criar site brusque em Patrocínio

Encontre criar site brusque em Patrocínio na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Criar

Dar existência a.
Originar.
Inventar.
Gerar; produzir: _criou muitos filhos_.
Instituir, fundar: _criar asilos_.
Amamentar.
Educar.
Promover a procriação de: _criar gado_.
Cultivar.
Adquirir.


Criar

Encher-se de pus (uma ferida), resultante de picada: _tenho um dedo a criar_.


Criar

Ter dinheiro.


Criar

Afagar, acarinhar.


Patrocínio

Nota: Para outros significados, veja Patrocínio (desambiguação).Município de Patrocínio
"A Rainha do Café"BandeiraBrasãoHino
Fundação7 de abril de 1842 (177 anos)
Gentílicopatrocinense
Padroeiro(a)Nossa Senhora do Patrocínio[1]
CEP38740-000 a 38749-999[2]
Prefeito(a)Deiró Moreira Marra (PSB)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Patrocínio em Minas GeraisPatrocínio Localização de Patrocínio no Brasil
18° 56' 38" S 46° 59' 34" O18° 56' 38" S 46° 59' 34" O
Unidade federativaMinas Gerais
MesorregiãoTriângulo Mineiro/Alto Paranaíba IBGE/2008[3]
MicrorregiãoPatrocínio IBGE/2008[3]
Municípios limítrofesCoromandel, Guimarânia, Cruzeiro da Fortaleza, Serra do Salitre, Perdizes, Iraí de Minas e Monte Carmelo.
Distância até a capital393 km
Características geográficas
Área2 866,559 km² [4]
População90 041 hab. estimativa IBGE/2018[5]
Densidade31,41 hab./km²
Altitude972 m
Climatropical de altitude CWA
Fuso horárioUTC?3
Indicadores
IDH-M0,799 alto PNUD/2000[6]
PIBR$ 1 186 837,258 mil IBGE/2008[7]
PIB per capitaR$ 13 914,83 IBGE/2008[7]
Página oficial
Prefeiturawww.patrocinio.mg.gov.br
Câmarawww.patrocinio.mg.leg.brPatrocínio é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população recenseada em 2010 era de 82 471 habitantes e em 2018 foi estimada em 90 041[5] habitantes. É o principal município da microrregião de Patrocínio, que pertence à mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba.Índice1 História
2 Cratera de Patrocínio
3 Geografia3.1 Hidrografia
3.2 Vegetação
3.3 Clima
3.4 Subdivisões3.4.1 Distritos e Zona Rural
3.4.2 Bairros
3.4.3 Ruas e avenidas
4 Turismo
5 Cultura5.1 Manifestações culturais
6 Política
7 Economia7.1 Produção em 2005
7.2 Café
8 Educação8.1 Faculdades8.1.1 Pública federal
8.1.2 Particulares
8.2 Escolas
9 Comunicação
10 Esporte
11 Saúde
12 Água e esgoto
13 Transporte13.1 Público
13.2 Aéreo
13.3 Rodoviário
14 Referências
15 Ligações externasHistória[editar | editar código-fonte]
As origens da região começam com os bandeirantes, exploradores paulistas durante o período colonial, em que passaram por seu caminho para a Capitania de Goiás à procura de ouro e escravos. Em 1771 o Conde de Valadares, Capitão General de Minas Gerais, pediu para Inácio de Oliveira Campos fazer explorações e escavações na região. Em 1773, no vale do Rio Dourados, ele iniciou uma fazenda chamada Brumado dos Pavões. Este pequeno assentamento tornou-se parte da Capitania de Goiás, e o nome foi alterado para o Salitre. Em 1793 apareceram os primeiros habitantes e em 1800 foi construída a primeira capela. No momento da liquidação foi apenas um "Arraial", uma aldeia, e foi chamado Senhora do Patrocínio. Em 1819, tinha cerca de 40 casas feitas de barro e madeira coberta com telhas e sem qualquer argamassa. Em 1839 foi criada a freguesia e foi nomeado o primeiro pároco. Em 1840, Nossa Senhora do Patrocínio foi declarado um município separado de Araxá. Em 1858 parte do município foi desmembrado para criar Estrela do Sul . Em 1868 ocorreu outro desmembramento, criando Patos de Minas.
