agência comunicação em Raposa

Encontre agência comunicação em Raposa na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Raposa

Nota: Para outros significados, veja Raposa (desambiguação).
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2009). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.?Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Raposa
Classificação científica
Reino:Animalia
Filo:Chordata
Classe:Mammalia
Ordem:Carnivora
Família:Canidae
Gênero:Vulpes, Alopex, Otocyon, Urocyon






















As raposas são animais mamíferos e onívoros pertencentes à família Canidae. São vulpídeos de porte médio, caracterizados por um focinho comprido e uma cauda longa e peluda. Também apresentam como particularidade suas pupilas ovais, semelhantes às pupilas verticais dos felídeos.
De cerca de 40 espécies reconhecidas como raposas, somente 12 pertencem ao gênero Vulpes das "raposas verdadeiras", do qual a raposa vermelha é a mais comum.
As raposas sul-americanas, embora sejam canídeos, não pertencem ao gênero Vulpes. Por essa razão, biologicamente, são consideradas "falsas raposas". Seu gênero é denominado Pseudalopex (pseud = falso // alopex = raposa). O nome popular foi atribuído às raposas por sua semelhança tanto física quanto comportamental com as raposas do hemisfério Norte.
Existe mais de 30 espécies diferentes de raposa.Índice1 Conservação
2 Características Gerais
3 Classificação
4 Algumas espécies
5 Referências
6 Ver tambémConservação[editar | editar código-fonte]
A Caça à raposa, considerada uma tradição da Inglaterra, foi proibida em 2005 pelo Parlamento Britânico por violar os direitos dos animais propostos pela UNESCO. Na Escócia, a caça à raposa já havia sido proibida alguns anos antes. Entretanto, a despeito de alguns países proibirem o comércio, muitas raposas e fenecos continuam a ser vendidos na Rússia e nos Estados Unidos como animais de estimação.
Em Portugal é permitida a caça à raposa (Decreto-Lei nº 202/2004) mas tem havido uma contestação popular e iniciativas para a abolição da mesma[1].Características Gerais[editar | editar código-fonte]
Uma raposa selvagem pode viver de 10 a 15 anos, mas a maioria sobrevive por apenas 2 ou 3 anos devido à caça, atropelamentos e doenças. São canídeos ligeiramente menores que um cão de tamanho médio. Os machos pesam, em média, 6,10 kg e as fêmeas pesam um pouco menos, por volta de 4,8 kg.
Suas características físicas mais marcantes são seu focinho fino e alongado, a cauda peluda e as orelhas eretas. Outras características variam segundo as adaptações ao habitat onde esses animais vivem. O feneco (uma raposa do deserto), por exemplo, possui o seu corpo pequeno, pelagem curta e orelhas grandes, que ajudam a irradiar o calor. Por outro lado, a raposa do ártico, habitante da tundra e do gelo polar, desenvolveu pelagem branca e densa, além de orelhas curtas. Em português dá-se o nome de regougar ao som emitido pela raposa.
As raposas são caçadoras oportunistas e apanham suas presas vivas. A técnica de caça mais comum, aprimorada desde a juventude, é pular sobre a presa para matá-la rapidamente. A dieta da raposa é ampla e variada e inclui, além de pequenos mamíferos (como roedores e coelhos), répteis, anfíbios, insetos, aves, peixes, ovos e frutas silvestres. O excesso de alimento é armazenado pela raposa para consumo posterior, geralmente enterrado no solo, sob folhas ou sob a neve. Por caçarem apenas o suficiente para alimentar um animal, as raposas são predadoras solitárias e não se reúnem em grupos.
As raposas constituem casais apenas na época do acasalamento, que ocorre em meados do inverno para as raposas vermelhas, a espécie mais difundida. Uma vez estabelecido, um casal ocupa um pequeno território que passa a defender de outras raposas. O período de gestação dura 51 e 53 dias, cada fêmea da a luz a de 2 a 5 filhotes por gestação, o macho e a fêmea cuidam dos filhotes. Nos dias que sucedem ao nascimento, o macho traz o alimento para a fêmea enquanto ela cuida das crias na toca; mais tarde, o casal passa a caçar para alimentar as crias. Em meados do verão, as jovens raposas começam a caçar sozinhas e se tornam auto-suficientes no outono. No início do inverno, as crias deixam o território e a família se desfaz.Classificação[editar | editar código-fonte]
Canídeos conhecidos comumente como raposas incluem membros dos seguintes gêneros:Alopex: Raposa do Ártico.
Cerdocyon: Guaraxaim, uma raposa que se alimenta de caranguejos.
Chrysocyon: Lobo guará.
Dusicyon: Raposa das Malvinas.
Otocyon: Raposa orelhas-de-morcego.
Pseudalopex ou Lycalopex: seis espécies de raposas sul americanas.
Urocyon: Raposa-cinzenta, Raposa-das-ilhas e Raposa-de-Cozumel
Vulpes: gênero das doze espécies de raposas "verdadeiras", incluindo as raposas vermelhas da Europa (Vulpes vulpes) e da América do Norte (Vulpes fulva).
Algumas espécies[editar | editar código-fonte]
Esqueleto de raposa
Raposa vermelha, Vulpes vulpes
Feneco, Vulpes zerda
Raposa das estepes, Vulpes corsac
Raposa das falkland extinta
Raposa do ártico, Alopex lagoplllllus
Raposa do cabo, Vulpes chama
Raposa do campo, Pseudalopex vetulus
Raposa cinzenta, Urocyon cinereoargenteus
Raposa orelhuda, Vulpes velox
Raposa das ilhas, Urocyon litoralis
Referências[editar | editar código-fonte]? Lusa. «Cidadãos organizam manifestação a pedir fim de caça à raposa, "prática cruel e bárbara"». PÚBLICO. Consultado em 6 de março de 2017
Ver também[editar | editar código-fonte]
O Wikcionário tem o verbete Raposa.
Nguruvilú
Este artigo sobre carnívoros, integrado no Projeto Mamíferos, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.