criar site 1 centavo em Seabra

Encontre criar site 1 centavo em Seabra na Web4business - Desenvolvimento de Sistemas e Sites Personalizados.

Criar

Dar existência a.
Originar.
Inventar.
Gerar; produzir: _criou muitos filhos_.
Instituir, fundar: _criar asilos_.
Amamentar.
Educar.
Promover a procriação de: _criar gado_.
Cultivar.
Adquirir.


Criar

Encher-se de pus (uma ferida), resultante de picada: _tenho um dedo a criar_.


Criar

Ter dinheiro.


Criar

Afagar, acarinhar.


Centavo

Centésima parte: centésimo.


Centavo

Moeda portuguesa, que é a centésima parte de um escudo e correspondente a 10 reis do anterior sistema monetário.


Seabra

Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Maio de 2008). Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Município de Seabra
"Capital da Chapada Diamantina"
Imagem aérea da Praça da Bandeira e da Igreja do Bom Jesus em 2018.Bandeira indisponívelBrasãoHino
Aniversário14 de maio
Fundação14 de maio de 1889 (130 anos)
Emancipação27 de agosto de 1922 (96 anos)
Gentílicoseabrense
Lema"A Capital da Chapada", "Cidade das Rosas"
CEP46900-000
Prefeito(a)Fabio Miranda de Oliveira (REDE)(2017 – 2020)
Localização
Localização de Seabra na BahiaSeabra Localização de Seabra no Brasil
12° 25' 08" S 41° 46' 12" O12° 25' 08" S 41° 46' 12" O
Unidade federativaBahia
MesorregiãoCentro-Sul Baiano IBGE/2008 [1]
MicrorregiãoSeabra IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofesPalmeiras, Iraquara, Boninal, Ibitiara, Novo Horizonte, Barra do Mendes, Souto Soares, Mucugê, Brotas de Macaúbas
Distância até a capital474 4 km
Características geográficas
Área2 517,294 km² [2]
DistritosBaraúnas, Seabra (sede) e Várzea do Caldas.
População49,202 hab. IBGE/2015[3]
Densidade0,02 hab./km²
Altitude886 m
ClimaSemi Árido A
C-D
Fuso horário[[UTCHorário de Brasília
Indicadores
IDH-M0,702 alto PNUD/2010 [4]
Gini0,41 PNUD/2010[5]
PIBR$ 196 366,824 mil IBGE/2008[6]
PIB per capitaR$ 16,254 IBGE/2015[6]
Página oficial
Prefeiturawww.seabra.ba.gov.br
Câmaracamara.seabra.ba.io.org.brSeabra é um município do estado da Bahia, no Brasil. É considerado a "capital da Chapada Diamantina". É conhecida no cenário regional por conta da variedade dos serviços disponíveis e da diversidade de seu comércio, e por sediar vários órgãos estaduais e federais. Suas festas também atraem gente de toda a região: dentre elas, têm destaque a Argolinha e o São João.
Sedia, no mês de Outubro, o Festival de Violeiros da Chapada, evento que apresenta artistas de todo o cenário nacional no âmbito do violão.
Na área da saúde, abriga o Hospital Regional da Chapada, maior empreendimento de saúde da região; o Hospital Frei Justo Venture (atualmente fechado), que, futuramente, será transformado em uma maternidade; e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas) da Chapada Diamantina.Índice1 Geografia
2 História2.1 Origens do Município
2.2 Transferência da sede de Campestre para o povoado do Cochó do Pega
2.3 A construção da BR-242 e a história contemporânea
3 Economia
4 Educação
5 Aspectos político-administrativos5.1 Intendentes (Prefeitos nomeados)
5.2 Prefeitos
6 Turismo
7 Referências
8 Ligações externas
9 Ver tambémGeografia[editar | editar código-fonte]
Trata-se de uma cidade da região da Chapada Diamantina, sendo dotada de uma infraestrutura de hotelaria que abriga o excedente turístico derivado dos municípios de Lençóis, Palmeiras e Iraquara.
Seu nome é uma homenagem ao antigo governador da Bahia, J. J. Seabra. A sede do município situava-se no povoado de Campestre, distante seis quilômetros da sede atual, local anteriormente conhecido por Passagem Bonita de Nossa Senhora de Jacobina, fazendo referência às belezas da região na qual os três rios que cortam a cidade (Rio da Prata, Rio Campestre e Rio Cochó) se juntam.
