criar site marca em Teófilo Otoni


Encontre criar site marca em Teófilo Otoni na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Criar

Dar existência a.
Originar.
Inventar.
Gerar; produzir: _criou muitos filhos_.
Instituir, fundar: _criar asilos_.
Amamentar.
Educar.
Promover a procriação de: _criar gado_.
Cultivar.
Adquirir.


Criar

Encher-se de pus (uma ferida), resultante de picada: _tenho um dedo a criar_.


Criar

Ter dinheiro.


Criar

Afagar, acarinhar.


Marca

Acto ou efeito de marcar.
Cunho.
Distintivo.
Carimbo; firma.
Categoria.
Grandeza.
Nódoa, produzida por contusão.
Ferrete.
Nota.
Limite.
Tento do jogo.


Marca

Letra ou letras, emblema ou bordado ligeiro, feito com agulha numa peça de roupa.
Botão para calças ou ceroilas.


Marca

Antiga moeda portuguesa, em oiro e em prata, do valor de 60 maravedis.


Marca

Meretriz.


Marca

_Grande marca_, talento, grande capacidade: _advogado de grande marca_.


Marca

_Ser marca_, ser capaz:«_vós sereis marca de me inculcar nesta terra h?a namorada?_»_Eufrosina_, 275.


Marca

_Passar as marcas_, ou _passar das marcas_, ser exorbitante, exceder os justos limites.

 Nota: Para o político brasileiro, consulte Teófilo Ottoni; para demais casos, veja Teófilo Otoni (desambiguação).Município de Teófilo Otoni
"Tchó Tchó" "Capital das Pedras Preciosas"
Vista parcial de Teófilo OtoniBandeiraBrasãoHino
Aniversário7 de setembro de 1853 (165Â anos)
Fundação9 de novembro de 1878
Gentílicoteófilo-otonense[1]
LemaCivitas amoris fraterni"A cidade do amor fraternal"[2]
Padroeiro(a)Nossa Senhora da Imaculada Conceição[3]
CEP39800-000 a 39809-999[4]
Prefeito(a)Daniel Batista Sucupira (PT)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Teófilo Otoni em Minas GeraisTeófilo Otoni Localização de Teófilo Otoni no Brasil
17° 51' 28" S 41° 30' 18" O17° 51' 28" S 41° 30' 18" O
Unidade federativaMinas Gerais
Região intermediária
Teófilo Otoni IBGE/2017[5]Região imediata
Teófilo Otoni IBGE/2017[5]Municípios limítrofesNorte: Novo Oriente de Minas; Nordeste: Pavão; Leste: Carlos Chagas; Sudeste: Ataleia; Sul: Frei Gaspar; Sudoeste: Itambacuri;Oeste: Poté e Ladainha; Noroeste: Itaipé e Catuji.
Distância até a capital450Â km[6]
Características geográficas
Área3Â 242,27 km² [1]
Área urbana27,68 km² (BR: 360º) ? Embrapa/2015[7]
DistritosCrispim Jaques, Mucuri, Pedro Versiani, Rio Pretinho, Sede e Topázio
População141 934 hab. (MG: 18º) ? estatísticas IBGE/2017[8]
Densidade43,78 hab./km²
Altitude334 m[6]
Climatropical quente semiúmido Aw
Fuso horárioUTC?3
Indicadores
IDH-M0,701 alto PNUD/2010[9]
PIBR$ 2Â 266Â 160,22Â mil IBGE/2015[10]
PIB per capitaR$ 16Â 066,82 IBGE/2015[10]
Página oficial
Prefeiturateofilootoni.mg.gov.br
Câmarateofilootoni.mg.leg.brTeófilo Otoni é um município brasileiro no interior do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Localiza-se no vale do Mucuri, a nordeste da capital do estado, distando desta cerca de 450Â km. Ocupa uma área de 3Â 242,27Â km², sendo que 27,68Â km² estão em perímetro urbano.[11] Sua população foi estimada em 141Â 934 habitantes em julho de 2017, sendo então o 18º mais populoso do estado.[8]
A região começou a ser desbravada no decorrer do século XVI, em expedições que visavam a encontrar ouro e diamante na região, porém somente em 1853 é que chega ao lugar a chamada "Companhia de Comércio e Navegação do Mucuri", que tinha objetivo de povoar o vale do Mucuri e era comandada por Theophilo Benedicto Ottoni. Este fundou o núcleo pioneiro à margem do rio Todos os Santos no dia 7 de setembro daquele ano. Tendo recebido uma considerável quantidade de imigrantes, principalmente alemães, com o passar do tempo o município descobriu sua vocação econômica para a exploração de pedras preciosas, sendo considerada hoje a "Capital Mundial das Pedras Preciosas".
Além de se destacar no setor de exploração mineral, Teófilo Otoni também possui alguns atrativos turísticos de valor cultural ou histórico, como o Prédio da CEMIG, que releva-se pela sua arquitetura e história, tendo sido fundado em 29 de fevereiro de 1928; a Praça Germânica, onde o prédio situa-se, que foi construída em homenagem à imigração alemã na cidade; e a Igreja Matriz. Também há eventos de relevância regional ou mesmo nacional e internacional, como a Feira Internacional de Pedras Preciosas (FIPP), a Festa da Descendência Alemã e o Festival de Teatro de Teófilo Otoni (FESTTO)..mw-parser-output .toclimit-2 .toclevel-1 ul,.mw-parser-output .toclimit-3 .toclevel-2 ul,.mw-parser-output .toclimit-4 .toclevel-3 ul,.mw-parser-output .toclimit-5 .toclevel-4 ul,.mw-parser-output .toclimit-6 .toclevel-5 ul,.mw-parser-output .toclimit-7 .toclevel-6 ul{display:none}Índice1 História1.1 Origens e pioneirismo
1.2 Evolução administrativa e história recente
2 Geografia2.1 Relevo e hidrografia
2.2 Clima
2.3 Ecologia e meio ambiente
3 Demografia3.1 Pobreza e desigualdade
3.2 Religião
3.3 Etnias e imigração
4 Política e administração
5 Subdivisões
6 Economia
7 Infraestrutura7.1 Habitação, infraestrutura básica e criminalidade
7.2 Saúde e educação
7.3 Serviços e comunicação
7.4 Transportes
8 Cultura e lazer8.1 Eventos e personalidades
8.2 Artes cênicas e atrativos arquitetônicos
8.3 Esportes
8.4 Feriados
9 Ver também
10 Notas
11 Referências
12 Ligações externasHistória[editar | editar código-fonte]
Origens e pioneirismo[editar | editar código-fonte]
Teophilo Benedicto Ottoni, a quem o nome da cidade homenageia.
As terras do atual município de Teófilo Otoni começaram a ser desbravadas ainda no século XVI, em expedições que visavam a encontrar ouro e diamante na região. Nas décadas seguintes destacaram-se as de Sebastião Fernandes Tourinho (1573) e Antônio Dias Adorno (1580), sendo que ambas contribuíram para que fosse feito um "mapeamento" da região.[12] O lugar continuou desabitado até o começo da década de 1750, quando afixa-se o mestre de campo João da Silva Guimarães. Na mesma época também é construída, a mando de Antônio José Coelho, a Fazenda Mestre Campota; hoje sede da Colônia Francisco Sá, que reúne colonos nacionais, alemães, austríacos e outros.[12]
Com as terras originalmente ligadas à antiga Comarca do Serro Frio e depois ao município de Minas Novas, a história do município liga-se à história de seu fundador, Theophilo Benedicto Ottoni, que, após renunciar ao seu mandato de deputado, iniciou a colonização do Vale do Mucuri com a fundação da chamada "Companhia de Comércio e Navegação do Mucuri", em 1847.[12] Para marcar o encontro das duas grandes expedições que partiram em direções diversas, foi fundado, em 7 de setembro de 1853, o núcleo pioneiro, à margem do rio Todos os Santos, denominado Filadélfia, em homenagem à cidade homônima (dado o rápido desenvolvimento alcançado por esta).[12]
O dia da fundação do povoado foi marcado pelo alinhamento da primeira rua; uma rua plana e reta, no rumo norte-sul, batizada primeira rua de Filadélfia, hoje também conhecida como Rua Direita e oficialmente como Avenida Getúlio Vargas.[12] Nos anos a seguir se destacaram as melhorias na infraestrutura e crescimento do comércio; em 1854 foram construídos grandes armazéns e em 1858 foram abertas estradas ligando povoados. Em 1856 chegam os primeiros descendentes de alemães e suíços, vindos através de anúncio publicado na Alemanha convocando colonizadores que teriam amparo por parte da "Companhia Mucuri"; que muito colaboraram na construção das estradas. A estrada ligando Filadélfia ao povoado de Santa Clara foi a primeira rodovia do interior do Brasil, tendo sido inaugurada em agosto de 1857, tinha cerca de 170Â km e trafegavam por ela uma média anual de 40 carros particulares puxados por bestas, 200 carros de boi e 400 lotes de burros (1859).[12]Evolução administrativa e história recente[editar | editar código-fonte]
Àquela época estimava-se uma população de cerca de 600 habitantes e 130 domicílios, sendo que muitos saíam da cidade em decorrência dos constantes problemas com epidemias de doenças tropicais e ataques dos índios botocudos.[12] Do povoado de Filadélfia, fundado oficialmente em 7 de setembro de 1853, foi criada a freguesia com a denominação de Nossa Senhora da Conceição da Filadélfia, pela lei provincial nº 808, de 3 de julho de 1857. Pela lei provincial nº 2486, de 9 de novembro de 1878, é criada a vila com o nome de Teófilo Otoni, em homenagem a Theophilo Benedicto Ottoni, tendo se desmembrado de Minas Novas.[13]
Nos anos seguintes ocorreram a criação e emancipação de vários distritos de Teófilo Otoni. Atualmente restam seis, sendo eles: Crispim Jaques, Mucuri, Pedro Versiani, Rio Pretinho, a Sede e Topázio. A última alteração territorial ocorreu pela lei estadual nº 10703, de 27 de abril de 1992, quando emancipou-se o distrito de Frei Gonzaga (atual cidade de Novo Oriente de Minas).[13]
No decorrer do século XX a cidade continuou a se destacar no ramo da extração de pedras preciosas, sendo reconhecida hoje como a "Capital Mundial das Pedras Preciosas".[14] Sedia anualmente feiras e exposições do ramo e atrai ainda mercado consumidor de outros países, sendo que o uso de recursos tecnológicos tem sido cada vez mais aplicado na extração dos minerais.[15] Estando situada nordeste do estado de Minas Gerais, no Vale do Mucuri, é considerada como centro macro-regional.[16]Geografia[editar | editar código-fonte]
A área do município, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é de 3Â 242,818Â km², sendo que 27,68Â km² constituem a zona urbana.[7] Situa-se a 17°51'27" de latitude sul e 41°30'19" de longitude oeste[11] e está a uma distância de 450 quilômetros a nordeste da capital mineira. Seus municípios limítrofes são Novo Oriente de Minas, a norte; Pavão, a nordeste; Carlos Chagas, a leste; Ataleia, a sudeste; Frei Gaspar, a sul; Itambacuri, a sudoeste; Poté e Ladainha, a oeste; e Itaipé e Catuji, a noroeste.[6]
De acordo com a divisão regional vigente desde 2017, instituída pelo IBGE,[17] o município pertence às Regiões Geográficas Intermediária e Imediata de Teófilo Otoni.[5] Até então, com a vigência das divisões em microrregiões e mesorregiões, fazia parte da microrregião de Teófilo Otoni, que por sua vez estava incluída na mesorregião do Vale do Mucuri.[18]Relevo e hidrografia[editar | editar código-fonte]
O relevo do município de Teófilo Otoni é predominantemente montanhoso. Aproximadamente 60Â % do território teófilo-otonense é coberto por mares de morros e montanhas, enquanto em cerca de 30Â % há o predomínio de terrenos ondulados, e os 10Â % restantes são lugares planos.[19] A altitude máxima encontra-se na divisa com o município de Novo Oriente de Minas, que chega aos 1Â 138 metros, enquanto que a altitude mínima está na foz do Córrego São Julião, com 366 metros.[6] O solo é rico em gemas, sendo possível encontrar diversas variedades como águas marinhas, topázios, ametistas, crisoberilos e turmalinas.[19]
O território é banhado por vários pequenos rios e córregos, sendo os principais o Rio Todos os Santos, o Rio Marambaia, o Ribeirão Poton e o Córrego São Julião.[6][19] A cidade faz parte da bacia do Rio Mucuri, que se estende por outros 16 municípios e está incluída na bacia agrupada do Atlântico Leste.[20] Apesar da realização de obras de melhorias, tais como pavimentação de ruas e construção de barragens,[21] no período chuvoso ainda são registradas grandes enchentes causadas pelo excesso de lixo nos cursos dos córregos e ribeirões do perímetro urbano municipal.[22]Clima[editar | editar código-fonte]
Vista da cidade em um dia de céu nublado.
O clima teófilo-otonense é caracterizado como tropical quente semiúmido[23] (tipo Aw segundo Köppen),[24] com temperatura média compensada anual de 24Â °C e pluviosidade média de 1Â 060Â mm/ano, concentrados entre os meses de outubro e abril, sendo dezembro o mês de maior precipitação.[25] A estação chuvosa compreende os meses mais quentes, enquanto que a estação seca abrange os meses amenos.[26] O mês mais quente, fevereiro, tem temperatura média de 26,4Â ºC, enquanto que no mês mais frio, julho, a média é de 15,6Â °C.[25] Apesar da queda da temperatura no inverno, eventos de frio em demasia não são incomuns. Outono e primavera, por sua vez, são estações de transição.[25]
Com pouco mais de 2Â 060 horas de insolação por ano, a umidade do ar média anual é superior a 70%.[25] Nevoeiros ocorrem nas manhãs dos meses frios, por conta da alta umidade e das baixas temperaturas.[27] No entanto, baixos índices de umidade podem ser registrados durante a estação seca ou em longos veranicos.[28] Nesses períodos, o ar seco propicia a ocorrência de queimadas, inclusive em áreas de preservação, e favorece a poluição do ar.[29] O vento dominante é originado da direção leste e, no período mais ventoso do ano, entre os dias 5 de agosto a 19 de novembro, a velocidade média é de 11,9 quilômetros, tendo uma ligeira concentração entre setembro e outubro. Na época mais calma, de março a junho, a velocidade média varia entre 9,5 e 11 quilômetros por hora.[26]Maiores acumulados de precipitação em 24 horas registrados em Teófilo Otoni por meses (INMET)
MêsAcumuladoDataMêsAcumuladoData
Janeiro137,6Â mm21/01/2016Julho28,9Â mm08/07/1965
Fevereiro246,4Â mm04/02/2002Agosto28,7Â mm06/08/1968
Março108,1Â mm17/03/1964Setembro53,8Â mm10/09/1976
Abril68,7Â mm24/04/1997Outubro120,1Â mm27/10/2004
Maio50,6Â mm02/05/1968Novembro150,3Â mm02/11/1975
Junho35,4Â mm03/06/2001Dezembro120,7Â mm27/12/2004
Período: 01/01/1961 a 31/12/1968, 27/01/1970 a 31/12/1987,01/01/1991 a 26/11/2008 e 20/10/2011 a 30/06/2018[30]Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1961 a 1968, 1986 a 1987, 1991 a 2008 (até 26 de novembro) e de 2011 (a partir de 20 de novembro) a 2018,[nota 1] a menor temperatura registrada em Teófilo Otoni foi de 7,9Â °C em 10 de julho de 1963,[31] e a maior atingiu 41,3Â °C em 31 de outubro de 2012.[32] O menor índice de umidade relativa do ar foi de 15%, registrado em 30 de agosto de 1963.[33] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 246,4Â mm em 4 de fevereiro de 2002.[30] As chuvas que caíram nesse dia deixaram a cidade em estado de calamidade pública, com um saldo de 12 mortes, 16 mil desalojados, 247 moradias destruídas e outras 600 parcialmente danificadas.[34][35]
Outros acumulados iguais ou superiores a 100Â mm foram 150,3Â mm em 2 de novembro de 1975, 137,6Â mm em 21 de janeiro de 2016, 120,7Â mm em 2 de novembro de 2004, 120,1Â mm em 27 de outubro de 2004, 116,4Â mm em 29 de novembro de 2012, 108,1Â mm em 17 de março de 1964, 102,7Â mm em 22 de março de 1981 e 102,1Â mm em 9 de dezembro de 2006.[30] Dezembro de 2013, com 518,9Â mm, foi o mês de maior precipitação.[36] As chuvas, sobretudo nos meses da estação chuvosa, podem vir acompanhadas de descargas elétricas, rajadas de vento e, esporadicamente, queda de granizo, com registro em 2 de junho de 2009.[37] Conforme o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Teófilo Otoni é o 732Â º colocado no ranking de ocorrências de descargas elétricas no estado de Minas Gerais, com uma média anual de 1,5483 raio por quilômetro quadrado.[38]
Dados climatológicos para Teófilo Otoni
MêsJanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDezAno
Temperatura máxima recorde (°C)4140,43937,63837,835,436,740,341,340,538,1 41,3
Temperatura máxima média (°C)32,533,332,230,929,127,927,628,629,531,230,431,4 30,4
Temperatura média compensada (°C)2626,425,724,522,420,820,421,422,924,624,725,4 23,8
Temperatura mínima média (°C)21,321,421,220,117,816,115,616,318,119,620,421,1 19,1
Temperatura mínima recorde (°C)1617,215,31410,78,37,98,89,91213,916 7,9
Precipitação (mm)127,899,5153,378,830,418,625,920,334,672,9188,7213,7 1Â 064,5
Dias com precipitação (? 1 mm)1081275454571214 93
Umidade relativa compensada (%)71,970,273,67576,675,674,470,268,567,87474,4 72,7
Horas de sol197,7199189,2176,8167,6161,3168180,3152,6170,3138,9159,8 2Â 061,5
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981?2010;[25] recordes de temperatura: 01/01/1961 a 31/12/1968, 01/01/1986 a 31/12/1987, 01/01/1991 a 26/11/2008 e 20/10/2011 a 30/06/2018).[31][32][nota 1] Ecologia e meio ambiente[editar | editar código-fonte]
O município está localizado no Bioma Mata Atlântica, e devido ao desmatamento hoje apresenta apenas alguns de trechos de Mata Atlântica, apesar de que parte da mata nativa foi severamente devastada nos últimos 50 anos; inicialmente com o ciclo exploratório da madeira, que era vendida para outras regiões e estados sem que a população local fosse recompensada, depois para dar lugar às plantações de café e por último para ceder espaço à agricultura moderna, às pastagens para o gado, ou mesmo desmatada e mais tarde reflorestada.[19][39] Atualmente, a região possui uma das maiores coberturas vegetais bioma da Mata Atlântica Semidecidual no estado de Minas Gerais e do Brasil.[40]
Para combater o desmatamento e a devastação de áreas verdes, foi criado programa como as Área de Proteção Ambiental (APA), que são faixas de vegetação existentes com objetivo de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica e a biodiversidade, proteger o solo e assegurar o bem-estar da população. A APA do Alto do Mucuri, criada em 31 de dezembro de 2011 com área total de 325Â 148,883 hectares, englobando além de Teófilo Otoni outras sete cidades a norte do município, visando a conservação dos remanescentes de Mata Atlântica e posteriormente interligar com Cinturão Verde com os outros parques estaduais;[40] Além da área de preservação Todos os Santos, com foco em preservar a fauna e flora das margens de trechos do Rio Todos os Santos entre Poté e Teófilo Otoni, tendo sido criada em 8 de junho de 1989.[41] Outro programa é a Semana do Meio Ambiente, realizada anualmente no começo de junho pela prefeitura, onde são organizadas palestras de conscientização ambiental e passeios ecológicos com crianças de escolas públicas e privadas da cidade.[42]Demografia[editar | editar código-fonte]Crescimento populacional
Censo
Pop.%±
1970133Â 017?1980128Â 826-3,2%1991140Â 8339,3%2000129Â 424-8,1%2010134Â 7334,1%Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)[43]Em 2010, a população do município foi contada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 134Â 733 habitantes, sendo que 64Â 447 habitantes eram homens e 70Â 286 habitantes mulheres. Ainda segundo o mesmo censo, 110Â 059 habitantes viviam na zona urbana e 24Â 674 na zona rural.[44]
O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M) de Teófilo Otoni é considerado alto pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Seu valor é de 0,701 (o 1866º maior entre os 5Â 565 municípios brasileiros), sendo que a cidade possui a maioria dos indicadores próximos ou acima com os da média nacional segundo o PNUD.[9]Pobreza e desigualdade[editar | editar código-fonte]
Segundo o IBGE, no ano de 2003 o coeficiente de Gini, que mede a desigualdade social, era de 0,40, sendo que 1,00 é o pior número e 0,00 é o melhor.[45] Naquele ano, a incidência da pobreza, medida pelo IBGE, era de 37,80%, o limite inferior da incidência de pobreza era de 29,85%, o superior era de 45,74% e a incidência da pobreza subjetiva era de 34,76%.[45]
De 2000 a 2010, a proporção de pessoas com renda domiciliar per capita de até meio salário mínimo reduziu em 46,0%. Em 2010, 81,3% da população vivia acima da linha da pobreza, 12,2% encontrava-se na linha da pobreza e 6,5% estava abaixo.[46] Em 2000, a participação dos 20% da população mais rica da cidade no rendimento total municipal era de 65,4%, ou seja, 33 vezes superior à dos 20% mais pobres, que era de 2,2%.[46] Também em 2000, segundo a prefeitura, havia registros de favelas e palafitas, além de ocorrências de loteamentos irregulares, porém atualmente há legislação municipal específica que dispõe sobre regularização fundiária e sem plano ou programa específico de regularização fundiária.[47]Religião[editar | editar código-fonte]
Fachada da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição.
A maioria dos teófilo-otonenses se declara católica, apesar de que hoje é possível encontrar na cidade dezenas de denominações protestantes diferentes, assim como a prática do budismo e do espiritismo, entre outras. Também são consideráveis as comunidades judaica, mórmon, e das religiões afro-brasileiras. De acordo com dados do censo de 2010 realizado pelo IBGE, a população teófilo-otonense está composta por: católicos (61,27%), evangélicos (29,68%), pessoas sem religião (5,94%), espíritas (1,19%) e os demais estão divididos entre outras religiões.[48][49]Igreja Católica Apostólica Romana
Segundo divisão feita pela Igreja Católica, o município está situado na jurisdição da província eclesiástica de Diamantina.[50] A diocese de Teófilo Otoni foi criada em em 27 de novembro de 1960 a partir do desmembramento da diocese de Araçuaí[51] e em 28 de março de 1981 cedeu parte de seu território para a criação da diocese de Almenara.[52] Sua Sé episcopal está na Catedral Nossa Senhora da Imaculada Conceição.[53]Igrejas protestantes
A cidade possui os mais diversos credos protestantes ou reformados, como a Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra, a Igreja Cristã Maranata, Igreja Luterana, a Igreja Presbiteriana, a Igreja Metodista, a Igreja Episcopal Anglicana, as igrejas batistas, a Igrejas Assembleias de Deus, a Igreja Adventista do Sétimo Dia, a Igreja Mundial do Poder de Deus, a Igreja Metodista Wesleyana, a Igreja Universal do Reino de Deus, a Congregação Cristã no Brasil, entre outras.[48][49] Como citado acima, de acordo com o IBGE, em 2010 29,58% da população era protestante,[49] sendo 15,01% das igrejas evangélicas de origem pentecostal e 8,65% das evangélicas de missão.[48][49]
Ainda existem cristãos de várias outras denominações, tais como as Testemunhas de Jeová (que representam 0,70% dos habitantes) e os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (0,11%), também conhecida como Igreja Mórmon.[48][49]Etnias e imigração[editar | editar código-fonte]
Em 2010, segundo dados do Censo IBGE daquele ano, a população teófilo-otonense era composta por 35Â 806 brancos (26,57%); 15Â 301 negros (11,36%); 1Â 158 amarelos (0,86%); 82Â 273 pardos (61,06%); 206 indígenas (0,15%); e uma pessoa sem declaração.[54] Teófilo Otoni possui uma diversificada etnia, além de negros e índios (nativos da região),[12] é visivelmente marcada por descendentes de colonizadores europeus principalmente alemães. Pode-se constatar isto através da verificação de alguns traços e marcos deixados na cidade como, como a Praça Germânica e a realização da Festa da Descendência Alemã (Fest Der Deuteschen Abstammung). Pela Lei nº 3.085, de 18 de abril de 1989, no dia 23 de julho celebra-se o Dia da Colônia Alemã.[55]
Por outro lado, em 2010 estima-se que 1Â 444 pessoas saíram de Teófilo Otoni para ir para outros países, sendo que 900 delas foram para Portugal (62,33%), 237 para os Estados Unidos (16,41%); e 75 (5,19%) para a Espanha.[56]Política e administração[editar | editar código-fonte]
A administração municipal se dá pelos poderes executivo e legislativo.[57] O prefeito municipal e líder do poder executivo é Daniel Batista Sucupira, do Partido dos Trabalhadores (PT), que venceu as eleições municipais de 2016 com 30Â 293 votos (45,53% dos eleitores). Daniel anteriormente era vereador em Teófilo Otoni.
O poder legislativo, por sua vez, é constituído pela câmara municipal, composta por 19 vereadores eleitos para mandatos de quatro anos (em observância ao disposto no artigo 29 da Constituição[58]) e em 2014 estava representada por três cadeiras do Partido dos Trabalhadores (PT); duas cadeiras do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB); duas cadeiras do Partido Humanista da Solidariedade (PHS); duas cadeiras do Partido Social Cristão (PSC); duas cadeiras do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB); duas cadeiras do Partido Trabalhista Cristão (PTC); duas cadeiras do Partido Socialista Brasileiro (PSB); uma cadeira do Partido Popular Socialista (PPS); uma do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB); uma do Partido Democrático Trabalhista (PDT); e uma do Partido Republicano Progressista (PRP).[59] Cabe à casa elaborar e votar leis fundamentais à administração e ao Executivo, especialmente o orçamento participativo (Lei de Diretrizes Orçamentárias).[59]
A cidade se rege por lei orgânica, que foi promulgada em 21 de março de 1990 e entrou em vigor nesta mesma data,[60] e é sede da Comarca de Teófilo Otoni, classificada como de entrância especial, que reúne, além de Teófilo Otoni, os municípios de Ataléia, Ladainha, Novo Oriente de Minas, Ouro Verde de Minas, Pavão e Poté e foi instalada em 4 de novembro de 1880.[16][61] Havia 102Â 897 eleitores em junho de 2014, o que representava 0,675% do total do estado de Minas Gerais.[62] Teófilo Otoni possui o município de Poá, São Paulo, como cidade-irmã desde 10 de março de 2008.[63]Subdivisões[editar | editar código-fonte]
Ver também: Lista de bairros de Teófilo Otoni
Teófilo Otoni é subdividida em seis distritos, sendo eles Crispim Jaques, Mucuri, Pedro Versiani, Rio Pretinho, a Sede e Topázio. A Sede era o mais populoso, reunindo 119Â 689 habitantes, seguida por Topázio, com 4Â 524 pessoas.[64] Conforme já foi citado anteriormente, no século XX houve a criação e elevação à cidade de diversos distritos do município, sendo que os distritos mais recentes são Mucuri e Rio Pretinho, criados pela lei estadual nº 6769, de 13 de maio de 1976.[13] Atualmente o município ainda dividi-se em 50 bairros.[65]
Distritos de Teófilo Otoni (IBGE/2010)[64]
DistritoHabitantesDomicílios particulares
HomensMulheresTotal
Crispim Jaques 1Â 003 981 1Â 984 803
Mucuri 1Â 785 1Â 808 3Â 593 1Â 357
Pedro Versiani 1Â 659 1Â 575 3Â 234 1Â 209
Rio Pretinho 841 880 1Â 721 695
Sede 56Â 860 62Â 829 119Â 689 41Â 041
Topázio 2Â 278 2Â 246 4Â 524 1Â 685Economia[editar | editar código-fonte]
O produto interno bruto (PIB) de Teófilo Otoni é um dos maiores de sua região, destacando-se na área de prestação de serviços. De acordo com dados do IBGE, relativos a 2010, o PIB do município era de R$Â 1Â 281Â 417Â mil. 113Â 053 mil eram de impostos sobre produtos líquidos de subsídios a preços correntes.[66] O PIB per capita é de R$Â 9Â 510,79.[66]
Em 2010, havia 26Â 110 trabalhadores categorizados como pessoal ocupado total e 22Â 170 classificados como ocupado assalariado. Salários juntamente com outras remunerações somavam 261Â 250Â mil reais e o salário médio mensal de todo município era de 1,8 salários mínimos. Havia 3Â 416 unidades locais e 3Â 274 empresas atuantes.[67]Setor primário
Produção de cana-de-açúcar, mandioca e feijão (2010)[68]
ProdutoÁrea colhida (hectares)Produção (tonelada)
Cana-de-açúcar90063Â 000
Mandioca80012Â 000
Feijão850390A agricultura é o setor menos relevante da economia de Teófilo Otoni. De todo o PIB da cidade 56Â 263 mil reais é o valor adicionado bruto da agropecuária.[66] Segundo o IBGE, em 2011, o município contava com cerca de 172Â 749 bovinos, 4Â 760 equinos, 147 bubalinos, 80 asininos, 1Â 570 muares, 14Â 850 suínos, 48 caprinos, 1Â 780 ovinos e 170 coelhos. Havia 107Â 500 aves, dentre estas 68Â 200 eram galos, frangas, frangos e pintinhos, 36Â 500 galinhas, sendo que destas foram produzidas 390 mil dúzias de ovos de galinha, e 2Â 800 codornas, que geraram 26 mil dúzias de ovos. 38Â 900 vacas foram ordenhadas, das quais foram produzidos 31Â 850 mil litros de leite. Também foram produzidos 78 mil quilos de mel de abelha.[69]
Na lavoura temporária são produzidos principalmente a cana-de-açúcar (63 mil toneladas produzidas e 900 hectares cultivados), a mandioca (12 mil toneladas produzidas e 800 hectares plantados) e o feijão (390 toneladas rendidas e 850 hectares cultivados), além do abacaxi, do arroz, do milho e do tomate.[68] Já na lavoura permanente destacam-se a banana (3Â 128 toneladas produzidas e 184 hectares colhidos), a laranja (2Â 160 toneladas produzidas e 120 hectares colhidos) e a tangerina (1Â 600 toneladas produzidas e 160 hectares colhidos), sendo cultivados ainda café e coco.[70]Setores secundário e terciário
A indústria, atualmente, é o segundo setor mais relevante para a economia do município. 222Â 762 mil reais do PIB municipal são do valor adicionado bruto da indústria (setor secundário).[66] As principais indústrias da cidade estão ligadas à agroindústria, ao setor alimentício e principalmente ao setor de extração e transformação de minerais e pedras preciosas.[6][19][71] Em 2000, segundo o IBGE, 8Â 106 pessoas trabalhavam no setor industrial em Teófilo Otoni.[6]
O setor terciário é o mais relevante para a economia municipal. Em 2010, 889Â 339 mil reais do PIB de Teófilo Otoni eram do valor adicionado bruto do setor terciário,[66] destacando-se na área do comércio. Um dos principais centros comerciais é o City Shopping Teófilo Otoni, sendo que a cidade é matriz de empresas com relevância regional como Ramos Transportes e Farmácia Indiana.[72] A Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo é o órgão público subordinado à prefeitura encarregado de organizar ações, políticas e programas destinados ao desenvolvimento econômico da cidade.[73] Segundo o IBGE, no ano de 2000 10Â 205 habitantes trabalhavam no setor comercial e 22Â 704 pessoas ocupavam-se no setor de serviços.[6]Infraestrutura[editar | editar código-fonte]
Habitação, infraestrutura básica e criminalidade[editar | editar código-fonte]
No ano de 2010 a cidade tinha 40Â 431 domicílios particulares permanentes. Desse total, 37Â 651 eram casas, 190 eram casas de vila ou condomínios, 2Â 463 eram apartamentos, 126 eram habitações em cortiços e um era oca ou maloca. Do total de domicílios, 28Â 688 são imóveis próprios (27Â 950 próprios já quitados e 738 em aquisição); 7Â 782 foram alugados; 3Â 835 foram cedidos (1Â 314 cedidos por empregador e 2Â 521 cedidos de outra forma) e 126 foram ocupados de outra maneira.[74] Parte dessas residências contava com água tratada, energia elétrica, esgoto, limpeza urbana, telefonia fixa e telefonia celular. 33Â 852 domicílios eram atendidos pela rede geral de abastecimento de água (83,72% do total); 38Â 462 (95,12%) possuíam banheiros para uso exclusivo das residências; 33Â 975 (84,03% deles) eram atendidos por algum tipo de serviço de coleta de lixo (seja pela prefeitura ou não); e 39Â 978 (98,87%) possuíam abastecimento de energia elétrica.[74]
Como na maioria dos municípios médios e grandes brasileiros, a criminalidade ainda é um problema em Teófilo Otoni.[75] Em 2011, a taxa de homicídios no município foi de 49,5 para cada 100 mil habitantes, ficando no sexto lugar a nível estadual e no 153° lugar a nível nacional.[76] O índice de suicídios naquele ano para cada 100 mil habitantes foi de 6,1, sendo o 129° a nível estadual e o 915° a nível nacional.[77] Já em relação à taxa de óbitos por acidentes de transito, o índice foi de 55,2 para cada 100 mil habitantes, ficando no 13° a nível estadual e no 88° lugar a nível nacional.[78]Saúde e educação[editar | editar código-fonte]
Em 2009, o município possuía 74 estabelecimentos de saúde entre hospitais, pronto-socorros, postos de saúde e serviços odontológicos, sendo 32 deles públicos e 42 privados e que 29 dos públicos pertenciam à rede municipal, 2 eram da rede estadual e 1 era público federal. 18 estabelecimentos faziam parte do Sistema Único de Saúde (SUS) e no total existem 392 leitos para internação.[79] Em 2011, 97,2% das crianças menores de 1 ano estavam com a carteira de vacinação em dia.[80] Em 2010 foram registrados 1Â 852 nascidos,[81] sendo que o índice de mortalidade infantil a cada mil crianças menores de cincoo anos de idade era de 17,4.[80] Neste mesmo ano 21,0% do total de mulheres grávidas eram de meninas que tinham menos de 20 anos.[82] 0,8% do total de crianças pesadas pelo Programa Saúde da Família estavam desnutridos.[46]
Na área da educação, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) médio entre as escolas públicas de Teófilo Otoni era, no ano de 2009, de 4,8 (numa escala de avaliação que vai de nota 1 à 10), sendo que a nota obtida por alunos do 5º ano (antiga 4ª série) foi de 5,4 e do 9º ano (antiga 8ª série) foi de 4,1; o valor das escolas de todo o Brasil era de 4,0.[83] O município contava, em 2009, com aproximadamente 32Â 728 matrículas nas redes públicas e particulares.[84] Segundo o IBGE, naquele mesmo ano, das 97 escolas do ensino fundamental, 45 pertenciam à rede pública estadual, 36 à rede pública municipal e 16 eram escolas particulares. Dentre as 24 instituições de ensino médio, 17 pertenciam à rede pública estadual e 7 às redes particulares.[84] Em 2000, 82% das crianças de 7 a 14 anos estavam cursando o ensino fundamental. A taxa de conclusão, entre jovens de 15 a 17 anos naquele ano, era de 51%.[83] Teófilo Otoni também se inscreve no cenário mineiro como um pólo universitário, contando com diversas instituições de ensino superior, como um campus da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri [85] e um campus do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG).[86]
Educação de Teófilo Otoni em números[84]
NívelMatrículasDocentesEscolas (total)
Ensino pré-escolar2Â 27414647
Ensino fundamental24Â 4011Â 29197
Ensino médio6Â 05340924
Serviços e comunicação[editar | editar código-fonte]
O serviço de abastecimento de energia elétrica do município é feito pela Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG). Segundo a empresa, no ano de 2003 havia 40Â 427 consumidores (sendo 33Â 811 consumidores residenciais) e foram consumidos 93Â 689Â 910 KWh de energia.[6] O serviço de abastecimento de água e coleta de esgoto da cidade é feito pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa).[6]
O código de área (DDD) de Teófilo Otoni é 033[87] e o Código de Endereçamento Postal (CEP) vai de 39800-001 a 39805-999.[88] No dia 10 de novembro de 2008 o município passou a ser servido pela portabilidade, juntamente com outros municípios com o mesmo DDD. A portabilidade é um serviço que possibilita a troca da operadora sem a necessidade de se trocar o número do aparelho.[89] Segundo dados da Telecomunicações de Minas Gerais e da Associação Mineira de Rádio e TV, o município contava, em 2001, com 8 jornais em circulação e 4 emissoras de rádio.[6] Atualmente uma das principais é a 98 FM, fundada em julho de 1981.[90] Também há sinal em Very High Frequency (VHF) e Ultra High Frequency (UHF) de emissoras como TV Imigrantes (afiliada à TV Cultura),[91] TV Leste (Rede Record),[92] TV Alterosa Leste (SBT)[93] e InterTV (Rede Globo).[94]vde Canais de televisão aberta de Teófilo OtoniVHF analógico
02 - Band MG (Band)
04 - RIT
06 - InterTV (Globo)
08 - TV Leste (RecordTV)
10 - TV Alterosa Leste (SBT)
12 - TV Imigrantes (Rede Minas e TV Cultura)
UHF analógico
17 - Rede Vida
21 - TV Novo Tempo
23 - Rede Super
56 - TV ALMG
Sinal digital
14.1 RCI (Rede Mundial)
23 (17.1) Rede Vida HD
30 (2.1) Band Minas HD
31 (8.1) TV Leste HD
52.1 RIT
Autorizados ouem implantação
15 (6.1) InterTV HD
18 (12.1) TV Imigrantes SD
22 (10.1) TV Alterosa HD
57 (56.1) TV ALMG HDTransportes[editar | editar código-fonte]
A frota municipal no ano de 2010 era de 37Â 020 veículos, sendo 16Â 486 automóveis, 1Â 427 caminhões, 150 caminhões-tratores, 3Â 232 caminhonetes, 664 caminhonetas, 153 micro-ônibus, 12Â 753 motocicletas, 1Â 042 motonetas, 135 ônibus, 111 utilitários, dois tratores de rodas e 865 classificados como outros tipos de veículos.[95] A cidade possui ainda transporte coletivo, que é administrado pela Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte do Município de Teófilo Otoni (Teotrans), órgão responsável ainda em regularizar, coordenar e organizar o tráfego, o trânsito e o sistema viário municipal.[96] As avenidas duplicadas e pavimentadas e diversos semáforos facilitam o trânsito no município, mas o crescimento no número de veículos nos últimos dez anos está gerando um tráfego cada vez mais lento de carros, principalmente na Sede teófilo-otonense.[97]
Até a década de 1960 Teófilo Otoni possuía transporte ferroviário de passageiros, sendo atendida pela Estrada de Ferro Bahia e Minas. A estação da cidade foi inaugurada em 3 de maio de 1898, porém foi fechada em 1966, com o desativamento da ferrovia. No lugar foi construído o terminal rodoviário,[98] que desde 2003 é administrado pela prefeitura. Nele circulam diariamente uma média de cerca de 600 passageiros, e em maio de 2012 era atendido por 12 linhas de ônibus para diversas cidades do estado de Minas Gerais e do Brasil, operando em 20 plataformas de embarque e desembarque.[99] O município é cortado por três rodovias federais e duas estaduais: BR-116, BR-342, BR-418, MG-217 e MG-409.[6][100][101] Também há um aeroporto, o Aeroporto Juscelino Kubitschek, inaugurado em 22 de dezembro de 1987 e, mais tarde, em 1997 recebeu balizamento e iluminação para pousos noturnos.[6]Cultura e lazer[editar | editar código-fonte]
Eventos e personalidades[editar | editar código-fonte]
Fred, natural de Teófilo Otoni
Para estimular o desenvolvimento socioeconômico local, a prefeitura de Teófilo Otoni, juntamente ou não com instituições locais, passou a investir mais no segmento de festas e eventos. A Feira Internacional de Pedras Preciosas (FIPP), realizada desde 1989, atrai investidores, consumidores e curiosos de todas as regiões do Brasil e de diversas partes do mundo a fim de conhecer a imensa variedade de pedras preciosas que são extraídas e lapidadas na região.[102][103] O TeóFolia é o principal carnaval fora de época do nordeste mineiro, organizado anualmente desde 2003 em setembro ou outubro, contando com a participação de artistas regionais ou mesmo nacionalmente conhecidos e bandas de axé, pagode baiano e sertanejo elétrico, tais como Ivete Sangalo, Claudia Leitte e Parangolé, sendo que em algumas edições chega a receber cerca de 20 mil pessoas.[104][105] Outro evento é a Festa da Descendência Alemã (Fest Der Deuteschen Abstammung), organizada pela Associação dos Descendentes de Alemães em Teófilo Otôni (ACDATO) anualmente em julho, em homenagem ao dia municipal da Dia da Colônia Alemã, celebrado em 23 de julho. Conta com apresentações artísticas de danças e músicas típicas, concursos de beleza e mostras de artesanato e flores.[106]
A cidade é terra natal de alguns artistas que obtiveram relevância regional, nacional ou mesmo internacional, tais como o cantor e compositor Geraldo Nunes,[107] o cantor sertanejo Léo Magalhães,[108] o jornalista e artista Léo Áquilla,[109] o cantador, violeiro e compositor Pereira da Viola[110] e o já falecido compositor e escritor Vicente Amar.[111]Artes cênicas e atrativos arquitetônicos[editar | editar código-fonte]
Na área das artes cênicas se destaca a realização anual do Festival de Teatro de Teófilo Otoni (FESTTO). É organizado pela prefeitura de Teófilo Otoni, através da Secretaria de Educação e Cultura, em parceria com o Serviço Social do Comércio de Minas Gerais (SESC/MG), o Instituto Doctum e o Grupo In-Cena, havendo a realização de espetáculos nacionais gratuitos, oficinas e debates abertos à população.[112] A cidade conta com apenas um teatro, o Cine Teatro Vitória, que foi construído em 1944 e hoje conta com capacidade para 600 espectadores.[113]
Além do teatro, há outros atrativos arquitetônicos. O Prédio da CEMIG foi inaugurado oficialmente em 29 de fevereiro de 1928, inicialmente como uma escola elitizada (o Ginásio Mineiro) que foi fechada em 1943 e reaberta em 1947 com o nome de Colégio Mineiro. a instituição se mudou para outro prédio em 1967, dando lugar à Fundação Universidade do Nordeste Mineiro (FUNM), que também se mudou para outro local em 1979. Desde então o prédio pertence à CEMIG, sendo hoje patrimônio histórico do município.[114] Em frente ao prédio está a Praça Germânica,[114] construída em homenagem às colônias alemãs que chegaram à cidade em 1856. Suas estátuas representam uma família de alemães que chegaram junto às colônias.[115] Também há a Igreja Matriz, a Igreja Bom Jesus e a Praça Tiradentes,[116] que abriga uma antiga Maria Fumaça que pertencia à extinta Estrada de Ferro Bahia e Minas (EFMB).[117]Esportes[editar | editar código-fonte]
Arquibancadas do Estádio Nassri Mattar.
A Secretaria de Esporte e Lazer é o órgão subordinado à prefeitura que tem função de organizar, planejar e prestar fomento ao setor esportivo de Teófilo Otoni.[118] A cidade conta com equipes de diversos esportes, que por vezes se destacam ao conquistarem títulos regionais, estaduais ou mesmo nacionais, tais como basquetebol,[119] voleibol,[120] handebol[121] e futebol de salão.[122] Também é comum, principalmente entre a população jovem, a prática de esportes radicais, como skate, BMX e patins em linha.[123] Dentre os espaços desportivos se destaca o Ginásio Joaquim Nunes, a "Praça de Esportes", com quadras de futsal, vôlei, basquete e handebol.[124]
O principal time de futebol da cidade é o América Futebol Clube, que foi fundado em 12 de maio de 1936 e manda seus jogos no Estádio Nassri Mattar, que tem capacidade para cerca de 5 mil pessoas.[125] O América de Teófilo Otoni, como a equipe é mais conhecida, teve sua maior fama no Campeonato Mineiro de 2011, onde alcançou a quarta colocação, sendo o clube que revelou o atacante Fred, destaque do Fluminense.[126] Outros futebolistas relevantes naturais do município são Abelardo,[127] Toninho Almeida,[128] Bruno di Pietro,[129] Fahel[130] e Flávio Guedes.[131]Feriados[editar | editar código-fonte]
Em Teófilo Otoni há dois feriados municipais e oito feriados nacionais, além dos pontos facultativos. Os feriados são o dia de São Pedro, comemorado em 29 de junho; e o dia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, celebrado em 8 de dezembro.[132] De acordo com a lei federal nº 9.093, aprovada em 12 de setembro de 1995, os municípios podem ter no máximo quatro feriados municipais com âmbito religioso, já incluída a Sexta-Feira Santa.[133][134]Ver também[editar | editar código-fonte]
Municípios de Minas Gerais
Municípios do Brasil
Mineiros de Teófilo Otoni
Lista de municípios do Brasil acima de cem mil habitantes
Notas[editar | editar código-fonte]? a b Para os recordes de temperatura, desconsiderou-se o período de 1969 a 1986 por inconsistência e/ou ausência de dados.
Referências? a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Teófilo Otoni». Consultado em 21 de julho de 2018. Cópia arquivada em 21 de julho de 2018 ? Araújo, Larissa Duarte (maio de 2015). «Revisão de alguns aspectos da paisagem cultural de Teófilo Otoni, na mesorregião do Vale do Mucuri, Minas Gerais - Brasil» (PDF). Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM): 9. Consultado em 21 de julho de 2018. Cópia arquivada (PDF) em 21 de julho de 2018 ? Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 4. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 ? Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 ? a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 21 de julho de 2018 ? a b c d e f g h i j k l m Cidades.Net. «Teófilo Otoni - MG». Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2013 ? a b Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). «Áreas Urbanas no Brasil em 2015». Consultado em 3 de junho de 2019 ? a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (30 de agosto de 2017). «Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2017» (PDF). Consultado em 11 de dezembro de 2017 ? a b Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Consultado em 9 de setembro de 2013. Cópia arquivada (PDF) em 8 de julho de 2014 ? a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2015). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2015». Consultado em 21 de julho de 2018. Cópia arquivada em 21 de julho de 2018 ? a b Embrapa Monitoramento por Satélite. «Minas Gerais». Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 2 de novembro de 2011 ? a b c d e f g h
Prefeitura (2010). «História». Consultado em 3 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 4 de janeiro de 2013 ? a b c Enciclopédia dos Municípios Brasileiros (2007). «Teófilo Otoni - Histórico» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 22 de abril de 2011. Cópia arquivada (PDF) em 4 de janeiro de 2013 ? Tribuna do Mucuri (25 de abril de 2012). «Capital mundial das pedras preciosas e dos valores humanos» (PDF). Consultado em 5 de janeiro de 2013. Cópia arquivada (PDF) em 5 de janeiro de 2013 ? Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (30 de novembro de 2009). «Nova Venécia visita a capital mundial das pedras preciosas». Consultado em 5 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2013 ? a b Prefeitura. «Dados Gerais». Consultado em 5 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2013 ? Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Divisão Regional do Brasil». Consultado em 21 de julho de 2018. Cópia arquivada em 21 de julho de 2018 ? Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2016). «Divisão Territorial Brasileira 2016». Consultado em 21 de julho de 2018 ? a b c d e ReoCities (2 de maio de 1998). «Teófilo Otoni». Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2013 ? Agência Nacional de Águas (ANA) (6 de maio de 2002). «Bacia Hidrográfica do Rio Mucuri» (PDF). Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2013 ? In360 (31 de janeiro de 2011). «Com água e sem enchente». Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2013 ? Cristiane Silva (29 de novembro de 2012). «Prefeitura de Teófilo Otoni decreta estado de emergência após enchente». Em.com.br. Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2013 ? Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Brasil - Climas». Biblioteca IBGE. Consultado em 7 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 12 de outubro de 2013 ? Climate-Data.org. «Clima: Teófilo Otoni». Consultado em 21 de julho de 2018. Cópia arquivada em 21 de julho de 2018 ? a b c d e «Normais climatológicas do Brasil». Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Consultado em 21 de julho de 2018 ? a b Weather Spark. «Condições meteorológicas médias de Teófilo Otoni». Consultado em 21 de julho de 2018. Cópia arquivada em 21 de julho de 2018 ? Diário de Teófilo Otoni (16 de junho de 2016). «Madrugada fria tem termômetros a 10°C em Teófilo Otoni». Consultado em 21 de julho de 2018. Cópia arquivada em 21 de julho de 2018 ? Terra (9 de maio de 2017). «Frente fria avança pelo litoral do Sudeste nesta 4ª feira». Consultado em 21 de julho de 2018. Cópia arquivada em 21 de julho de 2018 ? Jornal Hoje em Dia (24 de setembro de 2015). «Queimadas atingem ao menos 12 unidades de conservações ambiental de Minas». Consultado em 21 de julho de 2018. Cópia arquivada em 21 de julho de 2018 ? a b c «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Teófilo Otoni». Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Consultado em 22 de junho de 2015 ? a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Teófilo Otoni». Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Consultado em 22 de junho de 2015 ? a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Teófilo Otoni». Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Consultado em 22 de junho de 2015 ? «BDMEP - série histórica - dados diários - umidade relativa (%) - Teófilo Otoni». Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Consultado em 22 de junho de 2015 ? Kemil Kumaira (6 de março de 2002). «329ª reunião ordinária da 4ª sessão legislativa ordinária da 14ª legislatura em 6/3/2002». Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Consultado em 27 de julho de 2018. Cópia arquivada em 27 de julho de 2018 ? Ranier Bragon (4 de fevereiro de 2002). «Chuva recorde mata 12 em Teófilo Otoni, Minas Gerais». Folha de S.Paulo. Consultado em 27 de julho de 2018. Cópia arquivada em 17 de dezembro de 2012 ? «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - Teófilo Otoni». Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Consultado em 21 de julho de 2018 ? Fernanda Penna (3 de junho de 2009). «Vendaval e granizo causam destruição em Teófilo Otoni». Jornal O Tempo. Consultado em 21 de julho de 2018. Cópia arquivada em 21 de julho de 2018 ? Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT) (2010). «Ranking de Descargas Atmosféricas de Minas Gerais». Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Consultado em 21 de julho de 2018 ? Luciana Morais (16 de março de 2012). «Uma mulher em defesa do Mucuri». Revista Ecológico. Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2013 ? a b Instituto Estadual de Florestas (IEF) (3 de janeiro de 2013). «Governo de Minas cria Área de Proteção Ambiental no Mucuri». Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2013 ? Regina M. F. Camargos e Mônica Torrent Lanna (31 de janeiro de 2001). «Cadastro das áreas protegidas em Minas Gerais» (PDF). Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada (PDF) em 7 de janeiro de 2013 ? Prefeitura (4 de junho de 2012). «Prefeitura realiza abertura da Semana do Meio Ambiente». Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2013 ? Sistema IBGE de Recuperação de Dados Automática (Sidra) (2010). «Tabela 200 - População residente por sexo, situação e grupos de idade - Amostra - Características Gerais da População». Consultado em 7 de janeiro de 2013 ? Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). «Censo Populacional 2010» (PDF). Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada (PDF) em 3 de novembro de 2011 ? a b Cidades@ - IBGE. «Indicadores sociais dos municípios brasileiros». Consultado em 7 de janeiro de 2013 ? a b c Portal ODM (2010). «1 - acabar com a fome e a miséria». Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 8 de janeiro de 2013 ? Portal ODM (2010). «7 - qualidade de vida e respeito ao meio ambiente». Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 8 de janeiro de 2013 ? a b c d Sidra (Sistema IBGE de Recuperação de Dados Automática) (2010). «População residente por cor ou raça e religião». Consultado em 7 de janeiro de 2013 ? a b c d e Cidades@ - IBGE (2010). «Censo Demográfico 2010: Religião - Amostra». Consultado em 7 de janeiro de 2013 ? «Arquidioceses e Dioceses». Regional Leste 2. Consultado em 14 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 7 de agosto de 2013 ? Catholic Hierarchy (2 de dezembro de 2011). «Diocese of Teófilo Otoni |língua-inglês». Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 8 de janeiro de 2013 ? «Diocese of Almenara» (em inglês). Catholic Hierarchy. Consultado em 14 de janeiro de 2013 ? GCatholic. «Catedral Nossa Senhora Imaculada Conceição» (em inglês). Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 8 de janeiro de 2013 ? Sidra (Sistema IBGE de Recuperação de Dados Automática) (2010). «Tabela 3175 - População residente, por cor ou raça, segundo a situação do domicílio, o sexo e a idade». Consultado em 7 de janeiro de 2013 ? Prefeitura (25 de julho de 2011). «Festa Alemã é sucesso de público». Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 8 de janeiro de 2013 ? Sidra (Sistema IBGE de Recuperação de Dados Automática) (2010). «Tabela 3173 - Emigrantes internacionais, por sexo, segundo os continentes e países estrangeiros de destino». Consultado em 7 de janeiro de 2013 ? Flávio Henrique M. Lima (9 de fevereiro de 2006). «O Poder Público Municipal à frente da obrigação constitucional de criação do sistema de controle interno». JusVi. Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 7 de maio de 2012 ? DJI. «Constituição Federal - CF - 1988». Consultado em 7 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 19 de junho de 2012 ? a b Eleições 2012 (7 de outubro de 2012). «Candidatos a Vereador Teófilo Otoni/MG». Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 8 de janeiro de 2013 ? Prefeitura (21 de março de 1990). «Constituição do município de Teófilo Otoni-MG» (PDF). Consultado em 7 de janeiro de 2013. Cópia arquivada (PDF) em 8 de janeiro de 2013 ? Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) (21 de julho de 2013). «Relação das Comarcas» (PDF). Consultado em 25 de julho de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 22 de julho de 2013 ? Tribunal Superior Eleitoral (TSE) (12 de abril de 2013). «Consulta Quantitativo». Consultado em 25 de julho de 2014 ? Prefeitura de Poá (12 de março de 2008). «Poá e Teófilo Otoni se tornam cidades-irmãs». Consultado em 25 de julho de 2014. Cópia arquivada em 27 de outubro de 2013 ? a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (16 de novembro de 2011). «Sinopse por setores». Consultado em 11 de janeiro de 2013 ? O Grande Brasil. «Município de Teófilo Otoni, estado de Minas Gerais (MG)». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? a b c d e Cidades@ - IBGE (2010). «Produto Interno Bruto dos Municípios». Consultado em 8 de janeiro de 2013 ? Cidades@ - IBGE (2010). «Estatísticas do Cadastro Central de Empresas». Consultado em 8 de janeiro de 2013 ? a b Cidades@ - IBGE (2010). «Lavoura Temporária 2010». Consultado em 8 de janeiro de 2013 ? Cidades@ - IBGE (2011). «Pecuária 2011». Consultado em 8 de janeiro de 2013 ? Cidades@ - IBGE (2011). «Lavoura Permanente 2011». Consultado em 8 de janeiro de 2013 ? Diretoria de Estudos Prospectivos e Informações Estratégicas (15 de dezembro de 2007). «Perfil industrial das regiões Norte de Minas, Jequitinhonha/Mucuri e Rio Doce» (PDF). Consultado em 8 de janeiro de 2013. Cópia arquivada (PDF) em 9 de janeiro de 2013 ? Teobas. «Comércio». Consultado em 8 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 9 de janeiro de 2013 ? Prefeitura. «Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo». Consultado em 8 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 9 de janeiro de 2013 ? a b Cidades@ - IBGE (2010). «Censo Demográfico 2010: Características da População e dos Domicílios: Resultados do Universo». Consultado em 9 de janeiro de 2013 ? Dignow (2 de junho de 2011). «Criminalidade volta assustar moradores de Teófilo Otoni-MG». Consultado em 9 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 9 de janeiro de 2013 ? Sangari (2011). «Número e taxas (em 100 mil) de homicídio nos municípios com 10.000 habitantes ou mais». Consultado em 9 de janeiro de 2013. Arquivado do original (xls) em 28 de fevereiro de 2011 ? Sangari (2011). «Número e taxas (em 100 mil) de suicídio nos municípios com 10.000 habitantes ou mais». Consultado em 9 de janeiro de 2013. Arquivado do original (xls) em 28 de fevereiro de 2011 ? Sangari (2011). «Número e taxas (em 100 mil) de Óbitos Ac.Transporte nos municípios com 10.000 habitantes ou mais». Consultado em 9 de janeiro de 2013. Arquivado do original (xls) em 28 de fevereiro de 2011 ? Cidades@ - IBGE (2009). «Serviços de Saúde 2009». Consultado em 9 de janeiro de 2013 ? a b Portal ODM (2010). «4 - reduzir a mortalidade infantil». Consultado em 9 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 9 de janeiro de 2013 ? Portal ODM (2010). «Perfil municipal». Consultado em 9 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 9 de janeiro de 2013 ? Portal ODM (2010). «5 - melhorar a saúde das gestantes». Consultado em 9 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 9 de janeiro de 2013 ? a b Portal ODM (2010). «2 - educação básica de qualidade para todos». Consultado em 9 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 9 de janeiro de 2013 ? a b c Cidades@ - IBGE (2009). «Ensino, matrículas, docentes e rede escolar 2009». Consultado em 9 de janeiro de 2013 ? Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. «localização»Â ? Prefeitura (7 de agosto de 2012). «Aula Inaugural do Pré-vestibular Municipal marca início de novo semestre». Consultado em 9 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 9 de janeiro de 2013 ? DDD Cidade. «DDD». Consultado em 9 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 9 de janeiro de 2013 ? «CEP de cidades brasileiras». Correios. Consultado em 9 de janeiro de 2013 ? Carlos Henrique Cruz (10 de novembro de 2008). «Portabilidade chega ao DDD 33». Portal Caparaó. Consultado em 9 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 9 de janeiro de 2013 ? 98 FM (24 de maio de 2012). «Histórico». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? Otávio Cabral (10 de julho de 2000). «Governo deve criar 180 emissoras de TV». Folha de S. Paulo. Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? TV Leste (14 de agosto de 2012). «TV Leste Teófilo Otoni». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? Estado de Minas (3 de agosto de 2011). «TV Alterosa expande para mais 125 cidades de Minas Gerais». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? InterTV dos Vales (30 de setembro de 2011). «Teófilo Otoni e região agora fazem parte da cobertura da Inter TV dos Vales!». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? Cidades@ - IBGE (2010). «Frota 2010». Consultado em 9 de janeiro de 2013 ? Prefeitura (17 de junho de 2011). «Prefeita empossa o Diretor da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte». Consultado em 9 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? In360 (22 de setembro de 2009). «Desafios Urbanos: Conheça os problemas de trânsito em Teófilo Otoni». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? Estações Ferroviárias do Brasil (15 de setembro de 2012). «Teófilo Otoni». Consultado em 9 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? In360 (19 de maio de 2012). «Irregularidades preocupam usuários da rodoviária de Teófilo Otoni». Consultado em 9 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2009). «Mapa Político do Estado de Minas Gerais» (PDF). Consultado em 3 de dezembro de 2012 ? DNIT (2009). «Mapa Multimodal - Minas Gerais» (PDF). Consultado em 3 de dezembro de 2012. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? Gems Exporters Association. «FIPP 2011». Consultado em 22 de março de 2012. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? Prefeitura (23 de agosto de 2011). «Aberta a XXI Feira Internacional de Pedras Preciosas». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? In360 (24 de outubro de 2011). «Teófolia se despede com chuva, mas sem desanimar os foliões». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? Carnaxé (21 de outubro de 2011). «TeóFolia 2011». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? Prefeitura (21 de julho de 2011). «III Festa da Descendência Alemã em Teófilo Otoni». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? Palco Principal. «Geraldo Nunes». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? Léo Magalhães (2011). «Biografia». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? Léo Áquilla (2012). «Biografia». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? Mucury Cultural (10 de janeiro de 2011). «E Pereira da Viola, você conhece?». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. «Vicente Amar». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? Prefeitura (12 de maio de 2012). «Festival de Teatro de Teófilo Otoni». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? In360 (13 de junho de 2011). «Cine Teatro Vitória é interditado em dia de exibição de filme». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? a b Kérstin Ferreira de Jesus (15 de fevereiro de 2006). «Um prédio que resistiu ao tempo». Jornal Fato. Consultado em 10 de janeiro de 2013 ? In360 (25 de julho de 2009). «Festa alemã em Teófilo Otoni comemora a chegada dos imigrantes». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? Rádio 98 TO (27 de maio de 2012). «Cidade Teófilo Otoni». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? Gazeta do Araçuaí (12 de abril de 2012). «Árvore cai e atinge a Maria-Fumaça em Teófilo Otoni». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2013 ? Prefeitura. «Secretaria de Esporte e Lazer». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? Prefeitura (11 de julho de 2011). «Basquete Masculino de T. Otoni leva título». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? Prefeitura (31 de outubro de 2011). «Open de Vôlei de Areia é realizado em Teófilo Otoni». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? Prefeitura (20 de outubro de 2010). «Equipes de Teófilo Otoni disputam eliminatória no Handebol». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? Redação Esportiva (3 de novembro de 2011). «Em Teófilo Otoni, Minas só empata na estreia». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? Thais Bohm (30 de setembro de 2012). «Em Teófilo Otoni, esportes radicais são atração no final de semana». Globo Esporte. Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? Prefeitura (11 de junho de 2012). «Teófilo Otoni sedia Jogos de Minas». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? Federação Mineira de Futebol (FMF) (11 de novembro de 2011). «Situação Estádios - Módulo I - 2012». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? Mariana Kneipp (3 de novembro de 2011). «Brasil Afora: após desistir da Série D, América-TO busca o recomeço». Globo Esporte. Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? vários (2001). Enciclopédia do Futebol Brasileiro. 1. Rio de Janeiro: Areté Editorial. p. 16. ISBN 88651017 Verifique |isbn= (ajuda) ? Terceiro Tempo. «Toninho Almeida». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? O Gol. «Bruno Barros». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? Terceiro Tempo. «Fahel». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? Terceiro Tempo. «Flávio Guedes». Consultado em 11 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2013 ? Feriados municipais (1 de janeiro de 2013). «Feriados municipais - Teófilo Otoni-MG». Consultado em 10 de janeiro de 2013 ? Sérgio Ferreira Pantaleão. «Carnaval - é ou não feriado? folga automática pode gerar alteração contratual». Guia Trabalhista. Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 8 de novembro de 2011 ? Presidência da República. «Lei n.º 9.093, de 12 de setembro de 1995». Consultado em 10 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 8 de novembro de 2011Â
Ligações externas[editar | editar código-fonte]Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Definições no Wikcionário
Categoria no Commons
Commons
WikcionárioPrefeitura de Teófilo Otoni
Câmara Municipal de Teófilo Otoni
Teófilo Otoni no IBGE Cidades
Mapas
Teófilo Otoni no WikiMapia
Teófilo Otoni no Google Maps
vde Hierarquia urbana do Brasil
Demografia do Brasil
Municípios do Brasil
vdeMetrópolesMetrópoles globais
São Paulo
Metrópoles nacionais
Brasília
Rio de Janeiro
Metrópoles regionais
Belém
Belo Horizonte
Curitiba
Fortaleza
Goiânia
Manaus
Porto Alegre
Recife
Salvador
vdeCapitais regionaisCapitais regionais A
Aracaju
Campinas
Campo Grande
Cuiabá
Florianópolis
João Pessoa
Maceió
Natal
São Luís
Teresina
Vitória
Capitais regionais B
Blumenau
Campina Grande
Cascavel
Caxias do Sul
Chapecó
Feira de Santana
Ilhéus/Itabuna
Joinville
Juiz de Fora
Londrina
Maringá
Ribeirão Preto
São José do Rio Preto
Uberlândia
Montes Claros
Palmas
Passo Fundo
Porto Velho
Santa Maria
Vitória da Conquista
Capitais regionais C
Araçatuba
Araguaína
Arapiraca
Araraquara
Barreiras
Bauru
Boa Vista
Cachoeiro de Itapemirim
Campos dos Goytacazes
Caruaru
Criciúma
Divinópolis
Dourados
Governador Valadares
Ijuí
Imperatriz
Ipatinga/Coronel Fabriciano/Timóteo
Juazeiro do Norte/Crato/Barbalha
Macapá
Marabá
Marília
Mossoró
Novo Hamburgo/São Leopoldo
Pelotas/Rio Grande
Petrolina/Juazeiro
Piracicaba
Ponta Grossa
Pouso Alegre
Presidente Prudente
Rio Branco
Santarém
Santos
São José dos Campos
Sobral
Sorocaba
Teófilo Otoni
Uberaba
Varginha
Volta Redonda/Barra Mansa
vdeCentros sub-regionaisCentros sub-regionais A
Alfenas
Anápolis
Apucarana
Bacabal
Bagé
Barbacena
Barra do Garças
Barretos
Bento Gonçalves
Botucatu
Cabo Frio
Caçador
Cáceres
Caicó
Cajazeiras
Campo Mourão
Castanhal
Catanduva
Caxias
Colatina
Crateús
Erechim
Floriano
Foz do Iguaçu
Franca
Francisco Beltrão
Garanhuns
Guanambi
Guarabira
Guarapuava
Iguatu
Irecê
Itajaí
Itaperuna
Itumbiara
Jacobina
Jaú
Jequié
Ji-Paraná
Joaçaba
Lages
Lajeado
Lavras
Limeira
Macaé
Manhuaçu
Muriaé
Nova Friburgo
Ourinhos
Paranaguá
Paranavaí
Parnaíba
Passos
Pato Branco
Patos
Patos de Minas
Pau dos Ferros
Paulo Afonso
Picos
Pinheiro
Poços de Caldas
Ponte Nova
Quixadá
Redenção
Rio Claro
Rio do Sul
Rio Verde
Rondonópolis
Santa Cruz do Sul
Santa Inês
Santa Rosa
Santo Ângelo
Santo Antônio de Jesus
São Carlos
São João da Boa Vista
São Mateus
Serra Talhada
Sinop
Sousa
Teixeira de Freitas
Toledo
Tubarão
Ubá
Umuarama
Uruguaiana
Centros sub-regionais B
Abaetetuba
Assu
Afogados da Ingazeira
Alagoinhas
Altamira
Andradina
Angra dos Reis
Araranguá
Araras
Araripina
Arcoverde
Ariquemes
Assis
Avaré
Balneário Camboriú
Balsas
Bom Jesus da Lapa
Bragança
Bragança Paulista
Breves
Brumado
Brusque
Cacoal
Cametá
Campo Maior
Capanema
Caratinga
Carazinho
Cataguases
Chapadinha
Cianorte
Concórdia
Conselheiro Lafaiete
Cruz Alta
Cruz das Almas
Cruzeiro do Sul
Currais Novos
Eunápolis
Frederico Westphalen
Guaratinguetá
Gurupi
Itabaiana
Itaberaba
Itaituba
Itajubá
Itapetininga
Itapeva
Itapipoca
Itaporanga
Ituiutaba
Ivaiporã
Janaúba
Linhares
Mafra
Palmares
Paragominas
Parintins
Pedreiras
Presidente Dutra
Registro
Resende
Ribeira do Pombal
Santana do Ipanema
Santo Antônio da Platina
São João del-Rei
São Lourenço
São Miguel do Oeste
São Raimundo Nonato
Senhor do Bonfim
Tefé
Teresópolis
Tucuruí
União da Vitória
Valença
Viçosa
Videira
Vilhena
Vitória de Santo Antão
Xanxerê
vdeCentros de zonaCentros de zona A
Acaraú
Açailândia
Adamantina
Além Paraíba
Almeirim
Almenara
Alta Floresta
Amparo
Aquidauana
Aracati
Aracruz
Araçuaí
Arapongas
Araxá
Assis Chateubriand
Barra do Corda
Barreiros
Bebedouro
Belo Jardim
Birigui
Bom Jesus
Caçapava do Sul
Cachoeira do Sul
Caetité
Caldas Novas
Camacan
Camaquã
Campo Belo
Campos Novos
Canindé
Canoinhas
Capelinha
Carangola
Carpina
Catalão
Catolé do Rocha
Caxambu
Ceres
Cerro Largo
Codó
Colinas do Tocantins
Conceição do Araguaia
Conceição do Coité
Cornélio Procópio
Corumbá
Corrente
Cruzeiro
Curitibanos
Cururupu
Curvelo
Diamantina
Diamantino
Dianópolis
Dois Vizinhos
Dracena
Encantado
Esperantina
Estância
Estrela
Fernandópolis
Formiga
Frutal
Governador Nunes Freire
Goiana
Goiás
Guanhães
Guaporé
Guaraí
Guaxupé
Ibaiti
Ibirubá
Icó
Imbituba
Ipiaú
Iporá
Irati
Itabaiana
Itabira
Itacoatiara
Itamaraju
Itapetinga
Ituverava
Jacarezinho
Jales
Jandaia do Sul
Januária
Jaru
Jataí
João Câmara
João Monlevade
Juína
Jundiaí
Lagarto
Lagoa Vermelha
Laranjeiras do Sul
Limoeiro
Limoeiro do Norte
Lins
Loanda
Macau
Macaúbas
Mamanguape
Marau
Maravilha
Marechal Cândido Rondon
Medianeira
Mineiros
Mirassol d'Oeste
Mogi Guaçu
Monteiro
Montenegro
Morrinhos
Mundo Novo
Naviraí
Nossa Senhora da Glória
Nova Andradina
Nova Prata
Nova Venécia
Oeiras
Olímpia
Osório
Ouricuri
Palmas
Palmeira das Missões
Palmeira dos Índios
Pará de Minas
Paraíso do Tocantins
Parauapebas
Patrocínio
Penápolis
Penedo
Pesqueira
Pinhalzinho
Pirapora
Pires do Rio
Piripiri
Pombal
Ponta Porã
Porangatu
Porto Nacional
Porto Seguro
Primavera do Leste
Propriá
Quirinópolis
Rolim de Moura
Russas
Salgueiro
Salinas
Santa Fé do Sul
Santa Inês
Santa Maria da Vitória
Santo Antônio de Pádua
Santiago
São Bento do Sul
São Borja
São Félix do Araguaia
São Gabriel
São Jerônimo
São José do Rio Pardo
São Luís de Montes Belos
São Luiz Gonzaga
São Miguel dos Campos
Sarandi
Seabra
Serrinha
Soledade
Sorriso
Surubim
Tabatinga
Taquara
Tatuí
Telêmaco Borba
Tijucas
Timbaúba
Timbó
Tocantinópolis
Torres
Três Corações
Três de Maio
Três Lagoas
Três Passos
Três Rios
Tupã
Unaí
União dos Palmares
Uruaçu
Vacaria
Venâncio Aires
Votuporanga
Xique-Xique
Centros de zona B
Abaeté
Abelardo Luz
Abre Campo
Afonso Cláudio
Água Boa
Água Branca
Águas Formosas
Aimorés
Alegrete
Alexandria
Alto Araguaia
Alto Longá
Alto Parnaíba
Amambai
Amarante
Amargosa
Andirá
Andradas
Anicuns
Anísio de Abreu
Aparecida
Apiaí
Apodi
Araguaçu
Araguari
Araguatins
Araioses
Araputanga
Arara
Araruama
Araruna
Arcos
Arinos
Arroio do Meio
Arvorezinha
Auriflama
Avelino Lopes
Baependi
Bambuí
Bariri
Barra
Barra Bonita
Barra de São Francisco
Barra do Bugres
Barras
Barracão
Bataguassu
Batalha
Bela Vista
Belém do São Francisco
Bicas
Boa Esperança
Boa Vista do Buricá
Bom Jardim de Minas
Bom Jesus do Itabapoana
Boquira
Braço do Norte
Brasileia
Brejo Santo
Buritis
Caculé
Camapuã
Cambuí
Camocim
Campina da Lagoa
Campo Novo do Parecis
Campos Altos
Campos Belos
Canguaretama
Canindé de São Francisco
Canto do Buriti
Capanema
Capão da Canoa
Capim Grosso
Capinzal
Capitão Poço
Capivari
Caracol
Carauari
Carmo do Paranaíba
Carutapera
Casca
Cassilândia
Castelo
Castelo do Piauí
Cerejeiras
Chapadão do Sul
Chopinzinho
Cícero Dantas
Coelho Neto
Colíder
Colinas
Coluna
Comodoro
Confresa
Congonhas
Constantina
Coronel Vivida
Coxim
Cristal do Sul
Crixás
Cruz
Cruzília
Curimatá
Delmiro Gouveia
Desterro
Dores do Indaiá
Entre Rios de Minas
Esperantinópolis
Espírito Santo do Pinhal
Espumoso
Euclides da Cunha
Eirunepé
Extrema
Fátima
Faxinal
Floresta
Fortaleza dos Nogueiras
Fronteiras
Gandu
Garça
Garibaldi
General Salgado
Getúlio Vargas
Gilbués
Goianésia
Goiatuba
Goioerê
Grajaú
Guaíra
Guajará-Mirim
Guaraciaba do Norte
Guararapes
Horizontina
Ibicaraí
Ibirama
Ibotirama
Ilha Solteira
Indaial
Inhumas
Ipanema
Ipu
Iracema
Itaberaí
Itacarambi
Itamonte
Itaocara
Itapaci
Itapajé
Itapiranga
Itápolis
Itapuranga
Itaqui
Itararé
Itaúna
Ituporanga
Iturama
Jaciara
Jacutinga
Jaguaquara
Jaguariaíva
Jaguaribe
Jaicós
Jardim
Joaíma
João Pinheiro
Juara
Jussara
Lábrea
Lago da Pedra
Lagoa da Prata
Lambari
Leme
Leopoldina
Livramento de Nossa Senhora
Lorena
Lucas do Rio Verde
Lucélia
Luzilândia
Machado
Malacacheta
Manga
Mantena
Maracaçumé
Matão
Matinhos
Miranda
Miracema do Tocantins
Mirinzal
Mococa
Monte Alegre
Monte Alto
Monte Aprazível
Monte Carmelo
Mostardas
Muçum
Nanuque
Natividade
Nazaré
Neópolis
Niquelândia
Nonoai
Nossa Senhora das Dores
Nova Londrina
Nova Mutum
Nova Petrópolis
Oliveira
Orlândia
Osvaldo Cruz
Olho d'Água das Flores
Ouro Fino
Ouro Preto do Oeste
Palmeira
Palmeira d'Oeste
Palmeirópolis
Pão de Açúcar
Paracatu
Paraguaçu Paulista
Paraisópolis
Paramirim
Paranacity
Paranaíba
Parelhas
Passa-e-Fica
Patu
Paulistana
Peçanha
Pedra Azul
Pedro II
Pedro Afonso
Peixoto de Azevedo
Piancó
Pinheiro Machado
Pio XII
Piraju
Piracuruca
Pitanga
Pitangui
Piumhi
Poções
Ponte Serrada
Pontes e Lacerda
Porteirinha
Porto Calvo
Porto União
Posse
Presidente Epitácio
Presidente Getúlio
Presidente Juscelino
Presidente Venceslau
Princesa Isabel
Prudentópolis
Quatis
Quedas do Iguaçu
Rancharia
Resplendor
Riachão do Jacuípe
Rio Bonito
Rio Negro
Rio Pomba
Rio Real
Rodeio Bonito
Roncador
Rubiataba
Salto do Jacuí
Salvador do Sul
Sananduva
Sanclerlândia
Santa Bárbara
Santa Cruz
Santa Cruz da Baixa Verde
Santa Cruz do Rio Pardo
Santa Filomena
Santa Helena
Santa Luzia
Santa Luzia do Paruá
Santa Maria do Suaçuí
Santa Vitória do Palmar
Santana
Santana do Livramento
Santo Antônio
Santo Antônio da Patrulha
Santo Augusto
Santos Dumont
São Bento (Maranhão)
São Bento (Paraíba)
São Benedito
São Domingos
São Francisco
São Gabriel da Palha
São Gotardo
São João Batista
São João do Ivaí
São João do Piauí
São João dos Patos
São João Nepomuceno
São Joaquim da Barra
São José do Cedro
São José do Egito
São João do Rio do Peixe
São João Evangelista
São José do Cedro
São Lourenço do Oeste
São Mateus do Sul
São Miguel
São Miguel do Araguaia
São Miguel do Tapuio
São Paulo do Potengi
São Sebastião
São Sebastião do Caí
São Valentim
São Vicente Férrer
Sapé
Seara
Sena Madureira
Senador Pompeu
Serafina Corrêa
Serra Dourada
Serro
Simões
Simplício Mendes
Sinimbu
Siqueira Campos
Sobradinho
Sombrio
Sumé
Tabira
Taguatinga
Taió
Taiobeiras
Tangará
Tapejara
Tapes
Taquaritinga
Tarauacá
Tauá
Tenente Portela
Terra Nova do Norte
Teutônia
Tietê
Tramandaí
Três Pontas
Tucumã
Tucunduva
Turmalina
Tutóia
Uiraúna
Umarizal
União
Uruçuí
Valença
Valença do Piauí
Valente
Várzea da Palma
Vazante
Venda Nova do Imigrante
Veranópolis
Viana
Vigia
Vila Rica
Virginópolis
Visconde do Rio Branco
Vitorino Freire
Xaxim
Xinguara
Wenceslau Braz
Zé Doca
Referências: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Regiões de Influência das Cidades 2007 (10 de outubro de 2008), [1] Configuração da Rede Urbana do Brasil (junho de 2001)
vde Minas Gerais Portal ? Geografia, Política, Cultura, EsportesCapitalBelo HorizonteDivisão regional vigente (desde 2017)Regiões geográficas intermediárias e imediatasDivisão regional extinta (vigente até 2017)Mesorregiões e microrregiõesRegiões Metropolitanas e RIDEsBelo Horizonte ? Vale do Aço ? Distrito Federal e EntornoMais de 500.000 habitantesBelo Horizonte ? Uberlândia ? Contagem ? Juiz de ForaMais de 200.000 habitantesBetim ? Montes Claros ? Ribeirão das Neves ? Uberaba ? Governador Valadares ? Ipatinga ? Sete Lagoas ? Divinópolis ? Santa LuziaMais de 100.000 habitantesIbirité ? Poços de Caldas ? Patos de Minas ? Teófilo Otoni ? Pouso Alegre ? Barbacena ? Sabará ? Varginha ? Conselheiro Lafaiete ? Itabira ? Araguari ? Vespasiano ? Passos ? Coronel Fabriciano ? Ubá ? Muriaé ? Ituiutaba ? Araxá ? LavrasSudeste, Brasil
Portal do Brasil Portal de Minas Gerais

POSTAGENS RELACIONADOS


CRIAR SITE MARCA EM TERENOS


criar site marca em Terenos

Encontre criar site marca em Terenos na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO

CRIAR SITE MARCA EM TERESINA


criar site marca em Teresina

Encontre criar site marca em Teresina na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO

CRIAR SITE MARCA EM TERESINA DE GOIÁS


criar site marca em Teresina de Goiás

Encontre criar site marca em Teresina de Goiás na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO

CRIAR SITE MARCA EM TERESÓPOLIS


criar site marca em Teresópolis

Encontre criar site marca em Teresópolis na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO