desenvolvimento asp em Martinópolis


Encontre desenvolvimento asp em Martinópolis na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Desenvolvimento

Acto ou efeito de desenvolver.
Crescimento.
Ampliação.
Minuciosidade.


Município de Martinópolis
BandeiraBrasãoHino
Aniversário13 de junho
Fundação29 de janeiro de 1939 (80 anos)
Gentílicomartinopolense
Prefeito(a)Cristiano Macedo Engel (PV)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Martinópolis em São PauloMartinópolis Localização de Martinópolis no Brasil
22° 08' 45" S 51° 10' 15" O22° 08' 45" S 51° 10' 15" O
Unidade federativaSão Paulo
MesorregiãoPresidente Prudente IBGE/2008[1]
MicrorregiãoPresidente Prudente IBGE/2008[1]
Municípios limítrofesNantes, Iepê, Rancharia, Parapuã, Sagres, Pracinha, Mariápolis, Caiabu, Indiana, Regente Feijó, Taciba
Distância até a capital539 km[2]
Características geográficas
Área1 253,158 km² [3]
População24 260 hab. Censo IBGE/2010[4]
Densidade19,36 hab./km²
Altitude488 m
Climatropical de altitude Cfa
Fuso horárioUTC?3
Indicadores
IDH-M0,750 alto PNUD/2000[5]
PIBR$ 224 449,123 mil IBGE/2008[6]
PIB per capitaR$ 8 886,96 IBGE/2008[6]
Página oficial
Prefeiturawww.martinopolis.sp.gov.br
Câmarawww.camaramartinopolis.sp.gov.brMartinópolis é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 22º08'45" sul e a uma longitude 51º10'15" oeste, estando a uma altitude de 488 metros. Sua população estimada em 2009 era de 25.533 habitantes. Possui uma área de 1.253,158 km². O município é formado pela sede e pelos distritos de Guachos e Teçaindá[7][8].Índice1 História1.1 Ferrovia
1.2 Formação do município
2 Algodão
3 O turismo no balneário Laranja Doce
4 Demografia4.1 Diminuição da população
5 Comunicações
6 Ver também
7 Referências
8 Ligações externas
9 BibliografiaHistória[editar | editar código-fonte]
O município de Martinópolis, bem como a quase totalidade dos municípios do Oeste Paulista, tem como base a agricultura e a ferrovia. Ambos foram os elementos responsáveis pelo surgimento dos núcleos urbanos e rurais na região.Ferrovia[editar | editar código-fonte]
O Governo Paulista objetivando povoar e desenvolver o interior na sua região Oeste, deu o direito por contrato para as Companhia Paulista e Sorocabana a construção das ferrovias que chegaram as barrancas do Rio Paraná. A região onde hoje se encontra a cidade de Martinópolis pertencia ao Distrito de Conceição de Monte Alegre cujo território se estendia entre o rio Paranapanema e rio do Peixe, até as barrancas do rio Paraná, coube a Estrada de Ferro Sorocabana construir suas linhas férreas. Entre os primeiros habitantes da região se encontrava José Teodoro Filho, proprietário que doou uma pequena quantidade de terras para a construção do Distrito. Em 1917, o território era formado de matas e campos, e a região já era habitada por três etnias indígenas: caiouás, xavantes e caingangues. A ferrovia chegou em Martinópolis em 5 de agosto de 1917, A estação e consequentemente a futura cidade se chamou José Theodoro, nome que homenageava um grande desbravador mineiro do Oeste Paulista que morreu em 1875.