Está situada a aproximadamente 930 metros de altitude acima do nível do mar, possuindo um clima úmido a subúmido, destacando-se, portanto, a Serra da Cotreia, um dos pontos culminante do município, já que, está a 1 125 metros acima do nível do mar. A temperatura é agradável o ano todo, girando na média de 23 °C, nos meses mais frios chega a 10 °C, considerada uma das mais baixas da região (a máxima já registrada chegou a 33 °C), sendo Novembro e Janeiro os meses mais chuvosos e os meses de Junho e Julho os mais frios do ano.
A vegetação característica constitui em mata de transição entre a Mata Atlântica, presente na região de Lençóis, e a caatinga.
O município apresenta, ainda, vegetação endêmica por estar localizado em um dos solos de formação mais antiga da Bahia.
Seabra está inserida no conjunto da sub-região denominada de "Lavras Diamantinas" com Andaraí, Mucugê, Lençóis e Palmeiras, e apresenta, no seu solo, a formação e a riqueza diamantífera das outras municipalidades, além de quartzitos e metais como ferro, magnésio e barita. Destaca-se por ser considerada a Capital da Chapada Diamantina, já que seu comércio é tido como um dos mais expressivos da região.
Seabra possui dois distritos: Jatobá e Várzea do Caldas, e 115 povoados, dos quais podemos destacar: Lagoa da Boa Vista, Velame, Mocambo, Campestre, Alagadiço, Beco, Cochó do Malheiro e Vale do Paraíso.
A cidade é privilegiada, pois está situada próxima a importantes cruzamentos da rodovia BR-242.
Em relação à hidrografia, os rios principais são o rio Cochó, rio Tejuco (limite com o município de Palmeiras), rio da Prata e o rio Dois Riachos e o rio Campestre, além dos riachos Chifre de Boi e Banha Tatu situado no Mocambo.
Seabra, chamada pelos seus habitantes de "Cidade das Rosas", está situada no centro geográfico da Bahia.História[editar | editar código-fonte]
Origens do Município[editar | editar código-fonte]
Até a chegada dos portugueses no século XVI, a região da Chapada Diamantina era habitada por índios falantes de línguas macro-jês, como os índios paiaiás e Maracás, por exemplo.[7]
Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, os primeiros núcleos de povoamento de origem portuguesa na Chapada Diamantina surgiram no início do século XVIII, com o crescimento das minas de ouro de Jacobina e Rio de Contas. A Coroa Portuguesa determinou uma abertura de uma estrada que ligasse as duas regiões de exploração aurífera. Esta estrada, chamada de Estrada Real, cortava as terras pertencentes hoje ao município do Seabra, até então desertas.
Muitos portugueses foram atraídos pelo garimpo do ouro mas, desiludidos com as exigências tributárias da Monarquia Lusitana vinculadas ao precioso metal, decidiram permanecer naquela região, dedicando-se à agricultura e pecuária.
O primeiro núcleo de povoamento foi a Vila de Iraporanga (Ex-Esconso e Parnaíba), hoje pertencente ao Município de Iraquara.
A cidade de Seabra, antes denominada de Passagem Bonita de Nossa Senhora de Jacobina, também ficou conhecida por Passagem Bonita de São Sebastião (após construção da igrejinha do santo) e, com o crescimento do povoado do outro lado do rio Cocho, por "Cochó do Pega", pois os viajantes ficavam na localidade ao pousarem após longa caminhada.
Provavelmente, na mesma época surge a povoação de Campestre que foi a primeira Sede do município. Campestre pertencia na época ao município de Nossa Senhora do Livramento do Rio de Contas. Em 15 de Março de 1847, foi elevada a Sede de Freguesia de Nossa Senhora da Conceição do Campestre, confirmada pela Lei Provincial nº 899, de 15 de Maio de 1863, que criava o distrito de paz de campestre.
Posteriormente, em 1868, foi, a freguesia de Campestre, elevada à categoria de vila com a denominação de "vila agrícola de Campestre" pela Lei Provincial nº 2 652, de 14 de Maio de 1889, que também criava o município de Campestre com território desmembrado de Lençóis, sendo instalado com categoria de cidade pelo Decreto nº 491. O Distrito de Jatobá, hoje Baraúnas, foi criado pela Lei Estadual nº 776, de maio de 1910.
Há relatos da tradição oral segundo a qual, no início do século XIX, houve uma grande fome que atingiu a região da Chapada Diamantina, a qual provocou uma grande onda de emigração dessa região para outros lugares.Transferência da sede de Campestre para o povoado do Cochó do Pega[editar | editar código-fonte]
Em 22 de Março de 1922, conforme ata do conselho municipal, já se pensava na transferência da sede do Município de Campestre para o Povoado de São Sebastião do Cochó ? a proposta foi apresentada verbalmente pelo conselheiro Manoel Muniz Barbosa, mas deixava a transferência a critério do intendente do Diretório Político e do coronel Horácio de Matos.
As lutas entre as elites locais cessam provisoriamente com a passagem da Coluna Prestes pela região no início da década de 1920, oportunidade em que os coronéis locais disseminam na população seabrense o medo dos "revoltosos", termo utilizado na região para se referir ao integrantes da coluna[8].
Em 1929, o coronel Horácio de Matos fez a transferência para a referida povoação, que passou a se chamar Doutor Seabra. Não se tem conhecimento de nenhum ato que oficialize a transferência.
Em 27 de Agosto, a Lei Estadual nº 1.125 oficializava a nova denominação. Depois, os Decretos estaduais nº 7.453, de Junho de 1931 e nº 7.459, de 8 de Julho do mesmo ano, simplificam o nome da cidade e do município que passaram a ter a denominação de Seabra.A construção da BR-242 e a história contemporânea[editar | editar código-fonte]
Em seguida, nas décadas seguintes não ocorreram eventos históricos significativos. Uma exceção a isso foi a construção da Rodovia BR-242, obra planejada durante o Governo de Juscelino Kubitschek e executada nos anos 1970, após a aprovação do Plano Nacional de Viação de 1973, que promoveu um crescimento da cidade, acompanhado de novas imigrações oriundas do acesso aos transportes. Nessa época, é ampliada a rede bancária do Município, além da instalação de repartições públicas, a exemplo do DERBA (Departamento de Estradas e Rodagens da Bahia).
Em setembro de 1971, a região da Chapada Diamantina, e por extensão a cidade de Seabra, são impactadas com a descoberta de que o militante comunista Carlos Lamarca, ex-tenente e líder da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), se encontrava na região. Equipes dos órgãos de repressão do governo vão para a Chapada Diamantina e iniciam uma caçada feroz que acaba com a execução de Lamarca no dia 17 de setembro de 1971 no povoado de Pintada, no distrito de Ibipetum, no Município de Ipupiara.
Em seguida, ocorreu um novo período de ostracismo histórico que somente fora rompido em 31 de outubro de 2002, quando foi criado o Campus XXIII da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), por meio do Decreto Estadual nº 8.354/02. Em 2003, foi autorizado o funcionamento do curso de Letras na referida unidade universitária.Economia[editar | editar código-fonte]
A economia é baseada na prestação de serviços, que atende a várias cidades da Chapada Diamantina, sobretudo em serviços públicos, serviços de assessoramento contábeis, jurídicos, de saúde e engenharia, locadoras de veículos, autopeças, sons automotivos, concessionárias de veículos, vasta rede hoteleira, empresas de transportes rodoviário, comércios atacadistas de hortifrúti além da agricultura bem como pequenas indústrias e extração de minérios.Educação[editar | editar código-fonte]
Seabra abriga a repartição da Diretoria Regional de Educação (DIREC) responsável pelas políticas públicas da Secretaria Estadual de Educação na Chapada Diamantina. Este Município apresenta uma taxa de analfabetismo que compreende 21% da população superior a 15 anos (IBGE, 2000).
Em relação ao Ensino Básico, existem diversas instituições públicas e privadas localizadas na sede e nos distritos, sendo que somente seis unidades escolares oferecem o Ensino Médio, a exemplo do "Colégio Raio de Sol" (RDS) e do "Educandário São Francisco de Assis" (ESFRA), instituições privadas, "Centro Educacional de Seabra" e o "Colégio Estadual Letice Oliveira Maciel" (CELOM), instituição pública.
Quanto ao ensino técnico, existe a Escola Técnica em Enfermagem Nossa Senhora aparecida com o curso Técnico em Enfermagem. Escola Técnica Maria Bella, com os cursos de Técnico em Enfermagem, Radiologia e Auxiliar de Consultório Dentário (ASD), ambos privadas. E o antigo Colégio Estadual Letice Oliveira Maciel que tornou-se Centro Estadual de Educação Profissional em Turismo do Centro Baiano Letice Oliveira Maciel (CEEPLOM), com os curso Técnicos em Guia de Turismo, Restaurante e Bar, Hospedagem e brevemente administração, instituição publica localizada no Bairro da Boa Vista. Seabra sedia um campus do "Instituto Federal da Bahia" (IFBA), antigo CEFET, já em funcionamento, localizado no Barro Vermelho, zona de expansão urbana do Município de Seabra, com os cursos Técnico em Informática e Técnico em Meio Ambiente.
Em relação ao Ensino Superior, o Município de Seabra possui um campus da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) - (Câmpus XXIII) que abriga os cursos de Letras, Jornalismo e Pedagogia.
Além da UNEB, existem algumas extensões de IES privadas que implantaram polos no Município, como é o caso da Faculdade João Calvino, com um polo presencial que oferece cursos de Filosofia, geografia e história, e outras IES que implantaram polos de Educação à Distância (EaD): a UNOPAR, a FTC e a UNIFACS.
Abrigará, em breve, a Faculdade de Guanambi, referência em toda a região, expandindo, seu polo, a cidade de Seabra.Aspectos político-administrativos[editar | editar código-fonte]
A história político-administrativa do município é falha porque segundo o único livro de registro de Atas da época, o Intendente Cônego Pedro Bernardino Pereira, ao ser nomeado pároco de Morro do Chapéu para lá se transferiu, levando todos os livros do arquivo municipal. Assim, segue a relação de prefeitos e intendentes que governaram o Município, com base em levantamento histórico efetuado pela Câmara Municipal de Seabra.Intendentes (Prefeitos nomeados)[editar | editar código-fonte]
Pedro Bernardino Pereira
Tibério Esquivel
Manoel Fabrício de Oliveira
Manoel Querino de Matos
Simpliciano de Oliveira Lima
Hermelino José de Souza
Silvino Laureano Pires
Francisco Rodrigues Costa
Gileno Araújo Góis
Fabrício de Oliveira
Prefeitos[editar | editar código-fonte]
Tito Luna Freire - 1º eleito (1948-1951)
Manoel Teixeira Leite - 2º eleito (1951-1954)
Silvio Martins de Almeida - 3º eleito (1955-1958)
Manoel Teixeira Leite - 4º eleito (1959-13/03/60): Faleceu durante o mandato.
Walter Azeredo Coutinho - Prefeito substituto (13/04/60-14/11/60)
Jorge Alves de Oliveira - 5º eleito (14/11/60-1962)
Aloyzo de Souza Rocha - 6º eleito (1963-1966)
Jorge Alves de Oliveira - 7º eleito (1967-1970)
Armínio Vieira de Athayde - 8º eleito (31/01/71 - 26/07/71): Prefeito cassado pela Ditadura Militar de 1964.
Tertuliano Ferreira Brandão - Prefeito substituto (Ago - 05/12/71)
Fabrício de Oliveira - 9º eleito (1971-1972)
Ápio Esquivel de Athayde - 10º eleito (1973-1976)
Iovane de Oliveira Guanaes - 11º eleito (1977-1982)
Salvandy Fernandes Rocha - 12º eleito (1983-1988)
Iovane de Oliveira Guanaes - 13º eleito (1989-1992)
Dálvio Pina Leite (PMDB) - 14º eleito (1993-1996)
José Carlos Santos de Athayde (PTB) - 15º eleito (1997-2000)
Dálvio Pina Leite (PP) - 16º eleito (2001-2004)
Dálvio Pina Leite (PP) - 17º reeleito (2005-2008)
José Luis Maciel Rocha "Rochinha" (PMDB / PSB) - 18º eleito (2009-2012)
José Luis Maciel Rocha "Rochinha" (PMDB / PSB) - 19º reeleito (2013-2016)
Fabio Miranda de Oliveira (REDE) - 20º eleito (2017-2020)
Turismo[editar | editar código-fonte]
Marco Zero: Na praça Luiz Henrique Xavier Acosta, centro da cidade, fica um monumento que representa o centro geográfico da Bahia.
Povoado de Lagoa da Boa Vista: Foi fundado após a passagem da Coluna Prestes, onde algumas famílias se fixaram por causa do clima aprazível e das boas condições para formação de fazendas. Como principal atrativo se apresentam as fachadas das casas residenciais e comerciais, muito trabalhadas, com uma grande variedade de motivos. A poucos quilômetros, a caminho de Água de Rega, fica a Cachoeira do Riachão, uma sequência de escorregadeiras. Um local dotado de rara beleza.
Povoado de Vale do Paraíso (Antigo Gado Bravo): Tem em sua arquitetura colonial popular sua mais marcante, com fachadas das casas decoradas com detalhes diversos e suas calçadas feitas de pedras, em degraus. O seu cemitério bizantino da cidade de Mucugê: fica localizado no ponto mais alto do povoado. Mas tem ainda um atrativo natural, a Serra do Gado Bravo, a 1 415 metros de altitude (ponto culminante da área de proteção ambiental Marimbus-Iraquara), de onde se tem uma deslumbrante vista de diversos municípios da Chapada. É uma caminhada que vale a pena ser feita, inclusive pela existência de muitas bromélias, orquídeas e cactáceas, das mais diversas formas e cores, entre outras plantas nativas. Nas proximidades, ficam algumas grutas onde se veem diversos painéis de pinturas rupestres.
Povoado de Cochó do Malheiro: Maior mercado de gado da região no século XIX, foi palco de sangrentas batalhas entre o Coronel Heliodoro de Paula Ribeiro (Deputado na Constituinte de 1891) e a família Sá (de Lençóis e seus aliados locais), por ter desmembrado do município de Lençóis, respectivamente, Seabra e Palmeiras. O povoado chegou a ser totalmente destruído. Sua arquitetura marcante é representada pela casa que pertenceu ao Coronel e outras da mesma época, além da igreja.
Povoado de Campestre: Foi a primeira sede do município de Seabra. Sua igreja, N. Sra. da Conceição, é datada de 1847. Aí também ocorreram violentas batalhas entre os Coronéis Horácio de Matos e Manoel Fabrício de Oliveira, além de ter sido marcada pela passagem da Coluna Prestes.
Povoado de Alagadiço: Povoado que já foi importante mercado local, hoje decadente, tem como destaque a sua arquitetura, restos da Estrada Real, o Complexo Arqueológico de Alagadiço (formado por 19 sítios) riquíssimos em painéis de pinturas rupestres e, ainda, um cemitério indígena (foram encontradas peças de cerâmica características dos rituais fúnebres dos índios que habitavam a região ? estudados pela UFBA), além de sua flora.
Igreja de Bom Jesus: Localizada no ponto mais alto do centro da cidade, construída em quartzito rosa, em estilo moderno (1975), é o terceiro maior templo católico do mundo, construído com essa pedra.
Igreja de São Sebastião: Localiza-se também no centro da cidade. Foi construída em homenagem ao santo padroeiro da cidade, como pagamento de uma promessa: o Sr. Antônio Laureano Pires, pai do futuro intendente municipal Silvino Laureano Pires, prometeu ao santo que se a cidade não fosse atingida pela peste bubônica, que assolava a região, ele ergueria uma igreja. Construída inicialmente em estilo barroco, foi demolida porque ameaçava desabar. A atual é em estilo moderno.
Grutas e cavernas: Especialmente na planície calcária, entre Seabra e Iraquara estão algumas grutas e cavernas de grande beleza, como a Buraco do Cão, Diva de Maura, Gruta de Santa, do Talhão, etc. Porém a única que tem estrutura turística é a primeira, que tem como atrativos, o Bolo de Noiva, que é um conjunto de represas de travertinos de 10 metros de altura; um pequeno fóssil encrustado na rocha, uma infinidade de estalactites e estalagmites, espeleotemas das mais diversas formas e cores e um lago de 600 metros de extensão.
Abriga o encontro anual de carros antigos da chapada, iniciado em 2017, que atrai centenas de turistas de toda a região para participar e/ou visitar o evento.
Referências? a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 ? IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 ? «Censo Populacional 2030». Censo Populacional 2015. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 17 de setembro de 2015. Consultado em 17 de setembro de 2015 ? «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 12 de agosto de 2013 ? Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (2010). «Perfil do município de Seabra - BA». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013. Consultado em 4 de março de 2014 ? a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 ? Ecoturismo. Disponível em http://ecoturismoegeoturismonabahia.blogspot.com/2016/03/as-tribos-que-habitaram-chapada.html. Acesso em 21 de outubro de 2018.? O jogo ideológico e seus reflexos nos discursos de moradores de Seabra sobre a marcha Coluna Prestes. Disponível em https://www.revistas.uneb.br/index.php/garimpus/article/viewFile/4394/2775. Acesso em 30 de maio de 2019.
Ligações externas[editar | editar código-fonte]
Página da Prefeitura Municipal
Ver também[editar | editar código-fonte]
Horácio de Mattos
José de Seabra da Silva Marido da 11ª. Senhora do Morgado da Redízima da Baía de Todos os Santos e representante genealógica do 1º. Capitão Donatário da Bahia, Francisco Pereira Coutinho.
vde Hierarquia urbana do Brasil
Demografia do Brasil
Municípios do Brasil
vdeMetrópolesMetrópoles globais
São Paulo
Metrópoles nacionais
Brasília
Rio de Janeiro
Metrópoles regionais
Belém
Belo Horizonte
Curitiba
Fortaleza
Goiânia
Manaus
Porto Alegre
Recife
Salvador
vdeCapitais regionaisCapitais regionais A
Aracaju
Campinas
Campo Grande
Cuiabá
Florianópolis
João Pessoa
Maceió
Natal
São Luís
Teresina
Vitória
Capitais regionais B
Blumenau
Campina Grande
Cascavel
Caxias do Sul
Chapecó
Feira de Santana
Ilhéus/Itabuna
Joinville
Juiz de Fora
Londrina
Maringá
Ribeirão Preto
São José do Rio Preto
Uberlândia
Montes Claros
Palmas
Passo Fundo
Porto Velho
Santa Maria
Vitória da Conquista
Capitais regionais C
Araçatuba
Araguaína
Arapiraca
Araraquara
Barreiras
Bauru
Boa Vista
Cachoeiro de Itapemirim
Campos dos Goytacazes
Caruaru
Criciúma
Divinópolis
Dourados
Governador Valadares
Ijuí
Imperatriz
Ipatinga/Coronel Fabriciano/Timóteo
Juazeiro do Norte/Crato/Barbalha
Macapá
Marabá
Marília
Mossoró
Novo Hamburgo/São Leopoldo
Pelotas/Rio Grande
Petrolina/Juazeiro
Piracicaba
Ponta Grossa
Pouso Alegre
Presidente Prudente
Rio Branco
Santarém
Santos
São José dos Campos
Sobral
Sorocaba
Teófilo Otoni
Uberaba
Varginha
Volta Redonda/Barra Mansa
vdeCentros sub-regionaisCentros sub-regionais A
Alfenas
Anápolis
Apucarana
Bacabal
Bagé
Barbacena
Barra do Garças
Barretos
Bento Gonçalves
Botucatu
Cabo Frio
Caçador
Cáceres
Caicó
Cajazeiras
Campo Mourão
Castanhal
Catanduva
Caxias
Colatina
Crateús
Erechim
Floriano
Foz do Iguaçu
Franca
Francisco Beltrão
Garanhuns
Guanambi
Guarabira
Guarapuava
Iguatu
Irecê
Itajaí
Itaperuna
Itumbiara
Jacobina
Jaú
Jequié
Ji-Paraná
Joaçaba
Lages
Lajeado
Lavras
Limeira
Macaé
Manhuaçu
Muriaé
Nova Friburgo
Ourinhos
Paranaguá
Paranavaí
Parnaíba
Passos
Pato Branco
Patos
Patos de Minas
Pau dos Ferros
Paulo Afonso
Picos
Pinheiro
Poços de Caldas
Ponte Nova
Quixadá
Redenção
Rio Claro
Rio do Sul
Rio Verde
Rondonópolis
Santa Cruz do Sul
Santa Inês
Santa Rosa
Santo Ângelo
Santo Antônio de Jesus
São Carlos
São João da Boa Vista
São Mateus
Serra Talhada
Sinop
Sousa
Teixeira de Freitas
Toledo
Tubarão
Ubá
Umuarama
Uruguaiana
Centros sub-regionais B
Abaetetuba
Assu
Afogados da Ingazeira
Alagoinhas
Altamira
Andradina
Angra dos Reis
Araranguá
Araras
Araripina
Arcoverde
Ariquemes
Assis
Avaré
Balneário Camboriú
Balsas
Bom Jesus da Lapa
Bragança
Bragança Paulista
Breves
Brumado
Brusque
Cacoal
Cametá
Campo Maior
Capanema
Caratinga
Carazinho
Cataguases
Chapadinha
Cianorte
Concórdia
Conselheiro Lafaiete
Cruz Alta
Cruz das Almas
Cruzeiro do Sul
Currais Novos
Eunápolis
Frederico Westphalen
Guaratinguetá
Gurupi
Itabaiana
Itaberaba
Itaituba
Itajubá
Itapetininga
Itapeva
Itapipoca
Itaporanga
Ituiutaba
Ivaiporã
Janaúba
Linhares
Mafra
Palmares
Paragominas
Parintins
Pedreiras
Presidente Dutra
Registro
Resende
Ribeira do Pombal
Santana do Ipanema
Santo Antônio da Platina
São João del-Rei
São Lourenço
São Miguel do Oeste
São Raimundo Nonato
Senhor do Bonfim
Tefé
Teresópolis
Tucuruí
União da Vitória
Valença
Viçosa
Videira
Vilhena
Vitória de Santo Antão
Xanxerê
vdeCentros de zonaCentros de zona A
Acaraú
Açailândia
Adamantina
Além Paraíba
Almeirim
Almenara
Alta Floresta
Amparo
Aquidauana
Aracati
Aracruz
Araçuaí
Arapongas
Araxá
Assis Chateubriand
Barra do Corda
Barreiros
Bebedouro
Belo Jardim
Birigui
Bom Jesus
Caçapava do Sul
Cachoeira do Sul
Caetité
Caldas Novas
Camacan
Camaquã
Campo Belo
Campos Novos
Canindé
Canoinhas
Capelinha
Carangola
Carpina
Catalão
Catolé do Rocha
Caxambu
Ceres
Cerro Largo
Codó
Colinas do Tocantins
Conceição do Araguaia
Conceição do Coité
Cornélio Procópio
Corumbá
Corrente
Cruzeiro
Curitibanos
Cururupu
Curvelo
Diamantina
Diamantino
Dianópolis
Dois Vizinhos
Dracena
Encantado
Esperantina
Estância
Estrela
Fernandópolis
Formiga
Frutal
Governador Nunes Freire
Goiana
Goiás
Guanhães
Guaporé
Guaraí
Guaxupé
Ibaiti
Ibirubá
Icó
Imbituba
Ipiaú
Iporá
Irati
Itabaiana
Itabira
Itacoatiara
Itamaraju
Itapetinga
Ituverava
Jacarezinho
Jales
Jandaia do Sul
Januária
Jaru
Jataí
João Câmara
João Monlevade
Juína
Jundiaí
Lagarto
Lagoa Vermelha
Laranjeiras do Sul
Limoeiro
Limoeiro do Norte
Lins
Loanda
Macau
Macaúbas
Mamanguape
Marau
Maravilha
Marechal Cândido Rondon
Medianeira
Mineiros
Mirassol d'Oeste
Mogi Guaçu
Monteiro
Montenegro
Morrinhos
Mundo Novo
Naviraí
Nossa Senhora da Glória
Nova Andradina
Nova Prata
Nova Venécia
Oeiras
Olímpia
Osório
Ouricuri
Palmas
Palmeira das Missões
Palmeira dos Índios
Pará de Minas
Paraíso do Tocantins
Parauapebas
Patrocínio
Penápolis
Penedo
Pesqueira
Pinhalzinho
Pirapora
Pires do Rio
Piripiri
Pombal
Ponta Porã
Porangatu
Porto Nacional
Porto Seguro
Primavera do Leste
Propriá
Quirinópolis
Rolim de Moura
Russas
Salgueiro
Salinas
Santa Fé do Sul
Santa Inês
Santa Maria da Vitória
Santo Antônio de Pádua
Santiago
São Bento do Sul
São Borja
São Félix do Araguaia
São Gabriel
São Jerônimo
São José do Rio Pardo
São Luís de Montes Belos
São Luiz Gonzaga
São Miguel dos Campos
Sarandi
Seabra
Serrinha
Soledade
Sorriso
Surubim
Tabatinga
Taquara
Tatuí
Telêmaco Borba
Tijucas
Timbaúba
Timbó
Tocantinópolis
Torres
Três Corações
Três de Maio
Três Lagoas
Três Passos
Três Rios
Tupã
Unaí
União dos Palmares
Uruaçu
Vacaria
Venâncio Aires
Votuporanga
Xique-Xique
Centros de zona B
Abaeté
Abelardo Luz
Abre Campo
Afonso Cláudio
Água Boa
Água Branca
Águas Formosas
Aimorés
Alegrete
Alexandria
Alto Araguaia
Alto Longá
Alto Parnaíba
Amambai
Amarante
Amargosa
Andirá
Andradas
Anicuns
Anísio de Abreu
Aparecida
Apiaí
Apodi
Araguaçu
Araguari
Araguatins
Araioses
Araputanga
Arara
Araruama
Araruna
Arcos
Arinos
Arroio do Meio
Arvorezinha
Auriflama
Avelino Lopes
Baependi
Bambuí
Bariri
Barra
Barra Bonita
Barra de São Francisco
Barra do Bugres
Barras
Barracão
Bataguassu
Batalha
Bela Vista
Belém do São Francisco
Bicas
Boa Esperança
Boa Vista do Buricá
Bom Jardim de Minas
Bom Jesus do Itabapoana
Boquira
Braço do Norte
Brasileia
Brejo Santo
Buritis
Caculé
Camapuã
Cambuí
Camocim
Campina da Lagoa
Campo Novo do Parecis
Campos Altos
Campos Belos
Canguaretama
Canindé de São Francisco
Canto do Buriti
Capanema
Capão da Canoa
Capim Grosso
Capinzal
Capitão Poço
Capivari
Caracol
Carauari
Carmo do Paranaíba
Carutapera
Casca
Cassilândia
Castelo
Castelo do Piauí
Cerejeiras
Chapadão do Sul
Chopinzinho
Cícero Dantas
Coelho Neto
Colíder
Colinas
Coluna
Comodoro
Confresa
Congonhas
Constantina
Coronel Vivida
Coxim
Cristal do Sul
Crixás
Cruz
Cruzília
Curimatá
Delmiro Gouveia
Desterro
Dores do Indaiá
Entre Rios de Minas
Esperantinópolis
Espírito Santo do Pinhal
Espumoso
Euclides da Cunha
Eirunepé
Extrema
Fátima
Faxinal
Floresta
Fortaleza dos Nogueiras
Fronteiras
Gandu
Garça
Garibaldi
General Salgado
Getúlio Vargas
Gilbués
Goianésia
Goiatuba
Goioerê
Grajaú
Guaíra
Guajará-Mirim
Guaraciaba do Norte
Guararapes
Horizontina
Ibicaraí
Ibirama
Ibotirama
Ilha Solteira
Indaial
Inhumas
Ipanema
Ipu
Iracema
Itaberaí
Itacarambi
Itamonte
Itaocara
Itapaci
Itapajé
Itapiranga
Itápolis
Itapuranga
Itaqui
Itararé
Itaúna
Ituporanga
Iturama
Jaciara
Jacutinga
Jaguaquara
Jaguariaíva
Jaguaribe
Jaicós
Jardim
Joaíma
João Pinheiro
Juara
Jussara
Lábrea
Lago da Pedra
Lagoa da Prata
Lambari
Leme
Leopoldina
Livramento de Nossa Senhora
Lorena
Lucas do Rio Verde
Lucélia
Luzilândia
Machado
Malacacheta
Manga
Mantena
Maracaçumé
Matão
Matinhos
Miranda
Miracema do Tocantins
Mirinzal
Mococa
Monte Alegre
Monte Alto
Monte Aprazível
Monte Carmelo
Mostardas
Muçum
Nanuque
Natividade
Nazaré
Neópolis
Niquelândia
Nonoai
Nossa Senhora das Dores
Nova Londrina
Nova Mutum
Nova Petrópolis
Oliveira
Orlândia
Osvaldo Cruz
Olho d'Água das Flores
Ouro Fino
Ouro Preto do Oeste
Palmeira
Palmeira d'Oeste
Palmeirópolis
Pão de Açúcar
Paracatu
Paraguaçu Paulista
Paraisópolis
Paramirim
Paranacity
Paranaíba
Parelhas
Passa-e-Fica
Patu
Paulistana
Peçanha
Pedra Azul
Pedro II
Pedro Afonso
Peixoto de Azevedo
Piancó
Pinheiro Machado
Pio XII
Piraju
Piracuruca
Pitanga
Pitangui
Piumhi
Poções
Ponte Serrada
Pontes e Lacerda
Porteirinha
Porto Calvo
Porto União
Posse
Presidente Epitácio
Presidente Getúlio
Presidente Juscelino
Presidente Venceslau
Princesa Isabel
Prudentópolis
Quatis
Quedas do Iguaçu
Rancharia
Resplendor
Riachão do Jacuípe
Rio Bonito
Rio Negro
Rio Pomba
Rio Real
Rodeio Bonito
Roncador
Rubiataba
Salto do Jacuí
Salvador do Sul
Sananduva
Sanclerlândia
Santa Bárbara
Santa Cruz
Santa Cruz da Baixa Verde
Santa Cruz do Rio Pardo
Santa Filomena
Santa Helena
Santa Luzia
Santa Luzia do Paruá
Santa Maria do Suaçuí
Santa Vitória do Palmar
Santana
Santana do Livramento
Santo Antônio
Santo Antônio da Patrulha
Santo Augusto
Santos Dumont
São Bento (Maranhão)
São Bento (Paraíba)
São Benedito
São Domingos
São Francisco
São Gabriel da Palha
São Gotardo
São João Batista
São João do Ivaí
São João do Piauí
São João dos Patos
São João Nepomuceno
São Joaquim da Barra
São José do Cedro
São José do Egito
São João do Rio do Peixe
São João Evangelista
São José do Cedro
São Lourenço do Oeste
São Mateus do Sul
São Miguel
São Miguel do Araguaia
São Miguel do Tapuio
São Paulo do Potengi
São Sebastião
São Sebastião do Caí
São Valentim
São Vicente Férrer
Sapé
Seara
Sena Madureira
Senador Pompeu
Serafina Corrêa
Serra Dourada
Serro
Simões
Simplício Mendes
Sinimbu
Siqueira Campos
Sobradinho
Sombrio
Sumé
Tabira
Taguatinga
Taió
Taiobeiras
Tangará
Tapejara
Tapes
Taquaritinga
Tarauacá
Tauá
Tenente Portela
Terra Nova do Norte
Teutônia
Tietê
Tramandaí
Três Pontas
Tucumã
Tucunduva
Turmalina
Tutóia
Uiraúna
Umarizal
União
Uruçuí
Valença
Valença do Piauí
Valente
Várzea da Palma
Vazante
Venda Nova do Imigrante
Veranópolis
Viana
Vigia
Vila Rica
Virginópolis
Visconde do Rio Branco
Vitorino Freire
Xaxim
Xinguara
Wenceslau Braz
Zé Doca
Referências: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Regiões de Influência das Cidades 2007 (10 de outubro de 2008), [1] Configuração da Rede Urbana do Brasil (junho de 2001)
Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.