desenvolvimento e-commerce em Dois Vizinhos


Encontre desenvolvimento e-commerce em Dois Vizinhos na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Desenvolvimento

Acto ou efeito de desenvolver.
Crescimento.
Ampliação.
Minuciosidade.


Município de Dois Vizinhos
"Capital Nacional do Frango"
BandeiraBrasãoHino
Fundação28 de novembro de 1961 (57Â anos)
Gentílicoduovizinhense
Prefeito(a)Raul Camilo Isotton (PMDB)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Dois Vizinhos no ParanáDois Vizinhos Localização de Dois Vizinhos no Brasil
25° 45' 00" S 53° 03' 25" O25° 45' 00" S 53° 03' 25" O
Unidade federativaParaná
MesorregiãoSudoeste Paranaense IBGE/2008[1]
MicrorregiãoFrancisco Beltrão IBGE/2008[1]
Municípios limítrofesCruzeiro do Iguaçu, Boa Esperança do Iguaçu, Verê, São Jorge d'Oeste, Salto do Lontra e Enéas Marques
Distância até a capital419Â km
Características geográficas
Área418,320 km² [2]
População40Â 234 hab. estimativa IBGE/2018[3]
Densidade96,18 hab./km²
Altitude509 m
ClimaSubtropical Cfa
Fuso horárioUTC?3
Indicadores
IDH-M0,773 alto PNUD/2000[4]
PIBR$ 1Â 347Â 935,26 mil IBGE/2015[5]
PIB per capitaR$ 33Â 502,39 IBGE/2015[5]Dois Vizinhos é um município brasileiro do estado do Paraná localizado na mesorregião do Sudoeste Paranaense e na microrregião de Francisco Beltrão, estando a uma altitude média de 509 metros em relação ao nível do mar. Seus principais acessos são pelas rodovias PR-281, PR-473 e PR-493. Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 40Â 234[3] habitantes.
Em 2005, o município conquistou o título de Capital Nacional do Frango.Índice1 História
2 Economia2.1 Setor primário
2.2 Setor secundário
2.3 Setor terciário
3 Geografia3.1 Localização
3.2 Geologia
3.3 Relevo
3.4 Solo
3.5 Clima
3.6 Hidrografia
3.7 Vegetação
4 Demografia
5 Construção civil
6 ExpoVizinhos
7 Esporte
8 Referências
9 Ligações externasHistória[editar | editar código-fonte]
Foi fundada em 28 de novembro de 1961, mas em meados do século passado, exploradores e tropeiros estabeleceram-se nos campos de Palmas, quando aí passavam vindos de Guarapuava e indo em direção ao sul. A fixação do homem em Palmas, deveu-se ao comércio de muares que era feito entre Rio Grande do Sul e São Paulo tinha aquela região como uma passagem obrigatória. Em 1877 foi criado o município de Palmas pela Lei 484, sendo que seu território abrangia todo o Oeste de Santa Catarina e Sudoeste do Paraná, estando nesta situação geográfica o futuro município de Dois Vizinhos.
Em 1892 pela Lei 28 é criado o município de Clevelândia, cujo território desmembrou-se de Palmas e automaticamente quase todo o sudoeste passa a lhe pertencer.
A Lei 790 de 1951, criou o município de Pato Branco, e assumiu o território de vários futuros municípios, entre os quais Dois Vizinhos.
Na década de 1940, muitos catarinenses e gaúchos, atraídos pela facilidade de aquisição de terras, as quais eram havidas pela simples demarcação, dirigiram-se até a Colônia Missões, área situada a Oeste do Rio Chopim, aí "tiravam sítio" numa verdadeira aventura sem precedentes na história paranaense. Instalavam-se assim os primeiros moradores nesta região, que era mata virgem, ocupada de animais selvagens. Muitos caçadores convergiam para esta região em busca de peles que eram vendidas no Rio Grande do Sul. A aventura era constante, sendo que a colonização se iniciava desordenadamente e de regra por pessoas que não dispunham de meios financeiros para suportar as despesas de se instalarem, plantando então a terra com milho e feijão, fazendo roças nas derrubadas de mato. As terras onde o pinheiro era abundante, eram desprezadas pela dificuldade causada na sua derrubada e mesmo porque se acreditava que eram terras menos férteis do que as cobertas por "mato branco".
Foram estes aventureiros do Sul, os primeiros moradores de Dois Vizinhos que recebeu este nome em homenagem ao rio que passa nas proximidades da atual sede do município. Caçadores e pescadores que primeiro adentraram por estes sertões, foram os que deram o nome ao rio.
Até o início da década de 1950, somente a cavalo ou pelo leito dos rios podia-se chegar a Dois Vizinhos. Mesmo assim, muitas famílias aqui se estabeleceram trazendo o progresso para o município.
Em 15 de novembro de 1953, foi criado o distrito administrativo e judiciário de Dois Vizinhos, sendo designado Teodorico Guimarães para subprefeito e Ary Jayme Müller para escrivão.
O município de Dois Vizinhos foi criado pela Lei nº 4254/60, de 25 de julho de 1960, através do projeto do então deputado Domício Scaramella, sancionado pelo Governador Moisés Lupion.
A instalação do município ocorreu em 28 de novembro de 1961, com a posse do primeiro prefeito eleito. No período entre a criação e a instalação do município, dois prefeitos foram nomeados: Ivo Cartegiani, pelo governador Moisés Lupion e Clemente Luís Boaretto, pelo governador Nei Braga.Economia[editar | editar código-fonte]
A economia é diversificada, com várias opções nos setores agropecuário, de comércio, serviços e indústria, onde Dois Vizinhos é polo estadual em Metal Mecânica e Confecções.
O principal destaque econômico ainda é o setor de Avicultura. O município é considerado hoje, como a Capital Nacional do Frango, por possuir a maior produção e o maior abate de aves da América Latina. A empresa Sadia, cresceu junto com a cidade, e hoje possui um abate de aproximadamente 574,000 aves por dia. O setor também tem outros números que chamam a atenção, como a produção de mais de 14 milhões de pintainhos e aproximadamente 15 milhões de ovos por mês. Para atender a essa demanda, são 1,204 aviários fornecendo matéria-prima para a indústria, além de mais de 70 caminhões transportando produtos em três turnos, e mais de 20 empresas produzindo equipamentos frigoríficos e afins. A partir desses números a cidade foi considerada e possui registro de Capital Nacional do Frango.Setor primário[editar | editar código-fonte]Composição do PIB municipal (2003)[6]
SetorParticipação (%)Primário
27,34
Secundário
41,67
Terciário
28,64
Analisando o quadro da evolução da ocupação agrícola observamos que mesmo sendo um município de predominância de pequenas propriedades, o processo de concentração de terras tem-se acentuando a partir de 1995. Em 1992, com a divisão dos municípios do Cruzeiro do Iguaçu e Boa Esperança do Iguaçu, Dois Vizinhos reduziu sua área em torno de 35%, e sua produção total teve um decréscimo em torno de 20%. Na produção pecuária e aves, o município teve destaque na suinocultura até 1986, até que os preços caíram consideravelmente e consequentemente a redução de plantel, tendo sua recuperação a partir de 1990. A pecuária bovina tem crescido de 3 a 5% ao ano. A produção de equinos e ovinos no município é menos expressiva. A produção de carne de frango é o grande sustentáculo da economia duovizinhense. A avicultura ganhou corpo a partir do ano de 1981, com a instalação do Moinho da Lapa S/A. A agropecuária mais significativa do município, corresponde à produção de aves, suínos e bovinos. Na produção agrícola destaca-se a produção de milho, soja, trigo, fumo. Porém, se produz uma grande variedade de produtos como, frutas, verduras e legumes. A agropecuária participa com 27,34% do PIB, isto é 88.457.000 Reais. A importância da agropecuária se deve ao fato que muitas atividades industriais estão ligadas à agropecuária, como é o caso da produção de aves pela grande empresa Sadia que abate em média 500 mil aves /dia. É importante salientar que as indústrias alimentícias trabalham com matérias-primas agropecuárias como carne de suínos, bovinos ou aves. Portanto, a agropecuária é um setor fundamental para a economia do município, pois faz parte da cadeia produtiva integrando agropecuária à indústria.Setor secundário[editar | editar código-fonte]
O Município de Dois Vizinhos possui 144 estabelecimentos industriais, abrangendo principalmente os ramos agroindustrial, têxteis, moveleiro, máquinas industriais, empregando 2.823 pessoas.[7]
A indústria participa com 41,67% do PIB, isto é 134.826.000,00 Reais. Estes dados demonstram a importância das atividades industriais na produção de riquezas do município.
No setor agroindustrial, merece destaque a empresa Sadia, que possui uma grande unidade de produção de frangos, sendo que 90% da produção é destinada à exportação para o Golfo (Irã, Iraque e Kuwait) Arábia Saudita, Alemanha, Singapura, Hong Kong e Argentina e o restante para o mercado interno. Sendo a maior empregadora direta de mão de obra. No setor de frigorífico se destaca a empresa Miolar abatendo suínos e bovinos, produzindo embutidos. Ainda no setor avícola existe a empresa Pluma que trabalha com granja matriz com galinhas poedeiras.
No campo da agricultura destaca-se a Cooperativa Agroindustrial do Sul Ltda. (COASUL), que conta com 1700 associados. Além de atuar em Dois Vizinhos, desenvolve suas atividades através de entrepostos, nos Municípios de Salto do Lontra, Verê, Nova Prata do Iguaçu, Boa Esperança do Iguaçu, Cruzeiro do Iguaçu, Chopinzinho e São Jorge d'Oeste.
No setor têxtil é representado pela empresa Latreille-Confecções, que emprega grande parte da população e pela empresa Rastros D'Água que emprega a maior parte restante deste setor.Setor terciário[editar | editar código-fonte]
O setor comercial duovizinhense é um dos setores mais equilibrados em termos de participação na economia do Município, variando entre 10% a 20% nos últimos dez anos. O Comércio varejista predomina principalmente nas atividades dos gêneros alimentícios e confecções. Possuímos Concessionárias de todas as marcas de veículos nacionais e máquinas agrícolas, estando essas empresas entre as principais no Município. Merece destaque a produção de extintores, atuando neste setor e sendo reconhecida em todo Brasil. Na prestação de serviços o grande destaque é para o setor relacionado ao transporte rodoviário, empresas ligadas ao grupo Sadia, que utiliza basicamente este tipo de transporte. Existem 1221 unidades empresariais nos mais diversos setores como farmácias, supermercados, lojas, empresas de transportes, financeiras, atividades imobiliárias, administração pública, entidades educacionais, saúde, e outros serviços. Este setor participa com 28,64% do PIB, isto é 92.690.000,00 Reais. O número de pessoas empregadas no setor terciário é de 2.893, isto é mais de 50% da população assalariada total, segundo fontes do IBGE, datando de 2003. Esse setor abrange 28,64% do PIB em segundo lugar depois da indústria o que evidencia a importância do setor de serviços para a economia do município.Geografia[editar | editar código-fonte]
Localização[editar | editar código-fonte]
Dois Vizinhos está localizada ao norte do Sudoeste do Paraná. Fica situada cerca de 50Â km ao norte de Francisco Beltrão, cerca de 120Â km ao Sul de Cascavel, e a quase 450Â km da Capital do Estado, Curitiba.Geologia[editar | editar código-fonte]
O município encontra-se sobre um derrame basáltico antigo, no Terceiro Planalto do Paraná, ou Planato de Guarapuava. A composição do Solo é basicamente Latossolo Roxo de textura argilosa.Relevo[editar | editar código-fonte]
Encontra-se em abundância no município o Pinheiro do Paraná, árvore nativa da região.
A topografia do município é bastante uniforme, sendo formada com ondulações leves e, com raras exceções, por acidentes íngremes. O relevo é ondulado, constituído por planaltos. Por ocorrerem em relevo ondulado, as lavouras necessitam de práticas conservacionistas e plantio em curvas de nível para controle da erosão rural. A área de Dois Vizinhos está situada no domínio do Terceiro Planalto paranaense em seu limite sudoeste próximo a divisa com Santa Catarina.Solo[editar | editar código-fonte]
O solo da região é classificado como latossolo roxo, litólicos e terra roxa estruturada. Apresenta solos profundos, com boa aeração e permeabilidade. A constituição geológica da região é representada pelas rochas basálticas da Formação Serra Geral, formadas por derrames de lavas do grande vulcanismo fissural ocorrido durante a era mesozoica que atingiu o sul do país.Clima[editar | editar código-fonte]
O clima é subtropical úmido mesotérmico (Cfa), com verões quentes e geadas frequentes, com tendência de concentração nos meses de verão, sem estação seca definida. A média das temperaturas dos meses mais quentes é superior a 30Â °C, porém, nunca passa dos 40Â °C e dos meses mais frios é inferior a 18Â °C, com frequentes temperaturas negativas, com umidade relativa do ar de 65% e densidade pluviométrica de 2100mm por ano.Hidrografia[editar | editar código-fonte]
O município está localizado no mais importante divisor de águas da região, com inúmeras nascentes e córregos, riachos e rios como, Iguaçu, Chopim, Jaracatiá e Lajeado Grande, estes fazem parte da Bacia do Rio Paraná e Bacia Secundária do Rio Iguaçu. No perímetro urbano destacam-se dois rios, sendo eles o rio Jirau Alto do qual se captam as águas para o abastecimento da cidade, o outro é o rio que dá nome ao município, rio Dois Vizinhos.Vegetação[editar | editar código-fonte]
O município ainda apresenta fragmentos da mata nativa. Originalmente a vegetação existente era a mata pluvial-subtropical. Bem presente também no município, uma variação da mata pluvial-subtropical, é a chamada de mata de araucária. A araucária relaciona-se, sobretudo a locais com altitudes superiores a 500 metros.Demografia[editar | editar código-fonte]
População
População (1970-2007)[8]
AnoHabitantes1970
37.324
1980
42.472
1991
40.267
1993
32.687
2000
31.986
2007
34.001
Dois Vizinhos passou por diferentes períodos no seu desenvolvimento. Na década de 1950 a 1960, houve intenso povoamento e significativo crescimento populacional.
A população, de um modo geral é constituída por migrantes catarinenses e gaúchos descendentes de imigrantes predominantemente italianos, seguidos de poloneses, alemães e japoneses.
A partir da década de 1970, observa-se um decréscimo populacional de 8,76% da população rural em relação a sua totalidade, enquanto que a população urbana cresceu 193,89% em relação a sua população total. O decréscimo da população rural deve-se aos fatores da mecanização agrícola que provocou o êxodo rural, contribuiu para tanto também as estiagens (seca) que ocorreu de dezembro de 77 a maio de 78.[carece de fontes?] O crescimento populacional urbano é justificado com o próprio crescimento das cidades, pelo desenvolvimento da indústria e do comércio. Na década de 1980 tivemos um decréscimo de 5, 42% na população total sendo que, a população rural decresceu 40,39%, decréscimo este ocorrido por vários fatores: estiagem (seca) dezembro de 85 a janeiro de 1986 e julho de 1988. Provocando danos severos na produção agrícola. Ao contrário do decréscimo da população rural, a população urbana cresceu 8,51% em relação a sua população total. Fator este que também justifica o forte êxodo rural. Já na década de 1990 outro fator significante mudou o cenário da população, quando em 1993, ocorreu o desmembramento físico-territorial dos distritos administrativos de Cruzeiro do Iguaçu e Boa Esperança do Iguaçu, que passaram a funcionar como Municípios do Estado do Paraná.Educação
O IDEB do município é 5,3 (de 10 possíveis) para os anos iniciais do Ensino Fundamental. Este índice é um dos melhores resultados da região, o 8° melhor no nível estadual (empatado com mais outros nove municípios) e superior ao índice nacional que é 4,2.[carece de fontes?]
As redes municipal e estadual de ensino são dotadas de vinte e quatro prédios escolares.[9] Desses, quinze estão situados no perímetro urbano e nove na área rural, com aproximadamente 8647 alunos frequentando. No atendimento às escolas atuam:565 professores devidamente habilitados e registrados pela administração municipal e o governo do estado.
371 alunos na Rede Privada de Ensino Fundamental.
200 alunos no ensino médio.
O município conta com duas instituições de ensino superior; a UNISEP de caráter privado e um campus da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, tornando Dois Vizinhos um polo educacional em crescimento em toda a região sudoeste. Possui no total 23 cursos oferecidos pelos 2 centros educacionais, perfazendo um contingente de mais de dois mil alunos no ensino superior.[10] A Faculdade Unisep se destaca na região por ser a que mais cresce em todo o estado do Paraná, contando com 11 cursos de graduação e 3 de pós-graduação.Construção civil[editar | editar código-fonte]
O Centro Cultural Arte e Vida, um bom exemplo da reurbanização que ocorreu na cidade.
Um setor em crescente expansão na cidade hoje é o ramo da construção civil. Dados da prefeitura indicam que no período de 1997 a 2007 houve um crescimento de 408,34%, representando uma significativa mudança no cenário geral do município.[11] Prédios com até seis andares podem ser vistos em estágio de construção/conclusão e outros com as linhas de base montadas.
Devido ao fluxo de pessoas que buscaram fazer os cursos oferecidos nas faculdades do município, houve a necessidade de se construir lugares para os mesmos virem a residir. Ao todo, doze prédios estão em construção, e mais oito terrenos estão sendo preparados para dar lugar a novas construções.ExpoVizinhos[editar | editar código-fonte]
A cada dois anos realiza-se, nas semanas que antecedem o aniversário do município, a ExpoVizinhos[12], uma feira agroindustrial.Esporte[editar | editar código-fonte]
No passado a cidade de Dois Vizinhos possuiu um clube no Campeonato Paranaense de Futebol, o Dois Vizinhos Esporte Clube.[13]
Possui um clube de futsal que disputa a sério ouro do Campeonato Paranaense, o Dois Vizinhos Futsal.[14] Referências? a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). 10 de outubro de 2002. Consultado em 5 de dezembro de 2010 ? a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 7 de dezembro de 2018 ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2015». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 10 de dezembro de 2018 ? Instituto Paranaense de Desenvolvimento Ecônomico e Social - IPARDES. [1]? Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. [2]? Instituto Brasileiro de Pesquisa e Estatística - IBGE. [3]? 13 Escolas Municipais (9 urbanas e 4 rurais - atende 3.523 alunos) e 11 Colégios Estaduais (5ª a 8 ª e Ensino Médio - 5124 alunos)? Censo do Ensino Superior 2005 - INEP. Arquivado em 24 de dezembro de 2006, no Wayback Machine.? «Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Dois Vizinhos». Consultado em 26 de fevereiro de 2008 ? «Site oficial da ExpoVizinhos 2007»Â ? http://www.rsssfbrasil.com//tablesfq/pr2002l3.htm? www.marvirtual.com.br, Desenvolvido por Grupo Mar Virtual -. «DOIS VIZINHOS FUTSAL». www.doisvizinhosfutsal.com.br. Consultado em 6 de fevereiro de 2017Â
Ligações externas[editar | editar código-fonte]
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Dois VizinhosPágina da prefeitura
vde Hierarquia urbana do Brasil
Demografia do Brasil
Municípios do Brasil
vdeMetrópolesMetrópoles globais
São Paulo
Metrópoles nacionais
Brasília
Rio de Janeiro
Metrópoles regionais
Belém
Belo Horizonte
Curitiba
Fortaleza
Goiânia
Manaus
Porto Alegre
Recife
Salvador
vdeCapitais regionaisCapitais regionais A
Aracaju
Campinas
Campo Grande
Cuiabá
Florianópolis
João Pessoa
Maceió
Natal
São Luís
Teresina
Vitória
Capitais regionais B
Blumenau
Campina Grande
Cascavel
Caxias do Sul
Chapecó
Feira de Santana
Ilhéus/Itabuna
Joinville
Juiz de Fora
Londrina
Maringá
Ribeirão Preto
São José do Rio Preto
Uberlândia
Montes Claros
Palmas
Passo Fundo
Porto Velho
Santa Maria
Vitória da Conquista
Capitais regionais C
Araçatuba
Araguaína
Arapiraca
Araraquara
Barreiras
Bauru
Boa Vista
Cachoeiro de Itapemirim
Campos dos Goytacazes
Caruaru
Criciúma
Divinópolis
Dourados
Governador Valadares
Ijuí
Imperatriz
Ipatinga/Coronel Fabriciano/Timóteo
Juazeiro do Norte/Crato/Barbalha
Macapá
Marabá
Marília
Mossoró
Novo Hamburgo/São Leopoldo
Pelotas/Rio Grande
Petrolina/Juazeiro
Piracicaba
Ponta Grossa
Pouso Alegre
Presidente Prudente
Rio Branco
Santarém
Santos
São José dos Campos
Sobral
Sorocaba
Teófilo Otoni
Uberaba
Varginha
Volta Redonda/Barra Mansa
vdeCentros sub-regionaisCentros sub-regionais A
Alfenas
Anápolis
Apucarana
Bacabal
Bagé
Barbacena
Barra do Garças
Barretos
Bento Gonçalves
Botucatu
Cabo Frio
Caçador
Cáceres
Caicó
Cajazeiras
Campo Mourão
Castanhal
Catanduva
Caxias
Colatina
Crateús
Erechim
Floriano
Foz do Iguaçu
Franca
Francisco Beltrão
Garanhuns
Guanambi
Guarabira
Guarapuava
Iguatu
Irecê
Itajaí
Itaperuna
Itumbiara
Jacobina
Jaú
Jequié
Ji-Paraná
Joaçaba
Lages
Lajeado
Lavras
Limeira
Macaé
Manhuaçu
Muriaé
Nova Friburgo
Ourinhos
Paranaguá
Paranavaí
Parnaíba
Passos
Pato Branco
Patos
Patos de Minas
Pau dos Ferros
Paulo Afonso
Picos
Pinheiro
Poços de Caldas
Ponte Nova
Quixadá
Redenção
Rio Claro
Rio do Sul
Rio Verde
Rondonópolis
Santa Cruz do Sul
Santa Inês
Santa Rosa
Santo Ângelo
Santo Antônio de Jesus
São Carlos
São João da Boa Vista
São Mateus
Serra Talhada
Sinop
Sousa
Teixeira de Freitas
Toledo
Tubarão
Ubá
Umuarama
Uruguaiana
Centros sub-regionais B
Abaetetuba
Assu
Afogados da Ingazeira
Alagoinhas
Altamira
Andradina
Angra dos Reis
Araranguá
Araras
Araripina
Arcoverde
Ariquemes
Assis
Avaré
Balneário Camboriú
Balsas
Bom Jesus da Lapa
Bragança
Bragança Paulista
Breves
Brumado
Brusque
Cacoal
Cametá
Campo Maior
Capanema
Caratinga
Carazinho
Cataguases
Chapadinha
Cianorte
Concórdia
Conselheiro Lafaiete
Cruz Alta
Cruz das Almas
Cruzeiro do Sul
Currais Novos
Eunápolis
Frederico Westphalen
Guaratinguetá
Gurupi
Itabaiana
Itaberaba
Itaituba
Itajubá
Itapetininga
Itapeva
Itapipoca
Itaporanga
Ituiutaba
Ivaiporã
Janaúba
Linhares
Mafra
Palmares
Paragominas
Parintins
Pedreiras
Presidente Dutra
Registro
Resende
Ribeira do Pombal
Santana do Ipanema
Santo Antônio da Platina
São João del-Rei
São Lourenço
São Miguel do Oeste
São Raimundo Nonato
Senhor do Bonfim
Tefé
Teresópolis
Tucuruí
União da Vitória
Valença
Viçosa
Videira
Vilhena
Vitória de Santo Antão
Xanxerê
vdeCentros de zonaCentros de zona A
Acaraú
Açailândia
Adamantina
Além Paraíba
Almeirim
Almenara
Alta Floresta
Amparo
Aquidauana
Aracati
Aracruz
Araçuaí
Arapongas
Araxá
Assis Chateubriand
Barra do Corda
Barreiros
Bebedouro
Belo Jardim
Birigui
Bom Jesus
Caçapava do Sul
Cachoeira do Sul
Caetité
Caldas Novas
Camacan
Camaquã
Campo Belo
Campos Novos
Canindé
Canoinhas
Capelinha
Carangola
Carpina
Catalão
Catolé do Rocha
Caxambu
Ceres
Cerro Largo
Codó
Colinas do Tocantins
Conceição do Araguaia
Conceição do Coité
Cornélio Procópio
Corumbá
Corrente
Cruzeiro
Curitibanos
Cururupu
Curvelo
Diamantina
Diamantino
Dianópolis
Dois Vizinhos
Dracena
Encantado
Esperantina
Estância
Estrela
Fernandópolis
Formiga
Frutal
Governador Nunes Freire
Goiana
Goiás
Guanhães
Guaporé
Guaraí
Guaxupé
Ibaiti
Ibirubá
Icó
Imbituba
Ipiaú
Iporá
Irati
Itabaiana
Itabira
Itacoatiara
Itamaraju
Itapetinga
Ituverava
Jacarezinho
Jales
Jandaia do Sul
Januária
Jaru
Jataí
João Câmara
João Monlevade
Juína
Jundiaí
Lagarto
Lagoa Vermelha
Laranjeiras do Sul
Limoeiro
Limoeiro do Norte
Lins
Loanda
Macau
Macaúbas
Mamanguape
Marau
Maravilha
Marechal Cândido Rondon
Medianeira
Mineiros
Mirassol d'Oeste
Mogi Guaçu
Monteiro
Montenegro
Morrinhos
Mundo Novo
Naviraí
Nossa Senhora da Glória
Nova Andradina
Nova Prata
Nova Venécia
Oeiras
Olímpia
Osório
Ouricuri
Palmas
Palmeira das Missões
Palmeira dos Índios
Pará de Minas
Paraíso do Tocantins
Parauapebas
Patrocínio
Penápolis
Penedo
Pesqueira
Pinhalzinho
Pirapora
Pires do Rio
Piripiri
Pombal
Ponta Porã
Porangatu
Porto Nacional
Porto Seguro
Primavera do Leste
Propriá
Quirinópolis
Rolim de Moura
Russas
Salgueiro
Salinas
Santa Fé do Sul
Santa Inês
Santa Maria da Vitória
Santo Antônio de Pádua
Santiago
São Bento do Sul
São Borja
São Félix do Araguaia
São Gabriel
São Jerônimo
São José do Rio Pardo
São Luís de Montes Belos
São Luiz Gonzaga
São Miguel dos Campos
Sarandi
Seabra
Serrinha
Soledade
Sorriso
Surubim
Tabatinga
Taquara
Tatuí
Telêmaco Borba
Tijucas
Timbaúba
Timbó
Tocantinópolis
Torres
Três Corações
Três de Maio
Três Lagoas
Três Passos
Três Rios
Tupã
Unaí
União dos Palmares
Uruaçu
Vacaria
Venâncio Aires
Votuporanga
Xique-Xique
Centros de zona B
Abaeté
Abelardo Luz
Abre Campo
Afonso Cláudio
Água Boa
Água Branca
Águas Formosas
Aimorés
Alegrete
Alexandria
Alto Araguaia
Alto Longá
Alto Parnaíba
Amambai
Amarante
Amargosa
Andirá
Andradas
Anicuns
Anísio de Abreu
Aparecida
Apiaí
Apodi
Araguaçu
Araguari
Araguatins
Araioses
Araputanga
Arara
Araruama
Araruna
Arcos
Arinos
Arroio do Meio
Arvorezinha
Auriflama
Avelino Lopes
Baependi
Bambuí
Bariri
Barra
Barra Bonita
Barra de São Francisco
Barra do Bugres
Barras
Barracão
Bataguassu
Batalha
Bela Vista
Belém do São Francisco
Bicas
Boa Esperança
Boa Vista do Buricá
Bom Jardim de Minas
Bom Jesus do Itabapoana
Boquira
Braço do Norte
Brasileia
Brejo Santo
Buritis
Caculé
Camapuã
Cambuí
Camocim
Campina da Lagoa
Campo Novo do Parecis
Campos Altos
Campos Belos
Canguaretama
Canindé de São Francisco
Canto do Buriti
Capanema
Capão da Canoa
Capim Grosso
Capinzal
Capitão Poço
Capivari
Caracol
Carauari
Carmo do Paranaíba
Carutapera
Casca
Cassilândia
Castelo
Castelo do Piauí
Cerejeiras
Chapadão do Sul
Chopinzinho
Cícero Dantas
Coelho Neto
Colíder
Colinas
Coluna
Comodoro
Confresa
Congonhas
Constantina
Coronel Vivida
Coxim
Cristal do Sul
Crixás
Cruz
Cruzília
Curimatá
Delmiro Gouveia
Desterro
Dores do Indaiá
Entre Rios de Minas
Esperantinópolis
Espírito Santo do Pinhal
Espumoso
Euclides da Cunha
Eirunepé
Extrema
Fátima
Faxinal
Floresta
Fortaleza dos Nogueiras
Fronteiras
Gandu
Garça
Garibaldi
General Salgado
Getúlio Vargas
Gilbués
Goianésia
Goiatuba
Goioerê
Grajaú
Guaíra
Guajará-Mirim
Guaraciaba do Norte
Guararapes
Horizontina
Ibicaraí
Ibirama
Ibotirama
Ilha Solteira
Indaial
Inhumas
Ipanema
Ipu
Iracema
Itaberaí
Itacarambi
Itamonte
Itaocara
Itapaci
Itapajé
Itapiranga
Itápolis
Itapuranga
Itaqui
Itararé
Itaúna
Ituporanga
Iturama
Jaciara
Jacutinga
Jaguaquara
Jaguariaíva
Jaguaribe
Jaicós
Jardim
Joaíma
João Pinheiro
Juara
Jussara
Lábrea
Lago da Pedra
Lagoa da Prata
Lambari
Leme
Leopoldina
Livramento de Nossa Senhora
Lorena
Lucas do Rio Verde
Lucélia
Luzilândia
Machado
Malacacheta
Manga
Mantena
Maracaçumé
Matão
Matinhos
Miranda
Miracema do Tocantins
Mirinzal
Mococa
Monte Alegre
Monte Alto
Monte Aprazível
Monte Carmelo
Mostardas
Muçum
Nanuque
Natividade
Nazaré
Neópolis
Niquelândia
Nonoai
Nossa Senhora das Dores
Nova Londrina
Nova Mutum
Nova Petrópolis
Oliveira
Orlândia
Osvaldo Cruz
Olho d'Água das Flores
Ouro Fino
Ouro Preto do Oeste
Palmeira
Palmeira d'Oeste
Palmeirópolis
Pão de Açúcar
Paracatu
Paraguaçu Paulista
Paraisópolis
Paramirim
Paranacity
Paranaíba
Parelhas
Passa-e-Fica
Patu
Paulistana
Peçanha
Pedra Azul
Pedro II
Pedro Afonso
Peixoto de Azevedo
Piancó
Pinheiro Machado
Pio XII
Piraju
Piracuruca
Pitanga
Pitangui
Piumhi
Poções
Ponte Serrada
Pontes e Lacerda
Porteirinha
Porto Calvo
Porto União
Posse
Presidente Epitácio
Presidente Getúlio
Presidente Juscelino
Presidente Venceslau
Princesa Isabel
Prudentópolis
Quatis
Quedas do Iguaçu
Rancharia
Resplendor
Riachão do Jacuípe
Rio Bonito
Rio Negro
Rio Pomba
Rio Real
Rodeio Bonito
Roncador
Rubiataba
Salto do Jacuí
Salvador do Sul
Sananduva
Sanclerlândia
Santa Bárbara
Santa Cruz
Santa Cruz da Baixa Verde
Santa Cruz do Rio Pardo
Santa Filomena
Santa Helena
Santa Luzia
Santa Luzia do Paruá
Santa Maria do Suaçuí
Santa Vitória do Palmar
Santana
Santana do Livramento
Santo Antônio
Santo Antônio da Patrulha
Santo Augusto
Santos Dumont
São Bento (Maranhão)
São Bento (Paraíba)
São Benedito
São Domingos
São Francisco
São Gabriel da Palha
São Gotardo
São João Batista
São João do Ivaí
São João do Piauí
São João dos Patos
São João Nepomuceno
São Joaquim da Barra
São José do Cedro
São José do Egito
São João do Rio do Peixe
São João Evangelista
São José do Cedro
São Lourenço do Oeste
São Mateus do Sul
São Miguel
São Miguel do Araguaia
São Miguel do Tapuio
São Paulo do Potengi
São Sebastião
São Sebastião do Caí
São Valentim
São Vicente Férrer
Sapé
Seara
Sena Madureira
Senador Pompeu
Serafina Corrêa
Serra Dourada
Serro
Simões
Simplício Mendes
Sinimbu
Siqueira Campos
Sobradinho
Sombrio
Sumé
Tabira
Taguatinga
Taió
Taiobeiras
Tangará
Tapejara
Tapes
Taquaritinga
Tarauacá
Tauá
Tenente Portela
Terra Nova do Norte
Teutônia
Tietê
Tramandaí
Três Pontas
Tucumã
Tucunduva
Turmalina
Tutóia
Uiraúna
Umarizal
União
Uruçuí
Valença
Valença do Piauí
Valente
Várzea da Palma
Vazante
Venda Nova do Imigrante
Veranópolis
Viana
Vigia
Vila Rica
Virginópolis
Visconde do Rio Branco
Vitorino Freire
Xaxim
Xinguara
Wenceslau Braz
Zé Doca
Referências: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Regiões de Influência das Cidades 2007 (10 de outubro de 2008), [4] Configuração da Rede Urbana do Brasil (junho de 2001)
Portal do Brasil

POSTAGENS RELACIONADOS


DESENVOLVIMENTO E-COMMERCE EM DOLCINÓPOLIS


desenvolvimento e-commerce em Dolcinópolis

Encontre desenvolvimento e-commerce em Dolcinópolis na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO

DESENVOLVIMENTO E-COMMERCE EM DOM AQUINO


desenvolvimento e-commerce em Dom Aquino

Encontre desenvolvimento e-commerce em Dom Aquino na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO

DESENVOLVIMENTO E-COMMERCE EM DOM BASÍLIO


desenvolvimento e-commerce em Dom Basílio

Encontre desenvolvimento e-commerce em Dom Basílio na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO

DESENVOLVIMENTO E-COMMERCE EM DOM BOSCO


desenvolvimento e-commerce em Dom Bosco

Encontre desenvolvimento e-commerce em Dom Bosco na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

LER ARTIGO