícola e industrial para os grandes centros metropolitanos e portos do Brasil.
Com uma importante localização geográfica, a cidade tem na industrialização um novo salto de crescimento. Hoje, a diversificação de segmentos industriais tem gerado títulos importantes para o município: maior polo de esmagamento, refino e envase de óleo de soja do Brasil, maior polo misturador de fertilizante do interior brasileiro, maior produção estadual de ração e suplementos animais, frigoríficos com padrões internacionais e prepara-se para se consolidar como um dos principais polos têxteis do centro-oeste, através do incentivo e investimento na indústria de tecelagem e confecções. Mais recentemente, Rondonópolis começa a receber investimentos no setor de metalurgia.
Representa um importante polo que atende mais de 30 municípios e cerca de 500 mil habitantes. Investe em qualificação profissional, infraestrutura, tecnologia e desenvolvimento humano, como incentivo para o crescimento da produção agropecuária, da indústria, do comércio e do turismo, gerando emprego, renda e qualidade de vida a todos que aqui vivem e investem.Índice1 História1.1 Povoamento
1.2 Emancipação e Desenvolvimento
2 Geografia
3 Demografia3.1 IDH-M
4 Economia4.1 Centros Comerciais
5 Turismo
6 Estrutura Urbana6.1 Educação
6.2 Saúde
6.3 Áreas Verdes
6.4 Transporte
6.5 Frota
6.6 Cultura
6.7 Esporte
6.8 Serviços
6.9 Comunicação
7 Cidades Irmãs
8 Ver também
9 Referências
10 Ligações externasHistória[editar | editar código-fonte]
Segundo estudos realizados no sítio arqueológico Ferraz Egreja, os primeiros sinais de vida em terras que hoje pertencem ao município de Rondonópolis datam de pelo menos cinco mil anos atrás.Povoamento[editar | editar código-fonte]
Desde o final do século XIX, a ocupação local é marcada por um contingente de índios Bororo, pelo efetivo do destacamento militar em Ponte de Pedra, de 1875 a 1890, e pelas comitivas de aventureiros que se arriscavam pela região em busca de ouro e de pedras preciosas. Por último, chegaram as expedições da Comissão Construtora das Linhas Telegráficas, entre 1907 e 1909, sob o comando do então primeiro tenente Cândido Rondon, que determinavam o traçado da linha telegráfica para interligar os estados do Mato Grosso e do Amazonas ao resto do país, fruto dessa investida, em 1922 é inaugurado o posto telegráfico, às margens do rio Poguba.
A partir de 1902, inicia-se a história de povoamento do rio Vermelho, com a fixação de famílias procedentes de Goiás, Cuiabá e de outras regiões do estado. Em 1915 havia cerca de setenta famílias na localidade. Estas viviam com certa organização econômica, social e política e também tinham preocupação com as primeiras letras. Neste mesmo ano, Joaquim da Costa Marques, presidente de estado do Mato Grosso, promulga o Decreto Lei n.º 395, que estabelecia uma reserva de dois mil hectares para o patrimônio da povoação do rio Vermelho. Esse Decreto marca oficialmente a existência do povoado (a futura cidade de Rondonópolis), cuja data de fundação foi em 10 de agosto de 1915.
Em 1918, o deputado, agrimensor e tenente Otávio Pitaluga conclui o projeto de medição, alinhamento e estética da localidade, projeto que em 1948 foi aproveitado pelo engenheiro Domingos de Lima para edificar o traçado do atual quadrilátero central. Pitaluga também foi o responsável pela alteração de nome do povoado para Rondonópolis, em 1918 - uma homenagem a Rondon que passa, então, a ser considerado o patrono do lugar.
Em 1920, Rondonópolis transforma-se em distrito de Santo Antônio do Leverger e em comarca de Cuiabá. Todavia, na década de 20, o recém criado distrito começa a sofrer problemas ligados a enchentes, epidemias e desentendimento entre os moradores, no mesmo período, João Arenas descobre os garimpos de diamantes na vizinha região de Poxoréu (1924).
A combinação desses fatores provoca o processo de despovoamento de Rondonópolis, no período de 1931 a meados de 1947, ao mesmo tempo em que os garimpos projetam o crescimento de Poxoréu que, em 1938, foi elevado à categoria de município. Em consequência, pela proximidade, Rondonópolis é incluído como distrito de Poxoréu, através da Lei Estadual nº 218 de 1938.Emancipação e Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]
Prefeitura de Rondonópolis
A partir do ano de 1947, Rondonópolis retoma o processo de crescimento, à medida que o município é inserido no contexto capitalista de produção como fronteira agrícola mato-grossense, resultado da política do sistema de colônias implantado pelo Governo do estado. A emancipação política acontece em 10 de dezembro de 1953.
Na década de 70 com a chegada de Walter Osmar Hollenbach(primeiro agricultor a cultivar a Soja no Mato Grosso) a cidade passa a ser um representante do modelo agroexportador, com destaque para a produção de soja e da pecuária. Neste período Rondonópolis já é considerada polo econômico da região e classificada como segundo município do estado em importância econômica, demográfica e urbana. É a década da migração de nordestinos, paulistas, mineiros e sulistas que veem nestas terras bons negócios.Geografia[editar | editar código-fonte]
Rondonópolis localiza-se a uma latitude 16º28'15" sul e a uma longitude 54º38'08" oeste, estando a uma altitude de 227 metros. Sua população em 2016 é estimada em 218.899 habitantes, o que coloca Rondonópolis em 135º lugar no Brasil, 54º lugar entre os municípios interioranos brasileiros, 8° lugar dos municípios do Centro-Oeste e 3º lugar no estado. Sua microrregião possui 270.798 habitantes e está dividida em oito municípios. E sua mesorregião possui 526.445 habitantes segundo estimativas do IBGE/2013.
Localizado em posição privilegiada, no entroncamento das rodovias BR-163 e BR-364, além dos trilhos da Ferronorte, Rondonópolis faz limite com os municípios de Juscimeira, Poxoréu, Itiquira, São José do Povo, Pedra Preta e Santo Antônio do Leverger. A cidade é banhada pelos rios Vermelho, Tadarimã, Arareau, Ponte de Pedra, Guiratinga, e Jurigue.
A região tem vegetação típica do cerrado, e o clima é tropical quente e úmido, com chuvas concentradas na primavera e no verão. Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1995 a 2016, a menor temperatura registrada em Rondonópolis foi de 6Â °C em 1° de junho de 2009,[8] e a maior atingiu 42,3Â °C em 15 de outubro de 2014.[9] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 187,5 milímetros (mm) em 10 de janeiro de 2012. Outros grandes acumulados iguais ou superiores a 100Â mm foram 113,6Â mm em 11 de outubro de 2011, 109Â mm em 6 de maio de 1995, 105,4Â mm em 31 de janeiro de 1999 e 103Â mm em 16 de janeiro de 1999.[10] Janeiro de 2012, com 572,2Â mm, foi o mês de maior precipitação.[11]
Dados climatológicos para Rondonópolis
MêsJanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDezAno
Temperatura máxima recorde (°C)37,537,436,836,83636,637,540,141,842,338,738,1 42,3
Temperatura mínima média (°C)22,12221,920,517,215,6-16,619,721,721,922,2 -
Temperatura mínima recorde (°C)14,816,218,910,16,266,77,99,716,516,315,8 6
Precipitação (mm)265,2193,714695,33611,2-6,536,7121145,1244,9 -
Umidade relativa compensada (%)87,98787,2-78,472,963,25358,472,179,686 -
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[12] recordes de temperatura: 01/02/1995 a 31/01/2016)[8][9] Demografia[editar | editar código-fonte]Crescimento populacional
Censo
Pop.%±
196022Â 997?197062Â 609172,2%198082Â 49031,8%1991123Â 17149,3%2000150Â 22722,0%2010195Â 47630,1%Fonte: IBGEA população do município de Rondonópolis foi verificada como sendo de 195Â 476 habitantes em 2010, segundo dados do Censo 2010. Naquele ano, era o terceiro município mais populoso do estado do Mato Grosso, depois de Cuiabá e de Várzea Grande, e o mais populoso do interior do estado. De acordo com o mesmo censo, destes 195 mil habitantes, 98Â 197 pertenciam ao sexo masculino (50,23% do total) e 97Â 279 pertenciam ao sexo feminino (49,77% do total), sendo que 188Â 028 habitantes (96,19% do total) viviam na área urbana do município e 7Â 448 na área rural (3,81% do total).IDH-M[editar | editar código-fonte]
O IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal) de Rondonópolis, segundo dados do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) de 2010, é de 0,755 (desconsiderando a desigualdade de renda), considerado "alto"[13], acima da média estadual, que foi de 0,725 no mesmo período, e da média nacional, de 0,727 em 2010[13], nos mesmos termos. De acordo com o PNUD[13], o IDHM-E, ou seja, o IDHM referente a educação, foi de 0,698 naquele ano (acima da média do estado do Mato Grosso, foi de 0,635), considerado "médio", enquanto o IDHM-L, o IDHM referente a longevidade foi de 0,823 (ligeiramente acima da média estadual de 0,821)[13], considerado "muito alto", e o IDHM-R, o IDHM referente a renda foi de 0,749 (enquanto o IDHM-R médio estadual foi de 0,732)[13]. Em 2010, a expectativa de vida média em Rondonópolis era de 74,37 anos, e a renda per capita era de R$843,62[13].
No ranking do ano de 2010, entre os municípios mato-grossenses, Rondonópolis ocupava a 4ª posição, depois da capital, Cuiabá (0,785), de Lucas do Rio Verde (0,768) e de Nova Mutum (0,758), possuindo um IDHM ligeiramente superior ao de Sinop (0,754), na 5ª posição. Entre todos os cinco mil municípios do país naquele ano, Rondonópolis aparecia na 453ª posição, empatado com Alto Bela Vista (SC), Aparecida (SP), Brodowski (SP), Cianorte (PR), Coronel Fabriciano (MG), Formiga (MG), Montenegro (RS), Orleans (SC), Pongaí (SP), Saudades (SC), São José do Ouro (RS), São Ludgero (SC), São Pedro (SP).
Em 2000, de acordo com o PNUD, o IDHM do município era de 0,638, enquanto que em 1991 era de 0,480[13].Economia[editar | editar código-fonte]
Rondonópolis é hoje a 2ª maior economia do estado de Mato Grosso e está entre as 100 maiores economias do país, com um PIB de quase 7 bilhões de reais (IBGE/2013) a cidade já é considerada a mais industrializada do estado. Nos últimos anos houve um intenso processo de industrialização e verticalização da economia. Diversas indústrias se instalaram no município, a Cervejaria Petrópolis (Crystal), a TBM Têxtil, Nortox Agrotóxicos, Bunge Alimentos, ADM, Agra, e outras são exemplo dessa industrialização.