Outro fator de desbravamento da região, anterior à chegada da ferrovia, foi a abertura da Estrada Boiadeira, pela empresa Diederichsen & Tibiriçá, gerenciada por Francisco Whitacker, no ano de 1906, rumo ao Estado do Mato Grosso, atual Mato Grosso do Sul. Essa estrada passava a montante da cachoeira do rio Laranja Doce, muitos anos depois, em 1929 a Companhia Elétrica Caiuá construiu uma usina hidrelétrica, denominada Usina Laranja Doce, que fornecia energia para algumas cidades próximas, inclusive Presidente Prudente. A Represa LARANJA DOCE hoje é o cartão de visitas da cidade.
No entanto, o desbravamento real só chegou a partir do prolongamento dos trilhos da Estrada de Ferro Sorocabana. Em 5 de agosto de 1917 foi inaugurada a estação de José Theodoro, no meio da mata virgem. No início era um simples vagão de trem, colocado num desvio, que servia de acampamento aos construtores.Formação do município[editar | editar código-fonte]
Durante sete anos, ou seja, até 1924, nada havia ao redor da estação da Estrada de Ferro Sorocabana, a não ser a guarita do guarda-chaves e as casas dos ferroviários. Somente em 1924 o imigrante português Coronel João Gomes Martins, natural da Ilha da Madeira, que fazia importação e exportação de secos e molhados na cidade de São Paulo, resolveu investir no negócio de colonização de terras e retirada da madeira que tinha um alto valor já na época. No final de 1924 ele adquiriu 10.000 alqueires de uma propriedade desmembrada da grande Fazenda Montalvão, contratou agrimensores, fez o arruamento no local onde queria que surgisse o povoado, abriu estradas rurais e fez propaganda para quem quisesse adquirir as terras férteis.
Implantou, dessa forma, o Núcleo Colonial Boa Ventura e, desembarcando na estação da estrada de ferro, começaram a chegar os primeiros desbravadores, como as famílias Saram, Quaranta, Tudisco, Contini, Sartori e Valentim, entre outros pioneiros. João Gomes mantinha um agente de venda de terras descendente de japoneses chamado Tomekichi Ogata, que foi o responsável por trazer um grande contingente de imigrantes nipônicos. Outro agente era o fluminense Eugênio de Mello, que trouxe vários compradores da região de Nova Friburgo, no estado do Rio.
O povoado foi crescendo, as primeiras casas comerciais foram surgindo, sendo a pioneira implantada por Antônio Rodrigues Parente e Antônio Joaquim Senteio, que vendia gêneros alimentícios, tecidos, armas e munições, ferramentas para a agricultura etc. O colonizador construiu o Hotel Colonial, a primeira construção de alvenaria do povoado, para receber as levas de interessados em adquirir lotes rurais. Alguns anos depois implantaram empresas comerciais: Carlos Platzeck, Guilherme Sefrin, Ângelo Sanches Zamora, Angelo Bergamini, Mario Liberto, Raimundo Barbosa, Antônio Jacomeli, Antônio Ferreira Amaro e Enides Zangarini e muitos outros.
O lugarejo,ainda denominado José Theodoro, foi transformando-se com a chegada de muitas pessoas buscando uma nova vida. De início foram instaladas, bares, casas comerciais, muitas pensões e serrarias, posteriormente máquinas de café e cereais, o povoado ia se ampliando e almejava se tornar distrito de paz. Foi construída uma rústica capela, dedicada a Santa Bibiana, por devoção e por ser o nome de uma das filhas do colonizador. Pessoas na represa Usina.
Em 20 de dezembro de 1929 o Presidente do Estado de São Paulo, doutor Julio Prestes de Albuquerque, promulga a LEI N. 2.392, que cria o distrito de paz de José Theodoro, no município e comarca de Presidente Prudente. Em 1937, quando o trabalho e as paixões agitavam a vida e o progresso do distrito, seu fundador, faleceu na capital paulista. O primogênito João Gomes Martins Filho político que chegou a ser candidato a Vice-Governador do Estado de São Paulo, na chapa do então candidato Prestes Maia, continuou a venda das terras.
Participou também da colonização e desenvolvimento da cidade de Martinópolis, a extinta Companhia Aviação São Paulo/Mato Grosso, que tinha entre seus principais acionistas o senhor Jan Antonin Bata, imigrante Tcheco, muito culto e viajado que dominava sete idiomas, perseguido pelos seguidores de Adolf Hitler, exilou-se nos Estados Unidos, de onde veio para o Brasil em 1941, que colonizou a área compreendendo entre os municípios de Rancharia até Indiana incluindo a hoje famosa Represa Laranja Doce, após comprar vastas áreas de terras nos Estados de Mato Grosso, Minas Gerais e São Paulo. Dai o nome de "Viação" dado a atual Vila Alegrete.
Em 29 de janeiro de 1939 ocorreu a instalação solene do município, tendo seu nome alterado de José Theodoro para Martinópolis, em homenagem ao colonizador. Em 13 de junho de 1945, com grande comemoração, foi instalado solenemente a Comarca de Martinópolis.
Até meados da década de 1940 o município se estendia por uma área territorial de aproximadamente 4.000 km², limitando-se com Regente Feijó, Presidente Prudente, Valparaíso, Guararapes, Tupã e Rancharia. Boa parte das áreas dos atuais municípios de Lucélia, Osvaldo Cruz, Sagres, Nantes e Pracinha foram desmembramentos de nosso antigo território.
Pelo decreto-lei estadual no 14334, de 30 de novembro de 1944, foram criados: a comarca de Martinópolis, com sede no município do mesmo nome, e o distrito de Teçaindá.
Em 24 de dezembro de 1948, é criado o distrito de Guachos com sede no povoado de Vila Escócia. Que teve na figura do alemão naturalizado brasileiro Kurt Sack seu grande pioneiro e colonizador.
Um detalhe interessante é que quando o Coronel João Gomes ou seu filho passavam montados a cavalo pela cidade, os homens e mulheres tinham que render reverência aos mesmos, levantando das cadeiras, os homens inclusive tirando o chapéu.Algodão[editar | editar código-fonte]
A população de Martinópolis era, na década de 1940, de 25.000 habitantes, dos quais 18.000 radicados nas áreas rurais. No final dessa década e limiar dos anos 50, o município de Martinópolis tornou-se conhecido como o "rei do algodão", após produzir 2.200.000 arrobas da malvácea em uma única safra. Na década de 1950 a população chegou ao seu auge, 37.000 habitantes, sendo 29.000 na zona rural.O turismo no balneário Laranja Doce[editar | editar código-fonte]
Represa Laranja Doce.
Martinópolis, através dos incentivos proporcionados pelo poder público, está incrementando o turismo, inclusive tentando obter o título de Estância Turística.
A Represa, popularmente conhecida como Usina, por lá estar instalada a primeira usina hidrelétrica da região, implantada em 1930, é formada pelo rio Laranja Doce e seus afluentes Alegrete e Estiva. Possui um espelho d´água de 80 alqueires, propícios à prática da natação, pedalinho, esqui-aquático, caiaque, pesca e outros esportes náuticos.
Às suas margens está implantado um complexo turístico que se constitui num dos maiores centros de atração da 10ª Região Administrativa do Estado, além de receber visitantes do norte do Paraná. Aliado à beleza natural, no local foram edificadas muitas casas de veraneio, algumas colônias de férias, vários clubes e condomínios. Entre os clubes, destacam-se o Recreativo e o Jangada e entre os condomínios o Recreio, Vivendas, Jangada e Recanto. O Balneário Laranja Doce é de livre acesso ao público, com churrasqueiras, áreas de camping e banheiros à disposição dos turistas. Tudo isso faz com que o município seja conhecido em toda a região como o "Guarujá do Oeste Paulista."Demografia[editar | editar código-fonte]
Dados do Censo - 2010
População Total: 24.219Urbana: 17.975
Rural: 4.371
Homens: 12.448
Mulheres: 10.898
Densidade demográfica (hab./km²): 17,83
Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 20,95
Expectativa de vida (anos): 68,71
Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,37
Taxa de Alfabetização: 87,39%
Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,750IDH-M Renda: 0,683
IDH-M Longevidade: 0,729
IDH-M Educação: 0,839
(Fonte: IPEADATA)Diminuição da população[editar | editar código-fonte]
Nas décadas de 70 e 80, o êxodo rural, provocado pela industrialização concentrada nos grandes centros urbanos, alem da procura por novas fronteiras agrícolas, fez com que a população entrasse em declínio. Atualmente a população total é de 24.219 habitantes, segundo Censo do IBGE, a maioria residindo na zona urbana, sendo a extensão territorial do município de 1.256,4 km².
Hoje Martinópolis luta pela sua recuperação econômica, dando ênfase à agricultura, pecuária e turismo.
Assim como o café foi o início de tudo, trazendo grandes contingentes de compradores de terras nas décadas de 1920 e 1930, o algodão ficou sendo o rei nas décadas seguintes e até 1980. O café e o algodão alternaram anos de ótima produção com safras péssimas, devido problemas de condições climáticas desfavoráveis e baixo preço do produto. Hoje, o território está sendo coberto com lavouras de cana-de-açúcar, inclusive com a instalação de uma moderna usina de açúcar e álcool na Fazenda Bartira, divisa com Rancharia. Também a soja está ganhando terreno, com áreas de plantio em expansão.Comunicações[editar | editar código-fonte]
A cidade foi atendida pela Empresa Telefônica Paulista[9][10] até 1973, quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[11], que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[12], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[13] para suas operações de telefonia fixa.Ver também[editar | editar código-fonte]
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre MartinópolisPaulistas de Martinópolis
Programa Acessa São Paulo
Referências? a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? «Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista». Consultado em 27 de janeiro de 2011 ? IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 ? «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 ? «Municípios e Distritos do Estado de São Paulo» (PDF). IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico ? «Divisão Territorial do Brasil». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ? «Relação do patrimônio da Empresa Telefônica Paulista incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo ? «Telesp assume controle da Cia. Telefônica Rio Preto e da Empresa Telefônica Paulista». Acervo O Estado de São Paulo ? «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) ? «Nossa História». Telefônica / VIVO ? GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1
Ligações externas[editar | editar código-fonte]
Página da prefeitura
Esporte da cidade
Bibliografia[editar | editar código-fonte]
Martinópolis, Sua História e Sua Gente, autoria de José Carlos Daltozo, edição de 1999.
vde Telecomunicações em São PauloEmpresaspaulistas
CETERP
COTESP
CTB
CTBC-Borda do Campo
TELESP
Telesp Celular
Código de área(DDD) 11
Alumínio
Araçariguama
Arujá
Atibaia
Barueri
Biritiba Mirim
Bom Jesus dos Perdões
Bragança Paulista
Cabreúva
Caieiras
Cajamar
Campo Limpo Paulista
Carapicuíba
Cotia
Diadema
Embu das Artes
Embu-Guaçu
Ferraz de Vasconcelos
Francisco Morato
Franco da Rocha
Guararema
Guarulhos
Igaratá
Itapecerica da Serra
Itapevi
Itaquaquecetuba
Itatiba
Itu
Itupeva
Jandira
Jarinu
Joanópolis
Jundiaí
Juquitiba
Mairinque
Mairiporã
Mauá
Mogi das Cruzes
Morungaba
Nazaré Paulista
Osasco
Pedra Bela
Pinhalzinho
Piracaia
Pirapora do Bom Jesus
Poá
Ribeirão Pires
Rio Grande da Serra
Salesópolis
Salto
Santa Isabel
Santana de Parnaíba
Santo André
São Bernardo do Campo
São Caetano do Sul
São Paulo
São Roque
Suzano
Taboão da Serra
Tuiuti
Vargem
Vargem Grande Paulista
Várzea Paulista
Código de área(DDD) 12
Aparecida
Arapeí
Areias
Bananal
Caçapava
Cachoeira Paulista
Campos do Jordão
Canas
Caraguatatuba
Cruzeiro
Cunha
Guaratinguetá
Ilhabela
Jacareí
Jambeiro
Lagoinha
Lavrinhas
Lorena
Monteiro Lobato
Natividade da Serra
Paraibuna
Pindamonhangaba
Piquete
Potim
Queluz
Redenção da Serra
Roseira
Santa Branca
Santo Antônio do Pinhal
São Bento do Sapucaí
São José do Barreiro
São José dos Campos
São Luís do Paraitinga
São Sebastião
Silveiras
Taubaté
Tremembé
Ubatuba
Código de área(DDD) 13
Bertioga
Cajati
Cananeia
Cubatão
Eldorado
Guarujá
Iguape
Ilha Comprida
Itanhaém
Itariri
Jacupiranga
Juquiá
Miracatu
Mongaguá
Pariquera-Açu
Pedro de Toledo
Peruíbe
Praia Grande
Registro
Santos
São Vicente
Sete Barras
Vicente de Carvalho
Código de área(DDD) 14
Águas de Santa Bárbara
Agudos
Álvaro de Carvalho
Alvinlândia
Anhembi
Arandu
Arco-Íris
Arealva
Areiópolis
Avaí
Avaré
Balbinos
Bariri
Barra Bonita
Bastos
Bauru
Bernardino de Campos
Bocaina
Bofete
Boraceia
Borebi
Botucatu
Brotas
Cabrália Paulista
Cafelândia
Campos Novos Paulista
Canitar
Cerqueira César
Chavantes
Conchas
Coronel Macedo
Dois Córregos
Duartina
Espírito Santo do Turvo
Fartura
Fernão
Gália
Garça
Getulina
Guaiçara
Guaimbê
Guarantã
Herculândia
Iacanga
Iacri
Iaras
Ibirarema
Igaraçu do Tietê
Ipaussu
Itaí
Itapuí
Itatinga
Jaú
Julio Mesquita
Lençóis Paulista
Lins
Lucianópolis
Lupércio
Macatuba
Manduri
Marília
Mineiros do Tietê
Ocauçu
Óleo
Oriente
Oscar Bressane
Ourinhos
Paranapanema
Pardinho
Paulistânia
Pederneiras
Piraju
Pirajuí
Piratininga
Pompeia
Pongaí
Pratânia
Presidente Alves
Promissão
Queiroz
Quintana
Reginópolis
Ribeirão do Sul
Sabino
Salto Grande
Santa Cruz do Rio Pardo
São Manuel
São Pedro do Turvo
Sarutaiá
Taguaí
Taquarituba
Tejupá
Timburi
Torrinha
Tupã
Ubirajara
Uru
Vera Cruz
Código de área(DDD) 15
Alambari
Angatuba
Apiaí
Araçoiaba da Serra
Barão de Antonina
Barra do Chapéu
Barra do Turvo
Boituva
Bom Sucesso de Itararé
Buri
Campina do Monte Alegre
Capão Bonito
Capela do Alto
Cerquilho
Cesário Lange
Guapiara
Guareí
Ibiúna
Iperó
Iporanga
Itaberá
Itaoca
Itapetininga
Itapeva
Itapirapuã Paulista
Itaporanga
Itararé
Jumirim
Laranjal Paulista
Nova Campina
Piedade
Pilar do Sul
Porangaba
Porto Feliz
Quadra
Ribeira
Ribeirão Branco
Ribeirão Grande
Riversul
Salto de Pirapora
São Miguel Arcanjo
Sarapuí
Sorocaba
Tapiraí
Taquarivaí
Tatuí
Tietê
Torre de Pedra
Votorantim
Código de área(DDD) 16
Altinópolis
Américo Brasiliense
Aramina
Araraquara
Barrinha
Batatais
Boa Esperança do Sul
Borborema
Brodowski
Buritizal
Cajuru
Cândido Rodrigues
Cássia dos Coqueiros
Cravinhos
Cristais Paulista
Dobrada
Dourado
Dumont
Fernando Prestes
Franca
Guará
Guariba
Guatapará
Ibaté
Ibitinga
Igarapava
Ipuã
Itápolis
Itirapuã
Ituverava
Jaboticabal
Jardinópolis
Jeriquara
Luiz Antônio
Matão
Miguelópolis
Monte Alto
Morro Agudo
Motuca
Nova Europa
Nuporanga
Orlândia
Patrocínio Paulista
Pedregulho
Pitangueiras
Pontal
Pradópolis
Ribeirão Bonito
Ribeirão Corrente
Ribeirão Preto
Rifaina
Rincão
Sales Oliveira
Santa Cruz da Esperança
Santa Ernestina
Santa Lúcia
Santa Rosa do Viterbo
Santo Antônio da Alegria
São Carlos
São Joaquim da Barra
São José da Bela Vista
São Simão
Serra Azul
Serrana
Sertãozinho
Tabatinga
Taiaçu
Taiuva
Taquaral
Taquaritinga
Trabiju
Vista Alegre do Alto
Código de área(DDD) 17
Adolfo
Altair
Álvares Florence
Américo de Campos
Aparecida d'Oeste
Ariranha
Aspásia
Auriflama
Bady Bassitt
Bálsamo
Barretos
Bebedouro
Cajobi
Cardoso
Catanduva
Catiguá
Cedral
Colina
Colômbia
Cosmorama
Dirce Reis
Dolcinópolis
Elisiário
Embaúba
Estrela d'Oeste
Fernandópolis
Floreal
Gastão Vidigal
General Salgado
Guaíra
Guapiaçu
Guaraci
Guarani d'Oeste
Guzolândia
Ibirá
Icém
Indiaporã
Ipiguá
Irapuã
Itajobi
Jaborandi
Jaci
Jales
José Bonifácio
Macaubal
Macedônia
Magda
Marapoama
Marinópolis
Mendonça
Meridiano
Mesópolis
Mira Estrela
Mirassol
Mirassolândia
Monções
Monte Aprazível
Monte Azul Paulista
Neves Paulista
Nhandeara
Nipoã
Nova Aliança
Nova Canaã Paulista
Nova Castilho
Nova Granada
Nova Luzitânia
Novais
Novo Horizonte
Olímpia
Onda Verde
Orindiúva
Ouroeste
Palestina
Palmares Paulista
Palmeira d'Oeste
Paulo de Faria
Pedranópolis
Pindorama
Pirangi
Poloni
Pontalinda
Pontes Gestal
Populina
Potirendaba
Riolândia
Rubineia
Sales
Santa Adélia
Santa Albertina
Santa Clara d'Oeste
Santa Fé do Sul
Santa Rita d'Oeste
Santa Salete
Santana da Ponte Pensa
São Francisco
São João das Duas Pontes
São João de Iracema
São José do Rio Preto
Sebastianópolis do Sul
Severinia
Tabapuã
Tanabi
Terra Roxa
Três Fronteiras
Turmalina
Ubarana
Uchoa
União Paulista
Urânia
Urupês
Valentim Gentil
Viradouro
Vitória Brasil
Votuporanga
Código de área(DDD) 18
Adamantina
Alfredo Marcondes
Alto Alegre
Álvares Machado
Andradina
Anhumas
Araçatuba
Assis
Avanhandava
Barbosa
Bento de Abreu
Bilac
Birigui
Borá
Braúna
Brejo Alegre
Buritama
Caiabu
Caiuá
Cândido Mota
Castilho
Clementina
Coroados
Cruzália
Dracena
Echaporã
Emilianópolis
Estrela do Norte
Euclides da Cunha Paulista
Flora Rica
Flórida Paulista
Florínea
Gabriel Monteiro
Glicério
Guaraçaí
Guararapes
Iepê
Ilha Solteira
Indiana
Inúbia Paulista
Irapuru
Itapura
João Ramalho
Junqueirópolis
Lavínia
Lourdes
Lucélia
Luziânia
Lutécia
Marabá Paulista
Maracaí
Mariápolis
Martinópolis
Mirandópolis
Mirante do Paranapanema
Monte Castelo
Murutinga do Sul
Nantes
Narandiba
Nova Guataporanga
Nova Independência
Osvaldo Cruz
Ouro Verde
Pacaembu
Palmital
Panorama
Paraguaçu Paulista
Parapuã
Pauliceia
Pedrinhas Paulista
Penápolis
Pereira Barreto
Piacatu
Piquerobi
Pirapozinho
Planalto
Platina
Pracinha
Presidente Bernardes
Presidente Epitácio
Presidente Prudente
Presidente Venceslau
Quatá
Rancharia
Regente Feijó
Ribeirão dos Índios
Rinópolis
Rosana
Rubiácea
Sagres
Salmourão
Sandovalina
Santa Mercedes
Santo Anastácio
Santo Antônio do Aracanguá
Santo Expedito
Santópolis do Aguapeí
São João do Pau-d'Alho
Sud Mennucci
Suzanápolis
Taciba
Tarabai
Tarumã
Teodoro Sampaio
Tupi Paulista
Turiúba
Valparaíso
Zacarias
Código de área(DDD) 19
Aguaí
Águas da Prata
Águas de Lindoia
Águas de São Pedro
Americana
Amparo
Analândia
Araras
Artur Nogueira
Caconde
Campinas
Capivari
Casa Branca
Charqueada
Conchal
Cordeirópolis
Corumbataí
Cosmópolis
Descalvado
Divinolândia
Elias Fausto
Engenheiro Coelho
Espírito Santo do Pinhal
Estiva Gerbi
Holambra
Hortolândia
Indaiatuba
Ipeúna
Iracemápolis
Itapira
Itirapina
Itobi
Jaguariúna
Leme
Limeira
Lindoia
Louveira
Mococa
Mogi Guaçu
Mogi Mirim
Mombuca
Monte Alegre do Sul
Monte Mor
Nova Odessa
Paulínia
Pedreira
Piracicaba
Pirassununga
Porto Ferreira
Rafard
Rio Claro
Rio das Pedras
Saltinho
Santa Bárbara d'Oeste
Santa Cruz da Conceição
Santa Cruz das Palmeiras
Santa Gertrudes
Santa Maria da Serra
Santa Rita do Passa Quatro
Santo Antônio de Posse
Santo Antônio do Jardim
São João da Boa Vista
São José do Rio Pardo
São Pedro
São Sebastião da Grama
Serra Negra
Socorro
Sumaré
Tambaú
Tapiratiba
Valinhos
Vargem Grande do Sul
Vinhedo
Relacionados
Códigos de área (DDD) de todos os municípios paulistas Portal do Brasil Portal de São Paulo
Controle de autoridade
: Q1800770
OSM: 297941
GeoNames: 3457595

POSTAGENS RELACIONADOS


DESENVOLVIMENTO ASP EM MARTINS


desenvolvimento asp em Martins

Encontre desenvolvimento asp em Martins na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO

DESENVOLVIMENTO ASP EM MARTINS SOARES


desenvolvimento asp em Martins Soares

Encontre desenvolvimento asp em Martins Soares na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO

DESENVOLVIMENTO ASP EM MARUIM


desenvolvimento asp em Maruim

Encontre desenvolvimento asp em Maruim na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO

DESENVOLVIMENTO ASP EM MARUMBI


desenvolvimento asp em Marumbi

Encontre desenvolvimento asp em Marumbi na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO