criar site para empresa online em Almino Afonso

Encontre criar site para empresa online em Almino Afonso na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Criar

Dar existência a.
Originar.
Inventar.
Gerar; produzir: _criou muitos filhos_.
Instituir, fundar: _criar asilos_.
Amamentar.
Educar.
Promover a procriação de: _criar gado_.
Cultivar.
Adquirir.


Criar

Encher-se de pus (uma ferida), resultante de picada: _tenho um dedo a criar_.


Criar

Ter dinheiro.


Criar

Afagar, acarinhar.


Para

Na direcção de: _navegou para o Norte_.
A fim de: _procurou-me para conversarmos_.
Com destino a.
Em proporção de.
Apropriado a: _pano bom para camisas_.
Relativamente a; etc.
(Port. ant. _pera_)


Empresa

Empreendimento.
Negócio.
Associação, organizada para explorar uma indústria.
Aqueles que dirigem ou administram essa associação.


Empresa

Símbolo, divisa.


Almino Afonso

Esta biografia de uma pessoa viva cita referências, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2014). Ajude a inserir fontes confiáveis e independentes. Material controverso que esteja sem fontes deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.?Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Almino Afonso
Ministro do Trabalho e Emprego
Período24 de janeiro de 1963até 18 de junho de 1963 PresidenteJoão Goulart AntecessorBenjamin Eurico Cruz SucessorAmaury de Oliveira e Silva
Deputado federal por São Paulo
Período1995até 1998

Vice-governador de São Paulo
Período15 de março de 1987até 18 de junho de 1990 GovernadorOrestes Quércia AntecessorOrestes Quércia SucessorAloysio Nunes Ferreira Filho
Deputado federal pelo Amazonas
Período1959até 1964



Dados pessoais
Nome completoAlmino Monteiro Álvares Afonso Nascimento11 de abril de 1929 (90 anos) Humaitá, Amazonas Nacionalidadebrasileiro
Partido
Lista
PSTPTBMDBPMDBPDTPSDBPSB

















Almino Monteiro Álvares Affonso (Humaitá, 11 de abril de 1929) é um político brasileiro. Bacharel em direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, foi o primeiro ministro do Trabalho e Previdência Social no governo de João Goulart, de 24 de janeiro a 18 de junho de 1963, após a retomada do presidencialismo, quando sucedeu Benjamin Cruz. Contudo, antes disso, foi eleito deputado federal em 1958 com apoio do candidato eleito naquele ano, Gilberto Mestrinho.
Na eleição de 1962, Gilberto Mestrinho, com seu apoio, o fez o mais votado do Amazonas, tendo sido reeleito deputado federal.
Cassado pelo Golpe de Estado de 1964, viveu no exílio por doze anos na Iugoslávia, Uruguai, Chile, Peru e Argentina.
Retornando ao Brasil em 1976, foi Secretário dos Negócios Metropolitanos de São Paulo no governo de André Franco Montoro, época em que eclodiu o escândalo Mogigate, quando cassou a permissionária dos transportes São Paulo - Mogi das Cruzes que operava desde 1940, empresa vitima de tentativa de extorsão.
Foi também Vice-Governador do Estado de São Paulo na gestão de Orestes Quércia, tendo exercido o cargo de Governador nos impedimentos e viagens do titular.
Enquanto parlamentar, além de de líder da bancada governista na Câmara dos Deputados, no governo do Presidente João Goulart, Deputado Federal e Conselheiro da República na gestão do Presidente Luis Inácio "Lula" da Silva.
No ano 2000, foi secretário Municipal de Relações Políticas do rápido governo do prefeito paulistano Régis de Oliveira. Foi assessor do Governador de São Paulo, no governo de José Serra, e, posteriormente, Secretário de Estado de São Paulo (Secretário das Relações Institucionais).
É casado com Lygia de Brito Alvares Affonso, pai de Rui, Gláucia, Fábio e do músico Sérgio Britto (da banda Titãs). Possui suas raízes genealógicas fincadas no Estado do Rio Grande do Norte, sendo neto do ex-Senador Almino Álvares Affonso, o Grande Tribuno da Abolição dos Escravos. Também é advogado. É autor de várias obras, dentre as quais Raízes do Golpe, Parlamentarismo, Governo do Povo e Almino Affonso - Tribuno da Abolição.
Em 31 de março de 2014, lançou o livro 1964 na Visão do Ministro do Trabalho de João Goulart, onde reconstitui os principais eventos do período da ditadura militar no Brasil entre 1964 e 1985.[1] A obra foi indicado para o Prêmio Jabuti de Literatura, na categoria "Reportagem e documentário".[2]Bibliografia[editar | editar código-fonte]
Em 1963.
Raízes do Golpe
Parlamentarismo, Governo do Povo
Almino Affonso - Tribuno da Abolição
2014 - 1964 na Visão do Ministro do Trabalho de João Goulart
Referências? «Ex-ministro de Jango, Almino Affonso lança livro sobre o golpe de 64». Folha de S.Paulo. 31 de março de 2014. Consultado em 31 de março de 2014 ? «Prêmio Jabuti anuncia lista de finalistas». O Globo. Grupo Globo. 22 de outubro de 2015. Consultado em 4 de novembro de 2015
Ligações externas[editar | editar código-fonte]
Biografia de Almino Afonso (CPDOC). Precedido porBenjamin Eurico Cruz
Ministro do Trabalho e Previdência Social do Brasil 24 de janeiro de 1963até 18 de junho de 1963
Sucedido porAmaury de Oliveira e Silva Precedido porOrestes Quércia
20º Vice-governador de São Paulo15 de março de 1987até 18 de junho de 1990
Sucedido porAloysio Nunes Ferreira FilhovdeMinistros do Trabalho do Brasil (1930 ? 2019)2ª, 3ª e 4ªRepúblicas
Lindolfo Collor
Joaquim Pedro Salgado Filho
Agamenon Magalhães
Waldemar Falcão
Dulfe Pinheiro Machado
Marcondes Filho
Roberto Carlos Vasco Carneiro de Mendonça
Octacílio Negrão de Lima
Morvan Dias de Figueiredo
João Otaviano de Lima Pereira
Honório Fernandes Monteiro
Marcial Dias Pequeno
Danton Coelho
José de Segadas Viana
João Goulart
Hugo de Araújo Faria
Napoleão de Alencastro Guimarães
Nélson Backer Omegna
José Parsifal Barroso
Mário Meneghetti
Fernando Nóbrega
João Batista Ramos
Alírio Sales Coelho
Francisco Carlos de Castro Neves
José de Segadas Viana
André Franco Montoro
Almino Monteiro Álvares Afonso
Amaury de Oliveira e Silva
Ditadura Militar(5ª República)
Arnaldo Lopes Süssekind
Walter Peracchi Barcelos
Paulo Egydio Martins
Luís Gonzaga do Nascimento e Silva
Jarbas Passarinho
Júlio Barata
Arnaldo da Costa Prieto
Murilo Macedo
Nova República(6ª República)
Almir Pazzianotto Pinto
Eros Antonio de Almeida
Ronaldo Costa Couto
Dorothea Werneck
Antônio Rogério Magri
Reinhold Stephanes
João Mellão Neto
Walter Barelli
Mozart de Abreu e Lima
Marcelo Pimentel
Paulo de Tarso Almeida Paiva
Daniel Andrade (interino)
Paulo de Tarso Almeida Paiva (interino)
Antonio Anastasia (interino)
Edward Joaquim Amadeo Swaelen
Francisco Dornelles
Paulo Jobim Filho
Jaques Wagner
Sandra Meira Starling (interino)
Fernando Roth Schmidt (interino)
Jaques Wagner
Ricardo Berzoini
Luiz Marinho
Carlos Lupi
Paulo Roberto dos Santos Pinto (interino)
Brizola Neto
Manoel Dias
Miguel Rossetto
Ronaldo Nogueira
Helton Yomura (interino)
Cristiane Brasil[Jus]
Helton Yomura
Eliseu Padilha (interino)
Caio Luiz de Almeida Vieira de Mello
Jus. ^ Nomeada pelo presidente Michel Temer em 3 de janeiro de 2018, sua posse foi suspensa pela Justiça.
vdeVice-governadores de São Paulo
Cerqueira Leite ?
Pereira Barreto ?
Cerqueira Cezar ?
Peixoto Gomide ?
Domingos de Morais ?
Mello de Oliveira ?
Fernando Prestes ?
Pereira Guimarães ?
Candido Rodrigues ?
Virgilio Rodrigues ?
Fernando Prestes ?
Heitor Penteado ?
Novelli Júnior ?
Erlindo Salzano ?
Porfírio da Paz ?
Natel ?
Hilário Torloni ?
Rodrigues Filho ?
Ferreira Filho ?
Marin ?
Quércia ?
Almino Monteiro ?
Aloysio Nunes ?
Alckmin ?
Lembo ?
Goldman ?
Afif ?
Márcio França ?
Rodrigo Garcia
vdeGabinete do Presidente João Goulart (1961?1964)Vice-presidenteNenhum (1961?1964)MinistériosAeronáuticaClóvis Monteiro Travassos (1961?1962) ?
Reinaldo Joaquim Ribeiro de Carvalho Filho (1962?1963) ? Anísio Botelho (1963?1964)

AgriculturaArmando Monteiro Filho (1961) ?
Renato Costa Lima (1962?1963) ?
José Ermírio de Moraes (1963) ? Osvaldo Lima Filho (1963?1964)

EducaçãoAntônio Ferreira de Oliveira Brito (1961?1962) ?
Roberto Lira (1962) ?
Darcy Ribeiro (1962?1963) ?
Teotônio Monteiro de Barros (1963) ?
Paulo de Tarso Santos (1963) ? Júlio Furquim Sambaqui (1963?1964)FazendaWalther Moreira Salles (1961?1962) ?
Francisco de Paula Brochado da Rocha (1962) ?
Miguel Calmon du Pin e Almeida Sobrinho (1962?1963) ?
San Tiago Dantas (1963) ?
Carvalho Pinto (1963) ?
Ney Neves Galvão (1963?1964) ?
Waldyr Ramos Borges (1964) ? Ney Neves Galvão (1964)GuerraJoão de Segadas Viana (1961?1962) ?
Nélson de Melo (1962) ?
Amaury Kruel (1962?1963) ? Jair Dantas Ribeiro (1963?1964)Indústria e ComércioUlysses Guimarães (1961?1962) ?
Otávio Augusto Dias Carneiro (1962?1963) ?
Antônio Balbino (1963) ? Egídio Michaelsen (1963?1964)Justiça e Negócios InterioresTancredo Neves (1961) ?
Alfredo Nasser (1961?1962) ?
João Mangabeira (1963) ?
Carlos Molinari Cairoli (1963) ? Abelardo de Araújo Jurema (1963?1964)MarinhaÂngelo Nolasco de Almeida (1961?1962) ?
Heitor Doyle Maia (1962) ?
Pedro Paulo de Araújo Suzano (1962?1963) ?
Sílvio Borges de Sousa Mota (1963?1964) ? Paulo Mário da Cunha Rodrigues (1964)Minas e EnergiaGabriel Passos (1961?1962) ?
João Mangabeira (1962) ?
Eliezer Batista (1962) ? Antônio Ferreira de Oliveira Brito (1963?1964)Relações ExterioresSan Tiago Dantas (1961?1962) ?
Afonso Arinos de Melo Franco (1962) ?
Hermes Lima (1962?1963) ?
Evandro Lins e Silva (1963) ? João Augusto de Araújo Castro (1963?1964)SaúdeEstácio Gonçalves Souto Maior (1961?1962) ?
Manuel Cordeiro Vilaça (1962) ?
Eliseu Paglioli (1962?1963) ?
Paulo Pinheiro Chagas (1963) ? Wilson Fadul (1963?1964)Trabalho e Previdência SocialAndré Franco Montoro (1961?1962) ?
Benjamin Eurico Cruz (1962?1963) ?
Almino Monteiro Álvares Afonso (1963) ? Amaury de Oliveira e Silva (1963?1964)Viação e Obras PúblicasVirgílio de Morais Fernandes Távora (1961?1962) ?
Hélio de Almeida (1962?1963) ? Expedito Machado da Ponte (1963?1964)
Órgãos(ligados àPresidência daRepública)Casa CivilHermes Lima (1961?1962) ?
Evandro Lins e Silva (1963) ? Darcy Ribeiro (1963?1964)Estado Maior das Forças ArmadasOsvaldo de Araújo Mota (1962?1963) ? Peri Constant Bevilacqua (1963?1964)

Gabinete MilitarAmaury Kruel (1961?1962) ?
Albino Silva (1962?1963) ? Argemiro de Assis Brasil (1963?1964)
? Gabinete de Ranieri Mazzilli (1961) ? Gabinete de Ranieri Mazzilli (1964) ?
Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.vde