desenvolvimento asp em Juruá

Encontre desenvolvimento asp em Juruá na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Desenvolvimento

Acto ou efeito de desenvolver.
Crescimento.
Ampliação.
Minuciosidade.


Juruá

Nota: Para outros significados, veja Juruá (desambiguação).Município de JuruáBandeira indisponívelBrasão indisponívelHino
Aniversário19 de dezembro de 1955 (63 anos)
Fundação19 de dezembro de 1955
Gentílicojuruaense
Prefeito(a)José Maria Rodrigues da Rocha Júnior (MDB)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Juruá no AmazonasJuruá Localização de Juruá no Brasil
03° 28' 51" S 66° 04' 08" O03° 28' 51" S 66° 04' 08" O
Unidade federativaAmazonas
MesorregiãoSudoeste Amazonense IBGE/2008[1]
MicrorregiãoJuruá IBGE/2008[1]
Municípios limítrofesOeste: Jutaí; Norte:Fonte Boa; Leste: Uarini e Alvarães;Sul:Carauari
Distância até a capital672 km[2]
Características geográficas
Área19 400,418 km² [3]
População13 581 hab. (AM: 53º) ? estimativa populacional - IBGE/2016[4]
Densidade0,7 hab./km²
Altitude55 m[5]
Climaequatorial
Fuso horárioUTC-4
Indicadores
IDH-M0,522 baixo PNUD/2010 [6]
PIBR$ 84 638 mil (AM: 58º) ? IBGE/2013[7]
PIB per capitaR$ 6 821,23 IBGE/2013[7]Juruá é um município brasileiro do interior do estado do Amazonas, Região Norte do país. Pertencente à mesorregião do Sudoeste Amazonense e microrregião de Juruá, sua população estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) era de 13 581 habitantes em 2016.[4]Índice1 Etimologia
2 História
3 Geografia
4 Economia4.1 Agropecuária
5 Infraestrutura5.1 Saúde
6 Ligações externas
7 ReferênciasEtimologia[editar | editar código-fonte]
A origem do nome município vem do rio Juruá, que atravessa o município de um extremo a outro, indo em direção sul-norte. A palavra "Juruá" origina-se de Iuruá, que significa, em guarani, rio de boca largaHistória[editar | editar código-fonte]
Historicamente, as origens de Juruá prendem-se à dos municípios de Tefé e Carauari. Habitavam a região do atual município de Juruá antiga Caitaú, grupos indígenas Meneruás, Maranás, Canamaris, Catuquinas, Catauixis entre outros.[5][8]
Em meados do século XVII, é fundada a aldeia de Tefé, que transforma-se na sede de um município com grandíssima área territorial - ultrapassando os 500.000 km² - após a expulsão dos espanhóis da região e consolidação do domínio colonial português sobre a meso região do Rio Solimões. Vários desmembramentos desse território são feitos com o decorrer dos anos, originando diversos municípios.[5][8]
João da Cunha Ferreira, a serviço do Governador Tenreiro Aranha, subiu o grande rio Juruá até a foz do Juruá-Mirim, em 1857. A partir de então, as visitas oficiais e colonização da região foram se processando mais assiduamente. O apogeu da borracha e a grande seca nordestina de 1877-1878 atraiu para as margens do rio Juruá milhares de nordestinos, fugidos da inclemência da seca. E foram eles os pioneiros do povoamento do Juruá.[5][8]
Em 1911 é desmembrado o território que passa a constituir o novo município amazonense de Xibauá, que vê sua denominação ser alterada dois anos depois, em 1913, para Carauari. Estado Carauari e Tefé na situação de municípios vizinhos, este último passa a sofrer novos desmembramentos.[5][8]
Assim sendo, em 19 de dezembro de 1955, através da Lei Estadual nº. 96, territórios e partes contíguas de Carauari e Tefé passam a constituir o novo município de Juruá, que tem sua sede localizada na então Paranaguá do Norte. A sede, Paranaguá do Norte, é elevada à categoria de vila, recebendo o nome de Juruá.[5][8]
Por força da Emenda Constitucional nº. 12, Juruá perde parte de seu território em favor da criação do município de Tamaniquá.[5][8]Geografia[editar | editar código-fonte]
Sua população estimada em 2011 era de 11 126 habitantes.Economia[editar | editar código-fonte]
Agropecuária[editar | editar código-fonte]
Juruá possui 111 estabelecimentos agropecuários ao total. São 41 estabelecimentos agropecuários com bovinos, totalizando 971 cabeças de gado.Infraestrutura[editar | editar código-fonte]
Saúde[editar | editar código-fonte]
O município possuía, em 2009, 3 estabelecimentos de saúde, sendo todos estes públicos municipais ou estaduais, entre hospitais, pronto-socorros, postos de saúde e serviços odontológicos. Neles havia 20 leitos para internação.[9] Em 2014, 86,49% das crianças menores de 1 ano de idade estavam com a carteira de vacinação em dia. O índice de mortalidade infantil entre crianças menores de 5 anos, em 2016, foi de 22,86, indicando um aumento em comparação com 1995, quando o índice foi de 0 óbitos a cada mil nascidos vivos. Entre crianças menores de 1 ano de idade, a taxa de mortalidade aumentou de 0 (1995) para 22,86 a cada mil nascidos vivos, totalizando, em números absolutos, 63 óbitos nesta faixa etária entre 1995 e 2016. No mesmo ano, 40,57% das crianças que nasceram no município eram de mães adolescentes, sendo a segunda maior porcentagem entre os municípios amazonenses, superada apenas por Pauini. Conforme dados do Sistema Único de Saúde (SUS), órgão do Ministério da Saúde, a taxa de mortalidade devido a acidentes de transportes terrestres registrou 7,36 óbitos neste indicador, em 2016, representando um aumento se comparado com anos anteriores. Ainda conforme o SUS, baseado em pesquisa promovida pelo Sistema de Informações Hospitalares do DATASUS, não houve em Juruá nenhuma internação hospitalar relacionada ao uso abusivo de bebidas alcoólicas e outras drogas, entre 2008 e 2017.[10]
A taxa de mortalidade infantil média na cidade é de 21.39 para 1.000 nascidos vivos, ficando na 19ª posição entre os municípios do Amazonas. Em 2016, 25% das mortes de crianças com menos de um ano de idade foram em bebês com menos de sete dias de vida. Óbitos ocorridos em crianças entre 7 e 27 dias de vida não foram registrados. Outros 75% dos óbitos foram em crianças entre 28 dias e um ano de vida. No referido período, houveram 6 registros de mortalidade materna, que é quando a gestante entra em óbito por complicações decorrentes da gravidez. O Ministério da Saúde estima que 100% das mortes que ocorreram em 2016, entre menores de um ano de idade, poderiam ter sido evitadas, especialmente por adequada atenção à saúde do recém-nascido ou por ações de imunização. Cerca de 85,7% das crianças menores de 2 anos de idade foram pesadas pelo Programa Saúde da Família em 2014, sendo que 0,3% delas estavam desnutridas.[10][11][12]
Até 2009, Juruá possuía estabelecimentos de saúde especializados em cirurgia bucomaxilofacial, clínica médica, obstetrícia e pediatria e nenhum estabelecimento de saúde com especialização em psiquiatria ou traumato-ortopedia. Dos estabelecimentos de saúde, apenas 1 deles era com internação.[9] Até 2016, não havia registros de casos de HIV/AIDS, sendo um dos três únicos municípios do Amazonas nesta realidade.[10] Entre 2001 e 2012 houveram 34 casos de doenças transmitidas por mosquitos e insetos, sendo a principal delas a leishmaniose e a dengue.[13]Ligações externas[editar | editar código-fonte]
Prefeitura Municipal de Jurua
Referências? a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? «Juruá, Amazonas - Distâncias». City Brazil UOL. Consultado em 22 de junho de 2012. Arquivado do original em 2 de março de 2016 ? IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 ? a b «Estimativas da população residente no Brasil e Unidades da Federação com data de referência em 1 de julho de 2016» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 12 de setembro de 2016. Consultado em 12 de setembro de 2016 ? a b c d e f g «Municípios do estado do Amazonas - Juruá». Biblioteca virtual do Amazonas. Consultado em 22 de junho de 2012. Arquivado do original em 6 de abril de 2015 ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 9 de setembro de 2013 ? a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2010-2013». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 19 de dezembro de 2015 ? a b c d e f «História da cidade - Juruá (AM)». CityBrazil UOL. Consultado em 22 de junho de 2012. Arquivado do original em 25 de outubro de 2013 ? a b Cidades@ - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Serviços de saúde - 2009». Consultado em 14 de dezembro de 2018 ? a b c Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) (2014). «ODS 03: Saúde e bem-estar». Relatórios Dinâmicos. Consultado em 14 de dezembro de 2018 ? Portal ODM (2015). «1 - acabar com a fome e a miséria». Consultado em 14 de dezembro de 2018 ? @Cidades. «Saúde». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 14 de dezembro de 2018 ? Portal ODM (2012). «6 - combater a Aids, a malária e outras doenças». Consultado em 14 de dezembro de 2018
Portal do Amazonas