O nome da cidade é, supostamente, devido a um proprietário muito rico, que, segundo a lenda, vendo a sua única filha gravemente doente, pediu a proteção da Virgem Maria, prometendo a construção de uma capela se a menina fosse curada. Quando isso ocorreu, ele havia construído uma igreja, lhe sendo atribuído o nome de Nossa Senhora do Patrocínio.Cratera de Patrocínio[editar | editar código-fonte]
Existe próxima à cidade (18° 54? 43,2? S, 46° 50? 06? O) uma enorme cratera de 16 km de diâmetro. Por estar situada num planalto elevado, especulou-se uma origem vulcânica; contudo, não existem provas concretas de vulcanismo; todas as características indicam a possibilidade de ser uma cratera de impacto de asteroide. O assunto aguarda estudos geológicos mais aprofundados.Geografia[editar | editar código-fonte]
Patrocínio é um município que compõe a região do Alto Paranaíba, da mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Sua localização geográfica é de latitude 18º56'38 S; longitude: 46°59'34 W. Sua extensão territorial é de 2.866,559 km². A sua altitude varia muito, com máxima de 1.258 metros, no Morro das Pedras, e mínima de 750 metros, na Foz do Córrego dos Cocais, com uma média de 972 metros acima do mar. Seus municípios vizinhos são: Monte Carmelo, Coromandel, Perdizes, Serra do Salitre, Guimarânia,Cruzeiro da Fortaleza e Iraí de Minas.Hidrografia[editar | editar código-fonte]
Sua rede hidrográfica e bastante densa e pertence a bacia do Rio Paranaíba. Seus principais rios são: Quebranzol, Dourados, Perdizes, Espírito Santo, Santo Antônio. Há também diversos ribeirões, são eles: Córrego do Ouro, Pirapitinga, Pavões. Há também belíssimas cachoeiras; são elas: Cachoeira dos Borges, Cachoeira dos Lemos, entre outras. Patrocínio e banhada ainda por inúmeros córregos e riachos que permite a população a irrigação de lavouras, lazer e piscicultura. O município tem a maior área de terras inundadas pela represa hidrelétrica de Nova Ponte: 135,44 km3. A 18 km da cidade, no distrito de São João da Serra Negra, está localizada a Estância Hidromineral de Serra Negra, que é conhecida internacionalmente pela sua água de excelente qualidade e sua lama sulfurosa. Nas proximidades da estância está localizada a Lagoa do Chapadão, que dizem estar localizada na cratera de um vulcão extinto.[carece de fontes?]Vegetação[editar | editar código-fonte]
A vegetação predominante da cidade é o cerrado, uma paisagem caracterizada por formações extensas savanas e florestas atravessadas por galeria fluxo vales. Tradicionalmente esta região foi utilizada para a pecuária, mas nos últimos anos, o crescimento da soja causou a perda da maior parte das árvores. Precipitação é abundante, entre 1.100 e 1.600 milímetros por ano, embora esta chuva esteja concentrada em um período de seis a sete meses entre outubro e abril.Clima[editar | editar código-fonte]
Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1974 a 1994, a menor temperatura registrada em Patrocínio foi de 0,2 °C em 21 de julho de 1981,[8] e a maior atingiu 35,4 °C em 18 de outubro de 1986.[9] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 153,5 mm em 17 de dezembro de 1978. Outros grandes acumulados foram 129,2 mm em 13 de novembro de 1976 e 110,4 mm em 5 de março de 1988.[10]
Dados climatológicos para Patrocínio
MêsJanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDezAno
Temperatura máxima recorde (°C)35,233,833,631,931,129,931343535,43533 35,4
Temperatura máxima média (°C)28,528,829,127,826,626,125,827,928,528,928,427,6 27,8
Temperatura média (°C)22,322,222,320,918,917,817,219,220,621,82221,7 20,6
Temperatura mínima média (°C)17,517,417,115,61310,910,212,414,616,216,917,1 14,9
Temperatura mínima recorde (°C)12,712,311,991,73,20,217,19,98,911,9 0,2
Precipitação (mm)236,9189,5153,27053,46,829,516,863,4145200,2322,8 1 487,5
Dias com precipitação (? 1 mm)15131175132581518 103
Umidade relativa (%)77,878,179,178,775,170,665,659,264,271,57982,5 73,4
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (normal climatológica de 1961-1990;[11][12][13][14][15][16][17] recordes de temperatura: 1974 a 1994).[8][9] Subdivisões[editar | editar código-fonte]
Distritos e Zona Rural[editar | editar código-fonte]
Patrocínio é formado por 4 distritos:Santa Luzia dos Barros
São João da Serra Negra
Silvano
Salitre de Minas
Seus principais povoados são:Tijuco
Martins
São Benedito
Chapadão de Ferro
Dourados
Boa vista
Pedros
Macaúbas
Bairros[editar | editar código-fonte]
A cidade de Patrocínio tem cerca de 48 bairros, com ruas e avenidas pavimentadas, iluminação, água e esgoto. Alguns são:
Afrânio Amaral
Amir Amaral
Belvedere
Boa Esperança
Carajás
Centro
Cidade Jardim
Congonhas
Constantino
Cruzeiro da Serra
Distrito Industrial
Dona Diva 1
Dona Diva 2
Enéas Ferreira de Aguiar
Engel
Jardim Alvorada
Jardim Califórnia
Jardim Eldorado
Jardim Esplanada
Jardim Europa
Jardim Ipiranga
Jardim sul I
Jardim sul II
Jardim Sul III
Manuel Nunes
Marciano Brandão
Martim Gallego
Matinha 1
Matinha 2
Morada do Sol
Morada Nova 1
Morada Nova 2
Morada Nova 3
Nações
Nossa Senhora de Fátima
Olímpio Nunes
Ouro Preto
Padre Eustáquio
Por do Sol
Santa Terezinha
Santo Antônio
São Benedito
São Cristovão
São Francisco
São Judas Tadeu
São Lucas
São Vicente
Serra Dourada
Serra NegraRuas e avenidas[editar | editar código-fonte]
Avenida Faria Pereira:
É a maior avenida da cidade com 12 km de extensão. Nela se encontram as principais lojas e os principais supermercados da cidade. Ela passa pelos bairros Manuel Nunes, Serra Dourada, Distrito Industrial, São Cristóvão, Marciano Brandão, Centro, Constantino, Morada do Sol, Nações, Nossa Senhora de Fátima.Avenida Rui Barbosa:
É a segunda maior avenida de Patrocínio. Nela se encontra diversas lojas e o Shopping Ouro Verde. Passa nos bairros Centro, Cruzeiro da Serra, São Benedito, São Francisco, São Judas Tadeu. E nela também que se localiza a Igreja Santa Luzia, com sua bela fonte luminosa.Avenida João Alves do Nascimento
Uma das principais avenidas da cidade de Patrocínio, nela se localizam o Hospital e Maternidade Pró Vida, a Prefeitura Municipal de Patrocínio e o Fórum.Rua Cesário Alvim:
Rua de grande porte e parte do eixo principal da cidade, servindo de ligação principal no sentido norte-sul. Também considerada como eixo de crescimento da cidade a partir do velho centro (circunjacências da Praça Monsenhor Tiago - Igreja Matriz de Nossa Senhora do Patrocínio) e duas instituições de ensino: o colégio Estadual Dom Lustosa e o Colégio "Normal" Nossa Senhora do Patrocínio.Rua Governador Valadares:
Se localiza no centro da cidade e é umas de suas principais ruas.Rua Presidente Vargas:
Nela se localizam algumas lojas da cidade e as praças Santa Luzia, Matriz e Honorato Borges. Passa pelos bairros Centro, São Judas Tadeu, São Vicente, São Francisco.Rua Otávio de Brito:
É nela que se localizam três do cinco hospitais da cidade. São eles: Santa Casa De Misericórdia de Patrocínio, Med Center, Hospital do Câncer Dr. José Figueiredo. Passa pelos bairros São Lucas e Centro.Turismo[editar | editar código-fonte]
Apesar de Patrocínio oferecer uma vasta variedade de opções turísticas (fazendas antigas, cachoeiras, Espaço Cultural, kartódromo, as trilhas para motocross, locais próprios para esportes radicais, entre outros) não existe uma estrutura organizada para que se possa explorar essas potencialidades. Há também belíssimas praças, são elas: Matriz, Santa Luzia, Honorato Borges, entre outras. A infraestrutura hoteleira tem mais de 1.000 leitos distribuídos em 15 hotéis. Existe uma ferrovia que passa no meio da cidade que foi construída entre as décadas de 10 e 20. Há também, no alto da Serra do Cruzeiro, o ponto mais alto da cidade, onde está localizado o Cristo Redentor de Patrocínio, que foi inaugurado em outubro de 1994 em uma cerimônia religiosa celebrada pelo Padre Marcus Vinícius Maciel.Cultura[editar | editar código-fonte]
Patrocínio conta com diversos lugares e celebrações que contam um pouco sobre a cultura da cidade,algumas são:Fundação Casa da Cultura de Patrocínio;
Museu Professor Hugo Machado da Silveira;
Pinacoteca;
Fototeca;
Corporação Musical ?Abel Ferreira?;
UNAPP ;
Feira de Artesanato e Cultura de Patrocínio ;
Escola Municipal de Música ?Dr. José Figueiredo? ;
Escola Estadual Dom Lustosa ;
Centro Universitário do Cerrado - Patrocínio (UNICERP).
Banda Marcial Maestro João de Souza (Fanfarra Dom Lustosa).
Manifestações culturais[editar | editar código-fonte]
Grupos Folclóricos;
Moçambique;
Folias de Reis;
Fanfarras
Cia Máxima de Teatro
A Casa da Cultura de Patrocínio promove e estimula as atividades culturais da cidade. É um lugar onde os artistas locais possam mostrar suas obras. As explorações composto de 243 pinturas de artistas nacionais e locais. Existe uma coleção de 843 fotos históricas do Patrocínio.
O Museu Professor Hugo Machado da Silveira detém os arquivos, documentos, espécimes de história natural, raras fotografias, vestuário, máquinas e ferramentas, utilizados em toda a história da cidade.
Há uma rica tradição das danças folclóricas chamado congadas. Estes grupos dança mostram uma forte influência afro-brasileira. As festividades são em homenagem a Nossa Senhora do Rosário e São Benedito e Santa Luzia. A maior parte das comemorações são realizadas entre os meses de agosto e janeiro. Esta é uma das mais ricas tradições trazidas pelos escravos que viviam na região, no décimo sétimo e décimo oitavo séculos.Política[editar | editar código-fonte]
De acordo com o TRE, Patrocínio conta com 186 seções de votação. O atual prefeito (2017/2020) é Deiró Moreira Marra do PSB.Economia[editar | editar código-fonte]
A região tem uma economia baseada na pecuária e agricultura, com gado leiteiro sendo a mais importante atividade juntamente com o café. É também o terceiro maior produtor de hogs no país.
Patrocínio tem um rebanho bovino levantadas principalmente para o leite. De acordo com o IBGE, existem cerca de 132.000 cabeças, distribuído entre 2.166 produtores, responsáveis pela produção de cerca de 130.000 litros por dia, que é enviado principalmente para Belo Horizonte, seu principal mercado. Uma parte do leite é transformado em queijo e doces tradicionais.
Em termos de suinocultura, existem 14 grandes produtores, com milhares de porcos e porcas. Estes grandes criações, juntamente com dezenas de pequenos produtores, levantar aproximadamente 5.399 animais, com uma produção média de 22 leitões por ano, com um total de mais de 125.000 cabeças. A produção é comercializada em Uberlândia e Belo Horizonte.
O café abrange uma área plantada de 37 mil hectares, sendo 31.300 em produção, segundo estimativas do IBGE . Conforme dados do levantamento final de previsão de safras 2003/2004 (Levantamento Sistemático da Produção Agrícola), aprovado pelo Grupo de Coordenação de Estatísticas Agropecuárias de Minas Gerais (GCEA-MG), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o município de Patrocínio foi o maior produtor do Estado, colhendo 406.033 sacas de 60 kg , numa área de 26.452 hectares e produtividade de 15,35 sacas/ha*. A produção no município estende-se, ainda, ao cultivo de milho, soja, feijão, algodão, arroz, batata inglesa, banana, mandioca, cana-de-açúcar, frutas e hortifrutigranjeiros, que abastecem ao CEASA de Uberlândia e são exportados para São Paulo, Paraná, Manaus e Rio de Janeiro em sua maioria. Patrocínio é, também, a segunda bacia leiteira do Estado de Minas Gerais, concentrada a maior produção nos associados da Cooperativa Agropecuária de Patrocínio. Outra associação de sucesso é a Associação dos Suinocultores do Triângulo e Alto Paranaíba, que desenvolve o projeto ?Merenda Forte?, que inclui carne suína na merenda escolar de mais de 6 cidades da região. Patrocínio foi pioneira no ?Merenda Forte?. Destacamos ainda associações como Expocaccer e Acarpa.
Dados atuais mostram que a cidade colhe 42.000 toneladas de café, o suficiente para servir 34 xícaras da bebida para cada brasileiro. Um detalhe: na cidade são plantados alguns dos melhores cafés do país, senão o melhor.[carece de fontes?]Produção em 2005[editar | editar código-fonte]
Produto - Área plantada em HectaresCafé - 37.000
Milho - 12.500
Soja - 10.000
Feijão - 2.200
Algodão - 500
Batata Inglesa - 450
Tomate Industrial - 260
Arroz -250
Mandioca - 160
Maracujá - 150
Cana-de-açúcar - 140
Tomate de mesa - 90
Banana - 85
Tangerina Poncã - 70
Coco da Bahia -20
Lichia -18
Pêssego - 8
Dados fornecidos pelo IBGE, safra 2004/2005.Café[editar | editar código-fonte]
Patrocínio tornou-se uma das mais importantes regiões produtoras de café do Brasil. Cerca de 78% da economia está ligado ao café, com a atividade emprega mais de 30.000 pessoas.
A cultura do café teve início na década de 1970, quando fortes geadas dizimaram as grandes fazendas do Paraná e São Paulo. A região tem um clima ameno, boa distribuição da água, com um grande número de riachos, e uma precipitação anual considerado ideal para o café - cerca de 1.600 mililitros.Educação[editar | editar código-fonte]
Faculdades[editar | editar código-fonte]
Pública federal[editar | editar código-fonte]
Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM)
Particulares[editar | editar código-fonte]
Centro Universitário do Cerrado - Patrocínio (UNICERP)
Faculdade de Patrocínio - FAP (IESP)
Escolas[editar | editar código-fonte]
A rede Municipal tem 12 escolas com 7180 alunos matriculados.Comunicação[editar | editar código-fonte]
No município, há dois jornais: Jornal de Patrocínio e Gazeta de Patrocínio. Em funcionamento na cidade há quatro emissoras de rádio: Rádio Difusora AM/FM, no auge de suas 6 décadas; Rádio Módulo FM; Rádio Rainha da Paz e as comunitárias Rádio Cultura FM, Liberdade FM, Tropical FM. Na imprensa digital a cidade conta com o sites Dia News Notícias, Mais Um On Line, Patrocínio Hoje, Patrocínio Online; e o portal Rede Hoje.Esporte[editar | editar código-fonte]
A cidade conta com clubes de futebol que participam do Campeonato Mineiro, como o Clube Atlético Patrocinense (campeão do Campeonato Mineiro Módulo II 2017) e a Sociedade Esportiva Patrocinense.
Patrocínio têm se destacado nos últimos anos no xadrez, onde várias escolas já aderiram o esporte como matéria escolar, com destaque nos Jogos Escolares de Minas Gerais e em etapas regionais e microrregional[carece de fontes?].
A cidade conta com 7 poliesportivos, 5 estádios e 2 centros esportivos com campo de futebol oficial, além do Espaço Cultural Municipal Joaquim Constantino Neto, onde são praticadas corridas de bicicross, kart, entre outros esportes. As principais competições feitas na cidade são: jogos escolares, jogos interbairros, campeonato regional de futebol sub 15/17, enduros de motocross (Bandeirantes off roand de regularidade e velocidade e cross country), jogos escolares de Minas Gerais, corridas de kart (Kartódromo Felipe Massa) e diversos campeonatos de xadrez.Saúde[editar | editar código-fonte]
Patrocínio conta com: 4 hospitais, são eles, Santa casa de Patrocínio, Hospital Med center, Centro de Hemodiálise, Hospital do Câncer e 1 pronto socorro 24h, mais de 20 estabelecimentos de saúde, dentre elas a Farmácia Popular de Patrocínio, além das Unidades Básicas de saúde.Água e esgoto[editar | editar código-fonte]
O DAEPA é o responsável pelo abastecimento e tratamento da água e esgoto de Patrocínio.Transporte[editar | editar código-fonte]
Público[editar | editar código-fonte]
O transporte coletivo da cidade é formado apenas por uma empresa de ônibus, a Viação Cidade Paraíso.
A cidade é berço de uma grande empresa de ônibus intermunicipais, a Expresso União, empresa esta que possui uma de suas garagens no município.Aéreo[editar | editar código-fonte]
O sistema aéreo de Patrocínio conta com o Aeroporto Municipal de Patrocínio ?José Francisco de Queiroz?, registrado na ICAO sob a matrícula "SNPJ", que tem prevista até 2011 a ampliação de sua pista, de 1.200 para 1.500 metros, além do balizamento noturno, reforço no calçamento e substituição de cerca, capacitando-o para receber aeronaves turboélice de médio porte como Embraer Brasília e ATR-72. Hoje sua capacidade é de no máximo aviões com 16 passageiros, limitada pela resistência do pavimento.
A pista disponível parar utilização possui 1207 metro por 30 de largura, situada a 3229 pés acima do nível do mar.Rodoviário[editar | editar código-fonte]
As principais rodovias que servem ao município são BR-365, BR-462 e MG-230.Referências? Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 13. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 ? Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 ? a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 ? a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 2 de setembro de 2018 ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 ? a b «Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Mínima (°C) - Patrocínio». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de dezembro de 2015 ? a b «Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Máxima (°C) - Patrocínio». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de dezembro de 2015 ? «Série Histórica - Dados Diários - Precipitação (mm) - Patrocínio». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de dezembro de 2015 ? «Temperatura Média Compensada (°C)». Instituto Nacional de Meteorologia. 1961?1990. Consultado em 28 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 5 de maio de 2014 ? «Temperatura Máxima (°C)». Instituto Nacional de Meteorologia. 1961?1990. Consultado em 28 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 5 de maio de 2014 ? «Temperatura Mínima (°C)». Instituto Nacional de Meteorologia. 1961?1990. Consultado em 28 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 5 de maio de 2014 ? «Precipitação Acumulada Mensal e Anual (mm)». Instituto Nacional de Meteorologia. 1961?1990. Consultado em 28 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 5 de maio de 2014 ? «Número de Dias com Precipitação Maior ou Igual a 1 mm (dias)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 5 de maio de 2014 ? «Insolação Total (horas)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 5 de maio de 2014 ? «Umidade Relativa do Ar Média Compensada (%)». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 28 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 5 de maio de 2014
Ligações externas[editar | editar código-fonte]
Página da prefeitura
Página da Câmara
Dados do IBGE de Patrocínio
vde Hierarquia urbana do Brasil
Demografia do Brasil
Municípios do Brasil
vdeMetrópolesMetrópoles globais
São Paulo
Metrópoles nacionais
Brasília
Rio de Janeiro
Metrópoles regionais
Belém
Belo Horizonte
Curitiba
Fortaleza
Goiânia
Manaus
Porto Alegre
Recife
Salvador
vdeCapitais regionaisCapitais regionais A
Aracaju
Campinas
Campo Grande
Cuiabá
Florianópolis
João Pessoa
Maceió
Natal
São Luís
Teresina
Vitória
Capitais regionais B
Blumenau
Campina Grande
Cascavel
Caxias do Sul
Chapecó
Feira de Santana
Ilhéus/Itabuna
Joinville
Juiz de Fora
Londrina
Maringá
Ribeirão Preto
São José do Rio Preto
Uberlândia
Montes Claros
Palmas
Passo Fundo
Porto Velho
Santa Maria
Vitória da Conquista
Capitais regionais C
Araçatuba
Araguaína
Arapiraca
Araraquara
Barreiras
Bauru
Boa Vista
Cachoeiro de Itapemirim
Campos dos Goytacazes
Caruaru
Criciúma
Divinópolis
Dourados
Governador Valadares
Ijuí
Imperatriz
Ipatinga/Coronel Fabriciano/Timóteo
Juazeiro do Norte/Crato/Barbalha
Macapá
Marabá
Marília
Mossoró
Novo Hamburgo/São Leopoldo
Pelotas/Rio Grande
Petrolina/Juazeiro
Piracicaba
Ponta Grossa
Pouso Alegre
Presidente Prudente
Rio Branco
Santarém
Santos
São José dos Campos
Sobral
Sorocaba
Teófilo Otoni
Uberaba
Varginha
Volta Redonda/Barra Mansa
vdeCentros sub-regionaisCentros sub-regionais A
Alfenas
Anápolis
Apucarana
Bacabal
Bagé
Barbacena
Barra do Garças
Barretos
Bento Gonçalves
Botucatu
Cabo Frio
Caçador
Cáceres
Caicó
Cajazeiras
Campo Mourão
Castanhal
Catanduva
Caxias
Colatina
Crateús
Erechim
Floriano
Foz do Iguaçu
Franca
Francisco Beltrão
Garanhuns
Guanambi
Guarabira
Guarapuava
Iguatu
Irecê
Itajaí
Itaperuna
Itumbiara
Jacobina
Jaú
Jequié
Ji-Paraná
Joaçaba
Lages
Lajeado
Lavras
Limeira
Macaé
Manhuaçu
Muriaé
Nova Friburgo
Ourinhos
Paranaguá
Paranavaí
Parnaíba
Passos
Pato Branco
Patos
Patos de Minas
Pau dos Ferros
Paulo Afonso
Picos
Pinheiro
Poços de Caldas
Ponte Nova
Quixadá
Redenção
Rio Claro
Rio do Sul
Rio Verde
Rondonópolis
Santa Cruz do Sul
Santa Inês
Santa Rosa
Santo Ângelo
Santo Antônio de Jesus
São Carlos
São João da Boa Vista
São Mateus
Serra Talhada
Sinop
Sousa
Teixeira de Freitas
Toledo
Tubarão
Ubá
Umuarama
Uruguaiana
Centros sub-regionais B
Abaetetuba
Assu
Afogados da Ingazeira
Alagoinhas
Altamira
Andradina
Angra dos Reis
Araranguá
Araras
Araripina
Arcoverde
Ariquemes
Assis
Avaré
Balneário Camboriú
Balsas
Bom Jesus da Lapa
Bragança
Bragança Paulista
Breves
Brumado
Brusque
Cacoal
Cametá
Campo Maior
Capanema
Caratinga
Carazinho
Cataguases
Chapadinha
Cianorte
Concórdia
Conselheiro Lafaiete
Cruz Alta
Cruz das Almas
Cruzeiro do Sul
Currais Novos
Eunápolis
Frederico Westphalen
Guaratinguetá
Gurupi
Itabaiana
Itaberaba
Itaituba
Itajubá
Itapetininga
Itapeva
Itapipoca
Itaporanga
Ituiutaba
Ivaiporã
Janaúba
Linhares
Mafra
Palmares
Paragominas
Parintins
Pedreiras
Presidente Dutra
Registro
Resende
Ribeira do Pombal
Santana do Ipanema
Santo Antônio da Platina
São João del-Rei
São Lourenço
São Miguel do Oeste
São Raimundo Nonato
Senhor do Bonfim
Tefé
Teresópolis
Tucuruí
União da Vitória
Valença
Viçosa
Videira
Vilhena
Vitória de Santo Antão
Xanxerê
vdeCentros de zonaCentros de zona A
Acaraú
Açailândia
Adamantina
Além Paraíba
Almeirim
Almenara
Alta Floresta
Amparo
Aquidauana
Aracati
Aracruz
Araçuaí
Arapongas
Araxá
Assis Chateubriand
Barra do Corda
Barreiros
Bebedouro
Belo Jardim
Birigui
Bom Jesus
Caçapava do Sul
Cachoeira do Sul
Caetité
Caldas Novas
Camacan
Camaquã
Campo Belo
Campos Novos
Canindé
Canoinhas
Capelinha
Carangola
Carpina
Catalão
Catolé do Rocha
Caxambu
Ceres
Cerro Largo
Codó
Colinas do Tocantins
Conceição do Araguaia
Conceição do Coité
Cornélio Procópio
Corumbá
Corrente
Cruzeiro
Curitibanos
Cururupu
Curvelo
Diamantina
Diamantino
Dianópolis
Dois Vizinhos
Dracena
Encantado
Esperantina
Estância
Estrela
Fernandópolis
Formiga
Frutal
Governador Nunes Freire
Goiana
Goiás
Guanhães
Guaporé
Guaraí
Guaxupé
Ibaiti
Ibirubá
Icó
Imbituba
Ipiaú
Iporá
Irati
Itabaiana
Itabira
Itacoatiara
Itamaraju
Itapetinga
Ituverava
Jacarezinho
Jales
Jandaia do Sul
Januária
Jaru
Jataí
João Câmara
João Monlevade
Juína
Jundiaí
Lagarto
Lagoa Vermelha
Laranjeiras do Sul
Limoeiro
Limoeiro do Norte
Lins
Loanda
Macau
Macaúbas
Mamanguape
Marau
Maravilha
Marechal Cândido Rondon
Medianeira
Mineiros
Mirassol d'Oeste
Mogi Guaçu
Monteiro
Montenegro
Morrinhos
Mundo Novo
Naviraí
Nossa Senhora da Glória
Nova Andradina
Nova Prata
Nova Venécia
Oeiras
Olímpia
Osório
Ouricuri
Palmas
Palmeira das Missões
Palmeira dos Índios
Pará de Minas
Paraíso do Tocantins
Parauapebas
Patrocínio
Penápolis
Penedo
Pesqueira
Pinhalzinho
Pirapora
Pires do Rio
Piripiri
Pombal
Ponta Porã
Porangatu
Porto Nacional
Porto Seguro
Primavera do Leste
Propriá
Quirinópolis
Rolim de Moura
Russas
Salgueiro
Salinas
Santa Fé do Sul
Santa Inês
Santa Maria da Vitória
Santo Antônio de Pádua
Santiago
São Bento do Sul
São Borja
São Félix do Araguaia
São Gabriel
São Jerônimo
São José do Rio Pardo
São Luís de Montes Belos
São Luiz Gonzaga
São Miguel dos Campos
Sarandi
Seabra
Serrinha
Soledade
Sorriso
Surubim
Tabatinga
Taquara
Tatuí
Telêmaco Borba
Tijucas
Timbaúba
Timbó
Tocantinópolis
Torres
Três Corações
Três de Maio
Três Lagoas
Três Passos
Três Rios
Tupã
Unaí
União dos Palmares
Uruaçu
Vacaria
Venâncio Aires
Votuporanga
Xique-Xique
Centros de zona B
Abaeté
Abelardo Luz
Abre Campo
Afonso Cláudio
Água Boa
Água Branca
Águas Formosas
Aimorés
Alegrete
Alexandria
Alto Araguaia
Alto Longá
Alto Parnaíba
Amambai
Amarante
Amargosa
Andirá
Andradas
Anicuns
Anísio de Abreu
Aparecida
Apiaí
Apodi
Araguaçu
Araguari
Araguatins
Araioses
Araputanga
Arara
Araruama
Araruna
Arcos
Arinos
Arroio do Meio
Arvorezinha
Auriflama
Avelino Lopes
Baependi
Bambuí
Bariri
Barra
Barra Bonita
Barra de São Francisco
Barra do Bugres
Barras
Barracão
Bataguassu
Batalha
Bela Vista
Belém do São Francisco
Bicas
Boa Esperança
Boa Vista do Buricá
Bom Jardim de Minas
Bom Jesus do Itabapoana
Boquira
Braço do Norte
Brasileia
Brejo Santo
Buritis
Caculé
Camapuã
Cambuí
Camocim
Campina da Lagoa
Campo Novo do Parecis
Campos Altos
Campos Belos
Canguaretama
Canindé de São Francisco
Canto do Buriti
Capanema
Capão da Canoa
Capim Grosso
Capinzal
Capitão Poço
Capivari
Caracol
Carauari
Carmo do Paranaíba
Carutapera
Casca
Cassilândia
Castelo
Castelo do Piauí
Cerejeiras
Chapadão do Sul
Chopinzinho
Cícero Dantas
Coelho Neto
Colíder
Colinas
Coluna
Comodoro
Confresa
Congonhas
Constantina
Coronel Vivida
Coxim
Cristal do Sul
Crixás
Cruz
Cruzília
Curimatá
Delmiro Gouveia
Desterro
Dores do Indaiá
Entre Rios de Minas
Esperantinópolis
Espírito Santo do Pinhal
Espumoso
Euclides da Cunha
Eirunepé
Extrema
Fátima
Faxinal
Floresta
Fortaleza dos Nogueiras
Fronteiras
Gandu
Garça
Garibaldi
General Salgado
Getúlio Vargas
Gilbués
Goianésia
Goiatuba
Goioerê
Grajaú
Guaíra
Guajará-Mirim
Guaraciaba do Norte
Guararapes
Horizontina
Ibicaraí
Ibirama
Ibotirama
Ilha Solteira
Indaial
Inhumas
Ipanema
Ipu
Iracema
Itaberaí
Itacarambi
Itamonte
Itaocara
Itapaci
Itapajé
Itapiranga
Itápolis
Itapuranga
Itaqui
Itararé
Itaúna
Ituporanga
Iturama
Jaciara
Jacutinga
Jaguaquara
Jaguariaíva
Jaguaribe
Jaicós
Jardim
Joaíma
João Pinheiro
Juara
Jussara
Lábrea
Lago da Pedra
Lagoa da Prata
Lambari
Leme
Leopoldina
Livramento de Nossa Senhora
Lorena
Lucas do Rio Verde
Lucélia
Luzilândia
Machado
Malacacheta
Manga
Mantena
Maracaçumé
Matão
Matinhos
Miranda
Miracema do Tocantins
Mirinzal
Mococa
Monte Alegre
Monte Alto
Monte Aprazível
Monte Carmelo
Mostardas
Muçum
Nanuque
Natividade
Nazaré
Neópolis
Niquelândia
Nonoai
Nossa Senhora das Dores
Nova Londrina
Nova Mutum
Nova Petrópolis
Oliveira
Orlândia
Osvaldo Cruz
Olho d'Água das Flores
Ouro Fino
Ouro Preto do Oeste
Palmeira
Palmeira d'Oeste
Palmeirópolis
Pão de Açúcar
Paracatu
Paraguaçu Paulista
Paraisópolis
Paramirim
Paranacity
Paranaíba
Parelhas
Passa-e-Fica
Patu
Paulistana
Peçanha
Pedra Azul
Pedro II
Pedro Afonso
Peixoto de Azevedo
Piancó
Pinheiro Machado
Pio XII
Piraju
Piracuruca
Pitanga
Pitangui
Piumhi
Poções
Ponte Serrada
Pontes e Lacerda
Porteirinha
Porto Calvo
Porto União
Posse
Presidente Epitácio
Presidente Getúlio
Presidente Juscelino
Presidente Venceslau
Princesa Isabel
Prudentópolis
Quatis
Quedas do Iguaçu
Rancharia
Resplendor
Riachão do Jacuípe
Rio Bonito
Rio Negro
Rio Pomba
Rio Real
Rodeio Bonito
Roncador
Rubiataba
Salto do Jacuí
Salvador do Sul
Sananduva
Sanclerlândia
Santa Bárbara
Santa Cruz
Santa Cruz da Baixa Verde
Santa Cruz do Rio Pardo
Santa Filomena
Santa Helena
Santa Luzia
Santa Luzia do Paruá
Santa Maria do Suaçuí
Santa Vitória do Palmar
Santana
Santana do Livramento
Santo Antônio
Santo Antônio da Patrulha
Santo Augusto
Santos Dumont
São Bento (Maranhão)
São Bento (Paraíba)
São Benedito
São Domingos
São Francisco
São Gabriel da Palha
São Gotardo
São João Batista
São João do Ivaí
São João do Piauí
São João dos Patos
São João Nepomuceno
São Joaquim da Barra
São José do Cedro
São José do Egito
São João do Rio do Peixe
São João Evangelista
São José do Cedro
São Lourenço do Oeste
São Mateus do Sul
São Miguel
São Miguel do Araguaia
São Miguel do Tapuio
São Paulo do Potengi
São Sebastião
São Sebastião do Caí
São Valentim
São Vicente Férrer
Sapé
Seara
Sena Madureira
Senador Pompeu
Serafina Corrêa
Serra Dourada
Serro
Simões
Simplício Mendes
Sinimbu
Siqueira Campos
Sobradinho
Sombrio
Sumé
Tabira
Taguatinga
Taió
Taiobeiras
Tangará
Tapejara
Tapes
Taquaritinga
Tarauacá
Tauá
Tenente Portela
Terra Nova do Norte
Teutônia
Tietê
Tramandaí
Três Pontas
Tucumã
Tucunduva
Turmalina
Tutóia
Uiraúna
Umarizal
União
Uruçuí
Valença
Valença do Piauí
Valente
Várzea da Palma
Vazante
Venda Nova do Imigrante
Veranópolis
Viana
Vigia
Vila Rica
Virginópolis
Visconde do Rio Branco
Vitorino Freire
Xaxim
Xinguara
Wenceslau Braz
Zé Doca
Referências: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Regiões de Influência das Cidades 2007 (10 de outubro de 2008), [1] Configuração da Rede Urbana do Brasil (junho de 2001)