O agronegócio já não é a principal fonte de economia, e sim a "mola propulsora" para diversos outros setores secundários da economia local. Rondonópolis já foi considerada a "Capital Nacional do Agronegócio", hoje volta seus ideais para a indústria, com o objetivo de agregar valores a seus produtos como soja e algodão, com instalação de grandes esmagadoras de soja e indústrias têxteis. A cidade também é um importante polo comercial, além de ser considerada "capital regional", por sua importância econômica. A edição de Janeiro/2010 da Revista "Pequenas Empresas & Grandes Negócios", mostra estudo exclusivo, feito pela consultoria paulistana Geografia de Mercado que deu origem à lista de 25 cidades boas para se empreender e Rondonópolis está no 7º lugar da lista das cidades, entre 100 e 200 mil habitantes. Rondonópolis está entre as 40 maiores cidades exportadoras do Brasil.Centros Comerciais[editar | editar código-fonte]
Hoje Rondonópolis conta com o "Rondon Plaza Shopping", o maior da cidade e o "Montello Centro Comercial", um complexo de lojas destinado a classe "A". e escritórios empresariais, O "Shopping Popular", mais conhecido como "Camelódromo", localizado no Cais, ponto turístico e de lazer da cidade. Além de várias lojas de ruas na região central da cidade, e grandes redes de departamento. Devido o grande crescimento da cidade, esta previsto a construção de mais dois Shopping center em Rondonópolis nos próximos anos, um em fase de liberação na prefeitura e com terreno já definido nas proximidades da Universidade Federal de Mato Grosso e outro no complexo da Ferronorte, que é o maior Porto seco da America Latina na expectativa que a cidade ultrapasse os 300 mil Habitantes em um curto prazo de tempo.Turismo[editar | editar código-fonte]
O Turismo de Rondonópolis é movimentado pelo agronegócio mas devido às belezas naturais da região, o ecoturismo já surge como atração para o setor. Outra área que começa a atrair visitantes é o Esporte devido a vários campeonatos de diversas modalidades.
As feiras agropecuárias como a Agrishow Cerrado (feira internacional de tecnologias agrícolas), que acontece em abril e a Exposul (exposição agropecuária oficial da cidade), realizada em agosto atraem milhares de pessoas de todo o Brasil para o município.
O Parque Ecológico João Basso (área de preservação ambiental particular) é formado por cachoeiras, grutas, inscrições rupestres e trilhas que levam à Cidade de Pedra.
Há também por toda a região de Rondonópolis uma série de cachoeiras e rios propícios para os amantes da boa pescaria, para a prática de esportes radicais como o rapel ou simplesmente para contemplar a natureza exuberante do cerrado. Os campeonatos de skate, motocross, Fórmula Uno, Festival de Arrancadas e o Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia também contribuem para o Turismo local,
Para atender a demanda de turistas e visitantes a cidade de Rondonópolis dispõe de um Aeroporto Municipal que faz a ligação aérea com Cuiabá, Campinas e Brasília, e um terminal rodoviário composto por 22 empresas de transportes que ligam o município a todos os outros Estados do Brasil.
Pontos turísticos de RondonópolisCidade de pedra, um complexo rochoso e sítio arqueológico (Fechado desde 2005);
Parque Ecológico João Basso, uma Reserva Particular do Patrimônio Natural;
Rio Ponte de Pedra, local de prática de esportes radicais;
Horto Florestal em RondonópolisCais, às margens do Rio Vermelho, local para lazer, com um belo entardecer;
Horto Florestal, lugar ideal para realizar caminhadas ao amanhecer e ao entardecer;
Museu Municipal Rosa Bororo;
Praça Brasil, no centro da cidade;
Avenida Lions, ao longo da avenida estão alguns do principais bares e restaurantes da cidade;
Rodovia do Peixe, além de belas paisagens a muitas pousadas e restaurantes ao longo da rodovia que margeia o Rio Vermelho;
Estrutura Urbana[editar | editar código-fonte]
Educação[editar | editar código-fonte]
Ensino Superior
Rondonópolis conta com uma universidade federal, a UFR, ??que oferece os seguintes cursos superiores: Administração, Biblioteconomia, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Enfermagem, Engenharia Agrícola e Ambiental, Engenharia Mecânica, Geografia, História, Sistemas de Informação, Letras Inglês, Letras Português, Matemática, Medicina, Pedagogia, Psicologia e Zootecnia. A cidade também possui um campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT), com cursos técnicos na área de Química, Secretariado, Informática e Alimentos.
A Universidade Estadual de Mato Grosso (UNEMAT) em 2017 começou a oferecer os cursos de Ciências da Computação e Letras e também já foi aprovado para começar o curso de Direito.
A cidade conta com dois campi da UNIC (Kroton Educacional) oferta em suas unidades os cursos de: Administração, Agronegócios, Psicologia, Gestão de Recursos Humanos,Marketing, Ciências Contábeis, Direito, Enfermagem, Educação Física, Engenharia Civil, Engenharia de Produção, Sistemas de Informação, Odontologia, Farmácia, Fisioterapia. Após a incorporação do campus da Anhanguera Educacional, a faculdade UNIC integrou a sua marca também os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Agronomia, Ciência da Computação, Engenharia Mecânica, Engenharia de Controle e Automação, Pedagogia.
Como parte do Acordo de Controle de Concentração (ACC) firmado entre o grupo Kroton e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) em 2014, que visava a fusão com o grupo Anhanguera, a Faculdades Integradas de Rondonópolis (Unic-FAIR) foi vendida ao grupo ASSELVI, mantenedora da faculdade UNIASSELVI, que passou a ofertar presencialmente os cursos de Administração, Ciências Contábeis, Direito e Sistema de Informação, além de todo o leque de cursos EAD que o grupo já ofertava.
Fazem parte do cenário educacional superior várias Faculdade EAD entre elas UNOPAR Virtual, CESUMAR Virtual. Além de escolas de ensino técnico SENAI, SENAC, SEST/SENAT e SECITEC.
Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio:Rede Municipal de Ensino ? Rondonópolis tem 52 unidades de Educação Infantil, Ensino fundamental e Educação para Jovens e Adultos - EJA, com cerca de 17.500 alunos matriculados;
Rede Estadual de Ensino ? São 34 unidades de Ensino Fundamental, Médio e EJA, com cerca de 31.000 alunos matriculados;
Rede Particular de Ensino ? São 30 Escolas de Educação Infantil, Ensino Fundamental, Médio e Especial, além da EJA, com cerca de 7.500 alunos matriculados;
Santa Casa de Misericórdia
Saúde[editar | editar código-fonte]
Rondonópolis conta com 155 leitos de internação no Sistema Único de Saúde ? SUS, 8 Unidades de Terapia Intensiva ? UTI para adultos e 10 leitos de UTI Neonatal.Áreas Verdes[editar | editar código-fonte]
Rondonópolis peca nesse quesito, tem alguns espaços como o cais e o horto florestal, além de algumas praças, mas as mesmas estão concentradas nos bairros da região sul da cidade, tendo poucas opções para os moradores da região do Distrito de Vila Operária. A cidade também é pouco arborizada.Transporte[editar | editar código-fonte]
Rondonópolis é cortada pelas Rodovias Federais BR-163 e BR-364, e pelas Estaduais MT-130 e MT-270. Além dos trilhos da Ferronorte. As principais Avenidas da cidade são: Avenida Fernando Correa da Costa, Avenida Bandeirantes, Avenida Lions, Avenida Brasil, Avenida Presidente Médici, Rua Dom Pedro II, e a Rua Barão do Rio Branco.O Transporte Coletivo é feito por uma única empresa, a Cidade de Pedra;
Terminal Rodoviário Alberto Luz, situado no Jardim Novo Horizonte, possui destinos a cidades dos estados de MT, AC, RO, PA, MS, GO, DF, PR, SC, RS, SP, MG, RJ, BA, SE, AL e PE;
O Aeroporto Municipal Maestro Marinho Franco, localizado a 16Â km do centro da cidade, atualmente com voos para a capital Cuiabá e Aeroporto Internacional de Viracopos/Campinas e conexões Azul Linhas Aéreas Brasileiras. Voo Rondonópolis - Brasília e Rondonópolis - Aeroporto de Ribeirão Preto operados pela empresa Passaredo;
O Terminal Intermodal de Rondonópolis, administrado pela empresa ALL (América Latina Logística). O Terminal é considerado o maior da América Latina;
Frota[editar | editar código-fonte]
Rondonópolis tem a segunda maior frota de veículos do estado com 149.970 veículos (Fonte: Ministério das Cidades, Departamento Nacional de Trânsito - DENATRAN - 2016).TIPO DE VEÍCULO
QUANTIDADE
Automóveis
52.958
Caminhões
4.734
Caminhões-trator
4.722
Caminhonetes
14.444
Caminhonetas2.748
Micro-ônibus
197
Tratores6
Motocicletas
49.028
Motonetas
19.418
Ônibus
527
Utilitários1.193 Catedral Santa Cruz
Cultura[editar | editar código-fonte]
Rondonópolis é uma referência cultural. Embora haja o projeto para a construção de um Teatro Municipal, não houve anúncio formal para sua efetiva implementação. Todavia, há lugares destinados à cultura e ao lazer, podendo ser citados o Caiçara Tênis Clube, no Rondon Plaza, e o Museu Municipal Rosa Bororo.
Esporte[editar | editar código-fonte]
Estádio Lutero Lopes
Rondonópolis conta com o Estádio Engenheiro Luthero Lopes, com capacidade para cerca de 18.500 torcedores, local de jogos muito importantes pelo Campeonato Estadual de Futebol, organizado pela FMF(Federação Mato-grossense De Futebol). Possui no município três times: União Esporte Clube (campeão estadual em 2010), Sociedade Esportiva Vila Aurora (Campeão estadual em 2005), e o mais novo time de Mato Grosso, o Rondonópolis Esporte Clube.
O município também dispõe de um ginásio de esporte, o Ginásio Marechal Rondon. O Parque das Águas (que é utilizado para a prática esportivas como o skate, a caminhada, o vôlei e o bicicross), e o Horto Florestal. Além das praças municipais, onde quase todas contam com campo de areia, ou de futsal.Serviços[editar | editar código-fonte]
O serviço de água e esgoto é servido pela empresa Sanear (Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis), a empresa é uma autarquia municipal. Já a distribuição de energia é feito pela Energisa. 99,9% da cidade é servida de água tratada, e cerca de 70% (em 2014) do esgoto da cidade é coletado e tratado, a previsão é de que até o fim de 2016 todo esgoto da cidade seja coletado e tratado.Comunicação[editar | editar código-fonte]
Os principais meios de comunicação são a internet, as rádios, os jornais impressos, a televisão e as companhias de telefonia fixa e móvel. O DDD local é o 66.
As principais empresas responsáveis pela telefonia fixa na cidade são a Embratel, GVT e a OI. Já a telefonia móvel fica a cargo da Vivo, Tim, Claro e Oi. As principais operadoras de Internet e TV por Assinatura são GVT, OI e a Via Cabo.
Os canais de TV de Rondonópolis.
As emissoras afiliadas são:
Dig.Ana.
UHF
Emissora
Afiliação
02.1
22
Tv Brasil Oeste
Rede Brasil de Televisão
04.1
41
Band Mato Grosso
Band
05.1
38
TV Cidade
RecordTV
08.1
45
SBT Rondonópolis
SBT
12.1
36
TV Centro América Sul
Globo
15.1
15
TV Aparecida (Rede)
TV Aparecida
18.1
43
Rede Vida (Rede)
Rede Vida
20.1
34
Canção Nova (Rede)
Canção Nova
24.124Tv Evangelizar (Rede)Tv Evangelizar
26.1
26
TV Pai Eterno (Rede)
TV Pai Eterno
33.1
33
Tv Novo Tempo (Rede, mas fora do ar no momento)
TV Novo Tempo
23.1
23
Rede Internacional de Televisão (Rede)
RIT
48.1
48
Rede Brasil de Televisão (Rede)
Rede Brasil de TelevisãoAs rádios FM sintonizadas em Rondonópolis são:
Freq.Prefixo
Nome
91,5ZYT 657Gazeta FM**
99,3ZYX 673Mega FM*
101,5ZYT 659Centro América Hits FM
102,9ZYI 416Jovem Pan FM**
104,9ZYC 915
104 Amorin FM
105,7ZYL 659105 FM
106,3ZYT 642Vitória FM
106,7
106 FM
107,5ZYL 670Shalon FM*Concessão Rádio em Pedra Preta;
**Concessão Rádio em Poxoréu.
Na internet os canais mais utilizados para informações de notícias da região são as fanpages do Facebook e sites de notícias locais.
Os sites de Notícias de Rondonópolis são:
NomeURLFacebook
Agora Mato Grossohttps://www.agoramt.com.brhttps://www.facebook.com/agoramt
A Tribuna Mato Grossohttp://www.atribunamt.com.brhttps://www.facebook.com/atribunamt
Saiba Tudo Mato Grossohttps://www.saibatudomt.com.brhttps://www.facebook.com/saibatudomt/Cidades Irmãs[editar | editar código-fonte]
Uberlândia
Ribeirão Preto
Araçatuba
Austin
Córdova
Ver também[editar | editar código-fonte]
Lista de municípios de Mato Grosso
Lista de municípios do Brasil
Lista de municípios do Brasil acima de cem mil habitantes
Referências? a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008Â ? IBGE; IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010Â ? «Urbanização das cidades brasileiras». Embrapa Monitoramento por Satélite. Consultado em 30 de Julho de 2008Â ? a b «Estimativa populacional 2018» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 29 de agosto de 2018Â ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008Â ? «Indice GINI». Cidade Sat. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2000. Consultado em 6 de agosto de 2011. Arquivado do original em 30 de abril de 2012Â ? a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2010-2013». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 27 de dezembro de 2015Â ? a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Rondonópolis». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 27 de junho de 2018Â ? a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Rondonópolis». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 27 de junho de 2018Â ? «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Rondonópolis». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 27 de junho de 2018Â ? «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - Rondonópolis». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 27 de junho de 2018Â ? «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 27 de junho de 2018Â ? a b c d e f g «Título ainda não informado (favor adicionar)». www.atlasbrasil.org.brÂ
Ligações externas[editar | editar código-fonte]
Página da prefeitura (em português)
Dossiê de Rondonópolis 2006 (em português)
Rondonópolis no WikiMapia (em português)
Rondonópolisvde Mato Grosso Portal ? Geografia, Política, Cultura, EsportesSubdivisões administrativasCapital ? InteriorRegiões geográficas intermediárias (desde 2017)Barra do Garças ? Cáceres ? Cuiabá ? Rondonópolis ? SinopRegiões geográficas imediatas (desde 2017)Água Boa ? Alta Floresta ? Barra do Garças ? Cáceres ? Confresa-Vila Rica ? Cuiabá ? Diamantino ? Jaciara ? Juara ? Juína ? Mirassol d'Oeste ? Peixoto de Azevedo-Guarantã do Norte ? Pontes e Lacerda-Comodoro ? Primavera do Leste ? Rondonópolis ? Sinop ? Sorriso ? Tangará da SerraDivisões regionais extintas (divisão vigente até 2017)Mesorregiões e microrregiõesRegiões Metropolitanas, RIDEse Aglomerações UrbanasVale do Rio CuiabáMais de 200.000 habitantesCuiabá ? Várzea Grande ? RondonópolisMais de 100.000 habitantesSinop ? Tangará da SerraMais de 40.000 habitantesCáceres ? Sorriso ? Lucas do Rio Verde ? Primavera do Leste ? Barra do Garças ? Alta Floresta ? Pontes e Lacerda ? Campo Verde ? Nova Mutum ? JuínaCentro-Oeste, Brasil vdeMaiores municípios da região Centro-Oeste do Brasil por populaçãoBrasília  • Goiânia  • Campo Grande  • Cuiabá  • Aparecida de Goiânia  • Anápolis  • Várzea Grande  • Rondonópolis  • Dourados  • Rio Verde  • Luziânia  • Águas Lindas de Goiás  • Valparaíso de Goiás  • Sinop  • Trindade  • Corumbá  • Três Lagoas  • Formosa  • Itumbiaravde Hierarquia urbana do Brasil
Demografia do Brasil
Municípios do Brasil
vdeMetrópolesMetrópoles globais
São Paulo
Metrópoles nacionais
Brasília
Rio de Janeiro
Metrópoles regionais
Belém
Belo Horizonte
Curitiba
Fortaleza
Goiânia
Manaus
Porto Alegre
Recife
Salvador
vdeCapitais regionaisCapitais regionais A
Aracaju
Campinas
Campo Grande
Cuiabá
Florianópolis
João Pessoa
Maceió
Natal
São Luís
Teresina
Vitória
Capitais regionais B
Blumenau
Campina Grande
Cascavel
Caxias do Sul
Chapecó
Feira de Santana
Ilhéus/Itabuna
Joinville
Juiz de Fora
Londrina
Maringá
Ribeirão Preto
São José do Rio Preto
Uberlândia
Montes Claros
Palmas
Passo Fundo
Porto Velho
Santa Maria
Vitória da Conquista
Capitais regionais C
Araçatuba
Araguaína
Arapiraca
Araraquara
Barreiras
Bauru
Boa Vista
Cachoeiro de Itapemirim
Campos dos Goytacazes
Caruaru
Criciúma
Divinópolis
Dourados
Governador Valadares
Ijuí
Imperatriz
Ipatinga/Coronel Fabriciano/Timóteo
Juazeiro do Norte/Crato/Barbalha
Macapá
Marabá
Marília
Mossoró
Novo Hamburgo/São Leopoldo
Pelotas/Rio Grande
Petrolina/Juazeiro
Piracicaba
Ponta Grossa
Pouso Alegre
Presidente Prudente
Rio Branco
Santarém
Santos
São José dos Campos
Sobral
Sorocaba
Teófilo Otoni
Uberaba
Varginha
Volta Redonda/Barra Mansa
vdeCentros sub-regionaisCentros sub-regionais A
Alfenas
Anápolis
Apucarana
Bacabal
Bagé
Barbacena
Barra do Garças
Barretos
Bento Gonçalves
Botucatu
Cabo Frio
Caçador
Cáceres
Caicó
Cajazeiras
Campo Mourão
Castanhal
Catanduva
Caxias
Colatina
Crateús
Erechim
Floriano
Foz do Iguaçu
Franca
Francisco Beltrão
Garanhuns
Guanambi
Guarabira
Guarapuava
Iguatu
Irecê
Itajaí
Itaperuna
Itumbiara
Jacobina
Jaú
Jequié
Ji-Paraná
Joaçaba
Lages
Lajeado
Lavras
Limeira
Macaé
Manhuaçu
Muriaé
Nova Friburgo
Ourinhos
Paranaguá
Paranavaí
Parnaíba
Passos
Pato Branco
Patos
Patos de Minas
Pau dos Ferros
Paulo Afonso
Picos
Pinheiro
Poços de Caldas
Ponte Nova
Quixadá
Redenção
Rio Claro
Rio do Sul
Rio Verde
Rondonópolis
Santa Cruz do Sul
Santa Inês
Santa Rosa
Santo Ângelo
Santo Antônio de Jesus
São Carlos
São João da Boa Vista
São Mateus
Serra Talhada
Sinop
Sousa
Teixeira de Freitas
Toledo
Tubarão
Ubá
Umuarama
Uruguaiana
Centros sub-regionais B
Abaetetuba
Assu
Afogados da Ingazeira
Alagoinhas
Altamira
Andradina
Angra dos Reis
Araranguá
Araras
Araripina
Arcoverde
Ariquemes
Assis
Avaré
Balneário Camboriú
Balsas
Bom Jesus da Lapa
Bragança
Bragança Paulista
Breves
Brumado
Brusque
Cacoal
Cametá
Campo Maior
Capanema
Caratinga
Carazinho
Cataguases
Chapadinha
Cianorte
Concórdia
Conselheiro Lafaiete
Cruz Alta
Cruz das Almas
Cruzeiro do Sul
Currais Novos
Eunápolis
Frederico Westphalen
Guaratinguetá
Gurupi
Itabaiana
Itaberaba
Itaituba
Itajubá
Itapetininga
Itapeva
Itapipoca
Itaporanga
Ituiutaba
Ivaiporã
Janaúba
Linhares
Mafra
Palmares
Paragominas
Parintins
Pedreiras
Presidente Dutra
Registro
Resende
Ribeira do Pombal
Santana do Ipanema
Santo Antônio da Platina
São João del-Rei
São Lourenço
São Miguel do Oeste
São Raimundo Nonato
Senhor do Bonfim
Tefé
Teresópolis
Tucuruí
União da Vitória
Valença
Viçosa
Videira
Vilhena
Vitória de Santo Antão
Xanxerê
vdeCentros de zonaCentros de zona A
Acaraú
Açailândia
Adamantina
Além Paraíba
Almeirim
Almenara
Alta Floresta
Amparo
Aquidauana
Aracati
Aracruz
Araçuaí
Arapongas
Araxá
Assis Chateubriand
Barra do Corda
Barreiros
Bebedouro
Belo Jardim
Birigui
Bom Jesus
Caçapava do Sul
Cachoeira do Sul
Caetité
Caldas Novas
Camacan
Camaquã
Campo Belo
Campos Novos
Canindé
Canoinhas
Capelinha
Carangola
Carpina
Catalão
Catolé do Rocha
Caxambu
Ceres
Cerro Largo
Codó
Colinas do Tocantins
Conceição do Araguaia
Conceição do Coité
Cornélio Procópio
Corumbá
Corrente
Cruzeiro
Curitibanos
Cururupu
Curvelo
Diamantina
Diamantino
Dianópolis
Dois Vizinhos
Dracena
Encantado
Esperantina
Estância
Estrela
Fernandópolis
Formiga
Frutal
Governador Nunes Freire
Goiana
Goiás
Guanhães
Guaporé
Guaraí
Guaxupé
Ibaiti
Ibirubá
Icó
Imbituba
Ipiaú
Iporá
Irati
Itabaiana
Itabira
Itacoatiara
Itamaraju
Itapetinga
Ituverava
Jacarezinho
Jales
Jandaia do Sul
Januária
Jaru
Jataí
João Câmara
João Monlevade
Juína
Jundiaí
Lagarto
Lagoa Vermelha
Laranjeiras do Sul
Limoeiro
Limoeiro do Norte
Lins
Loanda
Macau
Macaúbas
Mamanguape
Marau
Maravilha
Marechal Cândido Rondon
Medianeira
Mineiros
Mirassol d'Oeste
Mogi Guaçu
Monteiro
Montenegro
Morrinhos
Mundo Novo
Naviraí
Nossa Senhora da Glória
Nova Andradina
Nova Prata
Nova Venécia
Oeiras
Olímpia
Osório
Ouricuri
Palmas
Palmeira das Missões
Palmeira dos Índios
Pará de Minas
Paraíso do Tocantins
Parauapebas
Patrocínio
Penápolis
Penedo
Pesqueira
Pinhalzinho
Pirapora
Pires do Rio
Piripiri
Pombal
Ponta Porã
Porangatu
Porto Nacional
Porto Seguro
Primavera do Leste
Propriá
Quirinópolis
Rolim de Moura
Russas
Salgueiro
Salinas
Santa Fé do Sul
Santa Inês
Santa Maria da Vitória
Santo Antônio de Pádua
Santiago
São Bento do Sul
São Borja
São Félix do Araguaia
São Gabriel
São Jerônimo
São José do Rio Pardo
São Luís de Montes Belos
São Luiz Gonzaga
São Miguel dos Campos
Sarandi
Seabra
Serrinha
Soledade
Sorriso
Surubim
Tabatinga
Taquara
Tatuí
Telêmaco Borba
Tijucas
Timbaúba
Timbó
Tocantinópolis
Torres
Três Corações
Três de Maio
Três Lagoas
Três Passos
Três Rios
Tupã
Unaí
União dos Palmares
Uruaçu
Vacaria
Venâncio Aires
Votuporanga
Xique-Xique
Centros de zona B
Abaeté
Abelardo Luz
Abre Campo
Afonso Cláudio
Água Boa
Água Branca
Águas Formosas
Aimorés
Alegrete
Alexandria
Alto Araguaia
Alto Longá
Alto Parnaíba
Amambai
Amarante
Amargosa
Andirá
Andradas
Anicuns
Anísio de Abreu
Aparecida
Apiaí
Apodi
Araguaçu
Araguari
Araguatins
Araioses
Araputanga
Arara
Araruama
Araruna
Arcos
Arinos
Arroio do Meio
Arvorezinha
Auriflama
Avelino Lopes
Baependi
Bambuí
Bariri
Barra
Barra Bonita
Barra de São Francisco
Barra do Bugres
Barras
Barracão
Bataguassu
Batalha
Bela Vista
Belém do São Francisco
Bicas
Boa Esperança
Boa Vista do Buricá
Bom Jardim de Minas
Bom Jesus do Itabapoana
Boquira
Braço do Norte
Brasileia
Brejo Santo
Buritis
Caculé
Camapuã
Cambuí
Camocim
Campina da Lagoa
Campo Novo do Parecis
Campos Altos
Campos Belos
Canguaretama
Canindé de São Francisco
Canto do Buriti
Capanema
Capão da Canoa
Capim Grosso
Capinzal
Capitão Poço
Capivari
Caracol
Carauari
Carmo do Paranaíba
Carutapera
Casca
Cassilândia
Castelo
Castelo do Piauí
Cerejeiras
Chapadão do Sul
Chopinzinho
Cícero Dantas
Coelho Neto
Colíder
Colinas
Coluna
Comodoro
Confresa
Congonhas
Constantina
Coronel Vivida
Coxim
Cristal do Sul
Crixás
Cruz
Cruzília
Curimatá
Delmiro Gouveia
Desterro
Dores do Indaiá
Entre Rios de Minas
Esperantinópolis
Espírito Santo do Pinhal
Espumoso
Euclides da Cunha
Eirunepé
Extrema
Fátima
Faxinal
Floresta
Fortaleza dos Nogueiras
Fronteiras
Gandu
Garça
Garibaldi
General Salgado
Getúlio Vargas
Gilbués
Goianésia
Goiatuba
Goioerê
Grajaú
Guaíra
Guajará-Mirim
Guaraciaba do Norte
Guararapes
Horizontina
Ibicaraí
Ibirama
Ibotirama
Ilha Solteira
Indaial
Inhumas
Ipanema
Ipu
Iracema
Itaberaí
Itacarambi
Itamonte
Itaocara
Itapaci
Itapajé
Itapiranga
Itápolis
Itapuranga
Itaqui
Itararé
Itaúna
Ituporanga
Iturama
Jaciara
Jacutinga
Jaguaquara
Jaguariaíva
Jaguaribe
Jaicós
Jardim
Joaíma
João Pinheiro
Juara
Jussara
Lábrea
Lago da Pedra
Lagoa da Prata
Lambari
Leme
Leopoldina
Livramento de Nossa Senhora
Lorena
Lucas do Rio Verde
Lucélia
Luzilândia
Machado
Malacacheta
Manga
Mantena
Maracaçumé
Matão
Matinhos
Miranda
Miracema do Tocantins
Mirinzal
Mococa
Monte Alegre
Monte Alto
Monte Aprazível
Monte Carmelo
Mostardas
Muçum
Nanuque
Natividade
Nazaré
Neópolis
Niquelândia
Nonoai
Nossa Senhora das Dores
Nova Londrina
Nova Mutum
Nova Petrópolis
Oliveira
Orlândia
Osvaldo Cruz
Olho d'Água das Flores
Ouro Fino
Ouro Preto do Oeste
Palmeira
Palmeira d'Oeste
Palmeirópolis
Pão de Açúcar
Paracatu
Paraguaçu Paulista
Paraisópolis
Paramirim
Paranacity
Paranaíba
Parelhas
Passa-e-Fica
Patu
Paulistana
Peçanha
Pedra Azul
Pedro II
Pedro Afonso
Peixoto de Azevedo
Piancó
Pinheiro Machado
Pio XII
Piraju
Piracuruca
Pitanga
Pitangui
Piumhi
Poções
Ponte Serrada
Pontes e Lacerda
Porteirinha
Porto Calvo
Porto União
Posse
Presidente Epitácio
Presidente Getúlio
Presidente Juscelino
Presidente Venceslau
Princesa Isabel
Prudentópolis
Quatis
Quedas do Iguaçu
Rancharia
Resplendor
Riachão do Jacuípe
Rio Bonito
Rio Negro
Rio Pomba
Rio Real
Rodeio Bonito
Roncador
Rubiataba
Salto do Jacuí
Salvador do Sul
Sananduva
Sanclerlândia
Santa Bárbara
Santa Cruz
Santa Cruz da Baixa Verde
Santa Cruz do Rio Pardo
Santa Filomena
Santa Helena
Santa Luzia
Santa Luzia do Paruá
Santa Maria do Suaçuí
Santa Vitória do Palmar
Santana
Santana do Livramento
Santo Antônio
Santo Antônio da Patrulha
Santo Augusto
Santos Dumont
São Bento (Maranhão)
São Bento (Paraíba)
São Benedito
São Domingos
São Francisco
São Gabriel da Palha
São Gotardo
São João Batista
São João do Ivaí
São João do Piauí
São João dos Patos
São João Nepomuceno
São Joaquim da Barra
São José do Cedro
São José do Egito
São João do Rio do Peixe
São João Evangelista
São José do Cedro
São Lourenço do Oeste
São Mateus do Sul
São Miguel
São Miguel do Araguaia
São Miguel do Tapuio
São Paulo do Potengi
São Sebastião
São Sebastião do Caí
São Valentim
São Vicente Férrer
Sapé
Seara
Sena Madureira
Senador Pompeu
Serafina Corrêa
Serra Dourada
Serro
Simões
Simplício Mendes
Sinimbu
Siqueira Campos
Sobradinho
Sombrio
Sumé
Tabira
Taguatinga
Taió
Taiobeiras
Tangará
Tapejara
Tapes
Taquaritinga
Tarauacá
Tauá
Tenente Portela
Terra Nova do Norte
Teutônia
Tietê
Tramandaí
Três Pontas
Tucumã
Tucunduva
Turmalina
Tutóia
Uiraúna
Umarizal
União
Uruçuí
Valença
Valença do Piauí
Valente
Várzea da Palma
Vazante
Venda Nova do Imigrante
Veranópolis
Viana
Vigia
Vila Rica
Virginópolis
Visconde do Rio Branco
Vitorino Freire
Xaxim
Xinguara
Wenceslau Braz
Zé Doca
Referências: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Regiões de Influência das Cidades 2007 (10 de outubro de 2008), [1] Configuração da Rede Urbana do Brasil (junho de 2001)
Portal de Mato Grosso Portal do Brasil

POSTAGENS RELACIONADOS


DESENVOLVIMENTO ASP EM ROQUE GONZALES


desenvolvimento asp em Roque Gonzales

Encontre desenvolvimento asp em Roque Gonzales na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO

DESENVOLVIMENTO ASP EM RORAINÓPOLIS


desenvolvimento asp em Rorainópolis

Encontre desenvolvimento asp em Rorainópolis na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO

DESENVOLVIMENTO ASP EM ROSANA


desenvolvimento asp em Rosana

Encontre desenvolvimento asp em Rosana na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO

DESENVOLVIMENTO ASP EM ROSÁRIO


desenvolvimento asp em Rosário

Encontre desenvolvimento asp em Rosário na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO