empresas de sistema em Iguatu

Encontre empresas de sistema em Iguatu na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Sistema

Conjunto de partes, coordenadas entre si.
Conjunto de partes similares.
Forma de governo ou constituição política ou social de um Estado: _sistema republicano_.
Combinação de partes, por forma que concorram para certo resultado.
Plano.
Modo de coordenar as noções particulares de uma arte, ciência, etc.
Modo, hábito, uso: _o meu sistema de vida_.
Método.
Conjunto de leis ou de princípios, que regulam certa ordem de fenómenos: _o nosso sistema planetário_.
Conjunto de intervalos musicais elementares, compreendidos entre os dois limites sonoros extremos, apreciáveis ao ouvido.


Iguatu


Município de Iguatu
"Terra das Lagoas""Terra da Telha""Capital do Algodão""Princesinha do Ceará"
Igreja Matriz Sant'Ana, padroeira da cidadeBandeiraBrasãoHino
Aniversário25 de janeiro
Fundação11 de outubro de 1831 (187 anos)
Emancipação25 de janeiro de 1853 (166 anos)- de Icó
Gentílicoiguatuense
Padroeiro(a)Sant'Ana
CEP63.500-000 a 63.509-999[1]
Prefeito(a)Ednaldo de Lavor Couras (PDT)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Iguatu no CearáIguatu Localização de Iguatu no Brasil
06° 21' 32" S 39° 17' 56" O06° 21' 32" S 39° 17' 56" O
Unidade federativaCeará
Região intermediária
Iguatu [2]Região imediata
Iguatu [2]Municípios limítrofesNorte: Acopiara e Quixelô, Leste: Orós e Icó, Sul: Cedro e Cariús, Oeste: Jucás e Acopiara
Distância até a capitalfederal: 2 135 kmestadual: 380 km
Características geográficas
Área1 029,002 km² (BR: 1378º)[3]
Área urbana3,812 km² (CE: 8º) ? est. Embrapa[4]
DistritosIguatu (sede), Barreiras, Barro Alto, Baú, Gadelha, José de Alencar, Riacho Vermelho e Suassurana
População102 013 hab. (CE: 9º) ? est. IBGE/2016[5]
Densidade99,138 hab./km²
Altitude218 mest. Embrapa[4]
ClimaSemiárido BSh
Fuso horárioUTC?3
Indicadores
IDH-M0,677 (BR: 2503°) ? médio PNUD/2010[6]
Gini0,54 PNUD/2010[6]
PIBR$ 1 175 246 908,40 (CE: 9º) ? IBGE/2013[7]
PIB per capitaR$ 11 746 24 IBGE/2013[7]
Página oficial
PrefeituraPrefeitura de Iguatu
CâmaraCâmara de IguatuIguatu é um município brasileiro do estado do Ceará. Localizado na Região Centro-Sul do estado, configura-se como o principal pólo econômico da região. Foi, ao longo das décadas de 1960, 70 e 80, um importante centro produtor de algodão, chegando a cravar sucessivos recordes nacionais de produtividade da fibra. Hoje, as indústrias moveleiras, de calçados e de serviços são os condutores da economia da cidade. Terra natal dos músicos e compositores Eleazar de Carvalho, Humberto Teixeira e do Bispo Mário Teixeira Gurgel.
Iguatu está na lista dos 299 municípios mais populosos do Brasil e dos 9 mais populosos do Ceará. Possui o 10º PIB do Ceará, com um índice de desenvolvimento humano de 0,677. 10º IDH do estado. É a cidade do centro-sul que possui mais cursos de graduação.Índice1 Etimologia
2 História
3 Geografia3.1 Localização
3.2 Hidrografia e recursos hídricos
3.3 Relevo e solos
3.4 Vegetação
3.5 Clima
4 Demografia4.1 Taxas de Educação
4.2 Religião
4.3 Filhos ilustres
5 Urbanização5.1 Infraestrutura5.1.1 Educação
5.2 Transporte5.2.1 Terrestre
5.2.2 Aeroviário
5.3 Saúde5.3.1 Estatísticas
5.4 Comunicações5.4.1 Canais de televisão aberta de Iguatu
5.4.2 Emissoras de Rádio de Iguatu
6 Economia
7 Turismo e cultura7.1 Atrações
7.2 Patrimônio
7.3 Biblioteca Pública
7.4 Eventos Culturais
7.5 Museu
7.6 Teatro
7.7 Outros
8 Política e cidadania8.1 Subdivisões8.1.1 Bairros
8.2 Ação Social8.2.1 Creche Pró Infância
8.2.2 Cursinho Força jovem
8.2.3 Cozinha Comunitária
8.2.4 Casa Azul
8.2.5 Residência Terapêutica para pacientes especiais
9 Esporte9.1 Agremiação esportiva
9.2 Estádio
10 Ver também
11 Referências
12 Ligações externasEtimologia[editar | editar código-fonte]
O topônimo Iguatu vem da língua ig ou i (água) e catu (bom, boa) significado rio bom ou água boa. É uma alusão a grande lagoa, a maior do estado do Ceará, situada na parte leste da cidade.
Sua denominação original era Venda, depois Sitio Telha, Capela da Telha, Matriz da Telha, Povoação da Telha, Missão da Telha, Telha e desde 1883[8] chama-se Iguatu.História[editar | editar código-fonte]
A localidade anteriormente abrigava uma aldeia de índios Quixelôs[9],[10]. A região era conhecida pelo nome de Telha, fazendo menção a uma grande lagoa de mesmo nome dos arredores, quando os jesuítas chegaram à região a partir de 1707. Depois de lutas de resistências por parte dos indígenas e rendição destes, estes colaboravam com os colonizadores.
Em 1831,o povoado da Telha já se tornara tão grande e próspero que foi elevado a freguesia e sua elevação à categoria de Vila ocorreu na forma de Lei nº 553, de 27 de novembro de 1851, quando foi desmembrada do município de Icó e instalada a 25 de janeiro de 1853. Sua elevação à categoria de cidade ocorreu em virtude de Lei Provincial nº 1.612, de 21 de agosto de 1874. Logo após a proclamação da República em 1889, foi nomeado o seu primeiro intendente, Cel. Celso Ferreira Lima Verde. O primeiro prefeito municipal foi nomeado em 1914, Cel. José Adolfo de Oliveira. O segundo prefeito foi Eduardo de Lavor Paes Barreto, de 1915 a 1917. Um fato curioso na política local é que na primeira eleição para o cargo de prefeito por voto direto, em 1926, o segundo colocado assumiu o cargo a partir de 1 de dezembro. Concorreram ao cargo Manoel Carlos de Gouvêa (344 votos) e o industrial Otaviano Jaime de Alencar Benevides (542 votos), este considerado inelegível, assume o cargo Gouvêa até a data de 14 de agosto de 1928.
Iguatu destacou-se ao longo da história do Ceará por está ao lado da Estrada das Boiadas, e depois como importante centro produtor de algodão, mas o grande impulso econômico se deu com a expansão da Estrada de Ferro de Baturité até a cidade do Crato. A estação ferroviária de Iguatu foi inaugurada a 5 novembro de 1910. Isso resultou no impulso da economia local com a instalação de hotéis, usinas de beneficiamento de algodão e casas comerciais e a expansão do centro comercial. Com a estação, Iguatu tornou-se o centro econômico da região em detrimento de Icó. Somente a partir de 1910, com o fortalecimento da economia algodoeira a expansão urbana direciona-se para as proximidades da estação ferroviária. O progresso urbano foi tão significativo tanto que em 1925, foi inaugurado o Cine-Teatro Iguatu, considerado à época como o melhor prédio do gênero no interior do Ceará. O aformoseamento urbano verificava-se já pela existência de muitos palacetes e sobrados onde residiam as famílias ricas e influentes na sociedade, principalmente nas ruas Floriano Peixoto, João Pessoa, Epitácio Pessoa e no entorno da Praça da Matriz. Com a expansão da linha ferroviária até o município do Crato, inaugurada a 9 de novembro de 1926, Iguatu recebe um novo impulso na sua economia e nos aspectos cultural e social, pois a ferrovia permitiu a comunicação mais rápida com o Cariri, próspero e importante centro cultural, político e econômico do sul do Ceará.
No município de Iguatu são inauguradas quatro estações de trem (Sussuaruna, Iguatu, Jaguaribe Mirim e José de Alencar)[11],[12],[13],[14], as quais consolidaram a base econômica do município. A estação foi a terminal da linha da EF Baturité até agosto de 1916, quando ela foi prolongada até Cedro, e no ano seguinte, até Lavras. Por isso, os habitantes de Lavras, mais ao sul, tinham de ir até Iguatu para embarcarem. Hoje é uma das estações operacionais da CFN, atual concessionária do trecho. Segundo Assis Lima, o prédio sofreu grande reforma em meados dos anos 1970, perdendo suas características originais.
Em 2009, o município viu o fim de uma das indústrias de beneficiamento do algodão (CIDAO), que certamente alimentaram os trens para Fortaleza, que transportavam o algodão e o óleo ali produzidos. Foi demolida para dar lugar a uma Universidade (é criado o Campus Avançado de Iguatu da Universidade Regional do Cariri). Seus trilhos e até vagões que existiam até novembro em seus depósitos foram sucateados. Em uma notícia do início de 2009, a afirmação de que o material ferroviário seria mantido ali: "Dentro do projeto feito por Campelo, está a ideia de deixar a linha férrea que passa dentro da área e dois vagões de trem estacionados dentro da CIDAO como forma histórica de preservação da memória das antigas edificações"[15].
Numa região onde os missionários católicos tentaram evangelizar os nativos, os índios, as primeiras manifestações de apoio eclesial provêm desse trabalho. Em 1746 iniciaram-se as obras da primitiva capela, orago que se dedicou a Nossa Senhora Santana, sendo concluída em 1775 e tendo como subordinante a Paróquia de São Mateus (Jucás). A Igreja Matriz Senhora Santana é o único patrimônio arquitetônico do município tombado pelo IPHAN, em 13 de março de 1974. Foi inaugurada e sagrada pelo segundo bispo do Ceará, Dom Joaquim José Vieira, no dia 29 de agosto de 1886, na presença de Padre Cícero Romão Batista. A freguesia, desmembrada da jurisdição anterior, provém do Decreto Provincial de 11 de outubro de 1831 e assentou-se em área central constante de 200x400 braças. Consta como seu primeiro vigário, no período compreendido entre 1832 e 1844, o Padre Vicente José Ferreira.
No dia 28 de janeiro de 1961, o Papa João XXIII editou a bula "In apostolicis muneris" criando a Diocese de Iguatu. Sendo seu primeiro Bispo D. José Mauro Ramalho de Alarcon e Santiago,empossado a 4 de fevereiro de 1962.Geografia[editar | editar código-fonte]
O município de Iguatu situa-se a uma latitude 06º21'34" Sul e a uma longitude 39º17'55" Oeste, estando à altitude de 218 metros. Ocupa uma área territorial de 1 029,002 km².[3] e a área urbana é de 3,812 km²[16]Localização[editar | editar código-fonte]
O município localiza-se no centro-sul do estado do Ceará, na Região Geográfica Intermediária de Iguatu e Região Geográfica Imediata de Iguatu.[2]
Seu território tem como limites as cidades de Acopiara, Quixelô (ao norte), Orós, Icó (a leste), Cedro e Cariús (ao sul), Jucás e Acopiara (a oeste).Hidrografia e recursos hídricos[editar | editar código-fonte]
Lagoa da Bastiana
As principais fontes de água fazem parte da bacia do Alto Jaguaribe, sendo elas os rios Jaguaribe, Trussu; riachos como o Carnaúba, Antônico, da Serra e outros tantos. Existem ainda diversas lagoas, destacando-se a do Iguatu (a de maior acumulação d?água natural do estado) e Baú, Barro Alto, Bastiana, do Saco e da Telha.Os principais açudes são: do Governo (Marcio Ferandes), Orós e Trussu[17],[18].Relevo e solos[editar | editar código-fonte]
Está a uma altitude de 217 metros. As terras do município são de relevo plano suave, com formas ligeiramente entalhadas e altitudes entre 200 e 500 m, resultantes da superfície de aplainamento do Cenozóico; faz parte da denominada Depressão Sertaneja. Os solos são podzólicos, litólicos, solos aluviais e vertissolos[17]. As principais elevações são as serras: do Casquilho, do Esse, do Morais e do Mundo Novo[19].Vegetação[editar | editar código-fonte]
A vegetação predominante é a caatinga arbustiva densa[17].Clima[editar | editar código-fonte]
A pluviosidade no município é de aproximadamente 1 000 milímetros anuais, com chuvas concentradas de janeiro a maio. Com temperaturas que variam, conforme a época do ano e local, de mínimas de aproximadamente 21 °C até máximas de 36 °C. As médias térmicas mensais, no entanto, giram entre 26 ºC e 29 °C. O tempo de insolação chega a 3 000 horas anuais.[20]
Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), desde 1961 a menor temperatura registrada em Iguatu foi de 14,3 °C em 11 de julho de 1999,[21] e a maior atingiu 39,8 °C em 12 de outubro de 2003.[22] O maior acumulado de precipitação registrado em 24 horas foi de 153,6 milímetros (mm) em 13 de abril de 1964.[23] O maior volume de chuva observado em um mês foi de 494,6 mm em abril de 2011.[24]
Dados climatológicos para Iguatu
MêsJanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDezAno
Temperatura máxima recorde (°C)38,438,338,635,53635,736,337,638,239,839,438,8 39,8
Temperatura máxima média (°C)33,432,331,831,131,231,532,433,53535,735,735,1 33,2
Temperatura média compensada (°C)27,626,826,626,225,925,526,127,128,329,329,529,2 27,3
Temperatura mínima média (°C)23,122,622,522,321,720,620,721,322,323,123,523,6 22,3
Temperatura mínima recorde (°C)18,618,619,519,716,315,914,314,917,618,518,218,8 14,3
Precipitação (mm)133,8167,3221,2196,8102,727,612,614,412,3197,967,5 983,1
Dias com precipitação (? 1 mm)1011141484322114 74
Umidade relativa compensada (%)66,373,577,580,977,668,458,949,846,946,847,151,3 62,1
Horas de sol216196,3217,4216,4236,8251,3268,4293,2293,2292275,5252,8 3 009,3
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[20] recordes de temperatura: 1961-presente).[21][22] Demografia[editar | editar código-fonte]
Sua população estimada em 2016 era de 102.013 habitantes.[5]Taxas de Educação[editar | editar código-fonte]
Taxa de alfabetização ( 2000): 73,9 %
Taxa de escolarização no ensino fundamental ( 2007 ) : 86,2 %
Taxa de escolarização no ensino médio ( 2007): 70,3 %
Religião[editar | editar código-fonte]
Igreja do Prado, uma das várias existentes na cidade
Igreja Presbiteriana do Brasil
Igreja e Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
Igreja Matriz de Senhora Santana (antiga Sé Catedral)
Igreja Adventista do Sétimo Dia
Igreja de Nossa Senhora das Graças
Sé Catedral de São José
Salões do Reino das Testemunhas de Jeová
Igreja Assembleia de Deus
Igreja Batista
Entre outras
Filhos ilustres[editar | editar código-fonte]
Eleazar de Carvalho - músico
Humberto Teixeira - músico
Evaldo Gouveia - músico
Mário Teixeira Gurgel - bispo
José Eliomar da Silva - médico.
Urbanização[editar | editar código-fonte]
Iguatu é considerada cidade pólo de serviços na Centro-Sul do Ceará, sendo um centro sub-regional A. Esse nível é formado no Brasil por cidades de menor porte e com atuação restrita à sua área imediata; exercem funções de gestão elementares.[25]Infraestrutura[editar | editar código-fonte]
Educação[editar | editar código-fonte]
Obs:. Pioneira na perspectiva do Campus multi-institucional em todo o país. Ensino básico
Na Educação Básica, conta com quase cem escolas. Fazendo parte da rede pública podem-se citar as escolas:EEF Elze Lima Verde Montenegro
Liceu de Iguatu
EEEP Lucas Emmanuel Lima Pinheiro
EEM Francisco Holanda Montenegro (Distrito José de Alencar)
Escola Maria Pacífico (Ex. Escola Carlos de Gouvêa)
Escola Filgueiras Lima
EEEP Amélia Figueiredo de Lavor
Escola Adauto Bezerra
Escola Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
Colégio Adahil Barreto
CEJA
IFCE
EEEP Antônio Albuquerque
Na rede particular, destacam-se as escolas:SESC
Colégio Pólos
Escola Modelo
Centro Educacional Cenecista Ruy Barbosa
Obs: Além dessas escolas citadas acima, Iguatu possui mais de 105 escolas publicadas espalhados por diversos bairros e sítios do município, sendo 68 delas do ensino fundamental, 10 de ensino médio, 27 de educação de adultos e 4 escola de ensino profissional. Ensino Superior
Atualmente o município conta com alguns cursos oferecidos pelas seguintes escolas:
Universidade Estadual do Ceará (UECE)- (FECLI) - Faculdade de Ciências e Letras de Iguatu)
Universidade Regional do Cariri (URCA)
Instituto Federal do Ceará (IFCE)
Universidade Vale do Acaraú (IDJ - Instituto Dom José)
Faculdade de Tecnologia Centec (FATEC) Cidade Universitária (UECE e URCA).
Faculdade São Francisco do Ceará (FASC)
Faculdades Integradas do Ceará (FIC)
Ensino Profissional
Serviço Social do Comércio - SESC - CE
Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC-CE.[26]
Escola Estadual de Educação Profissional Lucas Emmanuel Lima Pinheiro
Escola Estadual de Educação Profissional Amélia Figueiredo de Lavor
Transporte[editar | editar código-fonte]
Terrestre[editar | editar código-fonte]
Com uma rodoviária de médio porte, mas que atende todos as necessidades da Região Centro-Sul, o Terminal Rodoviário Senador Fernandes Távora recebe diariamente ônibus interurbanos de cidades vizinhas e interestaduais de diversos estados do Brasil. Mas está nas propostas municipais uma nova rodoviária para Iguatu com mais infraestrutura e tecnologia.
Iguatu possui também uma linha férrea turística que corta a cidade. Com um movimento intenso de trens cargueiros a linha férrea de Iguatu recebe todos os cuidados precisos para sua duração pois é um dos monumentos históricos da cidade iguatuense. Uma linha férrea administrada pela Companhia Ferroviária do Nordeste (CFN), que se integrará à Rede Transnordestina atenderá Iguatu.Aeroviário[editar | editar código-fonte]
Aeroporto Tomé da Frota - Iguatu - CE
O Aeroporto de Iguatu - Francisco Tomé da Frota, de propriedade do DER-CE, que atualmente é apenas utilizado por empresários da região, serviços postais e de emergência e táxi aéreo. O Aeroporto já recebeu voos regulares ligando Iguatu a outras importantes cidades nordestinas e há planos no sentido de se viabilizar a volta desse tipo de ligação aérea, sobretudo com as cidades de Juazeiro do Norte e Fortaleza. O pequeno porte que recebe diariamente voos fretados e voos de serviços bancários. Com uma pista de 1.410 metros e com um movimento intenso o Aeroporto Tomé de Frota em poucos anos poderá ser administrado pela Infraero e fazer voo comerciais.Saúde[editar | editar código-fonte]
Hospital Regional de Iguatu (HRI)
Hospital e Maternidade Agenor Araújo
Hospital São Vicente (Particular)
Hospital São Camilo (Particular)
20 PSF espalhados nos bairros da cidade e na zona rural
Clínica de Hemodiálises
Corpo de Bombeiros
CEO - Centro de Especialidades Odontológicas
UBS - Unidade Básica de Saúde, com sede no bairro flores mais que atendera os seguintes bairro Paraná, Tabuleiro, Areias, desafogando assim a emergência do Hospital Regional.
IML de Iguatu
Farmácia Viva : Medicamentos fitoterápicos a baixo custo.
Farmácia Popular
Policlínica (antiga Hospital Santo Antônio dos Pobres)
UPA - Unidade de Pronto Atendimento
Estatísticas[editar | editar código-fonte]
Leito por 1.000 hab/ano (2005): 1,7
Trans. SUS hab/ano (2005): R$ 137,25
Cobertura Equipe Saúde da Familia (2008): 86%
Índice de Mortalidade infantil (2008): 14,84%
Comunicações[editar | editar código-fonte]
Canais de televisão aberta de Iguatu[editar | editar código-fonte]
VHF l analógico 12 TV Jangadeiro (SBT)
UHF l analógico e digital 24 e 9.1 digital TV Verdes Mares Cariri (Globo)
Emissoras de Rádio de Iguatu[editar | editar código-fonte]
Rádio Antena Sul FM 98.3 MHz
Rádio Tropykalia FM 104.9 MHz
Rádio Mais FM 106.1 MHz
Rádio Liberdade AM 87.0 MHz
Rádio Jornal - AM 79.0 MHz
Rádio Jangadeiro FM 103.1 MHz
Rádio Jucas FM 90.9 MHz
Rádio Plus FM FM 91.5 MHz
Rádio Jangadeiro FM, 103,1
Economia[editar | editar código-fonte]
O município exerce papel de centro regional de comércio e serviços, oferecendo apoio para mais de 10 municípios da região onde se localiza. Sua economia é baseada na agricultura: algodão herbáceo e arbóreo, arroz, banana, feijão, milho; pecuária: bovino, suíno e avícola.
Além de diversas olarias, a base econômica mais antiga ainda encontram-se algumas indústrias, tendo destaques as de ramo calçadista, alimentícia e de transformação de produtos à base de alumínio.Turismo e cultura[editar | editar código-fonte]
Atrações[editar | editar código-fonte]
Ponte sobre o Rio Jaguaribe
Áreas públicas
Praça Adil Mendonça
Praça da Bandeira
Praça da Matriz
Complexo Dr° José Ilo Dantas
Centro de Lazer Celso Montenegro - 7 de setembro
Centro de Lazer Francisco Alcântara Nogueira
Praça Cel. Belisário
Visão panorâmica da cidade de Iguatu - CEPraça Caxias
Ponte Demócrito Rocha
Ponte Metálica (Trem)
Complexo Turístico do Trussu
Praça da Bíblia
Praça D. Pedro l
Praça Gonçalves de Carvalho
Praça da Criança
Patrimônio[editar | editar código-fonte]
Alto do Juca
Ilha da Amizade
Açude Orós
Açude do Governo
Açude Trussu
Igreja e Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
Igreja Matriz de Senhora Santana (antiga Sé Catedral)
Lagoa Baú
Lagoa da Bastiana
Lagoa da Telha
Lagoa do Barro Alto
Lagoa do Saco
Lagoa Iguatu
Riacho Antônio
Rio Jaguaribe
AABB
CRI
Policlínica (antiga Hospital Santo Antônio dos Pobres)
Entre outros
Biblioteca Pública[editar | editar código-fonte]
A prefeitura realizou um conjunto de reformas no prédio da biblioteca Municipal Matos Peixoto que deixou o ambiente mais agradável e confortável para os visitantes. Além de 8.500 exemplares,o acervo disponibiliza periodicamente receitas de poesia, contação de histórias, leituras dramatizadas de contos e peças teatrais com a temática do livro e da leitura.Eventos Culturais[editar | editar código-fonte]
Os principais eventos culturais são:Moto Fest - Maio
Festa da Padroeira - Senhora Santana - 26 de julho
Expoiguatu (exposição agropecuária municipal)
Fenercsul (Feira de Negócios da Região Centro-Sul)
Semana do Município - janeiro
Iguatu Festeiro
Iguatu Junino Escolar (realizado em Junho)
Festival do Dia Mundial do Teatro - 27 de março
FEST JOVEM - Torneio de futebol
Comemoração do dia 7 de Setembro dia da Idependência do Brasil.
Movimento LGBT (Semana da diversidade sexual e contra a lesbo-homo-bi-trans fobia).
Expoleite (Feira do leite da região centro sul- UPECE)
Festival de Violeiros do SESC
Marcha para Jesus
Dia da Bíblia (Dezembro) organizado pela APOEI
Museu[editar | editar código-fonte]
MIS - Museu da Imagem e do Som Alcântara Nogueira, que funciona anexo ao prédio do SESC Iguatu, com um acervo de vídeos, discos, fotos e recortes sobre a historia cultural e dos artistas de Iguatu e da região.
Museu de Arte Sacra, com projeto aprovado pela Câmara Municipal há mais de 20 anos, que deveria funcionar na antiga capela do Prado, vizinha à atual igreja.
Teatro[editar | editar código-fonte]
Iguatu tem um teatro, sem infraestrutura adequada, com nome de 'Pedro Lima Verde' (talentoso ator e dramaturgo iguatuense morto precocemente), mantido pela prefeitura municipal e conta com companhias e grupos de teatro:Companhia Ortaet de Teatro
EVT Elo Vanguarda de Theatro (A palavra "Elo" substitui "Grupo", "Companhia", "CIA" ou "Trupe")
Guardiões Teatrais (fundado em Maio de 2016)
Cia. Dupla Face de Humor e Animações (Jadilene do Iguatu)
Cia. Persona de Teatro
Cia. Damtear teatro e dança
Companhia Chacoalho de Teatro de Bonecos
Grupo Metamorfose de Teatro
Grupo GETAP de Teatro
Outros[editar | editar código-fonte]
Café Líder
Marco Zero
Museu Iguatuense da Imagem e do Som
Palácio da Microempresa de Iguatu
SESC Iguatu
Pista de skate
Política e cidadania[editar | editar código-fonte]
A administração municipal localiza-se na sede[8], que conta com o poder legislativo municipal;Subdivisões[editar | editar código-fonte]
O município é dividido em oito distritos: Iguatu (sede), Barreiras, Barro Alto, Baú, Gadelha, José de Alencar, Riacho Vermelho e Suassurana [8].Bairros[editar | editar código-fonte]
Os principais bairros da cidade são:Centro
Barreiras
Flores
Areias I e II
São Sebastião
Jardim Iguatu
Tabuleiro
Vila Brasília
Planalto
Bugi
Cajueiro
João Paulo Il
Varjota
Philadelphia
Santa Rosa
Suassurana
Jardim Oásis
Lagoa Park
Veneza
COHABS 1, 2 e 3
Vila Centenário
Conjunto Industrial
Verde Park
Esplanada 1 e 2
7 de Setembro
Cocobó
Vila Cidão
Prado
Alto do Jucá
Santo Antônio
Vila Neuma
Vila Moura
Chapadinha
Fomento
Altiplano 1 e 2
Penha
Gadelha
Poço Comprido
Cajazeiras
Coqueiro
Paraná
Quixoá
Vila Barro Alto
Cardoso 1
Cardoso 2
Vila Alencar
Vila Córrego
Vila Tanque
Ação Social[editar | editar código-fonte]
Creche Pró Infância[editar | editar código-fonte]
Em parceria com o Governo Federal, a Prefeitura de Iguatu está construindo uma creche no bairro Altiplano.O objetivo dessa iniciativa é oferecer educação de qualidade para crianças com idades até 6 anos.Quando concluída, a creche do Altiplano vai oferecer uma estrutura completa: teatro, brinquedos e salas de aula com espaço para banho de sol. previsão do prefeito Agenor Neto é beneficiar 2.000 crianças com educação de qualidade.
Cursinho Força jovem[editar | editar código-fonte]
O projeto que tem como objetivo e ações complementar nas áreas do conhecimento através de cursos, aulas de reforço escolar e acompanhamento das informações dos alunos beneficiários do Bolsa família bem como aos seus familiares e as famílias em Vulnerabilidade Social. Estamos falando do Projeto Força Jovem que é uma realização da Prefeitura Municipal de Iguatu através da Secretaria de Ação Social em parceria com Secretaria de Educação e com os recursos do IGB/Bolsa Família.com esta oportunidade demonstram que possuem condições intelectuais de competirem com qualquer um em provas de vestibulares.
Cozinha Comunitária[editar | editar código-fonte]
A Cozinha Comunitária Dulce Ricarte de Araújo compõe a Rede de Equipamentos Públicos de Alimentação e Nutrição, a qual brevemente estará sendo fortalecida com a conclusão do Banco de Alimentos. Ambos fazem parte da estratégia de garantia de uma alimentação segura e do Direito Humano a uma Alimentação Adequada, regidos pela Política de Segurança Alimentar e Nutricional do município de Iguatu.
A Cozinha Comunitária teve início em 20 de Novembro de 2010, com objetivo de fornecer e promover o acompanhamento nutricional aos beneficiários cadastrados e referenciados pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS IV) que abrange os bairros João Paulo, Jardim Oásis e Areias. Desde então, fornece diariamente 200 refeições, a um valor acessível, planejadas por nutricionista, garantindo um cardápio variado e nutricionalmente adequado.
Além do público cadastrado, indiretamente, a Cozinha Comunitária beneficia através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), 150 agricultores da Agricultura Familiar, que fornecem seus produtos pela modalidade ?Compra direta com doação simultânea? em parceria com Secretaria de Agricultura e Pecuária do município.
Ao longo dos seus 5 anos de funcionamento a Cozinha Comunitária ofereceu em média 264.000 refeições, promoveu atividades de educação e avaliação nutricional. Constantemente, busca capacitar e orientar a equipe de manipuladores de alimentos a respeito das Boas Práticas no Serviço de Alimentação.
Em 2013 a Prefeitura Municipal de Iguatu visando garantir a continuidade do programa e potencializar o funcionamento do equipamento propôs um projeto de Modernização para melhorar a estrutura física para o fluxo de recebimento de gêneros e o armazenamento, a recepção, distribuição e administração das refeições.
Relevâncias:Reforma do refeitório, com instalação do forro na cor branca em material PVC
Construção da sala de cortes de carnes, climatizada
Adequação da área de recebimento de gêneros
Reforma e climatização da sala de administração
Reparos de instalações hidráulicas e elétricas
Foi garantido ainda a aquisição de novos equipamentos e utensílios.
Casa Azul[editar | editar código-fonte]
A casa azul é o centro de atenção psicossocial para a infância e a adolescência de Iguatu. A casa atende crianças e adolescentes de 0 a 18 anos,portadores de transtornos mentais de diversos municípios da região centro-sul. A unidade que conta com psiquiatria, neurologista, pediatra, psicólogo, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo, enfermeiros de três pedagogas, foi o primeiro centro para a infância e adolescência a ser implantado no estado do Ceará.
Residência Terapêutica para pacientes especiais[editar | editar código-fonte]
A prefeitura de Iguatu instalou uma residência terapêutica de saúde mental,concluindo a rede de saúde mental composta por quatro unidades: CAPS III, CAPS ad, CAPSi e a residência terapêutica.O objetivo da casa é atender pacientes com transtornos mentais,graves e crônicos,sem amparo da família,evitando o internamento em hospitais psiquiátricos.
Esporte[editar | editar código-fonte]
Agremiação esportiva[editar | editar código-fonte]
Associação Desportiva de Iguatu
IHC Iguatu Handebol Clube
ACEBI- Associação esportiva de Basquete Iguatuense
Estádio[editar | editar código-fonte]
Estádio Agenor Gomes de Araújo, antigo Estádio Elmo Moreno (ou "Morenão"), tem capacidade para 8.000 torcedores.
Ver também[editar | editar código-fonte]
Interior do Brasil
Referências? «CEP de cidades brasileiras». Correios. Consultado em 31 de Julho de 2008 ? a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 2 de fevereiro de 2018 ? a b IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 ? a b «Urbanização das cidades brasileiras». Embrapa Monitoramento por Satélite. Consultado em 30 de Julho de 2008 ? a b «Estimativa populacional 2016» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2016. Consultado em 30 de agosto de 2016 ? a b Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (2010). «Perfil do município de Iguatu - CE». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013. Consultado em 28 de dezembro de 2013 ? a b «Produto Interno Bruto dos municípios 2010-2013». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 18 de dezembro de 2015 ? a b c «Cópia arquivada». Consultado em 6 de novembro de 2009. Arquivado do original em 30 de abril de 2012 ? Sebok. Lou, Atlases published in the Netherlands in the rare atlas collection. Compiled and edited by Lou Seboek. National Map Collection (Canada), Ottawa. 1974? Aragão, R. B, Índios do Ceará e Topônimios Índigenas, Fortaleza, Barraca do Escritor Cearense. 1994? http://www.estacoesferroviarias.com.br/ce_crato/engbarreto.htm? http://www.estacoesferroviarias.com.br/ce_crato/iguatu.htm? http://www.estacoesferroviarias.com.br/ce_crato/jaguaribe.htm? http://www.estacoesferroviarias.com.br/ce_crato/alencar.htm? «Cópia arquivada». Consultado em 3 de outubro de 2015. Arquivado do original em 17 de junho de 2009 ? Erro de citação: Código inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome Embrapa
? a b c http://www.cprm.gov.br/? http://atlas.srh.ce.gov.br/? http://www2.ipece.ce.gov.br/cartografia_1/Mapas%20Municipais/H-I_pdf/iguatu.pdf[ligação inativa]? a b «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 24 de março de 2018 ? a b «Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Mínima (ºC) - Iguatu». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 30 de maio de 2014 ? a b «Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Máxima (ºC) - Iguatu». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 30 de maio de 2014 ? «Série Histórica - Dados Diários - Precipitação (mm) - Iguatu». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 30 de maio de 2014 ? «Série Histórica - Dados Mensais - Precipitação Total (mm) - Iguatu». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 30 de maio de 2014 ? «Região de influência das cidades» - IBGE? «Senac Iguatu - Unidades - Senac Ceará». www.ce.senac.br. Consultado em 29 de abril de 2016. Arquivado do original em 10 de novembro de 2016
Ligações externas[editar | editar código-fonte]Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Imagens e media no Commons
CommonsPrefeitura de Iguatu
Câmara de Iguatu
Mapa do município de Iguatu
Mapa do município de Iguatu
Página do IBGE
Página do Ceará
vde CearáCapitalFortalezaDivisão regional vigente (desde 2017)Regiões geográficas intermediárias e imediatasDivisão regional extinta (vigente até 2017)Mesorregiões e microrregiõesRegiões MetropolitanasCariri ? FortalezaMais de 300 000 habitantesFortaleza ? CaucaiaMais de 200 000 habitantesJuazeiro do Norte ? Maracanaú ? SobralMais de 100 000 habitantesCrato ? Itapipoca ? Maranguape ? IguatuMais de 50 000 habitantesQuixadá ? Canindé ? Crateús ? Aquiraz ? Pacatuba ? Quixeramobim ? Russas ? Aracati ? Tianguá ? Cascavel ? Icó ? Morada Nova ? Pacajus ? Camocim ? Acaraú ? Limoeiro do Norte ? Tauá ? Barbalha ? Horizonte ? Viçosa do Ceará ? Granja ? Boa Viagem ? Trairi ? Acopiara ? Beberibe ? ItapajéNordeste, Brasil
vde Hierarquia urbana do Brasil
Demografia do Brasil
Municípios do Brasil
vdeMetrópolesMetrópoles globais
São Paulo
Metrópoles nacionais
Brasília
Rio de Janeiro
Metrópoles regionais
Belém
Belo Horizonte
Curitiba
Fortaleza
Goiânia
Manaus
Porto Alegre
Recife
Salvador
vdeCapitais regionaisCapitais regionais A
Aracaju
Campinas
Campo Grande
Cuiabá
Florianópolis
João Pessoa
Maceió
Natal
São Luís
Teresina
Vitória
Capitais regionais B
Blumenau
Campina Grande
Cascavel
Caxias do Sul
Chapecó
Feira de Santana
Ilhéus/Itabuna
Joinville
Juiz de Fora
Londrina
Maringá
Ribeirão Preto
São José do Rio Preto
Uberlândia
Montes Claros
Palmas
Passo Fundo
Porto Velho
Santa Maria
Vitória da Conquista
Capitais regionais C
Araçatuba
Araguaína
Arapiraca
Araraquara
Barreiras
Bauru
Boa Vista
Cachoeiro de Itapemirim
Campos dos Goytacazes
Caruaru
Criciúma
Divinópolis
Dourados
Governador Valadares
Ijuí
Imperatriz
Ipatinga/Coronel Fabriciano/Timóteo
Juazeiro do Norte/Crato/Barbalha
Macapá
Marabá
Marília
Mossoró
Novo Hamburgo/São Leopoldo
Pelotas/Rio Grande
Petrolina/Juazeiro
Piracicaba
Ponta Grossa
Pouso Alegre
Presidente Prudente
Rio Branco
Santarém
Santos
São José dos Campos
Sobral
Sorocaba
Teófilo Otoni
Uberaba
Varginha
Volta Redonda/Barra Mansa
vdeCentros sub-regionaisCentros sub-regionais A
Alfenas
Anápolis
Apucarana
Bacabal
Bagé
Barbacena
Barra do Garças
Barretos
Bento Gonçalves
Botucatu
Cabo Frio
Caçador
Cáceres
Caicó
Cajazeiras
Campo Mourão
Castanhal
Catanduva
Caxias
Colatina
Crateús
Erechim
Floriano
Foz do Iguaçu
Franca
Francisco Beltrão
Garanhuns
Guanambi
Guarabira
Guarapuava
Iguatu
Irecê
Itajaí
Itaperuna
Itumbiara
Jacobina
Jaú
Jequié
Ji-Paraná
Joaçaba
Lages
Lajeado
Lavras
Limeira
Macaé
Manhuaçu
Muriaé
Nova Friburgo
Ourinhos
Paranaguá
Paranavaí
Parnaíba
Passos
Pato Branco
Patos
Patos de Minas
Pau dos Ferros
Paulo Afonso
Picos
Pinheiro
Poços de Caldas
Ponte Nova
Quixadá
Redenção
Rio Claro
Rio do Sul
Rio Verde
Rondonópolis
Santa Cruz do Sul
Santa Inês
Santa Rosa
Santo Ângelo
Santo Antônio de Jesus
São Carlos
São João da Boa Vista
São Mateus
Serra Talhada
Sinop
Sousa
Teixeira de Freitas
Toledo
Tubarão
Ubá
Umuarama
Uruguaiana
Centros sub-regionais B
Abaetetuba
Assu
Afogados da Ingazeira
Alagoinhas
Altamira
Andradina
Angra dos Reis
Araranguá
Araras
Araripina
Arcoverde
Ariquemes
Assis
Avaré
Balneário Camboriú
Balsas
Bom Jesus da Lapa
Bragança
Bragança Paulista
Breves
Brumado
Brusque
Cacoal
Cametá
Campo Maior
Capanema
Caratinga
Carazinho
Cataguases
Chapadinha
Cianorte
Concórdia
Conselheiro Lafaiete
Cruz Alta
Cruz das Almas
Cruzeiro do Sul
Currais Novos
Eunápolis
Frederico Westphalen
Guaratinguetá
Gurupi
Itabaiana
Itaberaba
Itaituba
Itajubá
Itapetininga
Itapeva
Itapipoca
Itaporanga
Ituiutaba
Ivaiporã
Janaúba
Linhares
Mafra
Palmares
Paragominas
Parintins
Pedreiras
Presidente Dutra
Registro
Resende
Ribeira do Pombal
Santana do Ipanema
Santo Antônio da Platina
São João del-Rei
São Lourenço
São Miguel do Oeste
São Raimundo Nonato
Senhor do Bonfim
Tefé
Teresópolis
Tucuruí
União da Vitória
Valença
Viçosa
Videira
Vilhena
Vitória de Santo Antão
Xanxerê
vdeCentros de zonaCentros de zona A
Acaraú
Açailândia
Adamantina
Além Paraíba
Almeirim
Almenara
Alta Floresta
Amparo
Aquidauana
Aracati
Aracruz
Araçuaí
Arapongas
Araxá
Assis Chateubriand
Barra do Corda
Barreiros
Bebedouro
Belo Jardim
Birigui
Bom Jesus
Caçapava do Sul
Cachoeira do Sul
Caetité
Caldas Novas
Camacan
Camaquã
Campo Belo
Campos Novos
Canindé
Canoinhas
Capelinha
Carangola
Carpina
Catalão
Catolé do Rocha
Caxambu
Ceres
Cerro Largo
Codó
Colinas do Tocantins
Conceição do Araguaia
Conceição do Coité
Cornélio Procópio
Corumbá
Corrente
Cruzeiro
Curitibanos
Cururupu
Curvelo
Diamantina
Diamantino
Dianópolis
Dois Vizinhos
Dracena
Encantado
Esperantina
Estância
Estrela
Fernandópolis
Formiga
Frutal
Governador Nunes Freire
Goiana
Goiás
Guanhães
Guaporé
Guaraí
Guaxupé
Ibaiti
Ibirubá
Icó
Imbituba
Ipiaú
Iporá
Irati
Itabaiana
Itabira
Itacoatiara
Itamaraju
Itapetinga
Ituverava
Jacarezinho
Jales
Jandaia do Sul
Januária
Jaru
Jataí
João Câmara
João Monlevade
Juína
Jundiaí
Lagarto
Lagoa Vermelha
Laranjeiras do Sul
Limoeiro
Limoeiro do Norte
Lins
Loanda
Macau
Macaúbas
Mamanguape
Marau
Maravilha
Marechal Cândido Rondon
Medianeira
Mineiros
Mirassol d'Oeste
Mogi Guaçu
Monteiro
Montenegro
Morrinhos
Mundo Novo
Naviraí
Nossa Senhora da Glória
Nova Andradina
Nova Prata
Nova Venécia
Oeiras
Olímpia
Osório
Ouricuri
Palmas
Palmeira das Missões
Palmeira dos Índios
Pará de Minas
Paraíso do Tocantins
Parauapebas
Patrocínio
Penápolis
Penedo
Pesqueira
Pinhalzinho
Pirapora
Pires do Rio
Piripiri
Pombal
Ponta Porã
Porangatu
Porto Nacional
Porto Seguro
Primavera do Leste
Propriá
Quirinópolis
Rolim de Moura
Russas
Salgueiro
Salinas
Santa Fé do Sul
Santa Inês
Santa Maria da Vitória
Santo Antônio de Pádua
Santiago
São Bento do Sul
São Borja
São Félix do Araguaia
São Gabriel
São Jerônimo
São José do Rio Pardo
São Luís de Montes Belos
São Luiz Gonzaga
São Miguel dos Campos
Sarandi
Seabra
Serrinha
Soledade
Sorriso
Surubim
Tabatinga
Taquara
Tatuí
Telêmaco Borba
Tijucas
Timbaúba
Timbó
Tocantinópolis
Torres
Três Corações
Três de Maio
Três Lagoas
Três Passos
Três Rios
Tupã
Unaí
União dos Palmares
Uruaçu
Vacaria
Venâncio Aires
Votuporanga
Xique-Xique
Centros de zona B
Abaeté
Abelardo Luz
Abre Campo
Afonso Cláudio
Água Boa
Água Branca
Águas Formosas
Aimorés
Alegrete
Alexandria
Alto Araguaia
Alto Longá
Alto Parnaíba
Amambai
Amarante
Amargosa
Andirá
Andradas
Anicuns
Anísio de Abreu
Aparecida
Apiaí
Apodi
Araguaçu
Araguari
Araguatins
Araioses
Araputanga
Arara
Araruama
Araruna
Arcos
Arinos
Arroio do Meio
Arvorezinha
Auriflama
Avelino Lopes
Baependi
Bambuí
Bariri
Barra
Barra Bonita
Barra de São Francisco
Barra do Bugres
Barras
Barracão
Bataguassu
Batalha
Bela Vista
Belém do São Francisco
Bicas
Boa Esperança
Boa Vista do Buricá
Bom Jardim de Minas
Bom Jesus do Itabapoana
Boquira
Braço do Norte
Brasileia
Brejo Santo
Buritis
Caculé
Camapuã
Cambuí
Camocim
Campina da Lagoa
Campo Novo do Parecis
Campos Altos
Campos Belos
Canguaretama
Canindé de São Francisco
Canto do Buriti
Capanema
Capão da Canoa
Capim Grosso
Capinzal
Capitão Poço
Capivari
Caracol
Carauari
Carmo do Paranaíba
Carutapera
Casca
Cassilândia
Castelo
Castelo do Piauí
Cerejeiras
Chapadão do Sul
Chopinzinho
Cícero Dantas
Coelho Neto
Colíder
Colinas
Coluna
Comodoro
Confresa
Congonhas
Constantina
Coronel Vivida
Coxim
Cristal do Sul
Crixás
Cruz
Cruzília
Curimatá
Delmiro Gouveia
Desterro
Dores do Indaiá
Entre Rios de Minas
Esperantinópolis
Espírito Santo do Pinhal
Espumoso
Euclides da Cunha
Eirunepé
Extrema
Fátima
Faxinal
Floresta
Fortaleza dos Nogueiras
Fronteiras
Gandu
Garça
Garibaldi
General Salgado
Getúlio Vargas
Gilbués
Goianésia
Goiatuba
Goioerê
Grajaú
Guaíra
Guajará-Mirim
Guaraciaba do Norte
Guararapes
Horizontina
Ibicaraí
Ibirama
Ibotirama
Ilha Solteira
Indaial
Inhumas
Ipanema
Ipu
Iracema
Itaberaí
Itacarambi
Itamonte
Itaocara
Itapaci
Itapajé
Itapiranga
Itápolis
Itapuranga
Itaqui
Itararé
Itaúna
Ituporanga
Iturama
Jaciara
Jacutinga
Jaguaquara
Jaguariaíva
Jaguaribe
Jaicós
Jardim
Joaíma
João Pinheiro
Juara
Jussara
Lábrea
Lago da Pedra
Lagoa da Prata
Lambari
Leme
Leopoldina
Livramento de Nossa Senhora
Lorena
Lucas do Rio Verde
Lucélia
Luzilândia
Machado
Malacacheta
Manga
Mantena
Maracaçumé
Matão
Matinhos
Miranda
Miracema do Tocantins
Mirinzal
Mococa
Monte Alegre
Monte Alto
Monte Aprazível
Monte Carmelo
Mostardas
Muçum
Nanuque
Natividade
Nazaré
Neópolis
Niquelândia
Nonoai
Nossa Senhora das Dores
Nova Londrina
Nova Mutum
Nova Petrópolis
Oliveira
Orlândia
Osvaldo Cruz
Olho d'Água das Flores
Ouro Fino
Ouro Preto do Oeste
Palmeira
Palmeira d'Oeste
Palmeirópolis
Pão de Açúcar
Paracatu
Paraguaçu Paulista
Paraisópolis
Paramirim
Paranacity
Paranaíba
Parelhas
Passa-e-Fica
Patu
Paulistana
Peçanha
Pedra Azul
Pedro II
Pedro Afonso
Peixoto de Azevedo
Piancó
Pinheiro Machado
Pio XII
Piraju
Piracuruca
Pitanga
Pitangui
Piumhi
Poções
Ponte Serrada
Pontes e Lacerda
Porteirinha
Porto Calvo
Porto União
Posse
Presidente Epitácio
Presidente Getúlio
Presidente Juscelino
Presidente Venceslau
Princesa Isabel
Prudentópolis
Quatis
Quedas do Iguaçu
Rancharia
Resplendor
Riachão do Jacuípe
Rio Bonito
Rio Negro
Rio Pomba
Rio Real
Rodeio Bonito
Roncador
Rubiataba
Salto do Jacuí
Salvador do Sul
Sananduva
Sanclerlândia
Santa Bárbara
Santa Cruz
Santa Cruz da Baixa Verde
Santa Cruz do Rio Pardo
Santa Filomena
Santa Helena
Santa Luzia
Santa Luzia do Paruá
Santa Maria do Suaçuí
Santa Vitória do Palmar
Santana
Santana do Livramento
Santo Antônio
Santo Antônio da Patrulha
Santo Augusto
Santos Dumont
São Bento (Maranhão)
São Bento (Paraíba)
São Benedito
São Domingos
São Francisco
São Gabriel da Palha
São Gotardo
São João Batista
São João do Ivaí
São João do Piauí
São João dos Patos
São João Nepomuceno
São Joaquim da Barra
São José do Cedro
São José do Egito
São João do Rio do Peixe
São João Evangelista
São José do Cedro
São Lourenço do Oeste
São Mateus do Sul
São Miguel
São Miguel do Araguaia
São Miguel do Tapuio
São Paulo do Potengi
São Sebastião
São Sebastião do Caí
São Valentim
São Vicente Férrer
Sapé
Seara
Sena Madureira
Senador Pompeu
Serafina Corrêa
Serra Dourada
Serro
Simões
Simplício Mendes
Sinimbu
Siqueira Campos
Sobradinho
Sombrio
Sumé
Tabira
Taguatinga
Taió
Taiobeiras
Tangará
Tapejara
Tapes
Taquaritinga
Tarauacá
Tauá
Tenente Portela
Terra Nova do Norte
Teutônia
Tietê
Tramandaí
Três Pontas
Tucumã
Tucunduva
Turmalina
Tutóia
Uiraúna
Umarizal
União
Uruçuí
Valença
Valença do Piauí
Valente
Várzea da Palma
Vazante
Venda Nova do Imigrante
Veranópolis
Viana
Vigia
Vila Rica
Virginópolis
Visconde do Rio Branco
Vitorino Freire
Xaxim
Xinguara
Wenceslau Braz
Zé Doca
Referências: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Regiões de Influência das Cidades 2007 (10 de outubro de 2008), [1] Configuração da Rede Urbana do Brasil (junho de 2001)